EXERCICIO_ ESCALA DE COMA DE GLASGOW

EXERCICIO_ ESCALA DE COMA DE GLASGOW


DisciplinaUrgência e Emergência1.449 materiais34.886 seguidores
Pré-visualização1 página
EXERCÍCIO: ESCALA DE COMA DE GLASGOW 
01) FGV - 2013 - TJ-AM - Analista Judiciário \u2013 Enfermagem (adaptado) 
A Escala de Coma de Glasgow é um instrumento bastante utilizado para avaliar a resposta de um 
paciente a estímulos. Os escores vão de 3 (coma profundo) a 15 (normal). Ao avaliar um paciente 
vítima de acidente automobilístico e que está há três dias no CTI, a enfermeira, aplicando a escala 
de Coma de Glasgow, observa que ele apresenta abertura dos olhos quando estimulado ao som, 
dá resposta verbal com palavras desconexas e aperta sua mão quando solicitado. Diante desse 
quadro, assinale a alternativa que indica a pontuação obtida e o respectivo nível de consciência 
desse paciente. 
 
02) Instituto Graça Aranha \u2013 Enfermeiro Generalista \u2013 Prefeitura Vitorino Freire - MA 2012 
Homem de 33 anos, vítima de atropelamento por moto, foi admitido na Emergência, a enfermeira 
realizou o exame neurológico da vítima aplicando a Escala de Coma de Glasgow. A finalidade e os 
parâmetros de avaliação da escala são, respectivamente: 
a) Dimensionar a lesão cerebral; abertura ocular, reflexo fotomotor e resposta verbal. 
b) Avaliar o nível de consciência; abertura ocular, resposta verbal e resposta motora. 
c) Verificar hematoma intracraniano; midríase, resposta verbal e resposta motora. 
d) Diagnosticar TCE; midríase, otorragia e resposta motora. 
e) Avaliar integridade da circulação cerebral; diplopia, otorragia e resposta motora. 
 
03) (Consulplan2015) Escala de coma de Glasgow permite avalia nível de consciência de 
indivíduos que tenham sofrido traumatismo crânio encefálico, definindo a intensidade do 
traumatismo em leve, moderada e grave. Um traumatismo crânioencefálico é considerado 
moderado, quando o escore da escala de coma de Glasgow é de: 
 
04) (FGV/2014 \u2013 adaptado) Um paciente de 30 anos, vítima de acidente automobilístico, foi 
internado na Unidade de Tratamento Intensivo. Ele apresenta abertura ocular ao estímulo à 
pressão, resposta verbal com sons ininteligíveis e flexão ao estímulo doloroso (decorticação). De 
acordo com os parâmetros da escala de coma de Glasgow, o nível de consciência desse paciente 
é compatível com: 
 
05) (CESPE 2013) Considerando o conceito de nível de consciência como o grau de alerta 
comportamental apresentado pelo indivíduo, nota-se uma grande possibilidade de variação 
desse parâmetro em pacientes. No que se refere à avaliação do nível de consciência em pacientes 
vítimas de trauma, assinale a opção correta. 
a) Segundo o indicador melhor resposta motora, os pacientes recebem pontuações que variam 
de 1 a 5 na escala de coma de Glasgow. 
b) Em vítimas de trauma com déficit de consciência, deve-se considerar inicialmente abuso de 
álcool ou outras drogas e, depois de descartadas essas hipóteses, devem-se investigar 
hipoperfusão e hipóxia. 
c) De acordo com o indicador abertura ocular, da escala de coma de Glasgow, o paciente recebe 
pontuação que varia de 1 a 5. Esse indicador está diretamente ligado à aparência de vigília, que 
é um parâmetro de avaliação do funcionamento do mecanismo de ativação do córtex cerebral. 
d) Quando presente, a resposta verbal coerente indica o mais alto grau de integração do sistema 
EXERCÍCIO: ESCALA DE COMA DE GLASGOW 
nervoso central, e o paciente pode ser categorizado com pontuação de 1 a 3 na escala de coma 
de Glasgow. 
e) Após a avaliação e correção dos fatores envolvidos na ventilação e oxigenação pulmonar e na 
circulação do sangue, a próxima etapa da avaliação primária do paciente politraumatizado é a 
avaliação da função cerebral. 
 
 
(GABARITO AO FINAL DA PÁGINA) 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
GABARITO 
1) 12 
2) B 
3) 9-12 
4) Glasgow 7 
5) E