A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
2 pág.
Material sobre Avaliação Postural   Como identificar desvios posturais

Pré-visualização | Página 1 de 1

Avaliação Postural 
 
Orientações Gerais 
1. Mínimo de roupa possível, descalço inclusive sem meias; 
2. É aconselhável utilizar um simetrógrafo ou aparelho similar; 
3. Evite realizar a avaliação postural somente analisando fotos, avalie a postura 
olhando tronco e segmentos “ao vivo” assim reduz a possibilidade de erro neste tipo 
de observação; 
4. Peça sempre que o avaliado mantenha-se na postura habitual, evite que o avaliado 
arrume a postura ou mantenha a musculatura contraída; 
5. Inicie a avaliação pela cabeça e cintura escapular e depois siga em direção aos pés 
(ombros, peito, abdome, quadril e joelhos); 
6. Realiza as inspeções visuais com o individuo nos seguintes planos/posições. 
a) Plano Dorsal 
b) Plano Frontal 
c) Plano Direito/Esquerdo 
d) Pernas juntas e com pequeno afastamento 
e) Observe o posicionamento/comportamento dos joelhos, tornozelos e pés durante a 
marcha. 
 
Características dos desvios posturais mais freqüentes 
 
Anteversão de Quadril: Acentuada inclinação anterior do quadril em relação ao 
plano frontal. 
Retroversão de Quadril: Acentuada inclinação posterior de quadril em relação ao 
plano frontal. 
Assimetria de Quadril: Desvio visível de desnivelamento de quadril no plano frontal 
(crista ilíaca direita ou esquerda em níveis de altura assimétrica). 
Protusão Abdominal: Região abdominal volumosa e proeminente quando relaxada. 
É também chamada de Ptose Abdominal. É tipicamente causada pela falta de 
fortalecimento dos músculos abdominais. 
 
MEMBROS INFERIORES 
Pé Abduto ou em Eversão: Posicionamento para fora em relação ao plano sagital. 
Pé Aduto ou em Inversão: Posicionamento para dentro em relação ao plano 
sagital. 
Pé Valgo: Tendão Calcâneo projetado para fora em relação ao plano sagital. 
Pé Varo: Tendão Calcâneo projetado para dentro em relação ao plano sagital. 
Genu - Valgo: Projeção dos joelhos para dentro. 
Genu - Varo: Projeção dos joelhos para fora. 
Genu - Recurvato: Hiperextensão da articulação do joelho passando a linha média 
olhando lateralmente. 
Genu – Flexo: Incapacidade de realizar a extensão completa do joelho quando em 
pé. 
 
CINTURA ESCAPULAR 
Rotação Interna de Ombros – Vista lateral – Músculos peitorais encurtados, 
rotacionando os ombros à frente e elevando as escapulas. Os ombros ficam em 
maior parte posicionados além da linha média lateral. 
Ombros Assimétricos: desnivelamento da altura dos ombros. É facilmente 
identificada observando-se o nivelamento dos acrômios. Geralmente o lado em que 
o ombro encontra-se mais elevado a escapula também estará em maior elevação 
em relação a oposta. 
Encurtamento do Trapézio: Predominância de maior volume muscular nas fibras 
superiores do trapézio. Este desequilíbrio muscular causa a elevação da escapula 
no sentido cervical. 
Protação Escapular: Também chamadas de “escapulas aladas” onde a principal 
característica a proeminência excessiva das escapulas. 
Retração Escapular: Encurtamento dos músculos rombóides e fibras mediais 
/inferiores do trapézio – causa aproximação das bordas mediais das escapulas. 
Depressão Escapular: Ação predominante dos feixes inferiores do trapézio peitoral 
menor, grande dorsal e porção inferior do peitoral maior. 
Triangulo de Tales Assimétricos: Assimetria das formas geométricas dos 
triângulos que são formados pelo espaço entre os braços e a lateral do 
abdome/tórax.