Mal Estar Docente - Causas e Circunstancia
9 pág.

Mal Estar Docente - Causas e Circunstancia


DisciplinaPsicanálise, Infância e Mal-estar na Atualidade2 materiais17 seguidores
Pré-visualização3 páginas
\ufffdPAGE \* MERGEFORMAT\ufffd1\ufffd
MAL- ESTAR DOCENTE: causas e circunstâncias
FaE/ UFPel \u2013 Guilherme Felipe Pires
guipedagogiaufpel@gmail.com
Eixo 3 \u2013 Formação Pedagógica Universitaria (apresentação oral)
O presente artigo tem como objetivo apresentar uma leitura sobre as causa e consequências vividas dentro da profissão docente, através de uma profunda analise em diversos materiais como artigos, livros, revistas digitais, leis e reportagens, que demonstram os desafios que os professores enfrentam. Quando falamos em docência, logo nos vem à mente o professor, a primeira coisa que pensamos é na desvalorização que esta profissão vem sofrendo nas últimas décadas, porém este desgaste é muito maior do que se imagina. O chamado mal-estar docente, é uma das consequências silenciosa que atinge grande parte dos profissionais da área da educação e os impede de trabalhar como gostaria. Não é apenas financeiramente que o professor é afetado, mas sua saúde física e mental corre gravíssimos riscos, que pouquíssimas pessoas conseguem identificar. O mal-estar docente, tem como reflexo a desmotivação, por serem cobrados de diversas formas, pouco se fazendo valer os diretos profissionais, síndromes que aparecem ao decorrer de suas atividades profissionais, como a síndrome de Brunout, além da automedicação, a falta de condições para se trabalhar de forma adequada, os professores são sobrecarregados com tarefas fora da sua atuação, muitas vezes tendo que ir além da sala de aula, enfrentando os problemas familiares que seu alunos lidam todos os dias e acabam passando para os professores a tarefa de tentarem ajudar, na maioria das vezes estes sem saber o que fazer se sentem frustrados por não poderem ajudar seus alunos a resolver todos os problemas, não conseguem separar a vida profissional da pessoal. Sendo assim passam a viver em função do trabalho docente, estes acabam por ficarem muito sobrecarregados e como consequência doentes, vivem a base de medicação, para dores no corpo, para depressão, ansiedade e vários outros problemas que com o tempo vão surgindo.
PALVRAS CHAVES: Docente; mal-estar; doença; consequência; trabalho. 
Introdução
Neste trabalho, é possível entender que a profissão docente passa por muitos desafios e um deles é o mal-estar docente, pois muitos professores demonstram estar desmotivados ou com problemas de saúde, o que acaba interferindo em seu desempenho profissional. Com o passar dos anos a exigência sobre o professor aumentou e assim as tensões também aumentaram, pois, este profissional passa por muitas dificuldades e limitações.
Dentre os inúmeros motivos que levaram ao mal-estar docente um deles é a desvalorização profissional, pois as condições sócias trabalhistas em que a docência é exercida são precárias. Além disso, é uma profissão na qual as responsabilidades, exigências e demandas aumentam sobre os educadores, principalmente por parte das famílias e da sociedade, que designam tarefas que não são funções dos professores. 
O professor vê-se constantemente dividido entre papéis contraditórios por um lado deve ser companheiro e amigo dos alunos e por outro deverá atribui-lhe nota, selecionar. Procura colaborar nas transformações sociais, no entanto é visto pelos alunos como representante da sociedade e da instituição. (SPIVAKOSKI, 2008, p. 10)
Ainda convém lembrar que em muitas escolas a realidade que os professores enfrentam é desmotivadora, pois há casos de violência doméstica, crianças que passam fome ou frio, entre vários outros problemas, e os professores acabam assumindo, muitas vezes, o papel de pais. Outra preocupação constante é a violência contra os próprios educadores, há vários casos de agressões de alunos contra professores, o que deixa todos preocupados e inseguros, pois não se tem segurança nem dentro das escolas.
Em consequência disso, notam-se professores com problemas de saúde física e mental: depressão, ansiedade, fadiga excessiva, déficit de memória, falta de concentração, irritabilidade, dores de cabeça, dores musculares, gastrite, etc. Por outro lado, todos estes problemas acabam fazendo com que os professores se ausentem frequentemente das aulas e assim sendo prejudicam o aprendizado dos alunos.
O que é docência?
A docência, enquanto atividade de ensino é realizada através da interação de três elementos: o docente, os seus alunos e o objeto de conhecimento. Atualmente o conceito de docente vai transformando do pensamento de o professor transmite o conhecimento e o aluno é limitado apenas aos conhecimentos que o professor é capaz de passar, agora é uma via de mão dupla tanto o professor quanto os alunos, que aprendem com essa interação, segundo FREIRE (2016, p. 25) \u201c Não há docência se discência, as duas se explicam e seus sujeitos, apesar das diferenças que os conotam, não se reduzem à condição de objeto um do outro. Quem ensina aprende ao ensinar e quem aprende ensina ao aprender. Quem ensina ensina alguma coisa a alguém. \u201d 
Direitos e Deveres do Docente
A função docente tem seus direitos e deveres assegurados por leis trabalhistas gerais, especificas e pela Lei de Diretrizes e Bases (LDB) de 1996, diz no artigo 67 
Assegura aos docentes do magistério público: a) ingresso, exclusivamente, por concurso de provas e títulos; b) aperfeiçoamento profissional continuo, inclusive com licenciamento periódico remunerado para esse fim; c) piso salarial profissional; d) progressão funcional baseada na titulação ou habilitação, e na avaliação do desempenho; e) período reservado a estudos, planejamento e avaliação, incluindo na carga de trabalho e f) condições adequadas de trabalho.
Seguindo na questão dos deveres daqueles que irão trabalhar na docência publica, cabe seguir orientações dentro da legalidade prevista também na LDB aos sistemas de ensino nos âmbitos federal, estadual e municipal.
a) participar da proposta pedagogia da escola; b) elaborar um plano de trabalho docente (PTD) c) zelar aprendizagem dos alunos d) elaborar estratégias para os alunos de menor rendimento e) ministrar aulas nos dias letivos 	estabelecidos pela escola f) participar do planejamento, à avaliação e ao desenvolvimento profissional g) articular-se com as famílias dos alunos e a comunidade (Art. 13, LDB)
Fatores Contribuintes com o mal-estar
Atualmente se agravaram os problemas de saúde nas profissões, desde seu momento de graduação como na área de estudo da Pedagogia. O tema mal-estar docente, está chamando a atenção para alguns pesquisadores. No caso do de Estado de São Paulo, a pesquisadora e psicóloga Flávia Gonçalves da Silva, da Universidade dos Vales de Jequitinhonha e Mucuri, analisou o problema visto que em sala de aula os professores que mais ficam doentes, são aqueles que mais se dispõem a dar aulas.
Políticas públicas do Estado de SP se interessam pelo problema com a preocupação de diminuir o quadro crescente de problemas de saúde na Educação: 
O Estado de São Paulo, por exemplo, lançou há quase dois anos o projeto Educação com saúde.  Cada diretoria de ensino passou a ser assessorada por uma equipe: que inclui médico, enfermeiro, nutricionista, psicólogo, fisioterapeuta, fonoaudiólogo e assistente social - que faz visitas periódicas às escolas. Segundo a Secretaria de Educação, o foco será a prevenção, e os funcionários que forem diagnosticados com problemas de saúde serão encaminhados para tratamento médico. Com o programa, espera-se reduzir a incidência de problemas. (Camargo, Paulo. 2015)
Causas
Vem desde o momento do início da licenciatura o atraso no que se diz preparação do futuro docente, ainda há poucas estratégias de ensino que possam agregar ações preventivas de saúde para os estudantes de Pedagogia e Licenciaturas. Pois o problema de saúde começa desde o início da carreira e, são esses os docentes que mais adoecem. Além de tudo no curso de licenciatura deve ser dado, desenvolvido e mostrado aos estudantes em formação habilidades de como superar os desafios da adversidade do trabalho. 
Síndrome de Burnout