A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
3 pág.
Técnicas de Clareamento - Vital e Não Vital

Pré-visualização | Página 1 de 1

Clareamento Vital Clareamento Não Vital
Caseiro-
Consultório-
Nem todos os casos de endo precisam 
de tratamento não vital, podendo ser 
feito o vital.
Não pode ser feito em dentes sem 
tratamento endodôntico. 
Não é invasivo e nem há perda de estrutura como no caso de facetas e lentes de 
contato.
•
Seguro e eficaz•
Grandes modificações estéticas e psicológicas •
Rejuvenescimento imediato•
Ganho técnico para o dentista•
Aumento da autoestima•
"Out-door" Ambulante•
NÃO é cancerígeno. O estudo onde isso 
ocorria era injetado peróxido de 
hidrogênio na corrente sanguínea de ratos.
Com o clareamento o padrão do paciente 
aumenta, o que faz um dente clareado ser 
mais difícil de ser restaurado que um que 
não tenha sido. No Brasil é proibido o uso de Peróxido de 
Hidrogênio/Carbamida na composição de 
pasta de dente e enxaguantes bucais. Logo, 
pastas clareadoras não são nada além de 
abrasivas, apenas desgastando o esmalte e 
não de fato clareando. Seu uso é 
contraindicado para pacientes que fazem 
clareamento.
Mecanismo de ação: Oxirredução (cadeias complexas convertidas em simples)•
Clareamentos Vitais
 Ponto de saturação
 Quando o dente chega ao limite da abertura de cor.
 A partir daí ocorre o enfraquecimento da estrutura dentária.
Caso o clareamento não tenha atingido o ponto de saturação, deve-se esperar 1 ano até o 
próximo clareamento.
•
Peróxido de carbamida age durante 4 horas (devido a presença de ureia) e o de Hidrogênio age 
durante 1 hora.
•
O agente clareia a dentina e como o esmalte é translúcido, a luz passa por ele. Os pigmentos são 
depositados apenas em esmalte, devido ao seu peso molecular, impedindo que chegue na 
dentina.
•
O canino é o dente mais difícil de chegar no ponto de saturação, devido a maior quantidade de 
dentina.
-
Sensibilidade ocorre até 24/48h após a seção.-
O Peróxido de Carbamida se desassocia em hidrogênio (36%) e ureia (64%)•
O gel clareador pode ser alcalino, neutro ou ácido.•
Alcalino Neutro/Ácido
+ Liberação de Peridroxil
 =
 + Estável e Potente
+ Liberação de Oxigênio Livre 
Menor liberação de Peridroxil 
 =
Clareamento
 Página 1 de Dentística II 
Quebra de carbono gradativa e eficaz Clareamento mais rápido, porém, mais 
instável. 
Vantagens►
Baixo custo-
Técnica menos sensível-
Previsibilidade e estabilidade de cor-
Clareamento Caseiro
Desvantagens►
Resultado depende da disciplina do paciente-
Maior tempo-
Hidrogênio Carbamida
4%, 6%, 7,5% e 10%-
Não usar para 
dormir. Deve haver 
um intervalo de 4 
horas entre uma 
aplicação e outra por 
causa muita 
sensibilidade.
-
10%, 16% e 22%-
Protocolo 
Em caso de restauração: Restaurar com provisório, fazer o clareamento e depois a restauração 
definitiva.
-
Fazer registro de dor inicial (Espelho + Escala Vita)-
Moldeira: Pode ser de acetato ou vinil silano (melhor)-
Recorte reto, 3mm além da margem gengival→
Aplicação é de 1 "grão de arroz" de gel em cada dente da moldeira. Em caso de exageros, maior a 
chance de extravasamento.
-
1ª Sessão
Peróxido de Hidrogênio 20% e 35%→
Indicações►
Rapidez e retoques-
Manchas Persistentes -
Coadjuvante ao clareamento Não Vital-
Clareamento de Consultório
Vantagens►
Tempo-
Praticidade-
Não necessita de colaboração do paciente-
Desvantagens►
Maior custo-
"Efeito Cinderela"-
Sensibilidade maior que o no caseiro-
Algodão na oclusal (Afastadores específicos de clareamento já vem com batente)-
Resina fluida: Fotopolimerizar a cada 3 dentes. Posiciona-se o espelho clínico na oclusal/Incisal -
Protocolo
1 seringa = 1 semana
Quanto maior a %, mais rápido é o clareamento, 
mas apenas na 1ª semana. Após isso, se tornam 
equivalentes. A grande diferença é que quanto 
maior a %, maior é a sensibilidade.
Brancas: Microabrasão-
Escurecidas: Clareamento só na 
mancha.
-
Topdam
Barreira gengival (resina fluida).
O fotopolimerizador não ativa o 
gel, apenas aumenta a 
sensibilidade.
 Página 2 de Dentística II 
Resina fluida: Fotopolimerizar a cada 3 dentes. Posiciona-se o espelho clínico na oclusal/Incisal 
para certificar de que não há nenhuma gengiva aparente.
-
Neutralizante cessa a ação do peróxido, previne queimaduras, mas não elimina nem trata das que 
já ocorreram.
-
Avisar ao paciente que não tem como 
evitar a sensibilidade e indicar o uso de 
dessensibilizante.
Clareamento caseiro + consultório-
Técnica Associada
Pode ser pré, trans e pós operatória-
Pré Trans/Pós
Recessão, Erosão e Abfração-
Cáries-
Restaurações Deficientes-
Doença Periodontal-
Patologia Pulpar-
Regular tempo, dose ou quantidade-
Ajustar concentração-
Mudar pH do produto (Alcalino)-
Dessensibilizantes (Nitrato de Postássio - Não
entregar ao paciente. É tóxico)
-
Bochechos caseiros-
Analgésico-
Sensibilidade
Clareamento Não Vital
Necessita de estrutura remanescente suficiente e tratamento endodôntico correto.-
Dupla Tripla
Consultório
Peróxido de Hidrogênio 35% + Perborato de 
Sódio na Câmara Pulpar
Casa
Gel clareador (Carbamida ou Hidrogênio) na 
moldeira
Peróxido de Hidrogênio 35%-
Peróxido de Hidrogênio + Perborato de 
Sódio na Câmara Pulpar 
-
Consultório
Casa
Gel clareador (Carbamida ou Hidrogênio) na 
moldeira
Elimina-se todo ou quase todo escurecimento intra-coronário causado por necrose, hemorragia interna 
e/ou substâncias químicas. 
 Página 3 de Dentística II