2015 Apostila de Estetica e Historia da Arte
14 pág.

2015 Apostila de Estetica e Historia da Arte


DisciplinaEstética e História da Arte I649 materiais27.392 seguidores
Pré-visualização14 páginas
pensadores que primeiro se debruçaram cientificamente sobre este assunto, no século XIX, foi recorrer à arqueologia e à etnografia. A primeira se ocupa da análise dos modos de vida de civilizações já extintas a partir do exame dos vestígios materiais deixados por estes povos. A segunda consiste em um ramo da antropologia que se dedica a estudar povos contemporâneos dentro de um recorte específico, no nosso caso, os povos primitivos. Assim chamados por ainda manterem um modo de vida muito semelhante ao dos primeiros habitantes da terra, se considerados à luz da sua forma de aquisição de alimentos.
É importante ressaltar que, se ainda hoje existem tribos nestas condições, tanto no interior da África, América e Oceania, em meados do século XIX o distanciamento físico e cultural destes para com os povos ditos \u201ccivilizados\u201d era muito maior. A conjugação destas e de outras ciências tem nos fornecido hipóteses bastante razoáveis quanto a este período obscuro da história da humanidade. Seu estudo nos mostra o quanto alguns hábitos ditos \u201cmodernos\u201d, como a maquiagem, o uso de brincos, piercing´s, alargadores, tatuagens, entre outros, sempre foram praticados com maior ou menor freqüência em todas as etapas da trajetória humana, por povos distintos, mas não necessariamente por razões distintas.
Figura 07 Marc Pinto, tatuador mundialmente conhecido, com estúdios na Austrália e em Cingapura2
É comum vermos este tipo de produção primitiva associada a motivos religiosos, porém, seria demasiado simplista e até mesmo desonesto reduzir todas as manifestações artísticas de tantas etnias diferentes a uma única motivação. Com efeito, para inúmeros povos, a arte sempre teve uma finalidade prática e também ornamental. Estava presente sim nas manifestações religiosas, mas também na distinção social, na guerra e nos ritos sexuais.

20

Disponível em http://commons.wikimedia.org/wiki/File:Marc-pinto.jpg.

A tatuagem é uma das mais antigas formas de ornamentar o corpo. Dados arqueológicos atestam que este tipo de intervenção já era praticada a séculos antes de Cristo em povos como os Esquimós, os Maori da Nova Zelândia e os Bosquímanos do sudoeste da África. No início, tal como hoje, sua finalidade era quase que exclusivamente ornamental. Era obtida na maioria das vezes pela inserção de um pigmento, geralmente pó de carvão, na pele da pessoa. Os primeiros povos utilizavam pequenos riscos no rosto e corpo. Geralmente, estes riscos estavam associados à rituais de passagem e maturidade. Com o passar do tempo, alguns povos, como os Maori desenvolveram uma maior habilidade na confecção de desenhos utilizando o próprio corpo como suporte.

2 DAS CAVERNAS ÀS GRANDES CIDADES
2.1 A ARTE NA PRÉ-HISTÓRIA

Como já dito anteriormente, o termo \u201cPré -História\u201d bastante controverso. Permite ainterpreta ão de que este período seria \u201canterior\u201d história, como se isto fosse possível. O homem é o objeto da história e esta começa com o surgimento daquele. Porém, a forma do homem contar a própria história nem sempre foi a mesma, houve um tempo em que prevalecia a tradição oral e os registros eram efetuados em linguagem não verbal. É este o período normalmente chamado de \u201cPr -História\u201d, que na verdade não anterior história mas sim à escrita.
Este período pode ser dividido em \u201cIdade da Pedra\u201d e \u201cIdade dos Metais\u201d. O primeiro se subdivide em Paleolítico (superior e inferior), Mesolítico e Neolítico. A \u201cIdade dos Metais\u201d se subdivide em \u201cIdade do Cobre\u201d, \u201cIdade do Bronze\u201d e \u201cIdade do Ferro\u201d.É durante a \u201cIdade da Pedra\u201d que surgem os primeiros hominídeos. Nossos antepassados aprenderam a controlar o fogo e a utilizar instrumentos de pedra e de madeira para auxiliá-los nas atividades de caça e na defesa contra seus inimigos. A produção artística deste período está diretamente ligada ao modo de subsistência destes povos. Eram representadas nas paredes das cavernas figuras de animais, principalmente de caça, abatidos ou, após sua feitura, riscados com pedaços de pedras. É possível que o homem primitivo atribuísse certos poderes mágicos à sua arte, de forma que, ao representar de forma pictórica o abatimento da presa, estariam garantindo o sucesso de sua empreitada.
A estas pinturas dá-se o nome de pinturas rupestres e entre os sítios arqueológicos mais famosos estão as cavernas de Lascaux, na França e no Brasil, o Sítio Arqueológico do Parque Nacional da Serra da Capivara, em São Raimundo Nonato, no Piauí.
Figura 08: Réplica de um dos cavalos encontrados nas cavernas de Lascaux. Anthropos Brno
museu

.

Disponível em:http://commons.wikimedia.org/wiki/File:Lascaux,_horse.JPG?uselang=pt
. Acessado em: 23/05/2012
Com o passar do tempo, também desenvolveu-se a cerâmica e, já no paleolítico superior, a escultura. Percebe-se em alguns povos, uma predominância da representação de figuras femininas que, ora aparecem representadas com seios volumosos, ventre saltado e grandes nádegas, ora com silhuetas afinadas, membros compridos e feições extremamente esbeltas. A estas estatuetas foi dado o nome gen rico de \u201cEstatuetas de Vênus\u201d.
 Figura 10: Vênus de Willendorf.

Disponível em: http://commons.wikimedia.org/wiki/File:Venus12.jpg. Acessado em: 25/05/2012

 A \u201cIdade da Pedra\u201d o maior período da história da humanidade, fontes apontam seu início entre 2,9 e 2,7 milhões de anos atr s. A \u201cIdade da Pedra\u201d só chega ao fim cerca de 6000 anos antes de Cristo, com o início da Idade dos Metais. Acima, a pintura de um caranguejo, datada de mais de 10.000 anos[3]. Epistemologicamente,paleolítico significa pedra lascada e neolítico, pedra polida. O próprio nome destas duas fases já mostra uma preocupação em denotar o amadurecimento cultural destes primeiros homens que, neste momento, já possuem uma habilidade mais acentuada de modificar a natureza em seu favor. Durante o neolítico, graças à revolução agrícola, o homem torna-se sedentário, aprimora seu artesanato e começa a confeccionar tecidos.
O estabelecimento do homem em locais fixos proporcionado pelo aprendizado das técnicas agrícolas e pela domesticação de animais, possibilitou o surgimento dos primeiros agrupamentos humanos que, posteriormente, se tornariam as primeiras cidades. A arte agora não mais cumpre um papel exclusivamente prático, existirá também uma preocupação com a beleza dos objetos. São dessa fase também os primeiros registros arquitetônicos como os Dolmens e os Menires. Os Dolmens são monumentos tumulares compostos por duas ou mais pedras grandes dispostas verticalmente no chão, sobrepostas por uma grande pedra horizontal.Os Menir, por sua vez, consistem em pedras alongadas verticalmente dispostas com o objetivo de marcar as estações, realizar festividades ou mesmo demarcar território. Possuem entre 50 centímetros e 11 metros de altura e são muito comuns nas regiões outrora habitadas pelos antigos povos celtas.
Jà na \u201cIdade dos Metais\u201d, a metalurgia possibilitar avan os gigantescos na confec ção de armas, mas também de adornos. O ouro, o cobre, o bronze e o ferro, cada qual em um momento distinto, passam a ser utilizados no feitio de pulseiras, brincos, colares, diademas, elmos, enfim, toda sorte de utensílios visando o embelezamento de homens e mulheres daquela época.

É importante ressaltar que o início e fim destes períodos ocorrem em datas diferentes nas diversas regiões