A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
106 pág.
História Antiga Oriental (Questionario Completo)

Pré-visualização | Página 11 de 29

onde pântanos cobertos de juncos entremeados de tamareiras e de animais anfíbios não eram terra 
nem água. Sobre a Mesopotâmia antiga, podemos afirmar que: 
I. Os sumérios constituem-se na primeira civilização da região e nos legaram a escrita hieroglífica sagrada. 
II. Os amoritas legaram um grande código de leis, no século XVIII a. C., através do monarca legislador Hamurábi. 
III. Babilônia foi um grande centro urbano-mercantil, tanto sob os amoritas, quanto sob os caldeus. 
Estão corretas: 
 Somente as afirmações I e III. 
 Somente a afirmação I 
Certo Somente as afirmações II e III. 
 Somente a afirmação III. 
 Somente as afirmações I e II. 
 
29a Questão 
A Mesopotâmia, embora conhecida por esse nome, não constituiu um Estado unificado. Vários povos se sucederam na 
hegemonia do território. Apesar disso, é inegável sua importância como grande centro cultural e político da Antiguidade. 
São elementos atribuídos aos povos que ocuparam essa região os seguintes: 
JHºNJHºN
Realce
JHºNJHºN
Realce
I - A elaboração do primeiro código escrito da humanidade, a escrita fusiforme. 
II - A elaboração do primeiro código de leis da humanidade, o Código de Hamurábi. 
III - A utilização de um modelo de trabalho que submetia parcelas da população ao trabalho compulsório em obras estatais. 
IV - A edificação de templos conhecidos como zigurates. 
 apenas I, II e IV estão corretas 
Certo apenas II, III e IV estão corretas 
 Apenas a opção IV está correta 
 Apenas as opções I e IV estão corretas 
 apenas I, II e III estão corretas 
 
30a Questão 
Estudar a Mesopotâmia deve ser entendido como a análise de uma região, uma idéia, uma disputa importante entre as 
muitas discussões de onde está o berço da humanidade. Podemos, de maneira mais interessante no entanto, definir este 
estudo como: 
Certo As cidades mesopotâmicas são um conjunto que nos ajuda a refletir historicamente, como um exemplo entre 
muitos, as organizações do período antigo, ampliando nossa capacidade de discussão. 
 A identificação do conjunto do crescente fértil como berço da civilização organizada, histórica e hierarquizada. 
A Babilônia e seus vizinhos representam alguns marcos importantes de identificações do mundo ocidental, em 
especial no que se refere as referências cristãs e islâmicas. 
A Mesopotâmia é uma das áreas do Crescente Fértil, local em que a arquitetura e a organização social são base 
para o desenvolvimento do mundo grego e romano, vitais para a compreensão da História da Humanidade 
O estudo de Mesopotâmia tem haver com a busca dos grandes impérios da humanidade, revelando a capacidade 
de grandes homens 
 
Explicação: 
As cidades mesopotâmicas são um conjunto que nos ajuda a refletir historicamente, como um exemplo entre muitos, as 
organizações do período antigo, ampliando nossa capacidade de discussão. 
 
31a Questão 
Irrigação, como um sistema agrícola e socioeconômico estruturado de forma complexa, desenvolve-se através de vários 
ajustes, alguns dos quais são sequenciais. Primeiro, há o novo relacionamento geral entre homem e meio ambiente, agora 
percebido como agricultável. Segundo, há uma modificação nas propriedades estruturais tanto das relações interpessoais 
JHºNJHºN
Realce
JHºNJHºN
Realce
quanto institucionais inerentes à sociedade. Finalmente, já um novo relacionamento homem-terra que resulta da interação 
das formas sociais em evolução com as relações de agricultura homem-terra anteriores. 
(BUTZER, K. Early Hidraulic Civilization in Egypt. A Study in Cultural Ecology. Chicago: The University of Chicago Press, 1976. 
p. xiv) 
O texto acima se refere ao seguinte conceito e sua consequente explicação: 
Sociedades Hidráulicas, representando o novo relacionamento dos seres humanos com o meio ambiente a partir da 
necessidade de modificar as estruturas de propriedade e as relações interpessoais e institucionais. 
Certo Hipótese Causal Hidráulica, referente ao surgimento das estruturas estatais e suas consequências em razão da 
necessidade de organizar obras de controle do fluxo das cheias. 
Hipótese Determinante Hídrica, que aponta para uma modificação nas formas de guerra por conta da necessidade 
primordial da conquista de regiões irrigadas. 
Sociedades Hidráulicas, que determina as diferentes experiências humanas em seu relacionamento com rios e 
outros mananciais de água doce durante a história. 
Hipótese Causal Hidráulica, que se refere à explicação das mudanças sociais como determinadas unicamente pela 
necessidade de irrigação artificial, levando-se em conta a modificação climática que impediu as civilizações 
humanas de viverem apenas das reservas aquíferas controladas pelo Estado. 
 
Explicação: 
A questão refere-se ao processo de organização das sociedades estatais para o melhor controle dos fluxos hidráulicos em 
benefício da população como um todo. 
 
32a Questão 
" Hamurábi, grande chefe militar do século XVIII a.C., teve a preocupação, após efetuar importantes conquistas militares, 
de unificar a legislação. O resultado foi dos melhores, já que o Código não é apenas um modelo de jurisprudência, mas de 
língua babilônica. Não é, no entanto, um projeto de mudanças sociais. Muito pelo contrário, legisla a partir do 
reconhecimento da existência de três classes distintas: os ricos, o povo e os escravos." (PINSKY, Jaime. As primeiras 
civilizações. São Paulo: Editora Contexto, 2011, p.91). 
O princípio de define e orienta o código citado acima, ou seja, o Código de Hamurábi pode ser resumida na seguinte frase: 
 A voz do povo é a voz de Deus. 
Certo Olho por olho, dente por dente. 
 Casa de ferreiro, espeto de pau. 
 Dai a César o que é de César. 
 Em terra de cego quem tem olho é rei. 
 
JHºNJHºN
Realce
JHºNJHºN
Realce
Explicação: 
O princípio de Talião pode ser definido como uma lógica de retribuição proporcional ao ato cometido. Pode ser encontrado 
em textos antigos usando a seguinte premissa: Olho por olho, dente por dente. 
 
33a Questão 
" Com o Tigre e o Eufrates, na Mesopotâmia, as condições naturais eram diferentes, mas o processo caminhava na mesma 
direção. Lá, por conta da irregularidade do degelo nas vertentes, as cheias eram surpreendentes e intempestivas ¿ às vezes 
destruidoras. A extrema fertilidade das terras às suas margens (pelo menos ao sul de Bagdá) requeria uma defesa contra a 
imprevisibilidade dos rios, o que era obtido por meio da construção de valas que, graças à topografia plana e aos canais e 
braços naturais, desviavam as águas para onde fosse necessário." (PINSKY, Jaime. As primeirs civilizações. São Paulo: 
Editora Contexto, 2011, p. 63) 
Com base no texto acima, podemos identificar como características naturais da região conhecida como Mesopotâmia: 
I - a região era banhada pelos rios Tigre e Eufrates, que tinham um ritmo irregular de cheias e vazantes. 
II - as áreas que margeavam os rios eram conhecidas por sua fertilidade e abundância. 
III - os povos da região realizaram várias obras com o propósito de controlar a imprevisibilidade dos rios. 
IV - os povos da região produziram valas que atendiam ao propósito de desviar o excedente de águas, se necessário. 
Apenas as afirmativas I e III estão corretas. 
Certo Todas as as afirmativas estão corretas. 
 Apenas as afirmativas I, II e IV estão corretas. 
 apenas as afirmativas I e II estão corretas. 
 Apenas as afirmativas II, III e IV estão corretas. 
 
Explicação: 
O aluno deve identificar o caráter irregular das cheias dos rios Tigre e Eufrates o que determina a preocupação dos povos 
que ocuparam a região em promover uma série de obras com o objetivo de controlar estes eventos. A construção de 
diques, barragens e valas permitu que estes povos pudessem aproveitar

Crie agora seu perfil grátis para visualizar sem restrições.