Fontes, Lineatura
7 pág.

Fontes, Lineatura


DisciplinaProdução Gráfica596 materiais59.125 seguidores
Pré-visualização3 páginas
FONTES,  RETÍCULAS,  MEIO  TOM,  TRAÇO,  
LINEATURA,  ANGULAÇÃO  E  MOIRÉ  
  
FONTES  As  fontes  são  conjuntos  de  caracteres  e  símbolos  desenvolvidos  em  um  mesmo  desenho.  Esse  desenho  de  letra  ou  caractere  é  chamado  de  tipo.  Atualmente,  na  área  de  editoração  eletrônica,  utilizamos  as  fontes  redimensionáveis,  ou  seja,  que  podem  ser  ampliadas  e  reduzidas  sem  que  percam  a  qualidade  (vetoriais).    Existem,   atualmente   duas   principais   tecnologias   de   fontes   para   a   área   de  editoração  eletrônica:  o  padrão  Adobe  e  o  padrão  True  Type.  Fontes  True  Type  Foram  desenvolvidas  pela  Apple  e  Microsoft  e  incluídas  como  fontes  de  sistema  tanto  no  Windows  como  no  Mac  OS.  Por  não  serem  diretamente  compatíveis  com  a  linguagem  PostScript,  têm  de  ser  convertidas  no  padrão  Adobe  no  momento  da  impressão  em  uma  impressora  profissional.    
FONTE  ADOBE  Também   chamadas   de   fontes   Tipo   1   ou   PostScript,   foram   desenvolvidas   pela  Adobe   Systems   para   serem   absolutamente   compatíveis   com   a   linguagem  PostScript.   Apesar   disto,   nada   impede   sua   utilização   em   impressoras   de  linguagem  PCL.    
CONFIABILIDADE  DAS  FONTES  Em   relação   à   qualidade   e   confiabilidade   dos   dois   padrões   nas   plataformas  Windows   e  Mac,   podemos   dizer   que,   num   trabalho   enviado   para   ser   impresso  numa   image-­\u2010setter   em  que   só   foram  utilizadas   fontes  Tipo  1,   a  probalidade  de  enfrentar   problemas   com   o   texto   é   muito   menor,   pois   estas   são   totalmente  compatíveis   com   a   linguagem   da   impressora.   Se   no   trabalho   fossem   utilizadas  fontes  de  padrão  True  Type,  elas  seriam  convertidas  pelo  driver  da  impressora  para   o   padrão   Tipo   1   o   que,   às   vezes,   ocasiona   problemas,   resultando   em  impressões  com  o  texto  recorrido,  ou  na  fonte  Courier.    
RESTRIÇÕES  Existem  bureaus  de  pré-­\u2010impressão  que  não  fazem  restrições  a  nenhum  dos  dois  padrões,  outros  que  recomendam  a  seus  clientes  a  só  utilizarem  fontes  de  padrão  Adobe   e   outros,   ainda,   que   se   recusam   a   aceitar   trabalhos   nos   quais   foram  utilizadas  fontes  True  Type.      
ONDE  OBTER  FONTES  Gratuitamente,   as   fontes   estão   disponíveis   nos   CDs   do   Corel   Draw   (cerca   de  1200)  e  nos  CDs  que  acompanham  o  PageMaker  e  Adobe  Illustrator.  Elas  podem,  também,   ser   adquiridas  por  meio  do  Adobe  Font   Folio   e  Adobe  Type   and  Call.  Pela   Internet  você  encontrará  uma   listagem  das  principais  Font  Houses  no  site  da  publish  (www.publish.com.br).    Nunca   adquira   fontes   em   banca   de   jornal,   na   Internet   (a   não   ser   em   sites   de  
fabricantes),  fóruns  de  discussão  ou  de  qualquer  outra  origem  desconhecida.  Na  dúvida,  faça  um  teste  antes  no  seu  bureau.    
QUANTIDADE  DE  FONTES  HABILITADAS  É   muito   comum   os   usuários   possuírem   centenas   e   até   milhares   de   fontes  habilitadas   em   seu   sistema,   com   o   intuito   de   poder   escolher   fontes   para   um  determinado   projeto.   Acontece   que   cada   fonte   ocupa   cerca   de   64Kn,   logo   100  delas   ocuparão  preciosos  6.4Mb  da  memória  RAM.   Isto   afeta   profundamente   a  performance   da   máquina,   podendo   até   causar   problemas,   tais   como:   o   Page  Maker  não  abrir  acusando  um  erro  de  DLL.    
CUIDADOS  QUE  DEVEMOS  TER  Durante  a  criação  do  original  e  seu  respectivo  envio  para  o  bureau  de  fotolitos,  devemos   ter   conhecimentos   e   cuidados   com   algumas   questões   que   serão  detalhadas.  O  processo  de   impressão  offset   introduziu   a  utilização  de  originais  fotográficos.   Ao   conjunto   de   operações   desde   a   produção   de   textos   até   a  gravação   de   matrizes   ou   chapas   para   a   impressão   chama-­\u2010se   pré-­\u2010impressão.  Neste   processo,   pode-­\u2010se   reproduzir   trabalhos   a   traço   (textos   e   ilustrações   em  branco  e  preto),  e  tons  contínuos  (fotos  e  ilustrações  desenhadas).    
RETÍCULAS  Os  procedimentos  de  impressão  impossibilitam  a  reprodução  de  um  original  em  meio  tom,  fazendo-­\u2010se  necessário  a  reticulagem  do  original  durante  o  processo  de  reprodução.   Este   processo   explora   uma   ilusão   de   ótica   pois,   se   os   pontos   com  tamanhos   diferentes   forem   impressos   com   espaçamento   regular   numa   trama  suficientemente   fina,   os   olhos   os   vêem   como   sombra   cinza   ao   invés   de   um  amontoado   de   pontos;   possibilitando   a  reprodução  de  originais  meio  tom.    Examinadas   de   perto   ou   com   o   auxílio   de  uma   lupa,   as   imagens   revelam   sua  verdadeira   face:   Um  mosaico   de   pequenos  pontos  de  tinta  dispostos  em  forma  regular  sobre  a  superfície  branca.    A  retícula    tem  a  função  de  transformar  um  original   (imagem)   de   tom   contínuo   em  descontínuo.   A   imagem   reticulada,   ou   seja,  formada  por  pontos  de  retícula,  é  chamada  de   meio-­\u2010tom.   Existem   dois   tipos   de  retículas:    
  
RETÍCULA  TRADICIONAL  OU  CONVENCIONAL    
(AM  \u2013AMPLITUDE  MODULADA)  A  variação   tonal   se  dá  pelo   tamanho  do  ponto.   São  vários  pontos  pequenos  de  tamanhos   diferentes,   que   obedecem   ao   tom   da   imagem   original.   São  eqüidistantes  entre  si,  quer  dizer  que  possuem  uma  distância  padronizada  entre  
os  pontos.  Esse  tipo  de  retícula  cria  ilusão  de  ótica,   aonde   os   formatos   dos   pontos   podem  ser  quadrados,  redondos  e  arredondados.    Esse   tipo   de   retícula   pode   causar   o   MOIRÉ  (Moarê),   fenômeno   de   sobreposição   de  retículas  na  mesma  direção.  Ocorre  pela  falta  de  registro  (sinal  gráfico)  entre  fotolitos  ou  se  a   imagem   é   \u201creticulada\u201d   pela   segunda   vez,  como  quando  você  vai  scannear  uma  foto,  ela  já  é  reticulada,  e  será  passada  digitalmente  de  novo,  sendo  assim  reticulada  novamente.        
    
  
RETÍCULA  ESTOCÁSTICA  OU  FM  \u2013  FREQUÊNCIA  MODULADA  Tem   os   pontos   de   igual   tamanho,   e   a   aproximação   dos   pontos   define   a  tonalidade.  A  distribuição  espacial  dos  pontos  é  feita  por  software.  Mais  pontos  geram   áreas   mais   escuras   e   conseqüentemente   menos   pontos   de   áreas   mais  claras.  É  usada  no  processo  de  impressão  digital.    Esse  tipo  de  retícula  deixa  a  reprodução  com  alta  qualidade  (fotográfica),  maior  riqueza  de  detalhes  e  evita  Moiré.    
  
MEIO-­TOM  E  IMAGEM  EM  TRAÇO  Em   um   desenho   animado   ou   em   histórias   em   quadrinhos,   os   personagens   e  demais  elementos  visuais  geralmente  têm  seus  contorno  delimitados  por  traços,  que  são  preenchidos  por  cores  chapadas  (uniformes,  sem  variações).  No  entanto,  no   nosso   dia-­\u2010a-­\u2010dia,   não   é   assim   que   vemos   as   coisas.   Em   vez   de   traços,  percebemos  o  limite  dos  elementos  visuais  por  variações  de  tons  (os  meios-­\u2010tons)  \u2013  sejam  eles  abruptos  (quando  há  um  grande  contraste  entre  os  elementos)  ou  tênues  (como  no  caso  das  sombras,  por  exemplo).  Da  mesma  forma,  não  vemos  as   coisas   \u201cpreenchidas\u201d   por   cores   chapadas,   mas   sim   por   cores   repletas   de  meios-­\u2010tons.    Assim,  percebemos  as  imagens  ao  nosso  redor  não  através  de  cores  e  traços,  mas  através  de  meios-­\u2010tons  \u2013  que  nos  dão  a  percepção  das   luzes  e  das  sombras,  das  texturas,  da  profundidade,  etc.  É  a  diferença  entre  uma  fotografia  e  um  desenho  simples  feito  com  esferográfica:  na  foto,  as  formas  são  definidas  por  meios-­\u2010tons;  no  desenho,  por  traços  e  pelas