PRIMEIRO BIMESTRE
8 pág.

PRIMEIRO BIMESTRE

Disciplina:Proteção Penal Inter Sociais27 materiais51 seguidores
Pré-visualização2 páginas
PRIMEIRO BIMESTRE – PROTEÇÃO PENAL INTER SOCIAIS

1) EM NOSSO CÓDIGO PENAL EXISTE UM TIPO PENAL QUE DIZ: “ESCARNECER DE ALGUÉM PUBLICAMENTE, POR MOTIVO DE CRENÇA OU FUNÇÃO RELIGIOSA; IMPEDIR OU PERTURBAR CERIMÔNIA OU PRÁTICA DE CULTO RELIGIOSO; VILIPENDIAR PUBLICAMENTE ATO OU OBJETO DE CULTO RELIGIOSO”. QUE DELITO SERIA ESTE?

A) Impedimento ou perturbação de cerimônia funerária;
B) Violação de Sepultura

C) Ultraje a culto e impedimento ou perturbação de ato a ele relativo;

D) Exercício arbitrário das próprias razões;

E) Coação no curso do processo religioso.

O aluno respondeu e acertou. Alternativa (C)

Comentários:

C) O crime de ultraje a culto e impedimento ou perturbação de ato a ele relativo, disposto no art. 208, do CP, tem a seguinte redação: “Escarnecer de alguém publicamente, por motivo de crença ou função religiosa; impedir ou prática de culto religioso cerimônia ou perturbar cerimônia ou prática de culto religioso; vilipendiar publicamente ato ou objeto de culto religioso: Pena - detenção, de 1 (um) mês a 1 (um) ano, ou multa”.

2)NA FORMA AGRAVADA DO CRIME DE ULTRAJE A CULTO E IMPEDIMENTO OU PERTURBAÇÃO DE ATO A ELE RELATIVO, NOS TERMOS DO PARÁGRAFO ÚNICO DO ART. 208, DO CP, SE HÁ EMPREGO DE VIOLÊNCIA, A PENA É:
A) aumentada de dois terços, sem prejuízo da correspondente à violência;

B) aumentada de um terço, sem prejuízo da correspondente à violência;

C) aumentada de três quintos, sem prejuízo da correspondente à violência;

D) aumentada de um terço;

E) a mesma do caput.

O aluno respondeu e acertou. Alternativa (B)

Comentários:

B) Art. 208, CP “Escarnecer de alguém publicamente, por motivo de crença ou função religiosa; impedir ou perturbar cerimônia ou prática de culto religioso; vilipendiar publicamente ato ou objeto de culto religioso: Pena - detenção, de um mês a um ano, ou multa. Parágrafo único - Se há emprego de violência, a pena é aumentada de um terço, sem prejuízo da correspondente à violência”.

3) A OBJETIVIDADE JURÍDICA DO CRIME DE IMPEDIMENTO OU PERTURBAÇÃO DE CERIMÔNIA FUNERÁRIA É:
A) A proteção do sentimento religioso, independentemente da religião escolhida, o interesse ético-social em si mesmo, bem como a liberdade de culto (art. 5º, VI, da CF);

B) A tutela do sentimento de respeito aos mortos. Esse sentimento de reverência dos vivos para com os mortos não deixa de ter também cunho religioso;

C) A proteção à fé pública;

D) A proteção a liberdade de cerimônia religiosa;

E) A tutela do interesse ético-social em si mesmo.

O aluno respondeu e acertou. Alternativa (B)

Comentários:

B) Protege-se o sentimento religioso, independentemente da religião escolhida, o interesse ético-social em si mesmo, bem como a liberdade de culto (art. 5º, VI, da CF).

4)NA FORMA AGRAVADA DO CRIME DE IMPEDIMENTO OU PERTURBAÇÃO DE CERIMÔNIA FUNERÁRIA, NOS TERMOS DO PARÁGRAFO ÚNICO DO ART. 209, DO CP, SE HÁ EMPREGO DE VIOLÊNCIA, A PENA É:
A) aumentada de dois terços, sem prejuízo da correspondente à violência;

B) aumentada de três quintos, sem prejuízo da correspondente à violência;

C) aumentada de um terço;

D) aumentada de um terço, sem prejuízo da correspondente à violência;

E) a mesma do caput.

O aluno respondeu e acertou. Alternativa (D)

Comentários:

D) Nos termos do parágrafo único do art. 209, do CP, “se há emprego de violência, a pena é aumentada de um terço, sem prejuízo da correspondente à violência”. A violência pode ser física (contra a pessoa) ou material (contra a coisa), respondendo o agente por dois crimes em concurso material, já que as penas são somadas.

5) O CRIME DE VILIPÊNDIO A CADÁVER ESTÁ PREVISTO NO ART. 212, DO CP: “VILIPENDIAR CADÁVER OU SUAS CINZAS” APENADO COM:
A) detenção, de 1 (um) a 4 (quatro) anos, e multa;

B) detenção, de 1 (um) a 3 (três) anos, e multa;

C) reclusão, de 1 (um) a 3 (três) anos, e multa;

D) detenção, de 1 (um) a 6 (seis) anos, e multa;

E) reclusão, de 1 (um) a 4 (quatro) anos, e multa.

O aluno respondeu e acertou. Alternativa (B)

Comentários:

B) Art. 212, CP “Vilipendiar cadáver ou suas cinzas: Pena - detenção, de um a três anos, e multa”.

6) CONSIDERE AS AFIRMAÇÕES COM AO ARTIGO 286, CP:
I – trata-se de delito denominado apologia ao crime ou ao criminoso;

II – o objeto jurídico é a paz individual (sentimento de segurança e sossego que deve existir internamente);

III – o sujeito passivo é pessoa certa e determinada.

Diante das as assertivas, é certo afirmar:

A) somente a I é correta
B) somente a II é correta

C) somente a III é correta

D) todas são corretas

E) todas são incorretas

O aluno respondeu e acertou. Alternativa (E)

Comentários:

E) Reza o art. 286 do CP que: “Incitar, publicamente, a prática de crime. Nomen iuris: Incitação ao crime 2. Objetividade Jurídica O objeto jurídico é a paz pública (sentimento de segurança e sossego que deve existir na coletividade, tranquilidade social) 3. Sujeitos do Delito O sujeito ativo pode ser qualquer pessoa. O sujeito passivo é a coletividade, já que está o artigo em estudo entre os crimes contra a paz pública. A conduta típica vem representada pelo verbo “incitar” (estimular, induzir, provocar, instigar). O dispositivo típico prevê uma única modalidade ( um único núcleo ), razão pela qual é classificado como crime de ação única.

7) CONSIDERE AS AFIRMAÇÕES COM RELAÇÃO AO ARTIGO 287, CP:
I – trata-se de delito denominado incitação ao crime;

II – o sujeito passivo é a coletividade;

III – a conduta típica pode ser dirigida a contravenção ou a ato imoral praticado por alguém.

Diante das as assertivas, é certo afirmar:

A) somente a I é correta

B) somente a II é correta

C) somente a III é correta

D) todas são corretas

E) todas são incorretas

O aluno respondeu e acertou. Alternativa (B)

Comentários:

B) Reza o art. 287 do CP que: “Fazer, publicamente, apologia de fato criminoso ou de autor de crime Nomen iuris: Apologia de Crime ou Criminoso Objetividade Jurídica O objeto jurídico é a paz pública. Sujeitos do Delito O sujeito ativo pode ser qualquer pessoa. O sujeito passivo é a coletividade. Conduta A conduta típica consiste em fazer, publicamente, apologia (exaltar, elogiar, enaltecer) de autor de crime ou de fato criminoso. Exige-se que a apologia seja feita em público, de modo a ser percebida por um número determinado de pessoas e pode se referir ao crime ou ao criminoso. Nesse aspecto “Fazer apologia é elogiar, louvar, enaltecer. A simples opinião ou manifestação de solidariedade que veemente, não se confunde com apologia de fato criminoso”

8) CONSIDERE AS AFIRMAÇÕES COM RELAÇÃO AO ARTIGO 286, CP:
I – trata-se de delito denominado incitação de crime ou contravenção;

II – não há crime de incitação em reunião privada;

III – admite o dolo e a culpa.

Diante das as assertivas, é certo afirmar:

A) somente a I é correta

B) somente a II é correta

C) somente a III é correta

D) todas são corretas

E) todas são incorretas

O aluno respondeu e acertou. Alternativa (B)

Comentários:

B) Reza o art. 286 do CP que: “Incitar, publicamente, a prática de crime. Nomen iuris: Incitação ao crime A incitação pode ser praticada por qualquer meio (oral, escrito, por gestos, etc) e deverá ser feita em público, de modo a ser percebido por um certo número de pessoas. Não há crime de incitação em reunião privada, familiar, ainda que na presença de várias pessoas. Trata-se de crime doloso.

9) CONSIDERE AS AFIRMAÇÕES COM RELAÇÃO AOS ARTIGOS 286 E 287, CP:
I – descreve o artigo 286, CP: Fazer, publicamente, apologia de fato criminoso ou de autor de crime;

II – descreve o artigo 287, CP: Incitar, publicamente, a prática de crime;

III – o sujeito passivo em ambos os delitos é a coletividade.

Diante das as assertivas, é certo afirmar:

A) somente a I é correta

B) somente a II é correta

C) somente a III é correta

D) todas são corretas

E) todas são incorretas

O aluno respondeu