A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
106 pág.
História Antiga Oriental (Questionario Completo)

Pré-visualização | Página 29 de 29

e a diplomacia Persa. 
O rei dos reis é a face da política de guerra persa. Seu papel é mostrar um esplendor, um conjunto de homens tão 
grande que o inimigo nunca deveria tentar lutar. 
 
Explicação: 
JHºNJHºN
Realce
JHºNJHºN
Realce
A questão de um exercício de legitimação pelas guerras é constante. Destruição ou dominação tem relação com a logística, 
lutar ou não lutar, aproveitando a fama deste exército e a diplomacia Persa. 
 
17a Questão 
Na Antigüidade, durante o reinado de Ciro I (559-529 a. C.), os persas construíram um vasto império e governaram 
diferentes povos, adotando uma política que respeitava as diferenças culturais e religiosas. Esse modo de proceder está 
exemplificado no fato de 
difundirem no Egito o culto de Ahura-Mazda, que, integrando-se às idéias religiosas egípcias, deu origem ao 
maniqueísmo. 
arregimentarem entre os caldeus, após a conquista da Babilônia, os sátrapas, administradores encarregados das 
províncias imperiais. 
 incorporarem a cultura sumeriana, especialmente os registros da nova língua semítica em caracteres cuneiformes. 
 proibir que os povos conquistados construírem templos para a fé de cada cultura. 
Certo libertarem os judeus cativos na Babilônia, que retornaram à Palestina e reconstruíram o templo de Salomão e o 
culto a Iavé. 
 
Explicação: 
Os persas, como forma de evitar conflitos com os povos dominados, eram tolerantes com seus credos. Dentre as opções 
apresentadas, a que melhor apresenta esta prática é aquela referente ao povo judeu. Os persas, ao dominar a Babilônia, 
libertaram a comunidade hebreia e permitiram sua reorganização. 
 
18a Questão 
Alguns líderes babilônios aproveitaram o momento de instabilidade política que se deu entre a morte de Cambises e a 
ascensão de Dario, para impetrar uma rebelião. Se analisarmos bem este quadro, entenderemos porque tal rebelião 
eclodiu na Babilônia, pois: 
 esta cidade tinha um histórico de rebeliões incontroláveis 
 esta cidade reunia os principais tesouros da Antiguidade 
Certo esta cidade foi a capital do império deposto pelos persas 
 esta cidade era considerada a capital do mundo ocidental 
 esta cidade foi o palco da rebelião de Ciro contra os medos 
 
Explicação: 
JHºNJHºN
Realce
JHºNJHºN
Realce
A cidade da Babilônia era central e representava a capital da região ocupada pelos persas. Desta forma, faria sentido a 
rebelião começar por ali. 
 
19a Questão 
"O Masdeísmo é a mais antiga religião dos iranianos. Zoroastro, considerado profeta e reformador da religião masdeísta, 
acabou sendo considerado também, a partir dessa reforma, o fundador do Zoroastrismo, a qual se tornou religião oficial do 
Império Persa no século VI a.C. Alguns acreditam que Zoroastro teria vivido entre o IX e o VI século a.C.; a tradição 
zoroastriana afirma que ele teria vivido 258 anos antes de Alexandre, o Grande, portanto em meados do VI século." 
(SOARES, Dionísio Oliveira. As influências persas no chamado judaísmo pós-exílico. Revista Theos. Revista de Reflexão 
Teológica da Faculdade Teológica Batista de Campinas. Campinas: 6ª Edição, V.5 - Nº2 Dezembro de 2009, p.2) 
A religião citada no texto acabou se difundindo entre os persas. Dentre os elementos abaixo, identifique quais podem ser 
associados a esta crença: 
I - Existência de um deus do bem e de um do mal em constante combate. 
II - Crença no Paraíso como um local destinado a todos os que morreram. 
III - Utilização de um livro sagrado de orientação, o chamado Zend Avesta ou Avesta. 
IV - Os princípios do Zoroastrismo teriam influenciado o politeísmo grego. 
V - Acreditavam no Juízo Final. 
 Apenas III, IV, V estão corretas. 
 Apenas II, III, IV estão corretas. 
 Apenas I, II, III estão corretas. 
Certo Apenas I, III e V estão corretas. 
 Apenas II e IV estão corretas. 
 
Explicação: 
O zoroastrismo, masdaísmo, masdeísmo é uma religião fundada na antiga Pérsia pelo profeta Zaratrusta, a quem os 
gregos chamavam de Zoroastro. É considerada como a primeira manifestação de um monoteísmo ético. Os pontos chaves 
das doutrinas do Zoroastrismo são a crença no Paraíso, na ressureição, no juízo final e na vinda de um Messias. Tais 
aspesctos irão influenciar religiões como o Judaísmo, o Cristianismo e o Islamismo. A base destas ideias está expressa no 
livro Zend Avesta que admite a existência de duas divindades (dualismo) - o deus do bem (Masda) e o deus do mal (Arimã). 
 
20a Questão 
A religião zoroastrista ocupou grande espaço entre os ideais dos monarcas medo-persas. Segundo afirmava esta religião, o 
universo: 
 era o espaço da liderança dos reis, por isso, exaltavam um deus específico 
JHºNJHºN
Realce
 deveria se converter ao mal, para que a força do bem se equilibrasse 
Certo era o palco da habitação de dois deuses antagônicos, o do bem e o do mal 
 deveria ser ocupado pela conduta natural dos deuses e não dos humanos 
 era o palco da disputa entre os deuses e os anjos pelo controle humano 
 
Explicação: 
O universo seria o local do embate entre duas divindades com características distintas. Uma representaria o deus do bem e 
a outra, o deus do mal. 
 
JHºNJHºN
Realce

Crie agora seu perfil grátis para visualizar sem restrições.