181847121117 RESOL QUEST PROC CIVIL AULA 01
12 pág.

181847121117 RESOL QUEST PROC CIVIL AULA 01


Disciplina<strong>civil</strong> e <strong>processo Civil</strong>4 materiais8 seguidores
Pré-visualização4 páginas
www.cers.com.br 
 
1 
 
 
 
 
 
 
www.cers.com.br 
 
2 
AULA 01- DIREITO PROCESSUAL CIVIL- OAB XXV EXAME 
RESOLUÇÃO DE QUESTÕES- PROFª SABRINA DOURADO 
 
 
Site: sabrinadourado.com.br 
 
REDES SOCIAIS 
Instagram: @sabrinadourado 
Facebook: https://www.facebook.com/profsabrinadourado 
Twitter: @binadourado 
Periscope: @profsabrinadourado 
 
INDICAÇÕES BIBLIOGRÁFICAS 
- Descomplicando o Processo Civil \u2013 5ª edição- no prelo. 
- Doutrina direcionada/ teoria 
- Doutrina direcionada/ questões 
 
TEMAS: PROCEDIMENTOS ESPECIAIS, EXECUÇÃO \u2013 PARTE I. 
 
01-Quanto ao PROCEDIMENTO DAS POSSESSÓRIAS, assinale a alternativa correta: 
 
a) A propositura de uma ação possessória em vez de outra obstará a que o juiz conheça do pedido e outorgue a 
proteção legal correspondente àquela cujos pressupostos estejam provados. 
b) No caso de ação possessória em que figure no polo passivo grande número de pessoas, serão feitas a citação 
pessoal dos ocupantes que forem encontrados no local e a citação por edital dos demais, determinando-se, ainda, 
a intimação do Ministério Público e, se envolver pessoas em situação de hipossuficiência econômica, da Defenso-
ria Pública. 
c) Não é lícito ao autor cumular ao pedido possessório o de condenação em perdas e danos; 
d) Na pendência de ação possessória é permitido, tanto ao autor quanto ao réu, propor ação de reconhecimento 
do domínio, exceto se a pretensão for deduzida em face de terceira pessoa. 
 
02- Quanto ao PROCEDIMENTO DAS POSSESSÓRIAS, assinale a alternativa incorreta: 
 
a) Concedido ou não o mandado liminar de manutenção ou de reintegração, o autor promoverá, nos 5 (cinco) dias 
subsequentes, a citação do réu para, querendo, contestar a ação no prazo de 15 (quinze) dias. 
b) Quando for ordenada a justificação prévia, o prazo para contestar não será contado da intimação da decisão 
que deferir ou não a medida liminar. 
c) No litígio coletivo pela posse de imóvel, quando o esbulho ou a turbação afirmado na petição inicial houver 
ocorrido há mais de ano e dia, o juiz, antes de apreciar o pedido de concessão da medida liminar, deverá designar 
audiência de mediação, a realizar-se em até 30 (trinta) dias. 
d) Concedida a liminar, se essa não for executada no prazo de 1 (um) ano, a contar da data de distribuição, cabe-
rá ao juiz designar audiência de mediação. O Ministério Público será intimado para comparecer à audiência, e a 
Defensoria Pública será intimada sempre que houver parte beneficiária de gratuidade da justiça. 
 
03-Quanto aos PROCEDIMENTOS ESPECIAIS, assinale a alternativa correta: 
 
a) A ação de dissolução parcial de sociedade pode ter por objeto, dentre outras hipóteses, a resolução da socie-
dade empresária contratual ou simples em relação ao sócio falecido, excluído ou que exerceu o direito de retirada 
ou recesso. 
b) Havendo testamento ou interessado incapaz, proceder-se-á ao inventário judicial. Se todos forem capazes e 
concordes, o inventário e a partilha não poderão ser feitos por escritura pública, a qual constituirá documento hábil 
para qualquer ato de registro, bem como para levantamento de importância depositada em instituições financeiras. 
c) O processo de inventário e de partilha deve ser instaurado dentro de 3(três) meses, a contar da abertura da 
sucessão, ultimando-se nos 12 (doze) meses subsequentes, podendo o juiz prorrogar esses prazos, de ofício ou a 
requerimento de parte. 
d) O juiz decidirá todas as questões de direito desde que os fatos relevantes estejam provados por documento, 
não remetendo para as vias ordinárias as questões que dependerem de outras provas. 
 
 
 
 
 
 
www.cers.com.br 
 
3 
04-A Lei nº 9.099/95 disciplina os chamados Juizados Especiais Cíveis no âmbito Estadual. Nela é possível 
encontrar diversas regras especiais, que diferenciam o procedimento dos Juizados do procedimento co-
mum do CPC. Segundo a Lei nº 9.099/95, assinale a alternativa que indique uma dessas regras específicas. 
 
a) Não é cabível nenhuma forma de intervenção de terceiros nem de assistência. 
b) É vedado o litisconsórcio. 
c) Nas ações propostas por microempresas, admite-se a reconvenção. 
d) Se o pedido formulado for genérico, admite-se, excepcionalmente, sentença ilíquida. 
 
05- OAB XXIII- Jorge administra cinco apartamentos de Marina. Ele recebe os valores relativos à locação 
dos referidos bens, realiza os pagamentos inerentes aos imóveis (condomínio, IPTU), abate o valor pela 
prestação de serviços e repassa o saldo residual a Marina, mediante depósito em conta corrente, titulari-
zada pela contratante. Contudo, nos últimos dez meses, Jorge tem deixado de fornecer os relatórios men-
sais acerca da despesa e receita. Incomodada, Marina o questiona acerca da omissão, que nada faz. Dian-
te desse cenário, Marina procura um advogado, que, com o objetivo de obter os relatórios, deve ajuizar 
 
A) Ação de Execução, fundada em título extrajudicial consubstanciado no acerto verbal havido entre as partes. 
B) Ação de Reintegração de Posse dos imóveis administrados por Jorge. 
C) Ação de Exigir Contas, para que Jorge forneça os relatórios. 
D) Ação de Consignação de Pagamento, objetivando que Jorge consigne os relatórios em Juízo. 
 
06-A ação popular é um importante instrumento para a promoção da tutela coletiva de direitos. Acerca da 
coisa julgada formada pelas sentenças de mérito proferidas em tais ações, é correto afirmar que 
 
a) só se forma coisa julgada em ações populares julgadas procedentes, após a aplicação do duplo grau de juris-
dição, medida que tem por objetivo preservar os interesses da Fazenda Pública eventualmente condenada. 
b) a produção de efeitos erga omnes não ocorre se o pedido for julgado improcedente por insuficiência de provas. 
c) produz efeitos erga omnes, exclusivamente nos casos de procedência meritória, ficando seus efeitos, em todos 
os casos de improcedência, limitados às partes do processo. 
d) produz, como regra, efeitos inter partes, cabendo aos interessados em se beneficiarem de eventual procedên-
cia na ação requererem sua habilitação até a prolação da sentença. 
 
07-O mandado de segurança é um importante instrumento de proteção a direitos líquidos e certos, indivi-
duais ou coletivos, que não estejam amparados por habeas corpus ou habeas data, sempre que, ilegal-
mente ou com abuso de poder, qualquer pessoa física ou jurídica sofrer violação ou tiver justo receio de 
sofrê-la por parte de autoridade. Acerca do mandado de segurança coletivo, é correto afirmar que 
 
a) pode ser impetrado em defesa de direitos líquidos e certos que pertençam a apenas parte dos membros de 
uma categoria ou associação, substituídos pelo impetrante. 
b) a sentença de procedência produz efeitos erga omnes, não limitando seus efeitos aos membros da categoria 
substituídos pelo impetrante. 
c) não induz litispendência para as ações individuais, de forma que os efeitos da coisa julgada beneficiam o impe-
trante individual, ainda que não requeira a desistência de seu mandado de segurança. 
d) a interposição de embargos infringentes é admitida para fins de exercício da ampla defesa. 
 
08-Quanto às ações de família assinale a alternativa incorreta: 
 
a) Nas ações de família, todos os esforços serão empreendidos para a solução consensual da controvérsia, de-
vendo o juiz dispor do auxílio de profissionais de outras áreas de conhecimento para a mediação e conciliação. 
b) A requerimento das partes, o juiz pode determinar a suspensão do processo enquanto os litigantes se subme-
tem a mediação extrajudicial ou a atendimento multidisciplinar. 
c) Recebida a petição inicial e, se for o caso, tomadas as providências referentes à tutela provisória, o juiz não 
ordenará a citação do réu para comparecer à audiência de mediação e conciliação, observado o disposto no art. 
694. 
d) O mandado de citação conterá apenas os dados necessários à audiência e deverá estar