Agricultura Internacional e o Meio Ambiente - Slides de Aula - Unidade I
42 pág.

Agricultura Internacional e o Meio Ambiente - Slides de Aula - Unidade I


DisciplinaAgricultura e Meio Ambiente24 materiais100 seguidores
Pré-visualização4 páginas
Unidade I
AGRICULTURA INTERNACIONAL E O MEIO AMBIENTE
Prof. Adilson Camacho
Agricultura internacional e o meio ambiente 
Para início de conversa: 
\uf0a7 Objetivos gerais: compreender a agricultura mundial em sua 
relação com o meio ambiente, os conhecimentos necessários 
sobre logística no agronegócio, funcionamento do comércio 
exterior e o papel do Brasil. 
\uf0a7 Do quê estamos falando? 
\uf0a7 Agropecuária convencional e sustentável. Mercado.
\uf0a7 Por quê? 
\uf0a7 Para mantermos a qualidade dos produtos, das relações de 
trabalho, modernizarmos os setores agroindustriais e 
ganharmos terreno no mercado internacional. 
\uf0a7 Como?
\uf0a7 Conhecendo as condições atuais de produção para 
incrementá-las.
Agricultura internacional e o meio ambiente 
Nosso roteiro do conteúdo das quatro unidades: 
\uf0a7 O material de referência é o livro-texto da disciplina: GORNI, F. 
\u201cAgricultura internacional e o meio ambiente\u201d. São Paulo: Sol, 
2016.
\uf0a7 Agricultura e Meio Ambiente.
1. O segmento \u201cantes da porteira\u201d (Unidade I).
2. O segmento \u201cdentro da porteira\u201d (Unidade II).
3. O segmento \u201cdepois da porteira\u201d (Unidade III).
4. Desenvolvimento sustentável (Unidade IV).
Agricultura internacional e o meio ambiente 
\uf0a7 Agricultura: palavra com origem no latim, cujo prefixo agro- tem 
origem no verbete latino agru, que significa \u201cterra cultivada ou 
cultivável\u201d. A palavra \u201cagricultura\u201d vem do latim agricult\u16bra, 
composta por ager (campo, território) e cult\u16bra (cultivo), no sentido 
estrito de cultivo do solo.
\uf0a7 As Ciências Agrícolas constituem campo de estudo bastante antigo, 
tanto quanto o cultivo do solo, e seu objetivo é pesquisar e 
desenvolver técnicas que melhoram a produtividade, selecionar 
variedades e manejar solos; tudo relacionado com o local onde serão 
aplicadas tais técnicas, que, muitas vezes, modificam o meio para 
atingir objetivos.
\uf0a7 A Agronomia é o campo de estudo multidisciplinar que reúne 
princípios aplicados de diversas ciências das áreas exatas, naturais, 
econômicas e sociais para melhorar a agricultura, como o aumento de 
produtividade e, mais recentemente, o manejo sustentado, além de 
outros objetivos. 
Agricultura internacional e o meio ambiente 
\uf0a7 Domesticação de animais e plantas. 
\uf0a7 Primeira onda. Alvin Toffler, em \u201cA terceira onda\u201d, chamou 
Primeira Onda a sociedade, predominantemente nômade, 
sucedida há, aproximadamente, 10 mil anos com a prática 
agrícola, transformando a relação homem-natureza, 
selecionando algumas espécies em função de seu valor 
alimentício ou pela sua utilidade como fonte de matéria-prima. 
Valor: a terra.
\uf0a7 Segunda onda. Simbolizada pela Revolução Industrial, a partir do 
século XVIII. 
\uf0a7 Terceira onda. Começou por volta dos anos 50 nos EUA, onde 
flui a informação, representa um mundo novo baseado na 
informação e no conhecimento.
Fonte: STANDAGE, 2010, C.1.e-book no Adobe Digital Editions, p. 19).
Os centros de origem do milho, do trigo 
e do arroz domesticados
Agricultura internacional e o meio ambiente 
\uf0a7 Modelos convencionais e alternativos de desenvolvimento.
\uf0a7 Crescimento. 
\uf0a7 Instrumento importante, o PIB representa a soma (em valores 
monetários) de todos os bens e serviços produzidos numa 
determinada região, durante um período determinado, é um dos 
indicadores mais utilizados na macroeconomia.
\uf0a7 Modernização. Tecnologia.
\uf0a7 Desenvolvimento e desenvolvimentos. Um modo (hegemônico, 
da revolução verde); vários modos (tantos quantos 
povos existam).
Agricultura internacional e o meio ambiente 
\uf0a7 No agronegócio, temos o mesmo problema (como do 
esgotamento dos minérios, por exemplo). Não podemos e não 
devemos ampliar as fronteiras de produção indefinidamente, 
pois, ao buscarmos, novas áreas de plantio ou de pastagens, 
derrubamos florestas, ou destruímos a biodiversidade de 
determinado local. Apenas 12% das terras do planeta são 
cultiváveis.
Agricultura internacional e o meio ambiente 
\uf0a7 Commodities são produtos iguais, substituíveis, que podem ser 
trocados, independente de quem os produza, seja empresa ou país, 
produtos de baixo valor agregado, mas importantes.
São quatro os tipos de commodities:
\uf0a7 Commodities agrícolas: soja, suco de laranja congelado, cacau, 
trigo, algodão, borracha, café, etc.
\uf0a7 Commodities minerais: minério de ferro, alumínio, petróleo e seus 
derivados, ouro, níquel, prata, cobre, estanho, zinco, etc.
\uf0a7 Commodities financeiras: títulos públicos de governos federais, 
moedas negociadas em vários mercados, etc.
\uf0a7 Commodities ambientais: produtos providos por recursos naturais. 
São sete as matrizes que geram as commodities ambientais: água; 
madeira; minério; energia; biodiversidade; reciclagem; \u201ccontrole\u201d 
da emissão dos poluentes, que são conhecidos como créditos 
de carbono.
Agricultura internacional e o meio ambiente 
\uf0a7 Cadeia produtiva: um conjunto de fases sucessivas pelas quais os 
insumos passam e vão sendo transformados e transferidos, desde 
a exploração da matéria-prima, em seu meio ambiente natural, até o 
seu retorno à natureza, passando pelos processos produtivos, 
de consumo, de reciclagem, reuso, desmanche ou eliminação de 
seus resíduos.
\uf0a7 Entendendo a cadeia produtiva do agronegócio, o \u201cantes da 
porteira\u201d, diz respeito à aquisição de sementes, fertilizantes, 
agroquímicos, tratores e máquinas agrícolas, equipamentos de 
irrigação, embalagens, etc. Depois, o \u201cdentro da porteira\u201d, 
representado pela produção propriamente dita (café, soja, milho, 
arroz, feijão, hortifrutigranjeiros, florestas plantadas, pecuária, entre 
outras). E, finalmente, o \u201cdepois da porteira\u201d, que é o beneficiamento 
dos produtos do agronegócio, transporte, armazenamento, 
processamento ou industrialização, comercialização e consumo.
\uf0a7 A cadeia produtiva expandida.
Agricultura internacional e o meio ambiente 
Fonte: Autoria própria.
Agricultura internacional e o meio ambiente 
\uf0a7 Depois da porteira: logística externa.
\uf0a7 Dentro da porteira: logística interna.
\uf0a7 De volta e além das porteiras: logística reversa e novas cadeias 
produtivas.
Agricultura internacional e o meio ambiente 
\uf0a7 A\u2013B: No cliente, tem início o macroprocesso ou processo 
principal dos negócios (em nosso caso, agronegócios 
industriais, comerciais e de serviços) e processos de apoio 
(dentro da porteira), com base nos sinais emitidos ou dados 
captados junto à demanda, a serem objetos de administração. 
Segmento da cadeia produtiva interno à organização, alimentado 
pelos fornecedores (antes da porteira) e atendido pela 
sistemática de logística interna, cuja principal propriedade 
gerencial é a consistência.
\uf0a7 B\u2013C: Segmento do vetor que leva produtos e serviços como 
informação ao mercado consumidor (logística e cliente externo), 
alvo dos processos estratégicos e operacionais (depois da 
porteira).
Agricultura internacional e o meio ambiente 
\uf0a7 A\u2013C: Núcleo de gestão, tendo que em C, normalmente, (na 
concepção linear fordista) termina a responsabilidade pelos 
produtos (e serviços).
\uf0a7 C\u2013A\u2019: Em meados da década de, 90 a normalização do \u201cciclo do 
produto\u201d (NBR 14001) prevê que se estenda a responsabilidade 
da organização para onde ainda exista \u201co produto\u201d, mesmo que 
residualmente, como é o caso das embalagens pet ou 
Tetrapack, que servem muito bem de exemplos. A empresa 
volta-se (ou deveria voltar-se), então, para onde tudo começou, 
sua razão de ser: o cliente. De modo restrito, também 
denominado logística reversa (de novo, antes da porteira).
Agricultura internacional e o meio ambiente 
\uf0a7 O segmento \u201cantes da porteira\u201d.
\uf0a7 Sementes e mudas. Inscrições no Registro Nacional de Sementes 
e Mudas (Renasem) e Registro Nacional de Cultivares (RNC). 
\uf0a7 Fertilizantes. Adubos