A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
Direito Administrativo - Processo Administrativo 20-02-2017

Pré-visualização | Página 1 de 3

*
Processo ou 
Procedimento Administrativo
 Profa. Ms. Christianne Stroppa
*
INTRODUÇÃO
Constituição de 1969: garantia o direito à ampla defesa,com os recursos a ela inerentes,em favor dos “acusados” (art.169, §15).
Constituição de 1988: constitucionalizou o devido processo legal enquanto princípio (art.5º, LIV), determinando expressamente sua aplicação na esfera administrativa (art. 5º, LV).
Expressões: ‘acusados’ e ‘litigantes’ (grande inovação para Ada Pellegrini Grinover)
*
*
CONCEITO  sucessão itinerária e encadeada de atos, tendendo todos a um resultado final e conclusivo.
 
Para CABM  “cada ato cumpre uma função especificamente sua”.
 
O vocábulo “processo”, na linguagem de José Frederico Marques, tem o sentido de “fenômeno em desenvolvimento”.
 
Num sentido amplo abrange “os instrumentos de que se utilizam os três Poderes do Estado – Judiciário, Legislativo e Executivo – para a consecução de seus fins” (MSZP).
 
Assim, no sentido amplo, processo é “uma série de atos coordenados para a realização dos fins estatais” (MSZP).
*
*
PROCESSO OU PROCEDIMENTO ADMINISTRATIVO (divergência doutrinária)
Carlos Ary Sundfeld: o uso da expressão “processo administrativo” não tem maior efeito prático. Isto porque, nem a Constituição esclarece concretamente quando é que se está diante de um “processo administrativo” para suscitar a incidência dos princípios, nem essa resposta pode ser obtida por simples consulta à denominação empregada pelas leis específicas. 
*
*
Mônica Martins Toscano Simões: usa a expressão “atuação administrativa processualizada”.
Importância do procedimento:
Administração – emissão de decisões administrativas mais acertadas e facilita a fiscalização do bom desempenho da função administrativa por parte dos agentes públicos, inclusive para fins de punição disciplinar.
Administrados – fiscalização do atuar administrativo e sua adequação aos fins públicos, como a defesa de seus direitos.
 
*
*
Clarissa Sampaio Silva: a invalidação já não pode ser vista como ato único, decisão one shot, mas como resultado de um procedimento cujos participantes devem ser aqueles diretamente atingidos por dada medida.
 
*
*
Odete Medauar: adota a expressão “processualidade administrativa”.
Núcleo comum da teoria do processo estatal (aplicação subsidiária da Teoria Geral do Processo), independentemente da função de que se trate:
Fieri e factum – envolve o vir a ser de um fenômeno, o momento em que algo está se realizando (José Afonso da Silva). A transformação dos deveres/poderes em ato.
Sucessão encadeada – atos ou atuações que se sucedem um ao outro, num encadeamento em que o precedente propulsiona o subsequente, até a meta final.
  ato complexo 
*
*
Sucessão necessária – o encadeamento sucessivo decorre de algo juridicamente necessário e obrigatório.
 aspecto formal ou material?
Figura jurídica diversa do ato – o processo constitui noção jurídica diferente da noção de ato.
Correlação com o ato – inerência e instrumentalidade da processualidade em relação ao ato.
*
*
Obtenção de resultado unitário – o encadeamento direciona-se a um resultado final ou ato final de decisão.
Pluripessoalidade necessária – atuação coordenada de muitas pessoas ou órgãos.
Interligação dos sujeitos – os vários sujeitos estão interligados por direitos, deveres, ônus, poderes, faculdades (ocorre uma sucessão de posições jurídicas).
Pertinência ao exercício do dever/poder.
*
*
IMPORTÂNCIA 
Um dos mais importantes instrumentos de controle dos administrados ante as prerrogativas (poderes) públicas.
- Artigo 5º, incisos LIV e LV CF.
- Lei federal nº 9.784/99 – atualmente é vista como LEI NACIONAL DE PROCESSO ADMINISTRATIVO
- Lei estadual nº 10.177/98
Lei geral de processo administrativo: regula toda a atividade decisória da Administração, sem exceções, independentemente do modo como ela se expressa.
*
*
OBJETIVOS
a) resguarda os administrados  trata-se de estabelecer controles ‘desde dentro’, evita ex pos facto.
 
b) concorre para uma decisão administrativa mais bem informada
 
 
Previsão expressa no art. 1º, ‘caput’, da Lei nº 9.784/1999.
 
*
DISTINÇÃO PROCESSO ADMINISTRATIVO E JUDICIAL
  
a) Processo judicial – encerra o exercício da FJ e sempre há conflito de interesse.
Processo administrativo- implica o desempenho de FA e nem sempre há qualquer tipo de conflito.
 
b) Processo judicial- é trilateral (Estado – juiz; parte – autora; parte – ré).
Processo administrativo- relação é bilateral (particular, de um lado; estado, de outro).
 
c) Processo judicial- culmina numa decisão que pode se tornar imodificável e definitiva.
Processo administrativo- culmina numa decisão que poderá ser hostilizada no Poder Judiciário.
 
d) Processo judicial- vigora o princípio da verdade formal, já que o juiz se limita a decidir conforme as provas produzidas no processo.
Processo administrativo- vigora o princípio da verdade material, da verdade real.
*
DEVIDO PROCESSO LEGAL ADJETIVO E SUBSTANTIVO
FINALIDADE
Instrumento de garantia dos administrados em face das prerrogativas públicas.
Princípio da supremacia
X 
Princípio da indisponibilidade
*
*
SURGIMENTO HISTÓRICO
Raízes fincadas na Magna Carta inglesa de 1215 de João Sem Terra, sob a fórmula da “law of the land” (art. 39) – os direitos dos homens livres (barões e proprietários de terra) relativos à vida, à liberdade e à propriedade, só poderiam ser suprimidos segundo as regras constantes da lei da terra ou do direito costumeiramente aceito.
*
*
USO DA EXPRESSÃO “DEVIDO PROCESSO LEGAL”
No reinado de Eduardo III, com o Estatuto das Liberdades de Londres (1354).
Acolhida pelo constitucionalismo norte-americano, foi incorporada à Constituição dos Estados Unidos pelas emendas V (1791) – nenhuma pessoa pode ser privada da vida, liberdade e propriedade sem o devido processo legal – e XIV (1868) – vinculou os Estados da federação à referida cláusula.
simples garantia processual, formal ou adjetiva
*
*
EVOLUÇÃO
Fim do século XIX, a Suprema Corte dos Estados Unidos, baseando-se em critérios de razoabilidade e racionalidade, passou a promover a proteção material ou substantiva dos direitos fundamentais nas leis e atos estatais em geral contra a ação irrazoável e arbitrária do Poder Público.
*
*
DISTINÇÃO NO DIREITO BRASILEIRO
Inglaterra e Estados Unidos: distinção tem caráter secundário e incidental, em face do contexto mais amplo e mais importante da explicação do significado da garantia (common law).
Influência romano-germânica: definição da natureza jurídica – importante a distinção.
*
*
DEVIDO PROCESSO LEGAL SUBSTANTIVO
Está intimamente relacionada com o exame de razoabilidade e de proporcionalidade dos atos do Poder Público, quando esses atos estão dirigidos à restrição de direitos materiais assegurados aos indivíduos.
*
*
Sérgio de Andréa Ferreira: corresponde à sujeição do autor do ato aos pressupostos e requisitos de licitude de sua ação, quanto aos vários elementos e aspectos, a abarcar a competência, o objeto, o motivo, o fim, pressupostos e requisitos de existência e de validade.
Vera Bueno: referida doutrina sempre esteve e ainda está associada a alguma questão que envolva a privação desarrazoada por um ato governamental, da vida, da liberdade ou da propriedade de um cidadão. 
*
*
DEVIDO PROCESSO LEGAL ADJETIVO
Quando o Poder Público pretender restringir ou mesmo revogar os direitos de liberdade ou de propriedade dos cidadãos, deverá atender determinadas formalidades, seguir certos ritos, considerados como verdadeiras garantias de ordem processual.
*
*
Sérgio de Andréa Ferreira: alberga as garantias instrumentais, asseguradas ao titular do direito de liberdade ou de direito sobre outro bem, que integra o seu patrimônio, e de que possa ser privado.