A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
7 pág.
Avaliando Direito Processual do Trabalho I

Pré-visualização | Página 1 de 3

1a Questão (Ref.:201604307874)
	Pontos: 0,1  / 0,1   
	(FCC 2017) A respeito da competência das Varas do Trabalho, segundo a legislação trabalhista em vigor, considere:
 
I. A ação de consignação em pagamento que o empregador promover em face do empregado deve ser proposta no foro do domicílio deste, desde que esta situação esteja prevista no seu contrato de trabalho, caso contrário, a competência será da Vara onde se deu a contratação do trabalhador.
II. Quando for parte no dissídio agente ou viajante comercial, a competência será da Vara do Trabalho da localidade em que a empresa tenha agência ou filial e a esta o empregado esteja subordinado e, na falta, será competente a Vara da localização em que o empregado tenha domicílio ou a localidade mais próxima.
III. Quando for parte no dissídio agente ou viajante comercial, a competência será da Vara do Trabalho da localidade em que a empresa tenha agência ou filial e a esta o empregado esteja subordinado e, na falta, será competente a Vara da localização em que o empregado tenha sido contratado ou a localidade mais próxima.
IV. Em se tratando de empregador que promova realização de atividades fora do lugar do contrato de trabalho, é assegurado ao empregado apresentar reclamação no foro da celebração do contrato ou no da prestação dos respectivos serviços.
V. Mesmo em se tratando de empregador que promova realização de atividades fora do lugar do contrato de trabalho, a competência continuará sendo exclusiva da Vara da localidade da prestação dos respectivos serviços, eis que se trata de regra mais benéfica ao empregado.
 
Está correto o que consta APENAS em 
		
	
	II e IV 
	
	II e III. 
	
	I e V. 
	
	I, III e V
	
	I, II e IV. 
	
	
	
	2a Questão (Ref.:201604376161)
	Pontos: 0,1  / 0,1   
	No que diz respeito ao jus postulandi, conforme entendimento sumulado, é correto afirmar: (Juiz do Trabalho ¿ FCC ¿ TRT/SP ¿ 2011). 
		
	
	Não cabe nos recursos de competência do Tribunal Superior do Trabalho
	
	Pode ser exercido em ação cautelar, mas não em sede de ação rescisória. 
	
	Limita-se única e exclusivamente às Varas do Trabalho.
	
	Pode ser exercido em qualquer instância da Justiça do Trabalho, exceto em se tratando de mandado de segurança.
	
	Não alcança nem o mandado de segurança, nem tampouco os recursos de competência do Tribunal Superior do Trabalho, mas pode ser exercido em ação cautelar.
	
	
	
	3a Questão (Ref.:201604349355)
	Pontos: 0,1  / 0,1   
	Conforme artigo 111 da CF: São órgãos da Justiça do Trabalho?
		
	
	 Tribunal Regional do Trabalho, Tribunal Superior do Trabalho e Supremo Tribunal Federal. 
	
	Juiz do Trabalho, Tribunal Superior do Trabalho e Tribunal Regional do Trabalho. 
	
	Juiz do Trabalho, Tribunal Regional do Trabalho, Tribunal Superior do Trabalho e Supremo Tribunal Federal.
	
	Juizado Especial do Trabalho, Tribunal Regional do Trabalho e Tribunal Superior do Trabalho.
	
	Juiz do Trabalho, Tribunal Regional do Trabalho, Tribunal Superior do Trabalho e Superior Tribunal de Justiça.
	
	
	
	4a Questão (Ref.:201604307875)
	Pontos: 0,1  / 0,1   
	FGV 2018 (adapatado) Jerônimo Fernandes Silva foi admitido pela sociedade empresária Usina Açúcar Feliz S.A. em 12 de fevereiro de 2018 para exercer a função de gerente regional, recebendo salário de R$ 22.000,00 mensais. Jerônimo cuida de toda a Usina, analisando os contratos de venda dos produtos fabricados, comprando insumos e materiais, além de gerenciar os 80 empregados que a sociedade empresária possui. A sociedade empresária pretende inserir cláusula compromissória de arbitragem no contrato de trabalho. Diante da situação retratada e dos preceitos da CLT, assinale a afirmativa correta.
		
	
	É possível a estipulação de cláusula compromissória de arbitragem, desde que isso seja homologado pelo sindicato de classe
	
	Não cabe arbitragem nas lides trabalhistas individuais, pelo que nula eventual estipulação nesse sentido.
	
	A cláusula compromissória de arbitragem é viável, se o empregado for portador de diploma de nível superior.
	
	É possível a estipulação de cláusula compromissória de arbitragem, desde que isso seja homologado pelo Juiz de Direito. 
	
	A cláusula compromissória de arbitragem pode ser estipulada no momento da contratação, desde que o empregado manifeste concordância expressa.
	
	
	
	5a Questão (Ref.:201604307867)
	Pontos: 0,1  / 0,1   
	(AOCP 2018) Em relação à competência da Justiça do Trabalho, assinale a alternativa INCORRETA. 
		
	
	À Justiça do Trabalho compete processar e julgar as ações que envolvam representação sindical entre sindicatos, entre sindicatos e trabalhadores, entre sindicatos e empregadores e demandas de qualquer natureza entre empregadores que façam parte de um mesmo sindicato patronal.
	
	À Justiça do Trabalho compete processar e julgar as ações que envolvam representação sindical entre sindicatos, entre sindicatos e trabalhadores e entre sindicatos e empregadores.
	
	A Justiça do Trabalho é competente para processar e julgar mandados de segurança, habeas corpus e habeas data quando o ato questionado envolver matéria sujeita à sua jurisdição.
	
	A Justiça do Trabalho é competente para processar e julgar ações de indenização por dano moral ou patrimonial, decorrentes da relação de trabalho.
	
	A Constituição federal ampliou a competência da Justiça do Trabalho, atribuindo a esta poderes para dirimir conflitos decorrentes das relações de trabalho e não somente relações de emprego.
	
	1a Questão (Ref.:201604351873)
	Pontos: 0,0  / 0,1   
	Sobre os atos processuais trabalhistas marque a alternativa que julgar incorreta:
		
	
	Os atos processuais são praticados entre as 6h e 18h e em dias úteis.
	
	Praticado um ato é preciso dar ciência aos atores do processo.
	
	Os atos processuais são atos aplicáveis ao processo.
	
	Os atos processuais são praticados eletronicamente consoante disposição da Lei 11.419/2006.
	
	Os atos processuais em regra são públicos.
	
	
	
	2a Questão (Ref.:201604356102)
	Pontos: 0,1  / 0,1   
	No processo do trabalho ir à juízo sem estar patrocinado por advogado é uma mera faculdade da parte, pois poderá se utilizar do jus postulandi. Contudo, caso a parte opte pela representação advocatícia, deverá autorizar tal providência por meio de um mandato (procuração). Abaixo apresentamos assertivas acerca da representação da parte em juízo. Indique a alternativa que contraria o disposto pela legislação, ou doutrina, ou jurisprudência do TST:
		
	
	Para as pessoas jurídicas de direito público não há necessidade de outorga de mandato. 
	
	O advogado não será admitido postular em juízo sem procuração, salvo para evitar preclusão, decadência ou prescrição, ou para praticar ato considerado urgente.
	
	Se o mandato do advogado for tácito os poderes a ele conferidos pelo outorgante somente poderão ser substabelecidos sem reserva de poderes. 
	
	O mandato é uma relação contratual, mas que tem uma peculiaridade: é um mandato processual disciplinado pelo artigo 105 do CPC.
	
	O TST não faz diferença entre o mandato tácito e o apud acta. 
	
	
	
	3a Questão (Ref.:201604356103)
	Pontos: 0,0  / 0,1   
	Atos processuais podem ser definidos como atos coordenados dentro do processo e podem ser divididos em atos judiciais e atos das partes. Para a sua validade deverão observar formalidades e, a esse respeito, tem-se a temática da comunicação dos atos. Abaixo assinale a alternativa que não representa um ato válido de comunicação no processo do trabalho. 
		
	
	A notificação via postla é a regra na fase de conhecimento e há presunçaõ de seu recebimento de 48 horas após a sua postagem. 
	
	No rito sumaríssimo é possível a citação por edital.
	
	No rito

Crie agora seu perfil grátis para visualizar sem restrições.