Sinais da Inflamação
3 pág.

Sinais da Inflamação


DisciplinaFarmcacologia915 materiais10.771 seguidores
Pré-visualização1 página
13/06/2015 Sinais da Inflamação
http://www.biomaterial.com.br/inflama/sinais.html 1/3
Módulo II - Fundamentos de Biomedicina
Inflamação \u2013 Reação dos tecidos às agressões
Sinais Locais, Gerais e Especiais
 
Sinais Locais
 
São os 4 sinais cardeais, descobertos por Cornelius Celsus, e redescobertos em 1443 pelo Papa
Nicolas V.
 Calor: Perceptível nas superfícies corporais. Decorre da hiperemia e do aumento do
metabolismo local\u37e
 Rubor: Hiperemia /Reflexo axônico (diminuição de impulsos vasoconstrictores)\u37e
 "Tumor": Decorre do aumento da permeabilidade vascular (edema). Pode determinar
aumento do volume hídrico local em até 5 ou 7 vezes.
 Dor: Causada pela irritação química nas terminações nervosas e pela compressão mecânica
(edema).
 
Sinais Gerais
 
Embora seja considerada uma reação local, a inflamação suscita várias reações gerais em
conseqüência de:
13/06/2015 Sinais da Inflamação
http://www.biomaterial.com.br/inflama/sinais.html 2/3
 Ação direta de componentes do agente inflamatório (Antígenos, pirógenos, toxinas, etc...)\u37e
 Liberação por células do foco inflamatório de substâncias de ação geral, durante a
fagocitose, a histólise, a ativação do complemento, a coagulação do sangue\u37e
a. Febre:
Síndrome caracterizada por:
Hipertermia mista (aumento da termogênese + redução da termólise)\u37e
Taqui ou dispnéia (como adaptação à hipertermia, à acidose e ao \ufffd do metabolismo)\u37e
Taquicardia (Grosseiramente 1 C acima da temperatura corpórea normal corresponde a um
aumento de 8 ppm)\u37e
Anorexia + Polidipsia (redução da secreções digestivas + aumento da retenção hídrica nos
tecidos)\u37e
Lassitude, obnubilação e fadiga.
Conseqüências:
Benéficas:
- Virulência e do crescimento bacteriano (muitas vezes pouco significativo...)\u37e
- Estímulo das defesas inespecíficas do organismo ("Fogo que purifica", de
Hipócrates)\u37e
- Aumento da atividade fagocitária dos PMN\u37e
- Aumento da produção de interferon\u37e
- Aumento da glicólise, com aumento de ácido láctico e redução do pH, resultando em
inibição do crescimento bacteriano e viral\u37e
 
Maléficas:
- Quando intensa e/ou prolongada, determina exaustão orgânica pelas modificações
metabólicas que acarreta:
- Consumo do glicogênio hepático\u37e
- Mobilização rápida dos ácidos graxos\u37e
- Acetonemia e cetonúria\u37e
- Aumento da eliminação urinária de nitrogênio,
- Redução da filtração glomerular\u37e
- Retenção de cloretos\u37e
- Depleção de potássio e fósforo.
13/06/2015 Sinais da Inflamação
http://www.biomaterial.com.br/inflama/sinais.html 3/3
 
b. Alterações hematológicas:
Redução dos níveis séricos de Ferro:
Leucocitose:
Aumento da velocidade de sedimentação das hemácias
 
c. Reação dos órgãos linfóides:
Ocorre exaltação das funções do tecido linfóide, em conseqüência da estimulação extraordinária,
por antígenos do agente inflamatório, que chegam às formações linfáticas regionais e às distantes
através dos vasos aferentes ou pela circulação sangüínea.
 
d. Degeneração parenquimatosa:
Freqüente nas inflamações graves, tanto agudas como crônicas.
 
Sinais Especiais
 
É o quinto sinal cardeal da Inflamação - "Functio Laesa" , descrito por Galeno[?] ou por Virchow
(Rather, 1971). Relaciona-se ao local do foco inflamatório e depende da vulnerabilidade,
essencialidade e capacidade regenerativa do tecido afetado, assim como da gravidade do processo
inflamatório. Regra geral pode ocorrer hiper, hipo ou a funcionalidade.
 
 
Home | Objetivo | Público | Programa | Curso | Matrícula | Contato