A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
273 pág.
Planejamento Urbano e Meio Ambiente

Pré-visualização | Página 38 de 50

soluções para melhorar as condições 
de habitabilidade de seus cidadãos. Para os planejadores urbanos, ha-
bitabilidade deve conter não somente a moradia propriamente dita, 
como também as boas condições urbanas do entorno, como áreas ver-
des, equipamentos de educação, saúde e mobilidade urbana (DUARTE, 
2011, p. 75).
Sobre a segurança pública é importante ressaltar que a maior atribuição dessa 
seara é de responsabilidade do Estado. Na esfera municipal as ações acabam 
sendo limitadas, tanto por verba quanto por corpo técnico. Porém, o município 
pode planejar sua infraestrutura e zoneamento urbano buscando inibir a crimi-
nalidade. Implantar legislação que facilite a entrada de cursos técnicos e mesmo 
a formação de uma educação básica de qualidade funcionam como prevenções 
ao aumento da criminalidade. O acesso à cultura, ao lazer e ao esporte também 
ficam diretamente vinculados a diminuição de criminalidade. Aspectos como 
uma boa iluminação pública, guarda municipal estrategicamente posicionada 
e o devido manejo das unidades de conservação e parques públicos também 
influem na segurança de uma cidade.
A assistência social é essencial, pois ela que tentará equalizar as condições 
sociais, tentando enquadrar socialmente aqueles que acabaram por ficar à mar-
gem da sociedade. Disponibilizar corpo técnico capacitado e disposto em centros 
PLANEJAMENTO URBANO: ETAPAS E DIMENSÕES
Reprodução proibida. A
rt. 184 do Código Penal e Lei 9.610 de 19 de fevereiro de 1998.
IIIU N I D A D E154
de assistência social bem distribuídos pela cidade, colocados em pontos estraté-
gicos é um dos pontos fundamentais.
A promoção da cidadania pode ser colocada como o último grau da dimen-
são social, pois depende do bom funcionamento de outras dimensões e das ações 
dentro da própria dimensão social. Cidadania trata da questão da identidade e 
do pertencimento de um cidadão a uma coletividade. Deseja-se que o cidadão 
sinta-se incluindo e respeitado, podendo exercer seus direitos cívicos, políticos 
e sociais. Marshall (apud CARVALHO, 2001) afirma que a cidadania só é plena 
se dotada de todos os três tipos de direito:
1. Civil: direitos necessários à liberdade individual, liberdade de expressão e de 
pensamento; direito de propriedade e de conclusão de contratos; direito à jus-
tiça; que foi instituída no século 18.
2. Política: direito de ser participativo no exercício do poder político, como can-
didato ou eleitor, no conjunto das instituições de autoridade pública, constituída 
no século 19.
3. Social: conjunto de direitos relativos ao bem-estar econômico e social, desde 
a segurança até ao direito de partilhar do nível de vida (qualidade de vida), 
segundo os padrões prevalecentes na sociedade, que são conquistas do século 20.
DIMENSÃO ECONÔMICA
Trata dos recursos financeiros de um município e das variadas formas de se 
trabalhar esses recursos. Considerar-se os recursos financeiros das empresas e 
cidadãos e do poder público. 
O planejamento urbano e a gestão urbana de forma geral devem estar sem-
pre pensando em formas de beneficiar os empreendedores e trabalhadores de 
uma região, para que existam ganhos justos e bem distribuídos na sociedade. 
De forma geral, a responsabilidade socioambiental das empresas deve constar 
como item importante para promover benefícios financeiros nas leis efetuadas 
nesse intuito. 
Dimensões do Planejamento Urbano
Re
pr
od
uç
ão
 p
ro
ib
id
a.
 A
rt
. 1
84
 d
o 
Có
di
go
 P
en
al
 e
 L
ei
 9
.6
10
 d
e 
19
 d
e 
fe
ve
re
iro
 d
e 
19
98
.
155
Em relação aos recursos financeiros do órgão público do município, esses 
vêm em grande parte de impostos tanto de âmbito municipal, estadual e federal, 
porém, cabe salientar que existem maneiras do município aumentar sua renda 
trabalhando alguns produtos. Como exemplo podemos, citar a boa administra-
ção de resíduos sólidos que pode promover renda com o desenvolvimento de 
produtos como: lenha, briquetes, adubo, reciclagem entre outros. A boa admi-
nistração de um município também pode trazer aumento de recurso financeiros, 
como exemplo podemos citar a boa administração das áreas verdes onde muni-
cípio poderá ter mais ganhos com leis do tipo ICMS Ecológico e das futuras leis 
para Pagamento de Serviços Ambientais (PSA). 
A agricultura e a pecuária, a indústria e o comércio, bem como os ser-
viços, são aspectos da dimensão econômica que com frequência têm 
secretarias especiais ou, ao menos, projetos municipais específicos para 
apoiar os empresários dos setores primário (agricultura e pecuária), se-
cundário (indústria) e terciário (comércio e serviços) (DUARTE, 2011, 
p. 71).
Um bom planejamento urbano deve ter bom entendimento da macroeconomia 
em termos nacionais e internacionais, assim como, do funcionamento econômico 
da região em que se encontra para assim poder fazer os devidos planejamentos 
e gestão para gerar mais oportunidades de negócios e empregos ao município. 
Outro ponto importante é a organização dos programas de geração de renda alter-
nativa para aqueles que estejam temporariamente afastados do mercado formal. 
São programas importantes para evitar perdas econômicas e cenários de pobreza 
nas cidades. Devem ser mobilizado para o bem coletivo, atendendo casos espe-
ciais dos mais necessitados e com fiscalização ampla e eficiente.
O bom desenvolvimento do turismo em uma região é outro ponto importante 
para aumentar os recursos financeiros de um município, principalmente a longo 
prazo. Atualmente fica estabelecida secretaria especial para o planejamento do 
turismo, que acaba tendo vínculo com meio ambiente e cultura principalmente.
PLANEJAMENTO URBANO: ETAPAS E DIMENSÕES
Reprodução proibida. A
rt. 184 do Código Penal e Lei 9.610 de 19 de fevereiro de 1998.
IIIU N I D A D E156
DIMENSÃO INFRAESTRUTURAL
Trata dos serviços públicos essenciais, obras, infraestrutura e do transporte. No 
planejamento urbano devem ser colocadas as necessidades dentro dos temas 
destacados e estimados os gastos para o gerenciamento de toda essa dimensão. 
No final das contas é uma dimensão vinculada a todas as outras, pois as neces-
sidades existentes nela vem dos diagnósticos efetuados nas outras dimensões. 
Nessa dimensão ficam estabelecidas as necessidades infraestruturais para 
a resolução das problemáticas encontradas em todas as dimensões do planeja-
mento urbano.
DIMENSÃO GERENCIAL
Dimensão vinculada diretamente a gestão urbana. Trata das funções do órgão 
público municipal (prefeitura) na administração dos recursos humanos, recursos 
financeiros, governança (governo), do gerenciamento dos impostos (fazenda), 
da comunicação interna entre secretarias e na administração geral. 
Diferentemente da dimensão econômica que o foco fica nas formas de ampliar 
os recursos, aqui o foco é a destinação dos recursos, o ordenamento desses recur-
sos em orçamentos de destinação com cronograma específico. As perguntas que 
se estabelecem nessa dimensão são: como serão utilizados os recursos e as for-
mas de destinação desses? Como funcionarão as equipes, os profissionais e suas 
funções dentro das necessidades do município?
DIMENSÃO TERRITORIAL
Essa dimensão trata do planejamento do uso do solo no município, fica vincu-
lada as outras dimensões, pois a divisão do território em zonas diferenciadas de 
uso serão feitas em função dos resultados dos diagnósticos da dimensão ambien-
tal, social, econômica, infraestrutural e gerencial. Nessa dimensão o foco será a 
determinação do zoneamento urbano, do parcelamento do solo e suas diretrizes.
©shutterstock
Áreas Verdes Urbanas
Re
pr
od
uç
ão
 p
ro
ib
id
a.
 A
rt
. 1
84
 d
o 
Có
di
go
 P
en
al
 e
 L
ei
 9
.6
10
 d
e 
19
 d
e 
fe
ve
re
iro
 d
e 
19
98