Atividade 2
6 pág.

Atividade 2


DisciplinaDesenvolvimento Social76 materiais286 seguidores
Pré-visualização2 páginas
PERGUNTA 1
Leia o texto abaixo sobre a globalização: 
A globalização pode ser compreendida como a fase de expansão que o capitalismo atingiu na atualidade, impactando a economia, a política, a cultura e o espaço geográfico. Se no capitalismo comercial iniciado no final do século XV, com as grandes navegações e o colonialismo, diferentes partes do mundo passaram a estabelecer maiores relações, nos séculos seguintes essas relações se intensificaram conforme as novas tecnologias possibilitaram o avanço da produção industrial e do comércio mundial (VELA, 2015). 
Sobre o tema, é correto afirmar: 
	
	b.
	A divisão internacional de uma multinacional pode ocorrer no seguinte formato: peças serem produzidas em um local na Europa, enquanto que a montagem do produto ocorre em países asiáticos e a comercialização em outros locais, diversos. 
 
PERGUNTA 2
Leia, abaixo, um trecho de um artigo que reflete sobre a teoria de Pierre Bourdieu, um autor contemporâneo que reflete sobre o papel das instituições na reprodução social e atualiza os autores clássicos da sociologia.  
\u201cObserva-se como fato o ritmo das mudanças tecnológicas, o questionamento das instâncias de referências e as transformações na construção das experiências individuais. As influências antigamente generalizadas de agentes solidamente constituídos, como a tradição (nos papéis da família e da escola), passam aos poucos a ser fragmentadas e dispersas.  O caráter transitório das relações, dos papéis e das instituições sociais pode deixar espaço para uma liberdade de ação dos indivíduos. No entanto, ao mesmo tempo que confere maior margem de escolhas, maior flexibilidade nas relações, mais referências identitárias, acrescenta, simultaneamente, mais insegurança, mais riscos e mais responsabilidade. Nesse sentido, seria pertinente perguntar: em que medida os indivíduos estariam sendo atingidos por esses novos condicionamentos?\u201d 
SETTON, M. G. J. A teoria do habitus em Pierre Bourdieu: uma leitura contemporânea. Revista Brasileira de Educação. Maio/Jun/Jul/Ago, 2002, n. 20, p.67-68. 
Após a leitura do trecho acima e, tendo como base o que estudou nas últimas unidades, avalie as afirmações abaixo. 
I. Após o século XIX, principalmente devido à consolidação de uma sociedade capitalista burguesa, as instituições tradicionais passaram por profundas transformações.  
II. É possível definir instituição como uma estrutura social que sintetiza e estabelece a reprodução de um conjunto de valores e normas compartilhados. As instituições não são estáticas: passam por constante transformação ao longo do tempo.  
III. Émile Durkheim afirma que as instituições nos comandam e nos constrangem e nós, mesmo assim, não apenas as queremos como percebemos vantagens no próprio constrangimento.  
IV. Segundo o trecho do texto acima, a partir do século XX, os indivíduos são atingidos por muitas transformações tecnológicas e por diversas referências, o que faz com que as instituições tradicionais deixem de fazer sentido. 
Estão corretas as afirmações: 
	
	c.
	I, II e III, apenas.  
PERGUNTA 3
Até mesmo a máquina a vapor, por enquanto sua mais poderosa ferramenta para transformar a Natureza, em última análise e pelo fato de ser uma ferramenta, repousa sobre a mão. Mas, ao lado da mão, se desenvolveu passo a passo o cérebro, tendo aparecido a consciência, primeiro das condições necessárias para serem alcançados determinados efeitos práticos úteis; e, mais tarde, entre os povos mais favorecidos, e resultante dela, a penetração e investigação das leis naturais que os condicionam. E, como o conhecimento rapidamente crescente dessas leis naturais, aumentaram os meios de reagir sobre a Natureza. A mão, por si mesma, não teria jamais realizado a máquina a vapor, se o cérebro do homem não se tivesse desenvolvido qualitativamente, com ela, ao lado dela e, até certo ponto, por meio dela (ENGELS, 1991, p. 11). 
Fonte: Engels, Friedrich. A dialética da natureza. 5 ed. São Paulo: Paz e Terra, 1991. Disponível em: http://www.gepec.ufscar.br/publicacoes/livros-e-colecoes/marx-e-engels/a-diaetica-da-natureza.pdf . Acesso em: 22.06.18. 
Ao longo do tempo, ao pensarmos sobre o desenvolvimento humano, notamos o esforço do homem em moldar a natureza, adaptando-a e se adaptando a ela. Sobre este assunto, considere as afirmativas abaixo e assinale a alternativa correta: 
I. A Revolução Industrial, ocorrida na Europa no final do século XVIII e início do século XIX, foi uma importante etapa no processo de aperfeiçoamento de máquinas alimentadas por fontes diversas de energia. 
II. A busca por novas formas e meios capazes de aumentar a produção determina o processo autodestrutivo da tecnologia.  
III. Os processos de produção e novas fontes de energia é a marca do moderno modo de produção capitalista. 
Está correto o que se afirma em: 
	
	c.
	I, II e III. 
PERGUNTA 4
A respeito do liberalismo econômico e do neoliberalismo, leia as afirmações a seguir e avalie se estão corretas.  
I. Segundo Adam Smith, o principal autor da teoria do liberalismo econômico, defendia que o Estado não deve interferir nas relações econômicas, há, segundo ele, uma espécie de \u201cmão invisível\u201d que regula o mercado. 
II. O liberalismo econômico se tornou a principal teoria que deu base ao capitalismo industrial. 
III. O neoliberalismo, derivado do liberalismo clássico, se tornou o pensamento político-econômico hegemônico do mundo globalizado.  
IV. O neoliberalismo defende o Estado mínimo, que limita o investimento do Estado em políticas públicas. 
Estão corretas as afirmações: 
 
	
	a.
	I, II, III e IV.  
PERGUNTA 5
Leia o trecho a seguir.
\u201cSeja onde for, e seja qual for, a grande exploração de tipo comercial (como é o caso de todos os principais setores da agropecuária brasileira) tende, quando a conjuntura lhe é favorável, a se expandir e absorver o máximo de terras aproveitáveis, eliminado lavradores independentes, proprietários ou não, bem como suas culturas de subsistência.\u201d
Fonte: PRADO JUNIOR, C. A questão agrária no Brasil. 4. ed. São Paulo: Editora Brasiliense, 1987. p. 31.
Diante da opinião de Prado Júnior sobre a questão agrária no Brasil é possível refletir sobre alguns problemas que caracterizam o desenvolvimento do processo de posse e utilização da terra e a forma como isso impacta a realidade dos pequenos produtores.
Tendo em vista essa citação e o texto base da disciplina, marque a alternativa que melhor expressa os principais problemas da questão agrária no Brasil.
	
	a.
	O processo de posse e utilização das terras produtivas no Brasil se deu de forma desigual desde o início da colonização. A lógica dessa ocupação sempre foi pautada pela busca da produção em larga escala, privilegiando os grandes produtores e tornando inviável a existência de pequenos produtores e a produção de subsistência.
PERGUNTA 6
Leia o texto abaixo: 
\u202fEm meio à globalização econômica e à política neoliberal, a nova ordem internacional passou a ter como grandes marcas a dinamização produtiva e uma cada vez mais profunda desigualdade socioeconômica. De um lado, liderando o capitalismo, estavam principalmente os países dos três principais blocos econômicos (Nafta, União Européia e bloco do Pacífico), realizando mais de 60% de todas as trocas comerciais do planeta. De outro, o mundo pobre, composto por países que, em geral, estão situados no hemisfério sul, vivendo um rápido agravamento dos índices socioeconômicos, produzindo um quadro social alarmante(p. 470). \u202f\u202f 
Fonte: VICENTINO, C.\u202fHistória Geral. São Paulo: Scipione, 1997. \u202f\u202f 
\u202fConsiderando o que estudou na disciplina, analise as asserções abaixo sobre a questão social frente à distribuição de renda, analise as asserções abaixo e assinale a alternativa correta: 
I. A lógica político-econômica do neoliberalismo pode ser considerada hegemônica dentre os países capitalistas. 
\u202fPOIS 
II. A sociedade não é homogênea, uma vez que nem todos estão na mesma condição de disputa social pela aquisição