A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
48 pág.
AULA 01   NOÇÕES DE ADMINISTRAÇÃO DE RECURSOS MATERIAIS

Pré-visualização | Página 1 de 6

Noções de Administração de Recursos Materiais 
Agente Administrativo – DPU 
Aula 01 
3 
Prof. Renato Fenili www.pontodosconcursos.com.br 
Na Contabilidade, recursos materiais podem ser aproximados do 
conceito de bens de venda (mercadorias, matérias-primas, produtos em 
fabricação e produtos prontos), carecendo apenas dos materiais auxiliares 
(por exemplo, material de expediente). 
Recurso patrimonial = refere-se aos elementos físicos empregados 
por uma organização que são destinados à manutenção das atividades de 
uma organização. A natureza do recurso patrimonial é permanente. Além 
disso, nem sempre é possível armazená-lo em estoques. 
Na Contabilidade, os recursos patrimoniais referem-se ao conceito de 
bens de uso, ou ativo imobilizado de uma organização (imóveis, terrenos, 
móveis e utensílios, veículos, máquinas e equipamentos, computadores e 
terminais, instalações etc), tomados em conjunto com seus ativos 
intangíveis. 
Uma vez esclarecido o que se entende por Recurso Material, estamos 
aptos a partir para a definição de Administração de Materiais: 
O conjunto de atividades conduzidas em uma organização, visando a 
maximizar a utilização dos recursos da empresa. 
Veja que o principal objetivo da Administração de Materiais é 
maximizar a utilização dos recursos da empresa. Em outras palavras: 
evitar o desperdício, que pode se manifestar das mais diversas maneiras: 
excesso de estoque, aquisição de materiais desnecessários ou de baixa 
qualidade etc. 
Inúmeras são as variáveis envolvidas na Administração de Materiais. 
Um bom exemplo de organização na qual a Administração de Materiais tem 
de ser muito bem executada é um restaurante, dada a perecibilidade dos 
alimentos. Há de se considerar não só a quantidade de insumos a ser 
adquirida, mas também sua qualidade, o momento de entrega, o 
armazenamento, a minimização de estoques (já que, como veremos, 
estoques geram custos) e a busca por preços econômicos. 
Nesse enfoque, a fim de atingir o objetivo principal da Administração 
de Materiais (maximizar a utilização dos recursos da empresa),podemos 
estabelecer os objetivos secundários da Administração de Materiais: 
Noções de Administração de Recursos Materiais 
Agente Administrativo – DPU 
Aula 01 
 
 
4 
Prof. Renato Fenili www.pontodosconcursos.com.br 
 
 Suprir a organização dos materiais nas quantidades corretas, na 
qualidade requerida, no momento certo, armazenando-os da maneira e no 
local apropriados, praticando preços econômicos e minimizando estoques. 
 
 Para cumprir estes objetivos, a Administração de Materiais divide-se 
em atividades (ou funções) específicas e complementares entre si, assim 
agrupadas por Gonçalves (2007): 
 
 Gestão de estoques – objetiva adequar os níveis de estoque às 
necessidades e à política de gestão de materiais da organização. 
Para tanto, utiliza técnicas de previsão de consumo, gerando 
sinais para a área de compras a fim de iniciar processos de 
aquisição. 
 
 Gestão de compras – objetiva efetuar as aquisições / 
contratações demandadas pelos diversos órgãos componentes da 
empresa, bem como atender às solicitações da área gestora de 
estoques. 
 
 Gestão dos centros de distribuição – responsável pelo 
controle físico dos materiais, bem como pelo seu recebimento na 
organização, movimentação, armazenagem e distribuição 
interna. 
 Vejamos como o este conteúdo é cobrado em concursos: 
 
 
1. (CESPE / SEAD FUNESA / 2008) É objetivo da administração de 
materiais maximizar a utilização dos recursos da empresa. 
 
 Uma administração de materiais eficiente implica a minimização de 
desperdícios pela organização. Em outras palavras, maximiza-se o uso dos 
recursos disponíveis, através de uma gestão de materiais eficiente. 
 O enunciado está certo. 
 
 
Noções de Administração de Recursos Materiais 
Agente Administrativo – DPU 
Aula 01 
5 
Prof. Renato Fenili www.pontodosconcursos.com.br 
2. (CESPE / CNPQ / 2011) Uma das funções precípuas do
administrador de materiais é minimizar o uso dos recursos
envolvidos na área logística da empresa, visando economia e
eficiência.
Esta questão apresenta uma “pegadinha” da banca. Ao 
minimizarmos o uso dos recursos, estamos dando um passo rumo ao 
desperdício. O administrador de materiais deve buscar a maximização do uso 
dos recursos, sempre. 
Assim, a questão está errada. 
3. (CESPE / STM / 2008 - adaptada) A administração de materiais
visa a colocar os materiais necessários na quantidade certa, no
local certo e no tempo certo à disposição dos órgãos que
compõem o processo produtivo da empresa.
A afirmativa apresenta alguns dos objetivos secundários da 
Administração de Recursos Materiais. 
Logicamente, a assertiva está voltada à Gestão de Materiais aplicada 
no processo produtivo de uma empresa. Não podemos esquecer que a 
Gestão de Materiais também contempla os materiais auxiliares, 
especialmente em órgãos públicos. 
De qualquer forma, a questão está certa. 
Após esta familiarização inicial com a definição de Recursos Materiais e 
Patrimoniais e com os objetivos da Administração de Materiais, estamos 
prontos a dar um passo adiante na disciplina. Em se tratando dos recursos 
materiais, eles podem ser classificados de diversas maneiras, seja com 
relação à sua aplicação dentro da organização, à sua importância em termos 
financeiros, ao seu tempo de duração ou a outro critério desejado. É o que 
veremos a seguir. 
Noções de Administração de Recursos Materiais 
Agente Administrativo – DPU 
Aula 01 
6 
Prof. Renato Fenili www.pontodosconcursos.com.br 
II. CLASSIFICAÇÃO DE MATERIAIS
A classificação dos itens de material é um procedimento necessário a fim 
de racionalizar o controle de materiais em estoque. 
Trata-se de um procedimento de aglutinação de materiais por 
características semelhantes, servindo de informação gerencial ao 
administrador de materiais, que se torna capaz de voltar sua atenção a 
determinada(s) categoria(s) de material(is), ao invés de tentar, em vão, lidar 
com uma infinidade de itens de materiais. 
Sem uma classificação de materiais bem definida, seria quase impossível 
ao gestor de materiais administrar seus estoques. 
 Atributos e Etapas da Classificação de Materiais
Um sistema de classificação deve possuir determinadas qualidades (ou 
atributos) que o torne satisfatório. Para Viana (2000), são três os 
atributos de um bom sistema de classificação1: 
 Abrangência = a classificação deve abordar uma série de
características dos materiais, caracterizando-os de forma
abrangente. Aspectos físicos, financeiros, contábeis...são todos
fundamentais em um sistema de classificação abrangente.
 Flexibilidade = Segundo Viana (2000), um sistema de classificação
flexível é aquele que permite interfaces entre os diversos tipos de
classificação, de modo a obter uma visão ampla da gestão de
estoques. Enquanto a abrangência tem a ver com as características
do material, a flexibilidade refere-se à “comunicação” entre os tipos
de classificação, bem como à possibilidade de adaptar e melhorar o
sistema de classificação sempre que desejável.
 Praticidade = a classificação deve ser simples e direta, sem
demandar do gestor procedimentos complexos.
1
 Até o momento, o CESPE cobrou apenas o nome dos atributos. O próximo passo, sem dúvida, será a cobrança 
sobre a definição de cada um desses atributos, ok? 
Noções de Administração de Recursos Materiais 
Agente Administrativo – DPU 
Aula 01 
8 
Prof. Renato Fenili www.pontodosconcursos.com.br 
 Normalização = estabelecimento de normas técnicas para os itens
de material em si, ou

Crie agora seu perfil grátis para visualizar sem restrições.