A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
Traumatologia aula 4

Pré-visualização | Página 1 de 1

*
TRAUMATOLOGIA
FORENSE 
É a parte da Medicina Legal que estuda as lesões corporais.
Energias de Ordem Mecânica: São energias que, atuando mecanicamente sobre o corpo, modificam, completa ou parcialmente, o seu estado de repouso ou de movimento.
De acordo com a lesão é possível dizer o tipo de instrumento utilizado.
*
INSTRUMENTOS CORTANTES
São os que, agindo por um gume afiado, por pressão e deslizamento, linear ou obliquamente sobre a pele e os órgãos, produzem soluções de continuidade chamadas feridas incisas.
Exemplos: navalha, bisturi, estiletes, faca, papel, capim-navalha, etc.
NÃO EXISTEM FERIDAS CORTANTES; CORTANTES SÃO OS INSTRUMENTOS QUE PRODUZEM AS FERIDAS INCISAS.
*
Características da feridas incisas:
Bordas lisas e regulares, quanto mais afiado o instrumento, com afastamento no centro;
Caudas mais superficiais em relação ao centro;
Cauda terminal mais longa e contendo escoriações;
A extensão da ferida incisa será sempre superior à sua profundidade.
*
AGENTE CORTANTE – FERIDA INCISA
*
CONCLUSÕES INVESTIGATIVAS
Agente Destro: age da esquerda para a direita;
Agente canhoto: age da direita para a esquerda
Altura: Quando o agente for mais alto que a vítima, a cauda terminal tenderá para cima, o inverso é verdadeiro;
Suicídio: lesões de hesitação ou titubeio, mãos sujas de sangue.
*
LESÕES NO PESCOÇO
Esgorjamento: Ferimento inciso, de profundidade variável, situado na região anterior do pescoço;
Degolamento: Ferimento inciso, de profundidade variável, provocado na região posterior do pescoço, na nuca;
Decapitação: Separação da cabeça e do corpo, decorrente de ferimento iniciado na região posterior do pescoço;
 
*
ESGORJAMENTO
*
DECEPAÇÃO
http://videolog.uol.com.br/swfs/player_externo.swf?id_video=317985
*
INSTRUMENTOS CONTUNDENTES
É todo agente mecânico que, atuando violentamente por pressão, deslizamento, contragolpe ou força mista, traumatiza o organismo.
São instrumentos que atuam por um plano, exemplos: marreta, barra de ferro, tijolo, balaústre, punho coronha, etc.
*
Provocam lesões contusas, decorrentes do impacto.
Espécies de contusões:
Escoriações: desnudamento da epiderme, com formação posterior de crosta hemática;
Equimose: Ruptura de vasos de pequeno calibre, que invadem a trama tecidual;
Hematoma: Ruptura de vasos de grande calibre, que invadem a trama tecidual;
*
Rubefação: Traumatismo em que a pele fica de coloração avermelhada;
Edema: Inchaço decorrente do impacto de menor intensidade.
ATUAÇÃO:
ATIVA: Agente lesivo se move de encontro à vítima (murro, paulada, pedrada, etc.)
PASSIVA: Vítima se projeta ao encontro do corpo contundente (bater o rosto na parede, atropelamento, etc.) 
*
 
EDEMA
*
EQUIMOSE
*
HEMATOMA
*
RUBEFAÇÃO
*
ESCORIAÇÃO
*
ESPECTRO EQUIMÓTICO 
O espectro equimótico manifesta-se o tempo necessário para a reabsorção do sangue presente no tecido. Até o 3º dia prevalece a cor VERMELHA. Do 4º ao 7º dia, prevalece a cor AZUL. Do 7º ao 12º dia, a cor VERDE. A partir do 12º ao 22º dia, a cor AMARELA. à medida em que o sangue vai sendo metabolizado, a lesão muda de cor. É possível, a partir da verificação da lesão, saber a quanto tempo ocorreu
*
*
INSTRUMENTOS PERFURANTES
São instrumentos que atuam por um ponto, são puntiformes (finos, cilíndricos), exemplos: compasso, agulha, espinho vegetal, prego, etc.
Lesões ou feridas: produzem as chamadas lesões punctórias, decorrentes da atuação dos instrumentos acima, cuja atuação decorre de movimentos por penetração ou transfixação, tendo maior profundidade do que extensão (largura). 
*
Ferida punctória – produzida por agulha de grosso calibre
Medicina Legal - Wellington Ferreira de Amorim
*