Buscar

Direito do Consumidor - Aula 08 II

Faça como milhares de estudantes: teste grátis o Passei Direto

Esse e outros conteúdos desbloqueados

16 milhões de materiais de várias disciplinas

Impressão de materiais

Agora você pode testar o

Passei Direto grátis

Faça como milhares de estudantes: teste grátis o Passei Direto

Esse e outros conteúdos desbloqueados

16 milhões de materiais de várias disciplinas

Impressão de materiais

Agora você pode testar o

Passei Direto grátis

Faça como milhares de estudantes: teste grátis o Passei Direto

Esse e outros conteúdos desbloqueados

16 milhões de materiais de várias disciplinas

Impressão de materiais

Agora você pode testar o

Passei Direto grátis

Você viu 3, do total de 3 páginas

Prévia do material em texto

DIREITO DO CONSUMIDOR 
 
 
 
 
1a Questão 
 
 
Com relação à prestação de serviços públicos é correto afirmar que: 
 
 
 
Os prestadores de serviço público remunerados por tarifas têm responsabilidade subjetiva 
pelos vícios e danos ocasionados por defeitos decorrentes da prestação dos serviços; 
 
O STJ não admite a cobrança progressiva sobre a tarifa de água, por ser tratar de uma 
serviço essencial ao indivíduo e poderia atigir os direitos fundamentais à vida. 
 A Agência Nacional de Energia Elétrica ¿ ANEEL e a Agência Nacional de Vigilância 
Sanitária ¿ ANVISA têm competência legal para atuar na proteção e defesa dos 
consumidores. 
 
A cobrança indevida na fatura de energia elétrica, por culpa da concessionária, não enseja a 
devolução em dobro prevista no parágrafo único do artigo 42 do Código de Defesa do 
Consumidor, por se tratar de tarifa pública não contratual; 
 
O serviço de fornecimento de água, por ser universal e de utilidade pública, não pode ser 
tutelado pelo Código de Defesa do Consumidor; 
 
 
2a Questão 
 
 
V Exame de Ordem Ao instalar um novo aparelho de televisão no quarto de seu filho, o consumidor 
verifica que a tecla de volume do controle remoto não está funcionando bem. Em contato com a loja 
onde adquiriu o produto, é encaminhado à autorizada. O que esse consumidor pode exigir com base 
na lei, nesse momento, do comerciante? 
 
 
 
Um produto idêntico emprestado enquanto durar o conserto. 
 
A imediata substituição do produto por outro novo. 
 
O dinheiro de volta. 
 O conserto do produto no prazo máximo de 30 dias. 
 
 
3a Questão 
 
 
Acerca da responsabilidade por vícios do produto e do serviço nas relações de consumo, assinale a 
opção correta. 
 
 
 
A reparação por danos materiais decorrentes de vício do produto ou do serviço afasta a 
possibilidade de reparação por danos morais, ainda que comprovado o fato e demonstrada a 
ocorrência de efetivo constrangimento à esfera moral do consumidor. 
 
Quando forem fornecidos produtos potencialmente perigosos ao consumo, mesmo sem haver 
dano, incide cumulativamente a responsabilidade pelo fato do produto e a responsabilidade 
por perdas e danos, além das sanções administrativas e penais. 
 
A reparação por danos morais decorrentes de vício do produto ou do serviço afasta a 
possibilidade de reparação por danos materiais 
 
O fornecedor pode eximir-se da responsabilidade pelos vícios do produto ou do serviço e do 
dever de indenizar os danos por eles causados se provar que o acidente de consumo ocorreu 
por caso fortuito ou força maior ou que a colocação do produto no mercado se deu por ato de 
um representante autônomo do fornecedor. 
 A explosão de loja que comercializa, entre outros produtos, fogos de artifício e 
pólvora, causando lesão corporal e morte a diversas pessoas, acarreta a 
responsabilidade civil do comerciante decorrente de fato do produto, se ficar 
demonstrada a exclusividade de sua culpa pelo evento danoso. Nesse caso, aos 
consumidores equiparam-se todas as pessoas que, embora não tendo participado 
diretamente da relação de consumo, venham a sofrer as consequências do evento 
danoso. 
 
 
4a Questão 
 
 
O Código de Defesa do Consumidor adota a responsabilidade subjetiva se o fornecedor for 
 
 
 
construtor. 
 profissional liberal. 
 
comerciante. 
 
importador. 
 
produtor. 
 
 
5a Questão 
 
 
A empresa Cristal Ltda., atendendo à solicitação da cliente Ruth, realizou orçamento para prestação 
de serviço, discriminando material, equipamentos, mão de obra, condições de pagamento e datas 
para início e término do serviço de instalação de oito janelas e quatro portas em alumínio na 
residência da consumidora. Com base no narrado acima, é correto afirmar que 
 
 
 
o orçamento terá validade de trinta dias, independentemente da data do recebimento e 
aprovação pela consumidora Ruth. 
 
Ruth não responderá por eventuais acréscimos não previstos no orçamento prévio, exceto 
se decorrente da contratação de serviço de terceiro. 
 
uma vez aprovado, o orçamento obriga os contraentes e não poderá alterado ou negociado 
pelas partes, que, buscando mudar os termos, deverão fazer novo orçamento. 
 o valor orçado terá validade de dez dias, contados do recebimento pela 
consumidora; aprovado, obriga os contraentes, que poderão alterá-lo mediante 
livre negociação. 
 
 
6a Questão 
 
 
V Exame de Ordem Quando a contratação ocorre por site da internet, o consumidor pode desistir da 
compra? 
 
 
 Sim. Quando a compra é feita fora do estabelecimento comercial, o consumidor 
pode desistir do contrato no prazo de sete dias, mesmo sem apresentar seus 
motivos para a desistência. 
 
Não. Quando a compra é feita pela internet, o consumidor é obrigado a ficar com o produto, 
a menos que ele apresente vício. Só nessa hipótese o consumidor pode desistir. 
 
Sim. Quando a compra é feita pela internet, o consumidor pode desistir da compra em até 30 
dias depois que recebe o produto. 
 
Não. O direito de arrependimento só existe para as compras feitas na própria loja, e não pela 
internet. 
 
 
7a Questão 
 
 
Quando a contratação ocorre por site da internet, o consumidor pode desistir da compra? 
 
 
 
Sim. Quando a compra é feita pela internet, o consumidor pode desistir da compra em até 30 
dias depois que recebe o produto. 
 
Não. Quando a compra é feita pela internet, o consumidor é obrigado a ficar com o produto, 
a menos que ele apresente vício. Só nessa hipótese o consumidor pode desistir. 
 
Não. O direito de arrependimento só existe para as compras feitas na própria loja, e não pela 
internet. 
 Sim. Quando a compra é feita fora do estabelecimento comercial, o consumidor 
pode desistir do contrato no prazo de sete dias, mesmo sem apresentar seus 
motivos para a desistência. 
 
 
8a Questão 
 
 
A responsabilidade civil dos fornecedores de serviços e produtos, estabelecida pelo Código do 
Consumidor, reconheceu a relação jurídica qualificada pela presença de uma parte vulnerável, 
devendo ser observados os princípios da boa-fé, lealdade contratual, dignidade da pessoa humana e 
equidade. A respeito da temática, assinale a afirmativa correta. 
 
 
 
A inversão do ônus da prova nas relações de consumo é questão de ordem pública e de 
imputação imediata, cabendo ao fabricante a carga probatória frente ao consumidor, em 
razão da responsabilidade civil objetiva 
 
A responsabilidade civil subjetiva dos fabricantes impõe ao consumidor a comprovação da 
existência de nexo de causalidade que o vincule ao fornecedor, mediante comprovação da 
culpa, invertendo que tange ao resultado danoso suportado. 
 A responsabilidade civil objetiva do fabricante somente poderá ser imputada se 
houver demostração dos elementos mínimos que comprovem o nexo de 
causalidade que justifique a ação proposta, ônus esse do consumidor. 
 
Nenhuma das respostas acima 
 
A responsabilidade civil do fabricante é subjetiva e subsidiária quando o comerciante é 
identificado e encontrado para responder pelo vício ou fato do produto, cabendo ao segundo 
a responsabilidade civil objetiva.

Materiais relacionados

Perguntas relacionadas

Materiais recentes

Perguntas Recentes