Contabilidade Financeira FGV 1018 8 3
11 pág.

Contabilidade Financeira FGV 1018 8 3


DisciplinaContabilidade Financeira1.285 materiais6.527 seguidores
Pré-visualização3 páginas
\ufffd\ufffd	
analise de demonstrações contábeis 
Empresa Lojas Americanas
Novembro/2018
\ufffd
Elaborado por: Natália Azeredo Soares
Disciplina: Contabilidade Financeira
Turma: 1018-8_3
\ufffd
Introdução
A empresa Lojas Americanas vem apresentando um constante crescimento na rentabilidade desde 2011. Segundo o relatório anual da companhia de 2017, foi inaugurado o número recorde de 195 lojas, totalizando 1.306 lojas ao final do ano, presentes em 522 cidades em todo o país. O objetivo desse relatório é extrair o maior número de informações das demonstrações contábeis da empresa Lojas Americanas, para que as melhores decisões para o negócio sejam tomadas e para a continuidade do plano de expansão esperado em 2018. 
Desenvolvimento 
Para alcançarmos um melhor entendimento do desempenho financeiro da empresa Lojas Americanas, é importante analisar o seus resultados ao longo dos anos, já que dessa forma podemos procurar oportunidades de melhoria. Nesse relatório serão apresentados os seguintes tópicos: Análise Vertical, Análise Horizontal, Cálculo dos índices de liquidez, Cálculo da estrutura de capital, Cálculo da lucratividade, Cálculo da rentabilidade e conclusão sobre a situação econômica e financeira da empresa. 
Análise horizontal
A análise horizontal compara, em forma percentual, o valor de determinada verba ou de determinado grupo de verbas em relação aos anos anteriores (REIS, A. C. R). O seu objetivo é demonstrar crescimento ou queda em itens das demonstrações contábeis em períodos de tempo consecutivos (Blatt, 2001).
Considerando a análise horizontal acima, pode-se perceber que a empresa Lojas Americanas apresentou um crescimento de 36% no seu Ativo total e no Passivo+Patrimônio Líquido no período de 2017 versus 2016. Em relação ao Ativo Total, o aumento mais significativo foi no Ativo Circulante, reprensentando uma crescimento de 52%, principalmente afetado pelo aumento nas contas de Caixa e Bancos em 592%. O Ativo Não Circulante sofreu um crescimento de 20%, mais afetado pelo aumento de Inventimentos e Ativos Imobilizados. Em relação ao grupo Passivo e Patrimônio Líquido, o crescimento mais significativa foi de 132% no Patrimônio Líquido, devido ao aumento do Capital Social em 172%. O Passivo Circulante e o Não Circulante cresceram principalmente pelo aumento de dívidas de emprestimos e financiamentos. 
Analisando a DRE, podemos ver que houve um incremento de 8% nas Despesas Operacionais, porém, o crescimento da Receita Bruta e Receita Financeira foram mais significativas, 6% e 19% respectivamente, causando assim um aumento do Lucro Líquido em 12%.
Análise vertical 
A análise vertical analisa o percentual de cada verba em relação ao valor global do demonstrativo, ou, ainda, de cada verba em relação ao total do seu respectivo grupo (REIS, A. C. R) . Essa análise tem como objetivo entender como ativos de uma empresa estão distribuidos, a origem dos financiamentos e o percentual do resultado liquido do exercicio (CHING, H. Y.; MARQUES, F.; & PRADO, L.).
Considerando a análise vertical acima, pode-se perceber que a empresa Lojas Americanas apresentou um crescimento na sua liquidez ao aumentar o seu Ativo Circulante de 52% para 58% e diminuir o seu Ativo Não Circulante de 48% para 42% no período de 2016 para 2017. Nota-se também que a empresa está mais financiada por terceiros do que no período anterior, já que o seu Patrimônio Líquido passou de 16% para 27%. Também está menos endividada, já que houve uma redução do seu Passivo Total. 
Analisando a DRE, podemos ver que praticamente houve uma manutenção Lucro Líquido em relação a Receita Bruta, principalmente pelo mantimento dos percentuais do Resultado Bruto e das Despesas Operacionais na Análise Vertical.
Índice de Liquidez
Os Indicadores de Liquidez medem a capacidade de uma empresa de satisfazer as suas obrigações de curto prazo na data de vencimento, ou seja, refere-se a solvência da situação financeira global da empresa (INFOMONEY). 
Comparando os índices acima, podemos perceber que a empresa Lojas Americanas melhorou a sua liquidez de 2016 para 2017, já que todos os indicadores sofreram aumento. Mesmo assim, a sua Liquidez Imediata e Geral podem ser consideradas baixas em ambos os anos, pois o indicador é um fator menor que o valor um.
Estrutura de Capital
Estrutura de Capital é a junção entre o capital próprio e o total de recursos de terceiros que está sendo utilizado em um determinado momento histórico para financiar os ativos de uma organização. A composição desse capital se altera ao passar do tempo na medida do aumento ou da redução da participação do capital próprio ou do capital de terceiros dentro da estrutura da empresa (PORTAL EDUCAÇÃO). 
Comparando os índices acima, podemos perceber que a empresa Lojas Americanas dobrou o seu Capital Circulante Líquido de 2016 para 2017, porém aumentou também a sua necessidade de Capital de Giro. Também reduziu pela metade a sua Imobilização do Capital Próprio. 
Lucratividade
A Lucratividade é um indicador de eficiência operacional que dita qual o ganho de uma empresa em relação ao trabalho desenvolvido. É um dos principais indicadores econômicos da empresa, ligado diretamente com a competitividade do negócio. (SEBRAE)
Comparando os índices acima, podemos perceber que a empresa Lojas Americanas não teve reflexo positivo nas Margens Bruta e Líquida de 2016 para 2017, mesmo aumentando a sua Margem Operacional. Isso acontece porque outras despesas não operacionais cresceram desproporciaonalmente ao crescimento da Receita Líquida. 
Rentabilidade
Diferente da Lucratividade, a Rentabilidade é a relação entre o Lucro Líquido e o Investimento realizado. A Rentabilidade do Patrimônio Liquido é a remuneração do investimento dos acionistas e indica onde é mais indicado que eles invistam o seu capital (BLATT,2001). A Rentabilidade dos Investimentos indica a eficiência da aplicação dos ativos em relação ao ganho de Lucro Líquido.
Comparando os índices acima, podemos perceber que a empresa Lojas Americanas reduziu pela metade o seu ROE de 2016 para 2017, devido a uma aumento brusco no seu Patrimônio Líquido. Já o ROI sofreu uma leve queda, pois o aumento do Ativo Total foi maior que a do Lucro Líquido de um ano para o outro. 
Conclusão 
Após a avaliação das demonstrações contábeis da empresa Lojas Americanas através de analises Vertical, Horizontal, de Liquidez, Estrutura de Capital, Lucratividade e Rentabilidade, podemos observar pontos positivos e oportunidades em relação a situação econômica e financeira da empresa. 
Inicialmente, é importante ressantar que houve uma melhora significativa de Liquidez de 2016 para 2017, indicando que cada vez mais a empresa tem capacidade de quitar as suas dívidas. A Análise Horizontal colabora com esse ponto, já que houve um aumento de 52% nos ativos executáveis a curto prazo. O aumento da Liquidez possibilita maiores investimentos sem impactar a capacidade de honrar com os compromissos no prazo determinado. 
Podemos notar também uma melhora de liquidez refletida na Estrutura de Capital, com um aumento do Capital Circulante Líquido e da necessidade de Capital de Giro e com a redução da imobilização do Capital próprio. A Análise Vertical colabora com esse ponto, já que houve uma migração de percentual de Ativo Não Circulante para Ativo Circulante de 2016 para 2017.
Ao analisar a Lucratividade do negócio, percebemos que a melhoria de Margens de Lucro não foram um ponto forte da empresa, já que os mesmos foram praticamente mantidos de um ano para o outro. Apesar da melhoria de Margem Operacional, a Margem Bruta e Liquida se mantiveram praticamente fixas em 35% e 2% respectivamente. Para melhorar esses resultados no ano de 2018, a empresa deve melhorar a sua receita em maior proporção às suas despesas, para que o Lucro Líquido