A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
104 pág.
Apostila de Gerenciamento de Riscos

Pré-visualização | Página 11 de 16

e) Para identificar os custos imediatos que impactarão o fluxo de caixa da 
empresa. 
 
Questão 9 
Sobre a análise quantitativa de riscos, foram feitas algumas afirmações. 
Dentre as alternativas a seguir, assinale aquela que NÃO apresenta uma 
afirmação verdadeira. 
 
a) Compreende a avaliação do impacto dos riscos identificados sobre o 
projeto e sua probabilidade de ocorrência. 
b) Pode não ser necessária, em alguns casos. 
c) Sua utilidade depende muito da qualidade dos dados disponíveis. 
d) Mensura a probabilidade e o impacto dos riscos e estima suas 
implicações nos objetivos do projeto. 
e) Os riscos são classificados por prioridade, de acordo com os efeitos 
produzidos sobre os objetivos do projeto. 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 70 
Questão 10 
Sobre os processos de quantificar e qualificar os riscos de um projeto, foram 
feitas as seguintes afirmações: 
 
I. Na análise qualitativa, os riscos são classificados por prioridade, de 
acordo com os efeitos produzidos sobre os objetivos do projeto. 
II. Os demais planos de gerenciamentos das áreas dos projetos não são 
relevantes para a análise quantitativa dos riscos. 
III. Ao final da análise quantitativa, se obtém como resultado a atualização 
do registro dos riscos. 
 
Está(ão) correta(s): 
a) ( ) Somente I 
b) ( ) Somente I e II 
c) ( ) Somente I e III 
d) ( ) Somente II e III 
e) ( ) I, II e III 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 71 
Introdução 
Para que o Gerenciamento de Riscos de um projeto seja eficaz, é 
imprescindível planejar respostas aos riscos identificados, desenvolvendo 
opções e ações para aumentar as oportunidades e reduzir as ameaças aos 
objetivos do projeto. Além disso, é fundamental acompanhar os riscos 
identificados, monitorar os riscos residuais, identificar novos riscos, executar 
os planos de respostas a riscos e avaliar a sua eficácia durante todo o ciclo de 
vida do projeto. Portanto, finalizando a nossa disciplina, serão apresentadas 
as entradas para o desenvolvimento das respostas mais adequadas a cada 
risco, as categorias de respostas utilizadas, o planejamento de contingência e 
a eliminação dos riscos. Abordaremos, também, os produtos de monitoração 
e controle dos riscos, bem como os responsáveis pelo projeto e seus riscos. 
Por fim, compreenderemos os processos de transferência e divisão da 
responsabilidade pelos riscos com outras partes integrantes do projeto e as 
oportunidades que podem ser geradas com a utilização do gerenciamento de 
riscos nos projetos. 
 
 
 
Objetivos: 
1. Conhecer os processos de Desenvolvimento de respostas, 
monitoramento e controle dos riscos; 
 
 72 
2. Identificar as responsabilidades pelos riscos e as oportunidades 
geradas por meio do Gerenciamento de Risco. 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 73 
Conteúdo 
De acordo com o PMBOK, o planejamento de respostas a riscos é o processo 
de desenvolver opções e determinar ações tanto para aumentar as 
oportunidades como para reduzir as ameaças aos objetivos do projeto. 
 
A Cinemática do Processo de Planejamento de Respostas aos 
Riscos 
O processo de planejamento de respostas aos riscos se inicia com a análise 
do item de risco identificado e qualificado e/ou quantificado. Em seguida, 
deve-se imaginar qual o tipo de resposta que deverá ser implementada para 
se lidar com esse risco. Obviamente, a resposta aos riscos pode implicar em 
custos que, se assumidos, poderão levar a novos impactos e/ou 
probabilidades para aquele risco. 
 
Ao encerrarmos a análise dos riscos, podemos implementar as respostas 
imediatamente ou no momento de sua ocorrência. Em função da decisão 
sobre o momento da adoção da resposta, podemos ter dois tipos de reação: 
resposta imediata ou resposta de contingência. 
 
 Resposta imediata: ocorre antes da decisão final sobre o projeto, 
traduzindo uma prevenção ou contenção dos riscos, e pode alterar as 
principais variáveis do projeto: escopo, custo, prazo e qualidade; 
 Resposta de contingência: implementada somente no momento da 
ocorrência do risco, apesar de terem sido planejadas antecipadamente. 
 
O gráfico a seguir apresenta os dois tipos de respostas aos riscos. 
 
 
 74 
 
 
As Estratégias de Resposta aos Riscos 
A efetividade do Gerenciamento de Riscos depende da escolha de uma 
estratégia adequada e do desenvolvimento de ações para lidar com os fatores 
de risco de maior impacto sobre o projeto. Assim sendo, para cada risco, deve 
ser selecionada a estratégia ou associação de estratégias com maior 
probabilidade de eficácia; nesse contexto, adotamos estratégias tanto para os 
riscos negativos quanto para os riscos positivos. 
 
Estratégias para Riscos Negativos ou Ameaça 
Segundo o PMBOK, usualmente são três as estratégias para se lidar com 
ameaças ou riscos que, se ocorrerem, podem ter impactos negativos nos 
objetivos do projeto. Essas estratégias são: prevenir, transferir e mitigar. 
 
Prevenir 
De uma forma geral, podemos evitar alguns eventos de risco adotando 
medidas que eliminem a causa ou a condição que origina a sua possível 
ocorrência ou protegendo os objetivos do projeto dos possíveis impactos dos 
riscos. Essa estratégia é utilizada para riscos que possuem alta probabilidade 
 
 75 
de ocorrência e alto impacto sobre o projeto. Como exemplos práticos da 
adoção dessa estratégia, podemos citar: 
 
 Evitar o uso de tecnologia não comprovada; 
 Evitar troca de fornecedor; 
 Reparar um submarino no interior de um galpão, protegendo-o de 
intempéries. 
 
Transferir 
Por meio dessa estratégia, buscamos a transferência da consequência do 
risco para terceiros que assumam a responsabilidade sobre o risco transferido. 
Cabe destacar que essa estratégia não altera a condição de risco, ou seja, o 
risco não é eliminado. Como exemplos práticos da adoção dessa estratégia, 
podemos citar a contratação de seguros. 
 
Mitigar 
Adotando-se essa estratégia, agimos sobre as condições que cercam o evento 
de risco de maneira a reduzir as probabilidades de sua ocorrência. Em suma, 
todas as ações tomadas visando à redução da probabilidade de ocorrência 
e/ou das consequências dos riscos para valores aceitáveis são estratégias 
mitigadoras de riscos. Como exemplos práticos da adoção dessa estratégia, 
podemos citar: 
 
 A adoção de processos menos complexos; 
 A realização de mais testes operacionais; 
 A escolha de um fornecedor confiável. 
 
 
 76 
Estratégias para Riscos Positivos ou Oportunidades 
Segundo o PMBOK, três estratégias são úteis no trato de riscos que possuem 
impactos potencialmente positivos nos objetivos do projeto: explorar, 
compartilhar ou melhorar. 
 
Explorar 
Essa estratégia pode ser selecionada para riscos com impactos positivos e nos 
pontos em que a organização deseja garantir que a oportunidade seja 
concretizada. Em suma, o que se pretende é a eliminação da incerteza 
associada a um risco positivo específico, fazendo com que a oportunidade 
efetivamente aconteça. Como exemplo prático da adoção dessa estratégia, 
podemos citar a designação de recursos mais capacitados para o projeto, a 
fim de reduzir o seu tempo ou agregar maior qualidade do que a 
originalmente planejada. 
 
Compartilhar 
Essa estratégia envolve a atribuição da propriedade a terceiros que possam 
capturar melhor a oportunidade em benefício do projeto. A formação de 
parcerias é um bom exemplo da adoção dessa estratégia.

Crie agora seu perfil grátis para visualizar sem restrições.