ATIVIDADE PRÁTICA DE PRINCÍPIOS DE MECÂNICA E RESISTÊNCIA DOS MATERIAIS
8 pág.

ATIVIDADE PRÁTICA DE PRINCÍPIOS DE MECÂNICA E RESISTÊNCIA DOS MATERIAIS

Pré-visualização1 página
ATIVIDADE PRÁTICA DE PRINCÍPIOS DE MECÂNICA E RESISTÊNCIA 
DOS MATERIAIS 
Instruções: Esta atividade prática é individual, pois necessita do número do seu RU 
para desenvolvê-la. Fique atento ao dado que depende dele (RU). Todos exercícios 
possuem o mesmo peso e a nota total equivale a soma das notas de todos eles. Ao final 
desta atividade, você deverá escanear sua resolução para correção da mesma e postá-
la em trabalhos. 
Nome: 
RU: 
 
1-) A força do tensão de Aquiles \ud835\udc39\ud835\udc61 é mobilizada quando o homem tenta ficar na ponta 
dos pés. Quando isso é feito, cada um de seus pés fica sujeito a uma força reativa \ud835\udc75\ud835\udc87 = a 
soma dos três últimos números do seu RU vezes 5 (em N). Se o momento resultante 
produzido pelas forças \ud835\udc39\ud835\udc61 e \ud835\udc41\ud835\udc53 em relação à articulação do tornozelo A precisa ser igual 
a zero, determine a intensidade \ud835\udc39\ud835\udc61. Considere que a distância \u201ca\u201d é igual ao último 
número do seu RU vezes 2, mais 100 mm (em mm) e que o ângulo \ud835\udf3d é igual ao último 
número do seu RU mais 1° (em °). 
 
\u2211 \ud835\udc40 = 0 
2-) A tábua de madeira apoiada entre as construções deflete ligeiramente quando suporta 
o garoto com o peso equivalente a soma dos dois últimos números do seu RU mais 50 
kg (em kg). Essa deflexão causa uma distribuição triangular da carga em suas 
extremidades, tendo intensidades máximas de \ud835\udc64\ud835\udc34 e \ud835\udc64\ud835\udc35. Determine \ud835\udc64\ud835\udc34 e \ud835\udc64\ud835\udc35, cada um 
medido em N/m, quando o garoto posiciona a 3 m de uma das extremidades, como mostra 
a figura. Despreze a massa da tábua e considere que a distância \u201ca\u201d é igual ao último 
número do seu RU mais 1 m (em m). 
 
\u2211 \ud835\udc39 = 0 e \u2211 \ud835\udc40 = 0 
 
3-) Localize o centróide \ufffd\u305\ufffd da seção reta para o perfil em ângulo. Em seguida, encontre o 
momento de inércia \ud835\udc3c\ufffd\u305\ufffd\u2032 em relação ao eixo \ud835\udc66
\u2032 que passa pelo centróide. Sabendo que a 
cota \u201ca\u201d corresponde ao último número do seu RU mais 1 mm e a cota \u201cb\u201d 
corresponde ao penúltimo número do seu RU mais 2 mm, ambas medidas em mm. 
Calcule o momento de inércia em \ud835\udc5a\ud835\udc5a4. 
 
\ufffd\u305\ufffd =
\u2211 \ufffd\u303\ufffd\ud835\udc34
\u2211 \ud835\udc34
 \ud835\udc3c\ufffd\u305\ufffd\u2032 = 
\u210e\ud835\udc4f³
12
 e \ud835\udc3c\ufffd\u305\ufffd = \ud835\udc3c\ufffd\u305\ufffd\u2032 + \ud835\udc34\ud835\udc51\ud835\udc65² 
 
 
4-) Em uma estrutura do tipo treliça, conhecer as forças atuantes nos elementos é 
fundamental para projetá-la adequadamente. Determine as forças nos elementos BC, HC 
e HG. Após a treliça ser secionada, utilize uma única equação de equilíbrio para o cálculo 
de cada força. Considere que a força \ud835\udc6d\ud835\udfcf corresponde à SOMA dos dois últimos 
números do seu RU (em kN), a força \ud835\udc6d\ud835\udfd0 a SOMA dos três últimos números dos seu 
RU (em kN) e a cota \u201ca\u201d igual ao último número do seu RU mais 1 m (medida em 
metros). 
 
\u2211 \ud835\udc39 = 0 e \u2211 \ud835\udc40 = 0 
 
5-) Determine o esforço cortante e o momento nos pontos C e D. Considere que a força 
\ud835\udc6d\ud835\udfcf = a soma dos dois últimos números do seu RU mais 0,5 kN (em kN) e que as 
forças \ud835\udc6d\ud835\udfd0 = correspondem a soma dos três últimos números do seu RU (em kN). 
 
\u2211 \ud835\udc39\ud835\udc65 = 0 \u2211 \ud835\udc39\ud835\udc66 = 0 e \u2211 \ud835\udc40 = 0 
 
6-) Determine as equações de força cortante (cisalhamento) e de momento fletor para a 
viga em balanço. Considere que a o valor da carga distribuída \ud835\udc98 corresponde a soma 
dos dois últimos números do seu RU mais 2 kN/m (em kN/m) e que o momento \ud835\udc74 
corresponde a soma dos três últimos números do seu RU mais 1 kN.m (em kN.m). 
 
\u2211 \ud835\udc39 = 0 e \u2211 \ud835\udc40 = 0 
 
7-) Em projetos de suportes de sustentação, o projetista deve verificar as deformações que 
os elementos estruturais vão sofrer. Os dois arames estão interligados em A. Se a carga P 
provocar o deslocamento vertical de 3 mm ao ponto A, qual será a deformação normal 
provocada em cada arame. Considere que a dimensão dos cabos \u201ca\u201d corresponde a 
soma dos três últimos números do seu RU mais 2, tudo isso vezes 15 (em mm) e o 
ângulo b igual ao último número do seu RU mais 20°. 
 
\ud835\udf00 =
\ud835\udc3f\ud835\udc53 \u2212 \ud835\udc3f\ud835\udc56
\ud835\udc3f\ud835\udc56
=
\ud835\udeff
\ud835\udc3f\ud835\udc56
 
 
8-) O diagrama tensão-deformação de cisalhamento de uma liga de aço é mostrado na 
figura. Supondo que um parafuso com diâmetro correspondente ao último número 
do seu RU mais 20 mm (em mm), seja feito desse material e usado na junta de 
sobreposição, determinar o módulo de elasticidade E a força P necessária para provocar 
escoamento do material. Suponha que \ud835\udc63 = 0,3. Considere a tensão de cisalhamento \ud835\udf49\ud835\udc6c 
igual à soma dos três últimos números do seu RU mais 30 MPa (em MPa) e que a 
deformação por cisalhamento \ud835\udf38 igual ao último número do seu RU mais 2, dividido 
por 1000 (em rad). 
 
 
\ud835\udc3a =
\ud835\udf0f
\ud835\udefe
 \ud835\udc3a =
\ud835\udc38
2(1+\ud835\udf08)
 e \ud835\udf0f =
\ud835\udc49
\ud835\udc34