RELATO DE CASO2018
3 pág.

RELATO DE CASO2018

Pré-visualização3 páginas
CURSO DE MEDICINA VETERINÁRIA
osni santos da conceição1

RELATO DE CASO: ANEMIA, TROMBOCITOPENIA E HIFAS CANINA

BARREIRAS - BA
2018

osni santos da conceição1
REBECA GONÇALVES COELHO2
ROMEU FIGUEIRA ASCENSO NOGUEIRA3

RELATO DE CASO: ANEMIA, TROMBOCITOPENIA E HIFAS CANINA

Trabalho Interdisciplinar apresentado ao Curso de Medicina Veterinária do 3° semestre da UNIRB \u2013 Faculdade Regional da Bahia.

BARREIRAS - BA
 2018
RESUMO

Relatar o caso de um paciente da espécie canina, fêmea sem pedigree, Labrador retriever, animal magro, com rarefação pilosa disseminada, áreas de alopecias disseminadas pelo corpo, teve infestação de pulgas e carrapatos. Peso vivo cerca de 30 kg, TR=39,2 C; auscultação cardiopulmonar sem alterações, linfo adenopatia superficial nos cervicais, submandibulares e poplíteos reativos, esplenomegalia, ou seja, palpação, diagnosticado portador de anemia, trombocitopenia e hifas. A aquisição das informações para esse trabalho foi obtida através de entrevista com a dona do animal, analise e revisão da ficha clínica do paciente, exame para pesquisa de sarna e fungos, exame laboratorial de hemograma, utilização de copias da consulta e dos exames para diagnosticar as causas e sintomas do animal.
Palavra \u2013 chave: anemia, trombocitopenia, hifas.

ABSTRACT

To report the case of a patient of the canine species, female without a pedigree, Labrador retriever, thin animal, with disseminated hair thinning, areas of alopecia disseminated by the body, had infestation of fleas and ticks. Live weight about 30 kg, TR = 39.2 C; cardiopulmonary auscultation without alterations, superficial lymphadenopathy in the cervical, submandibular and popliteal reactive, splenomegaly, that is, palpation, diagnosed with anemia, thrombocytopenia and hyphae. The acquisition of the information for this work was obtained through an interview with the owner of the animal, analysis and revision of the patient's clinical file, examination for scabies and fungi, laboratory examination of the hemogram, use of copies of the consultation and examinations to diagnose the causes and symptoms of the animal.
Key - words: anemia, thrombocytopenia, hyphae.

__________________________________________________________________
1Acadêmico do curso de bacharelado em medicina veterinária faculdade regional brasileira UNIRB E-Mail: osnivicyas@hotmail.com

1 INTRODUÇÃO

A queixa principal da dona do animal era com a perda de peso excessivo, algumas falhas na pelagem, ou seja, dermatite, com suspeita de ser uma sarna contagiosa ou um outro tipo de doença. A perde do peso em animais se não é intencional pelo o próprio dono para controlar a dieta e melhorar a saúde, pode ser provocado por vários fatores graves, que vão além da simples comida, anorexia ou até mesmo lesões na boca, laringe ou esôfago, como também a vermes, hepatite, parasitas, diabetes, infecções intestinais.
Queda da pelagem onde não deveria, espalhada pelo corpo, suspeita de dermatite, sendo ela um dos incômodos mais comuns entre os cães, causando-lhes grandes distúrbios com as alergias provocadas pelas picadas de pulgas, principalmente entre os cães de 01(um) a 03(três) anos de idade, nesse período o contagio é aproximadamente 70% dos caninos.
Porém o risco maior seria uma possível sarna, uma das doenças dermatológicas mais difíceis de se tratar e muito persistente por ser parasitária, sendo causada por várias espécies de ácaros e um desses parasitas poderia ser o Sarcoptes scabiei do gênero Demodex canis, também conhecida por demodicose ou sarna negra que afetam principalmente às camadas mais profundas da pele, ocasionado uma proliferação rapidíssima, provocando vários sintomas e danos aos cães, sendo esse tipo de sarna sarcóptica é uma zoonose que acomete os caninos e entre outros animais.

2 DESENVOLVIMENTO

Este trabalho foi fundamentado em um relato de caso de uma cadela de nome Mel, tendo o seu desenvolvimento da seguinte forma: Objetivo, Método, Relato de Caso, Exame físico, Exames subsidiários, Diagnóstico e Avaliação do grupo.

2.1 OBJETIVO

Relatar o caso de um paciente, animal da espécie canina, fêmea sem pedigree, Labrador retriever, diagnosticada portadora com anemia, trombocitopenia e hifas.

2.2 MÉTODO

 A aquisição das informações para esse trabalho foi obtida através de entrevista com a dona do animal, analise e revisão da ficha clínica do paciente, exame para pesquisa de sarna e fungos, exame laboratorial de hemograma, copias da consulta e dos exames para diagnosticar as causas dos sintomas.

2.3 RELATO DO CASO

No dia 22/09/2018 uma senhora procurou a clínica veterinária São Francisco com o seu animal de nome Mel, da espécie canina, fêmea, peso vivo aproximado de 30 kg, TR=39,2 c, sem pedigree, Labrador retriever, a queixa principal da dona do animal era com a perda de peso excessivo, algumas falhas na pelagem, ou seja, dermatite, com suspeita de ser uma sarna contagiosa ou um outro tipo de doença, haja vista, ela já teria vendo do Centro de Controle a Zoonose de Barreiras (CCZ), onde foi realizado a sorologia que é a imunocromatografia para Leishmaniose Visceral canina, porém o resultado foi negativo.
De acordo o relato da dona, quadro visível do animal que era magro, com rarefação pilosa disseminada, áreas de alopecias disseminadas pelo corpo, teve infestação de carrapatos, auscultação cardiopulmonar sem alterações, linfo adenopatia superficiais cervicais, submandibulares e poplíteos reativos, esplenomegalia (palpação), mais a sorologia trazida, a veterinária da clínica solicitou os seguintes exames: Hemograma completo e pesquisa de sarna e fungos.
Os referidos exames solicitados da pesquisa de sarna e fungos foi feito, recolhendo o material por raspado cutâneo e foi realizado pelo método microscopia direta, realizado na própria clínica, nos resultados da pesquisa foram encontradas amostras negativas para ácaros e positivo para hifas, no Hemograma, este realizado pelo Centro de Diagnostico Veterinário Animal lab, exame realizado com uma porção do sangue do paciente, foi detectada anemia e trombocitopenia.
Com as avaliações clinicas, diagnósticos e os resultados dos exames, o médico veterinário da clínica poderá identificar e conhecer as causas que levaram a Mel a adoecer, medicamentos, as indicações para a não evolução dos sintomas, técnicas utilizadas para beneficiar ao tratamento com o objetivo de melhor e sanar o quadro de saúde do seu paciente.

2.4 EXAME FÍSICO

Animal magro, com rarefação pilosa disseminada, áreas de alopecias disseminadas pelo corpo, teve infestação de carrapatos, peso vivo: cerca de 30 kg, TR=39,2 C; auscultação cardiopulmonar sem alterações, linfo adenopatia superficial (cervicais, submandibulares e poplíteos reativos), esplenomegalia (palpação).

2.5 EXAMES SUBSIDIÁRIOS

Logo após a consulta previa do animal, foram solicitados dois (02) exames para esclarecer os sintomas e diagnosticar problema da cadela Mel, o primeiro (1º) foi o de pesquisa de sarna e fungos feito por meio do raspado cutâneo e o segundo (2°) foi o hemograma completo.
Exame 01 \u2013 Pesquisa de Sarna e Fungos feito por meio do raspado cutâneo.
	 Página 1 de 1
 Outros
CLINICA VETERINARIA SÃO FRANCISCO
Exame 	PESQUISA DE SARNA E FUNGOS
Proprietário Animal
Rebeca Gonçalves Mel
Espécie Raça	 Alergias
CANINA Labrador retriever

	
 Telefone
 Observação
 EXAME SOLICITADO: PESQUISA DE SARNA E FUNGOS

 MATERIAL: RASPDO CUTANEO

 METODO: MICROSCOPIA DIRETA

 ACHADOS: