A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
31 pág.
Principais Doenças Infecto-contagiosas na Odontologia

Pré-visualização | Página 1 de 2

Nathália Taverny Macola
Leticia Laiz Baccin
Jessika Oliveira
Millena Martins

 Existem inúmeras doenças que podem ser causadas
por bactérias, fungos ou vírus, vamos abordar as
principais doenças infecciosas de relevância na
prática odontológica.
Na prática odontológica, a prevenção da
disseminação de microrganismos muitas vezes tem
se mostrado precária, tornando o cirurgião dentista e
toda sua equipe, vulneráveis a muitas doenças
infecciosas, por trabalharem em contato com
secreções e membranas mucosas.
Doenças infecto-contagiosas em 
Odontologia

As infecções causadas por vírus, em geral, são as
mais graves e de maior preocupação quando
contraídas.
Vírus Herpes
Hepatites
 Síndrome da imunodeficiência humana adquirida
(AIDS)
PRINCIPAIS INFECÇÕES 
CAUSADAS POR VÍRUS

 É considerado facilmente
transmissível e
infeccioso nos seres
humanos. O herpes é
uma infecção promovida
pelo vírus herpes,
membro da
família Herpesviridae.
O vírus da herpes
 O vírus apresenta período de
incubação curto (2 a 12 dias),
enquanto a doença pode variar
em torno de 2 semanas.
 O vírus herpes simples tipo 1 é 
transmitido mais 
frequentemente através do 
contato direto com as lesões ou 
com objetos contaminados, 
porém, pode ser transmitido 
através de perdigotos 
(partículas de saliva lançadas 
durante a fala, tosse ou 
espirro), uma vez que já se 
identificou o vírus na saliva.
Herpes simples
Saúde - iG
sorrisologia.com.br

O vírus herpes simples 1,
também pode infectar a
córnea, como uma infecção
primária, ou através de
infecções recorrentes,
causando
a ceratoconjuntivite. Ressalta-
se a importância da
paramentação adequada, com
a utilização de óculos de
proteção.
Herpes simples
http://midiabahia.com.br/wp-
content/uploads/2018/08/herpes-olhos.jpg

Os procedimentos clínicos eletivos em pacientes 
portadores de lesões causadas por esse vírus devem 
ser evitados, até que haja o estabelecimento da 
melhora clínica da doença. 
Herpes simples
https://drauziovarella.uol.com.br/wp-
content/uploads/2011/10/herpes-simples-e1553619714675.jpg

 O herpes-zoster é uma doença infecciosa aguda causada 
pelo vírus varicela-zoster, também conhecido como 
herpes vírus humano tipo 3. Ele penetra no hospedeiro 
através das células epiteliais da mucosa do trato 
respiratório superior, orofaringe ou conjuntiva.
Herpes-zoster
https://www.msdmanu
als.com/-
/media/manual/profess
ional/images/485-
herpes-zoster-thoracic-
dermatome-slide-6-
springer-
high_pt.jpg?la=pt&thn=0

 Dentre as doenças infecciosas, as hepatites virais 
representam um importante risco ocupacional aos 
cirurgiões-dentistas e demais funcionários, já que, muitas 
vezes, a transmissão se dá por fluidos corporais 
contaminados, dentre os quais aqueles frequentemente 
manipulados nos consultórios, tais como sangue e 
saliva. Tais infecções encontram-se em alta incidência nos 
pacientes que buscam rotineiramente atendimento 
odontológico.
 A hepatite se caracteriza por um processo inflamatório do 
fígado que leva a uma necrose hepatocelular difusa ou 
irregular com envolvimento de todos os lóbulos. 
Hepatites

 É provocada pelo vírus da hepatite B (HBV) que foi
detectado pela primeira vez em 1963. Os maiores
índices de infecção pelo vírus HBV em profissionais de
saúde encontram-se entre os cirurgiões-dentistas. Entre
as doenças infecto-contagiosas, a Hepatite B é a maior
causa de mortes e interrupções da prática de
consultório pelos dentistas.
 Um dos meios mais comuns de transmissão do paciente
para o profissional é o acidente com agulhas
contaminadas com saliva e sangue. O HBV também
pode ser transmitido quando fluidos contaminados
entram em contato com mucosas sadias.
Hepatite B

Hepatite B
Depositophotos.om
http://www.ioc.fiocruz.br/pages/informerede/corpo/i
nformeemail/2007/2308/mat_04_23_08.html

 O risco de transmissão
ocupacional para um
profissional de saúde não
imunizado varia de 2% a 40%.
 A proteção envolve a vacinação
adequada e a utilização das
medidas de controle de
infecções pelos profissionais.
Como os cirurgiões-dentistas
apresentam risco duas vezes
maior do que a população em
geral, a vacinação destes
profissionais é mandatória e tal
procedimento reduz
significativamente o risco de
desenvolver a infecção.
Hepatite B

Os cirurgiões-dentistas estão sob um risco significativo 
para contraírem o vírus da hepatite C (HCV). Deve se 
tomar cuidado maior na manipulação de agulhas.
 Em virtude de seu curso clínico ser de progressão lenta, a 
maioria dos pacientes não sabem que são portadores da 
doença, até a realização de exames laboratoriais ou pela 
presença tardia da cronicidade da doença, característica 
esta que a coloca como a mais severa dentre as hepatites 
virais.
Hepatite C
http://www.tst.jus.br/image/journal/article?img_id=2
296604&t=1345066128052

 Entretanto, o vírus HCV já foi detectado na saliva de
pacientes com hepatite crônica, durante tratamentos
odontológicos, bem como existe um relato da
transmissão de hepatite C pela saliva através de
mordida humana.
Um outro importante achado é a possibilidade
do vírus permanecer ativo por cerca de 7 dias em
temperatura ambiente, o que salienta a importância
das medidas de controle
de infecções, durante a prática odontológica.
Hepatite C

 É uma doença progressiva que pode levar à 
destruição do sistema imunológico. Foi identificada 
pela primeira vez em meados de 1980. Caracteriza-se 
por uma infecção crônica cujo agente etiológico é o 
HIV (Vírus da Imunodeficiência Humana).
 Este vírus pertence à família Retroviridae e ao 
gênero Lentivírus.
Síndrome da imunodeficiência 
humana adquirida (AIDS)
https://upload.wikim
edia.org/wikipedia/co
mmons/1/1a/HIV-
budding-Color.jpg

 É importante ressaltar que o
vírus já foi isolado de todas as
secreções orgânicas: sangue,
sêmen, secreções vaginais,
saliva, lágrima, leite materno,
fluido cérebro-espinhal, fluido
amniótico e urina, porém, só
ficou comprovada a
possibilidade de transmissão
através de sangue, sêmen,
secreções vaginais e leite
materno contaminado.
Síndrome da imunodeficiência 
humana adquirida (AIDS)
https://www.google.com.br/url?sa=i&rct=j&q=&esrc=s&source=image
s&cd=&ved=2ahUKEwjNtN2Mnr_iAhVNHLkGHVpYByEQjRx6BAgBE
AU&url=https%3A%2F%2Frevistagalileu.globo.com%2FCiencia%2Fnoti
cia%2F2016%2F08%2Fcientistas-descobrem-como-o-virus-hiv-se-infiltra-
em-celulas-saudaveis.html&psig=AOvVaw2mamjkXFYpZvbW8q8f-
iVe&ust=1559167597839757

O profissional pode tratar de pacientes infectados 
pelo HIV, sem ter conhecimento desse fato, ou 
soropositivos que, temendo não receberem 
atendimento odontológico, escondam a doença.
A adoção de medidas de segurança é fundamental 
para garantir a saúde do paciente e do profissional. 
O uso das medidas de proteção deve ser rotineiro e 
em todos os pacientes sem exceção.
Síndrome da imunodeficiência 
humana adquirida (AIDS)

 O tratamento da AIDS é
realizado com anti-retrovirais
e atualmente se preconiza um
coquetel de vários anti-
retrovirais com o objetivo de
reduzir a seleção de vírus
mutantes resistentes. Esse
tratamento reduz a carga
viral para quase zero,
fazendo com que ocorra
redução da morbidade e
mortalidade de indivíduos
infectados.
Síndrome da imunodeficiência 
humana adquirida (AIDS)
clmais.com.br

 Sífilis
 Tuberculose
PRINCIPAIS INFECÇÕES 
CAUSADAS POR BACTÉRIAS

 É uma doença crônica, altamente contagiosa. O seu 
agente etiológico, o Treponema pallidum, é uma 
bactéria que se locomove às custas da rotação e 
flexão de seu corpo. 
A transmissão é feita pelo contato direto com lesões 
de pele, mucosas,