A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
30 pág.
Manejo de ácaros na cultura da seringueira

Pré-visualização | Página 1 de 1

Manejo de Ácaros na 
Cultura da Seringueira 
Outubro, 2018 
Introdução 
 Brasil: 1% da produção 
mundial 
 São Paulo: 54% da 
produção nacional 
Hevea brasiliensis 
Alta diversidade genética 
e alto potencial de 
produção de látex Concentrada nas regiões de 
clima tropical ao norte do 
Estado 
Introdução 
Família Eriophyidae 
– Calacarus heveae – microácaro-da-face superior-da-folha-de-
seringueira 
– Phyllocoptruta seringueirae – microácaro-da-face inferior-da-
folha-de-seringueira 
– Schevtchenkella petiolula – microácaro-do-pecíolo-da folha-de-
seringueira 
Família Tenuipalpidae 
– Tenuipalpus heveae – ácaro-plano-vermelho-da-seringueira 
Família Tarsonemidae 
– Polyphagotarsonemus latus – ácaro branco 
Família Tetranychidae 
– Eutetranychus banksi – ácaro texano 
 
Calacarus heveae (Acari: Eriophyidae) 
• Produz uma substância aparentemente cerosa na região 
dorsal do idiossoma. 
 
• Face adaxial das folhas 
Época de 
precipitação 
elevada 
População 
Calacarus heveae (Acari: Eriophyidae) 
Duração do período de ovo a adulto: 9,3 dias 
Número de ovos por fêmea: 16,2 ovos 
 Longevidade da fêmea adulta: 8,4 dias 
• Sintomas: 
– Amarelecimento progressivo da superfície, 
intercalando com áreas verdes normais. 
– As áreas amareladas podem passar 
posteriormente a uma cor avermelhada. 
 
 
Calacarus heveae (Acari: Eriophyidae) 
Calacarus heveae (Acari: Eriophyidae) 
• Sintomas: 
– Pontuações amareladas, com ou sem áreas 
necróticas centrais, distribuídas pelo limbo foliar. 
– Em algumas situações corre uma descoloração 
generalizada ou bronzeamento do limbo foliar. 
– 
 
 
• Em ambos os casos, observa-se a queda prematura 
das folhas atacadas. 
– Com menor quantidade de folhas as plantas terão uma 
redução na sua capacidade de realizar fotossíntese e como 
consequência a produção será reduzida 
 
Calacarus heveae (Acari: Eriophyidae) 
Plantas atacadas podem 
perder acima de 75% das suas 
folhas 1 ou 2 meses antes do 
período de desfolhamento 
natural. 
Tenuipalpus heveae Baker 
(Acari: Tenuipalpidae) 
Duração do período de ovo a adulto: 30,3 dias 
Número de ovos por fêmea: 34 ovos 
 Longevidade da fêmea adulta: 28,5 dias 
Tenuipalpus heveae Baker 
(Acari: Tenuipalpidae) 
• Sintomas: 
– Coloniza a face inferior de folíolos maduros 
– Localizando-se ao longo das nervuras 
 
 
Grande quantidade de exúvias ao longo das nervuras 
Tenuipalpus heveae Baker 
(Acari: Tenuipalpidae) 
– Também pode provocar intenso desfolhamento 
precoce das plantas 
– Condições favoráveis as duas espécies podem 
ocorrer de dezembro a junho ou julho, 
dependendo do ano. 
 
Fatores que influenciam 
o início da infestação e 
seu desenvolvimento  Ocorrência de chuvas 
 Nível de umidade do ar 
 
Controle 
IAC 301 
PB 254 
PC 119 
Fx 3899 
IAC 15, 
IAC 40, 
IAC 300, 
IAN 3156 
PB 28/59 
Clones resistentes por não 
preferência e/ou antibiose ao 
ácaro Calacarus heveae. 
(Vieira et al., 2017; Vieira et al., 2013; Silva et 
al 2011) 
Controle 
Menos suscetível ao 
desfolhamento provocado 
por C. heveae e T. heveae 
 
 
IRCA 111 
IAC 56 
Tolerante ao ataque de C. 
heveae 
Uso de clones resistentes: 
Manutenção das populações de fitófagos em pequenas 
densidades sem contaminação ambiental e custos adicionais 
ao produtor. 
Controle 
• Químico: Tenuipalpus hevea 
 
Manejo de Ácaros na Cultura do 
Café 
Agra. Claudiane Martins da Rocha 
UNIVERSIDADE ESTADUAL PAULISTA 
“JULIO DE MESQUITA FILHO” 
Programa de Pós-graduação em Agronomia (Entomologia Agrícola) 
Outubro, 2018 
Introdução 
Espírito Santo 
Bahia 
Rondônia 
BRASIL 
Maior produtor e exportador 
Segundo maior consumidor 
da bebida no mundo 
Arábica (80% da área) Conilon ou robusta 
Minas Gerais 
São Paulo 
Espírito Santo 
Bahia. 
85% da produção nacional 95% da produção nacional 
Introdução 
• Principais ácaros praga do cafeeiro 
– Ácaro vermelho - Oligonychus ilicis 
– Ácaro da leprose (ácaro plano) - Brevipalpus spp. 
Oligonychus ilicis 
 Fêmeas de cor marrom-escura. 
 
 Ovos avermelhados, brilhantes e 
levemente achatados. 
 
 Face superior das folhas. 
 
 Época seca, quando a 
temperatura ainda não está 
muito baixa. 
 
Oligonychus ilicis 
Oligonychus ilicis 
• Sintomas: 
– As regiões atacadas tornam-se bronzeadas 
Oligonychus ilicis 
Teias e sujidades aderidas 
Maior proteção aos ovos e formas ativas do 
tetraniquídeo contra agentes físicos e inimigos naturais 
 Disseminação: principalmente pelo vento 
 Reboleiras 
Oligonychus ilicis 
Níveis altos de infestação 
podem causar desfolha e 
reduzir significativamente a 
produção. 
Oligonychus ilicis 
• Controle: 
– Chuvas intensas e constantes podem exercer um controle 
físico; 
– Acaricidas específicos por serem mais seletivos; 
– Direcionado às plantas das reboleiras atacadas, 
abrangendo também uma faixa ao redor delas; 
– Evitar o emprego de piretróides para o controle das 
demais pragas, nos meses que antecedem o período seco 
do ano. 
 
Oligonychus ilicis 
• Abamectina 
• Diafentiurom 
• Lufenurom 
• Fenpropatrina 
• Enxofre 
• Espirodiclofeno 
• Fenperoximato 
• Espiromesifeno 
• Cyflumetofen 
• Piridabem 
Ingredientes ativos 
Brevipalpus spp. 
• Transmite o agente viral responsável pela doença 
"mancha anular“, Coffee ringspot virus – CoRSV. 
• Localização: 
– Região interna dos estratos mediano e inferior da copa; 
– Nas folhas, concentra-se na face inferior, próximo à 
nervura central; 
– Nos frutos, ocorrem principalmente nas regiões da coroa e 
do pedúnculo; 
– Nos ramos, concentram-se nas fendas e nos nós. 
 
 
Brevipalpus spp. 
• Sintomas: 
– Folhas : Manchas alongadas, geralmente no 
sentido das nervuras. 
– Frutos: ficam mais evidentes na fase de cereja. 
 
Brevipalpus spp. 
• Os danos são observados tanto em cafeeiro arábica, 
Coffea arabica L., quanto em cafeeiro canéfora, 
Coffea canephora. 
• O ataque do ácaro pré-dispõe os frutos à penetração 
de microrganismos. 
• Grãos de frutos infectados: 
– possuem peso médio 5% menor do que o de grãos 
saudáveis 
– produzem bebida de menor qualidade 
Polifenoloxidase 
Brevipalpus spp. 
• Controle: 
– Combate ao transmissor, com aplicações de 
acaricidas específicos 
Dificuldade de penetração da calda acaricida na planta 
Sobreposição dos ramos e devido ao acarino alojar-se 
nas fendas. 
• Ingredientes ativos 
Brevipalpus spp. 
Abamectina 
Fenpropatrina 
Espirodiclofeno 
Cyflumetofen 
Propargito 
Fenpiroximato 
Piridabem 
Hexitiazoxi 
Obrigada

Crie agora seu perfil grátis para visualizar sem restrições.