13 Arrase no ENEM - Física - Energia
15 pág.

13 Arrase no ENEM - Física - Energia


DisciplinaFísica37.864 materiais859.143 seguidores
Pré-visualização1 página
Aula 13 
Energia 
Prof. MSc. Elton Jr. 
Um sistema que possui alguma forma de energia 
armazenada é capaz de realizar trabalho. 
\u3b8 .cos \u394s F.\u3c4
F 
s 
A B 
Unidade SI: joule (J) 
Energia Cinética 
Energia cinética é a energia do movimento. Todo corpo 
em movimento em relação a um determinado referencia, 
possui Energia Cinética. 
2
m.v
E
2
C
Energia Potencial Gravitacional 
É a energia armazenada pelo corpo em relação a um nível 
de referência quando o corpo está sujeito ao campo 
gravitacional. Ou seja, é a energia relacionada ao campo 
gravitacional. 
h . g . mEPG
Energia Potencial Elástica 
2
k.x
E
2
PE
Energia Mecânica 
A Energia Mecânica de um sistema é a soma da energia 
cinética e da energia potencial associadas aos corpos que 
constiuem este sistema. A parcela devido a energia 
potencial pode ser gravitacional, elástica, ou ambas. 
PCM EEE
Conservação da Energia Mecânica 
Em um sistema conservativo, livre de forças dissipativas, 
como o atrito, por exemplo, a energia mecânica do 
sistema se conserva. 
MDepoisMAntes EE
0EM
ou 
Exercício 01 
Um bloco desliza sobre um plano horizontal sob a ação 
das forças constantes especificadas na figura a seguir. 
No percurso AB, no qual desloca d = 1,5 m: 
a) que forças não realizam trabalho? 
b) qual o trabalho total realizado sobre o bloco? 
a) 
As forças FN e P 
não realizam 
trabalho, Pois são 
perpendiculares 
ao movimento. 
J 3 -\u3c4
.(-1) 1,5 2.\u3c4
180 .cos d .f\u3c4
\u3b8 .cos \u394s F.\u3c4
1
1
a1
1
J 9 \u3c4
.(1) 1,5 6.\u3c4
0 .cos d T.\u3c4
\u3b8 .cos \u394s F.\u3c4
2
2
2
2
b) 
J 6\u3c4
93\u3c4
\u3c4
T
T
21T
J 0
.0 \u394s F.
90 .cos \u394s F.
\u3b8 .cos \u394s F.
Exercício 02 
Três corpos idênticos, de massa M, deslocam-se entre 
dois níveis, como mostra a figura: A \u2013 caindo livremente; 
B \u2013 deslizando ao longo de um tobogã e C \u2013 descendo 
uma rampa, sendo, em todos os movimentos, 
desprezíveis as forças dissipativas. 
Exercício 03 
Um bloco de peso 90 N é arrastado sobre um piso 
horizontal por meio de uma força constante de intensidade 
F = 50 N, inclinada de \u3b1 com a horizontal, tal que sen = 
0,60 e cos = 0,80. 
Calcule: 
a) o trabalho realizado por F após o bloco deslizar 2,0 m 
para a direita; 
b) a intensidade da força normal do piso contra o bloco. 
a) 
J 80\u3c4
0,8 . 2 . 50\u3c4
cos\u3b1 . F.\u3c4 s
Fy 
Fx 
P 
N 
b) 
N 40Fx
0,8 . 50Fx
\u3b1 cos F.Fx
N 03Fy
0,6 . 50Fy
\u3b1sen F.Fy
N 60N
3090N
090N30
0PNFy
0Fy \u3a3
+ 
Exercício 04 
Um bloco de massa 0,60 kg é abandonado, a partir do 
repouso, no ponto A de uma pista no plano vertical. O 
ponto A está a 2,0 m de altura da base da pista, onde 
está fixa uma mola de constante elástica 150 N/m. São 
desprezíveis os efeitos do atrito e adota-se g = 10 m/s2. 
A máxima compressão da mola vale, em metros: 
a) 0,80 
b) 0,40 
c) 0,20 
d) 0,10 
e) 0,05 
B 
m 0,4x
0,16x
150
24
x
150.x24
150.x12.2
2
150.x
,6.10.20
2
2
2
2
C 
2
k.x
0m.g.h0
EEEE
EMEM
2
CPCCAPAC
CA