ESTUDO DA ANTIOXIDAÇÃO CELULAR ATRAVÉS DO USO DA VITAMINA C
2 pág.

ESTUDO DA ANTIOXIDAÇÃO CELULAR ATRAVÉS DO USO DA VITAMINA C


DisciplinaCosmetologia2.322 materiais42.417 seguidores
Pré-visualização1 página
ESTUDO DA ANTIOXIDAÇÃO CELULAR ATRAVÉS DO USO DA 
VITAMINA C \u2013 RESUMO 
Durante a respiração celular ocorre a formação de radicais livres: átomos 
reativos e instáveis, que possuem vida curta. Sua presença é crítica para manutenção 
do organismo. Existem várias espécies de radicais livres, como: superóxido, que atua 
no sistema de defesa do organismo; o hidroperoxila, que é ainda mais reativo que o 
anterior; o hidroxila, que é a mais reativa em sistemas biológicos; o nitrogênio, que 
auxilia funções biológicas como processos inflamatórios; e o peróxido de hidrogênio, 
que apesar de não ser um radical livre, é um metabólico que participa da reação que 
produz o OH8. 
Os radicais livres são benéficos até certo ponto. Quando sua produção é 
exacerbada, os antioxidantes naturais que mantem a homeostase perdem o controle 
sobre eles. Os efeitos nocivos da oxidação induzida pelos radicais livres capazes de 
ferir estruturas biológicas é chamado de estresse oxidativo. Estudos realizados por 
Denham Harman constatam que o lento desenvolvimento de danos celulares 
irreversíveis leva ao envelhecimento. A solução apresentada para isso consiste em 
diminuir a produção desses radicais livres com agentes antioxidantes, que agem 
inibindo a oxidação celular e diminuem os efeitos do estresse oxidativo. 
Quando os níveis de radicais livres se excedem de forma que o organismo não 
consegue combater, uma solução muito usada é a administração via oral de 
vitaminas antioxidantes, tais como as vitaminas C, E e A. Os resultados indicam que 
essas vitaminas podem retardar ou prevenir o aparecimento de câncer, pois inibem 
os danos oxidativos nas moléculas. 
Das vitaminas citadas, a mais consagrada na indústria farmacêutica é a 
vitamina C, pois possui efeitos bastante eficazes. A vitamina C possui ação 
antioxidante e age diretamente no retardo do envelhecimento celular e na incidência 
de doenças degenerativas, cardiovasculares entre outras. Ela é uma substancia 
cristalina, com sabor ácido. Couto confirma que os citros são ricos em substancias 
antioxidantes que ajudam a diminuir a incidência de algumas das doenças 
degenerativas. 
O uso da vitamina C tem sido bastante difundido também na indústria de 
cosméticos, pois seu uso nesses produtos possibilita níveis que não seriam possíveis 
alcançar apenas com a ingestão de frutas ou suplementação oral. Na pele, a vitamina 
C possui diversos efeitos, como por exemplo anti-inflamatório. Com isso, a indústria 
tem investido bastante nos estudos desses antioxidantes a base de vitamina C, 
sempre buscando aprimoramento e melhora nos resultados. 
Bianca Chiminelli 
Bruna Ramos Marini 
Débora Caroline Rech 
Gabriele Cardoso Borba 
Giovanna de Souza Pereira 
Letícia Petry Nunes 
Karina Cardoso da Silva