Aula Eixo HH
29 pág.

Aula Eixo HH


Disciplina<strong>analisadores</strong>8 materiais2 seguidores
Pré-visualização1 página
Eixo Hipotálamo - Hipófise
Bases Bioquímicas 
Prof. Dr. Bruno Chaboli Gambarato
Medicina \u2013 Módulo 3
2017.2
Hormônio
Regulador químico da função celular
Qualquer substância no organismo que carregue um sinal gerando uma alteração celular
Age em tecidos alvos
Proteínas e Peptídeos
Aminas
Esteroides
Manutenção do meio interno (Homeostase)
Integração e Regulação do crescimento/desenvolvimento
Controle e manutenção dos diferentes aspectos da reprodução
Despertar para a atividade
Hormônio
Princípios da Sinalização Celular
Transdução de Sinal
Diferentes moléculas-sinais extracelulares alteram o comportamento da célula-alvo
Células diferentes respondem de modo diferente ao mesmo tipo de sinal
A resposta celular à ação hormonal depende de como a célula recebe e interpreta o sinal
Quais enzimas/mecanismos são ativados/desativados
Hormônios - Classificação
Distância em que agem
Características físico-químicas
Endócrinos
Parácrinos
Autócrinos
Hidrofílicos (Hormônios proteicos e catecolaminas)
Lipofílicos (Hormônios esteroides e da tireoide)
Hormônios Endócrinos: são sintetizados em um tecido ou glândula e viajam pela circulação geral para atingir células alvos distantes que expressam receptores cognatos
Lodish & Matsudaira
Voet & Voet
Hormônios parácrinos: São secretados por uma célula e viajam uma distância relativamente pequena para interagir com seus receptores cognatos em uma célula vizinha
Mediadores locais
Hormônios autócrinos: São produzidos por uma célula que é também o alvo para aquele hormônio. (Células vizinham também podem ser alvos)
Características
HormôniosProteicoseCatecolaminas
HormôniosEsteroideseda Tireoide
Solubilidade
Hidrofílico
Lipofílico
Circulaçãono plasma
Livre
Ligado a proteínas
Meia-vidano plasma
Curta
Longa
Concentraçãono plasma
Muito baixa (nMoupM)
Baixa (µM)
Características físico-químicas dos hormônios
Características
HormôniosProteicoseCatecolaminas
HormôniosEsteroideseda Tireoide
Localização do receptor no
tecido alvo
Membrana externa da célula
Citoplasma ou núcleo
Sítio de ação
Membrana
Núcleo
Mecanismo deação
Mudanças na membrana com aformação de mensageiros intracelulares
Mudanças naexpressão gênica, afetam a síntese demRNAe proteínas
Mecanismos de ação dos hormônios
Hormônios hidrofílicos:
	Circulam dissolvidos no plasma
	Requerem um sistema de 2ºs mensageiros nas células alvos
Hormônios lipofílicos
	Necessitam um sistema de transporte no plasma (proteínas)
	Podem se difundir através da membrana plasmática nas células alvos
Mecanismos de ação dos hormônios
Hormônios esteroides e da tireoide, por serem lipofílicos, são carregados no sangue por proteínas transportadoras.
Após, dissociam-se desses transportadores e são difundidos através da membrana e ligam-se a receptores específicos no citosol ou no núcleo.
O complexo H-R atua, então, sobre o DNA nuclear para alterar a transcrição de genes específicos.
Ex.: cortisol, progesterona, estradiol e testosterona;
Os hormônios polipeptídicos e as catecolaminas se ligam a receptores celulares de superfície. Essa ligação determina o aumento ou diminuição na concentração citosólica do 2° mensageiro.
Membrana celular
Receptor 
Citoplasmático
Ativação do segundo mensageiro
Alterações na atividade enzimática
Resposta
Mudança na atividade do gene
Hormônios esteroides
Hormônio amina ou polipeptídeo
Receptor de membrana
A resposta celular a um sinal pode ser rápida ou lenta
\u201cA ligação do sinal ao receptor ativa uma proteína celular ligadora de GTP (G), que regula uma enzima que converte ATP em AMPc\u201d
Ativação da Adenilato ciclase
ATP é convertido em AMPc
Ativa proteína quinase A
Exemplo: 2º Mensageiro: AMPc
Efeito do AMPc em adipócitos e células musculares
Amplificação de sinal
Alguns hormônios que usam o sistema de mensageiro de Adenilato-ciclase - AMPc
ACTH
CRH
FSH
LH
Somatostatina
TSH
Vasopressina
Glucagon
Eixo Hipotálamo-Hipófise
Interface entre o Sistema Nervoso Central e o Sistema Endócrino
Controle da função de várias glândulas endócrinas e de vários processos fisiológicos
Hipófise \u2013 duas regiões distintas
Regiões da Hipófise
Hipófise posterior ou Neuro-hipófise
Neurônios secretores
Hipófise anterior ou Adeno-hipófise
Células Endócrinas
HYPOTHALAMIC 
HORMONES
ANTERIOR 
PITUITARY
HORMONES 
NONENDOCRINE
TARGETS 
ENDOCRINE TARGETS
AND THE HORMONES
THEY SECRETE 
Somatostatin
GHRH*
GnRH
Portal system
Anterior pituitary
FSH
LH
Neurons in hypothalamus
secreting trophic hormones
To target 
tissues
GH
Endocrine cells
of the gonads
Endocrine
cells
Many 
tissues
Germ cells
of the gonads
Thyroid 
gland
Thyroid 
hormones
Adrenal
cortex
Cortisol
Liver
IGFs
Androgens
Estrogens,
progesterone
PRFs
TRH
CRH
TSH
ACTH
Prolactin
Breast
Dopamine*
(Gonadotropins)
GTFLAP
HYPOTHALAMIC 
HORMONES
ANTERIOR 
PITUITARY
HORMONES 
NONENDOCRINE
TARGETS 
ENDOCRINE TARGETS
AND THE HORMONES
THEY SECRETE 
Somatostatin
GHRH
GnRH
Portal system
Anterior pituitary
FSH
LH
To target 
tissues
GH
Cél. endócrinas das gônadas
Endocrine
cells
Diversos tecidos
Germ cells
of the gonads
Tireoide
T3 , T4
Córtex Adrenal
Cortisol
Fígado
IGFs
Androgens
Estrogens,
progesterone
PRFs
TRH
CRH
TSH
ACTH
Prolactina
Mama
Dopamina
(Gonadotropins)
GHIH
*
Cascata Hormonal
Síntese e secreção por neurônios hipotalâmicos de hormônios liberadores específicos
Os hormônios liberadores estimulam a síntese e a secreção de hormônios trópicos por células específicas da hipófise anterior
Os hormônios trópicos aumentam a síntese e a secreção de hormônios específicos por glândulas endócrinas alvos