A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
30 pág.
simulado historiografia

Pré-visualização | Página 9 de 12

literalmente esquecida.
	
	Apenas negros e brasncos eram representados como camadas importantes da sociedade brasileira, os indíos por sua condição de selvagens, para a época, foram esquecidos.
	
	A sociedade brasileira era representada a partir de seu caráter miscigenador.
	
	Para representar o caráter nacional brasileiro, o Instituto não apiava o desenvolvimento de obras de traziam a idéia de continuidade com o passado português.
		 Gabarito Comentado.
	
	
	 2a Questão (Ref.: 201308272791)
	Pontos: 0,0  / 1,0
	"Na medida em que Estado, Monarquia e Nação configuram uma totalidade para a discussão do problema nacional brasileiro, externamente define-se o "outro" desta Nação a partir do critério político das diferenças quanto às formas de organização do Estado."
GUIMARÃES, Manuel Luís Salgado. NAÇÃO E CIVILIZAÇÃO NOS TRÓPICOS: O INSTITUTO HISTÓRICO E GEOGRÁFICO BRASILEIRO E O PROJETO DE UMA HISTÓRIA NACIONAL. In:http://www.educacaopublica.rj.gov.br/biblioteca/historia
No processo de construção da nacionalidade brasileira pode-se observar que a definição "do outro" estava relacionada a(s):
		
	
	Espanha, pois tinha claras pretensões em tomar posse das terras de Portugal, sobretudo após a idependência de suas colônias.
	 
	Republicas latino americanas que representavam a barbárie, uma vez que possuiam uma forma diversa de organização política.
	
	Província da Cisplatina, pois fora região que entrara em guerra contar o Brasil durante o Primeiro Reinado.
	 
	Nação portuguesa, apontada como responsável pelo atarso econômico do Brasil.
	
	Europa, pois representava o representava o risco de um processo recolonizador na América.
		
	
	
	 3a Questão (Ref.: 201308273233)
	Pontos: 0,0  / 1,0
	Sobre a contribuição do IHGB para a historiografia brasileira, pode-se afirmar que:
		
	 
	Pretendia construir uma história do Brasil que negava uma continuidade em relação ao passado colonial português.
	
	O papel desse instituto foi fundamental, pois se constituiu como a primeira universidade do Brasil.
	
	A preocupação do Instituto era em priorizar a História contemporânea mundial.
	
	O IHGB foi responsável por reunir os que pensavam a história atrelada a literatura e estavam interessados em discuti-las.
	 
	Sua função era de conduzir discussões e, por meio da sua Revista, publicar documentos pertinentes aos estudos históricos.
		 Gabarito Comentado.
	
	
	 4a Questão (Ref.: 201308273238)
	Pontos: 0,0  / 1,0
	Leia as frases abaixo:
 I-A obra História Geral do Brasil escrita por Varnhagen faz um elogio à colonização portuguesa;
II-Varnhagen que este quis produzir a "verdade histórica" do Brasil e assim como Ranke, quis narrar os eventos tal como se passaram;
III- A historiografia de Varnhagen rompe com os laços de colonização portuguesa;
IV- Varnhagen faz uma história factual, relatando os feitos dos portugueses em sua conquista; uma história cheia de nomes e datas, de eventos contados em um ritmo quase diário.
Marque abaixo a letra que demontra quais alternativas estão corretas:
		
	
	Apenas I e III
	
	I, II e III
	 
	I, II e IV
	
	Apenas I e II
	 
	II, III, IV
		
	
	
	 5a Questão (Ref.: 201308272784)
	Pontos: 0,0  / 1,0
	Segundo o professor Manoel Luis Salgado o pensar a história é uma das marcas características do século XIX na Europa, ao longo do qual são formulados os parâmetros para um moderno tratamento do tema. Nesse período, ainda segundo o professor, a história articula-se num quadro mais amplo, no qual a discussão da questão nacional ocupa uma posição de destaque. No Brasil, pode-se afirmar que o processo de formação do Estado Nacional fica claro com:
		
	
	A proclamação da República que inaugura o início da identidade nacional brasileira.
	
	A Independência do Brasil e a formação das primeiras instituições brasileiras.
	 
	A transferência da corte em 1808 e a inauguração da Biblioteca Nacional e do Banco do Brasil.
	 
	A criação do Istituto Histórico e Geográfico brasileiro em 1838, pois viabilizou um projeto de escrita da História brasileira de forma sistematizada.
	
	O fim do Segundo Reinado que inviabilizava o desenvolvimento da construção do Brasil enquanto Estado Nacional.
		
	
	
	 6a Questão (Ref.: 201308284432)
	Pontos: 0,0  / 1,0
	"Gilberto Freyre foi o grande idealizador do modus vivendi dos grupos dominantes no Brasil colonial.O livro Casa grande e senzala, clássico de nossa historiografia, permanece como um dos mais completos indicadores de caminhos a serem escolhidos por pesquisadores atuais, no que se refere a historia social da colônia ou, melhor dizendo, da história do cotidiano e da vida privada no período colonial."
FARIA, Sheila de Castro. A Colônia em movimento. RJ: Nova Fronteira, 1998. P. 45
Um dos muitos méritos do livro clássico de Gilberto Freyre foi ter elencado uma série de fontes necessárias para os estudiosos do período colonial brasileiro. Entretanto, uma importante fonte, hoje largamente utilizada pelos historiadores, não foi citada por Freyre. Estamos falando:
		
	
	Processos matrimoniais
	 
	Inventários
	
	Registros paroquiais
	
	Testamentos
	 
	Processos judiciais
		 Gabarito Comentado.
	
	
	 7a Questão (Ref.: 201308272790)
	Pontos: 0,0  / 1,0
	Sobre a idéia da construção da nacionalidade brasileira na escrita da história, leia as afirmativas abaixo:
I- A história brasileira, pensada pelo IHGB, traz uma idéia de continuidade em ralação à tarefa civilizadora iniciada pelos portugueses;
II- A gênese do Brasil é pensada a partir da independência política, momento de ruptura com o atrasado passado colonizador;
III- Nação, Estado e Coroa aparecem enquanto uma unidade para os intelectuais do IHGB;
 IV- A historiografia do IHGB define o Brasil como "a nação civilizada do Novo Mundo".
Estão corretas as afirmativas:
		
	
	I e II apenas.
	
	I e III apenas.
	 
	II, III e IV.
	
	I, II e III
	 
	I, III e IV
		 Gabarito Comentado.
	
	
	 8a Questão (Ref.: 201308273259)
	Pontos: 1,0  / 1,0
	Antropólogo por formação, Gilberto Freyre desenvolve seus primeiros estudos ainda na década de 1920, época em que o ambiente intelectual brasileiro passava por várias transformações. Sobre a obra desse autor marque a alternativa INCORRETA:
		
	
	Casa Grande e Senzala, sua principal obra é a primeira que assume a importância do negro na formação do nosso ¿modo de ser¿.
	
	Pode ser notada no texto de Freyre a preocupação em rebater as explicações de cunho biologizante racistas que possuiam muito destaque nesse momento.
	
	Para Gilberto Freyre as diferenças entre os grupos sociais tinham uma origem cultural e não biológica.
	
	Durante o período em que morou na Europa, Freyre sofreu muita influência da antropologia,
	 
	Freyre não incorpora em suas obras ainda algumas inovações trazidas pelo grupo da Revista do Annales, tais como a interdisciplinaridade e a variedade no uso da documentação.
		
	
	
	 9a Questão (Ref.: 201308289596)
	
	No tocante ao tema da miscigenação, que von Martius apontara como chave para se compreender o Brasil, Capistrano avançou muito pouco. Entre seus raros comentários sobre o assunto, reiterou estereótipos sobre negros e mestiços, relacionando o primeiro às "danças lascivas" que alegravam o cotidiano da colônia (a compensar "o português taciturno e o índio sorumbático") e vendo os mulatos como indóceis e rixentos: podiam ser contidos a intervalos por atos de prepotência, mas reassumiam logo a rebeldia originária . Ainda que de forma atenuada, Capistrano revelou-se afinado, neste ponto, com certa "raciologia cientificista", concebida na Europa e assimilada pela intelectualidade brasileira,

Crie agora seu perfil grátis para visualizar sem restrições.