A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
72 pág.
Eriophyoidea.pdf

Pré-visualização | Página 1 de 3

TAXONOMIA DE ÁCAROS 
FITÓFAGOS
Prof. Manoel Guedes C. Gondim Jr.
Universidade Federal Rural de Pernambuco
OVO LARVA NINFA ADULTO
NINFOCRISÁLIDA IMAGOCRISÁLIDA
OVOS - PEQUENOS – 20 – 60um DE DIÂMETRO
NO GERAL SÃO GRANDES COMPARADOS AO CORPO DA FÊMEA
EX. OVOS DO ÁCARO DA MACIEIRA Aculus Schlechtendali - 50um
CORPO DA MÃE 170-180um
CICLO CERCA DE 10 A 14 DIAS 
LARVAS – SIMILARES AOS ADULTOS.
DIFERENÇAS – MENOR TAMANHO, AUSÊNCIA DE GENITÁLIA EXTERNA E O 
NÚMERO DAS ANELAÇÕES DORSAIS E VENTRAIS
CICLO DE VIDA DE ERIOPHYOIDEA
R
E
P
R
O
D
U
Ç
Ã
O
ADULTOS – FÊMEAS E MACHOS.
MACHOS SIMILARES AS FÊMEAS PORÉM DE MENOR TAMANHO.
ESPERMATÓFORO
ESPERMATÓFORO - DESCOBERTA FOI FEITA POR OLDFIELD 
et al 1970 e por STERNLICHT & GOLDENBERG 1971 
ESPERMA PERMANECE VIÁVEL – CERCA DE DOIS DIAS. 
R
E
P
R
O
D
U
Ç
Ã
O
Espermatóforo sobre folha de Syagrus romanzoffiana
CICLO DE VIDA DE UM ÁCARO TÍPICO DEUTEROGENIA 
Tipos primários e 
deutogine
Tipos primários
INVERNO
Deutogine
Tipos primários e
deutogine
Tipos primários e
deutogine
VERÃO
P
R
IM
A
V
E
R
A
O
U
T
O
N
O
Movimento para 
hibernação
Queda das folhas
Ovos colocados na 
primavera
Movimento dentro e ao 
redor das fendas das 
plantas para estivação 
e hibernação
(Adaptado de Lindquist et al 1996)
R
E
L
A
Ç
Ã
O
 C
O
M
 A
 P
L
A
N
T
A
 
H
O
S
P
E
D
E
IR
A
ESPECIFICIDADE DA PLANTA 
HOSPEDEIRA
ALIMENTAÇÃO
DANO MECÂNICO
ESTILETES
CONE ENGROSSA 
IMEDIATAMENTE
ESTRUTUTA EM FORMA 
DE DISCO ENDURECIDO
CAUSA ALCALINIZAÇÃO
DOS VACÚOLOS 
MODIFICAÇÕES DA PERMEABILIDADE
DA MEMBRANA NUCLEAR 
DESNATURAÇÃO DO DNA ASSOCIADO 
COM A ACUMULAÇÃO DE CHITOSAM 
R
E
L
A
Ç
Ã
O
 C
O
M
 A
 P
L
A
N
T
A
 
H
O
S
P
E
D
E
IR
A
TOXEMIAS
ALGUNS ÁCAROS NÃO CAUSAM SÓ UM TIPO DE DANO;
Aceria cladophthirus
Solanum americanum
Desenvolvem galhas
Outras 
Desenvolvem lesões 
necróticas localizadas
ERIOPHYIDAE – ESPÉCIES QUE CAUSAM GALHAS,
MAIORIA INCITANTES DE TOXEMIAS 
E OUTROS EFEITOS NÃO DISTORCIVOS
DOS HOSPEDEIROS
PHYTOPTIDAE E DIPTILOMIOPIDAE – RARAMENTE CAUSA
TOXEMIA
FORMAS DE GALHAS
DEFINIÇÃO –HIPERTROFIAMENTO DOS 
TECIDOS DAS FOLHAS
DANO ESPECÍFICO -DIAGNÓSTICO
EXEMPLO – POSIÇÃO, 
TAMANHO 
COR
PODEM SER: ALONGADOS, 
CLAVADOS, 
HEMIESFÉRICOS
ARREDONDADOS 
OU EM FORMA DAS
CONTAS DE UM 
ROSÁRIO
R
E
L
A
Ç
Ã
O
 C
O
M
 A
 P
L
A
N
T
A
 
H
O
S
P
E
D
E
IR
A
capitadacapitada
arredondado
alongados alongados
hemiesféricos
(Kepfer et al. 1982)
GALHAS
R
E
L
A
Ç
Ã
O
 C
O
M
 A
 P
L
A
N
T
A
 
H
O
S
P
E
D
E
IR
A
Galhas prateadas em folhas 
Galhas sobre folhas de Aceraceae 
Galhas em folhas de planta açucarada 
(Kepfer et al. 1982)
FORMAS DE ERÍNEAS
DEFINIÇÃO - PROLIFERAÇÃO DE 
TRICOMAS
SINTOMA ESPECÍFICO – DIAGNÓSTICO
EXEMPLO – POSIÇÃO NAS FOLHAS, 
DENSIDADE DOS TRICOMAS
COR
PODEM SER: ALONGADOS, CLAVADOS,
CAPITADOS, UNICELULAR 
OU MULTICELULAR
R
E
L
A
Ç
Ã
O
 C
O
M
 A
 P
L
A
N
T
A
 
H
O
S
P
E
D
E
IR
A
unicelular
multicelular
unicelular
capitada
clavada
(Kepfer et al. 1982)
ERÍNEAS
Figs A e B Erínea causada por 
Eriophyes calaceris
Erínea causada por Colomeris vitis 
em videira
A
B
R
E
L
A
Ç
Ã
O
 C
O
M
 A
 P
L
A
N
T
A
 
H
O
S
P
E
D
E
IR
A
(Kepfer et al. 1982)
ANORMALIDADES CAUSADAS NAS 
PLANTAS HOSPEDEIRAS
ENVASSOURAMENTO OU SUPERBROTAMENTO;
R
E
L
A
Ç
Ã
O
 C
O
M
 A
 P
L
A
N
T
A
 
H
O
S
P
E
D
E
IR
A
(Kepfer et al. 1982)
ENROLAMENTO DE BORDO NAS FOLHAS
ANORMALIDADES CAUSADAS NAS 
PLANTAS HOSPEDEIRAS
R
E
L
A
Ç
Ã
O
 C
O
M
 A
 P
L
A
N
T
A
 
H
O
S
P
E
D
E
IR
A
(Kepfer et al. 1982)
ANORMALIDADES CAUSADAS NAS 
PLANTAS HOSPEDEIRAS
COLAPSO DOS TECIDOS.
R
E
L
A
Ç
Ã
O
 C
O
M
 A
 P
L
A
N
T
A
 
H
O
S
P
E
D
E
IR
A
(Kepfer et al. 1982)
BRONZEAMENTO DE FOLHAS E 
FRUTOS
R
E
L
A
Ç
Ã
O
 C
O
M
 A
 P
L
A
N
T
A
 
H
O
S
P
E
D
E
IR
A
Bronzeamento de folhas causados
por Phylocoptruta oleivora
Bronzeamento de frutos causados
por Phylocoptruta oleivora
(Kepfer et al. 1982)
DEFORMAÇÕES E FRUTOS EM 
CITRUS
R
E
L
A
Ç
Ã
O
 C
O
M
 A
 P
L
A
N
T
A
 
H
O
S
P
E
D
E
IR
A
Deformação de frutos em citrus
(Kepfer et al. 1982)
TRANSMISSORES DE 
VIROSES
R
E
L
A
Ç
Ã
O
 C
O
M
 A
 P
L
A
N
T
A
 
H
O
S
P
E
D
E
IR
A
A
B
Mosaic vírus causado por 
Eriophyes ficus
A, B – vírus em rosaceae
Mosaic vírus em milho causado por 
Eriophyes tulipae (Kepfer et al. 1982)
MORFOLOGIA DE ERIOPHYOIDEA
Propodossoma Opistossoma
AnelaçõesSeta Genital
Seta Lateral
1ª Seta Ventral
2ª Seta Ventral
3ª Seta Ventral
Seta 
Caudal
Seta 
AcessóriaPernas
FORMATO (VERMIFORME)
Gnatossoma
FORMATO
VERMIFORME
GALHAS
R
E
L
A
Ç
Ã
O
 C
O
M
 A
 P
L
A
N
T
A
 
H
O
S
P
E
D
E
IR
A
Galhas prateadas em folhas 
Galhas sobre folhas de Aceraceae 
Galhas em folhas de planta açucarada 
(Keifer et al. 1982)
ERÍNEAS
Figs A e B Erínea causada por 
Eriophyes calaceris
Erínea causada por Colomeris vitis 
em videira
A
B
R
E
L
A
Ç
Ã
O
 C
O
M
 A
 P
L
A
N
T
A
 
H
O
S
P
E
D
E
IR
A
(Keifer et al. 1982)
MORFOLOGIA DE ERIOPHYOIDEA
FORMATO (FUSIFORME)
Escudo 
Prodorsal
Lobo 
Frontal
Gnatossoma
Pernas
Tanossoma
Tergitos Telossoma
Propodossoma
FORMATO (FUSIFORME)
ANORMALIDADES CAUSADAS NAS 
PLANTAS HOSPEDEIRAS
COLAPSO DOS TECIDOS.
R
E
L
A
Ç
Ã
O
 C
O
M
 A
 P
L
A
N
T
A
 
H
O
S
P
E
D
E
IR
A
(Kepfer et al. 1982)
TEIAS, CERA E SUBSTÂNCIAS 
LÍQUIDAS
R
E
L
A
Ç
Ã
O
 C
O
M
 A
 P
L
A
N
T
A
 
H
O
S
P
E
D
E
IR
A
DIFERENTES EM APARÊNCIA FÍSICA E CONSTITUIÇÃO 
QUÍMICA
OCORREM EM ESPÉCIES VAGRANTES 
PROTEÇÃO DA DISSECAÇÃO E PREDAÇÃO
PHYTOPTIDAE – NÃO CONFIRMADO QUE PRODUZ 
SECREÇÃO CEROSA
ERIOPHYIDAE E DIPTILOMIOPIDAE –ALGUNS PRODUZEM 
CERA
FORMAÇÃO DE TEIA – POUCAS ESPÉCIES
DIPTILOMIOPIDAE – SECREÇÃO DE LÍQUIDOS
ALGUNS ÁCAROS 
FORMAM TEIAS
Cisaberoptus kenyae Keifer
R
E
L
A
Ç
Ã
O
 C
O
M
 A
 P
L
A
N
T
A
 
H
O
S
P
E
D
E
IR
A
(Kepfer et al. 1982)
ALGUNS ÁCAROS PRODUZEM
CERA
Trimerocoptes aleyrodiformis (Keifer)
R
E
L
A
Ç
Ã
O
 C
O
M
 A
 P
L
A
N
T
A
 
H
O
S
P
E
D
E
IR
A
MORFOLOGIA DE ERIOPHYIDAE
Motivador
Base da coxa
do palpo
Seta 
Subapical
TrFeGe
Motivador
Dígito 
Fixo
Dígito 
Móvel
Estilete 
auxiliar
Guia
Infracaptular
Estilete Oral
Bomba
Faringea
Tíbia
Tarso
Seta 
Subapical
Estiletes 
Quelicerais
MORFOLOGIA DE DIPTILOMIOPIDAE
Motivador
Base do Palpo 
da Coxa
Bomba
Faringeal
TrFeGe
Seta 
Subapical
Tíbia
Tarso
Estilete
Oral
Boma 
Faringeana
Motivador
Estiletes 
Quelicerais
Estiletes

Crie agora seu perfil grátis para visualizar sem restrições.