A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
26 pág.
Apanhadão de libras

Pré-visualização | Página 1 de 9

Libras – meu material 
 
1- A audição é essencial para o desenvolvimento da fala, da linguagem, da socialização e de outras 
formas de comportamento. 
I. Sem a audição a criança tende a se afastar do seu meio ambiente. 
II. Sem audição a criança pode ter aparência de criança retardada, com distúrbios emocionais e de 
aprendizagem. 
III. A audição deve ser testada em qualquer criança que venha para avaliação de distúrbios do 
desenvolvimento. 
IV. A audição não interfere na aquisição da fala. 
Estão corretas as: 
C: I, II e III 
 
2- Em que ano aconteceu o Congresso de Milão? 
A: 1880 
 
3- O reconhecimento de que a língua de sinais possibilita o desenvolvimento das pessoas surdas 
em todos os seus aspectos, somado à reivindicação das comunidades de surdos quanto ao direito 
de usar esta língua, tem levado, nos últimos anos, muitas instituições a adotarem um modelo na 
educação dos alunos surdos. 
Neste modelo, a primeira língua é a de Sinais, que dará o arcabouço para o aprendizado da 
segunda língua, preferencialmente na modalidade escrita, que, por ser visual, é mais acessível aos 
alunos surdos. 
A aquisição da língua de sinais pelas crianças surdas, filhas de pais ouvintes, só poderá ocorrer na 
interação com adultos surdos que as insiram no funcionamento linguístico da língua de sinais, por 
meio de atividades discursivas que envolvam o seu uso, como diálogos, relatos de histórias, isto é, 
em atividades semelhantes às vivenciadas por crianças ouvintes ou surdas, de pais surdos, na 
interação com os pais. A interação com adultos surdos será propiciada pela escola de 
Surdos que conte com professores e profissionais surdos usuários da língua de sinais, de 
professores ouvintes fluentes e que a usem na comunicação e no desenvolvimento do conteúdo 
programático. 
O aprendizado da língua majoritária, na modalidade escrita, se dará por meio da exposição, desde 
cedo, a textos escritos, uma vez que a leitura se constitui como a principal fonte para o aprendizado 
da língua majoritária. Por meio da língua de sinais, o professor deve explicar à criança o conteúdo 
dos textos, bem como mostrar aos alunos semelhanças e diferenças entre as duas línguas. 
Pereira, Maria Cristina da Cunha & Maria Inês da Silva Vieira. Bilinguismo e Educação de 
Surdos. Revista Intercâmbio, volume XIX: 62-67, 2009. São Paulo: LAEL/PUC-SP. ISSN 1806-
275x. O texto acima citado apresenta uma proposta que possui fundamentos principais em sua 
concepção de sociedade e surdez: 
D) A inclusão social e o conceito sócio-antropológico de surdez. 
 
4- Os pilares da educação bilíngüe para surdos são: 
I. O modelo de educação bilíngüe contrapõe-se ao modelo oralista porque considera o canal 
visogestual de fundamental importância para a aquisição de linguagem da pessoa surda. 
II. E contrapõe-se à comunicação total porque defende um espaço efetivo para a língua de sinais 
no trabalho educacional; por isso advoga que cada uma das línguas apresentadas ao surdo 
mantenha suas características próprias e que não se "`misture" uma com a outra. 
III. A educação bilíngüe para surdos propõe é que sejam ensinadas duas línguas, a língua de sinais 
e, secundariamente, a língua do grupo ouvinte majoritário, ou seja, a língua portuguesa. 
IV. A educação bilíngüe para surdos anula a língua portuguesa na modalidade oral e só aceita que 
o surdo aprenda a língua portuguesa na sua modalidade escrita. 
V. Na proposta bilíngüe para surdos todas as outras estão incluídas, ou seja, oralismo, 
comunicação total, gestos e português escrito. 
As afirmativas corretas são: 
E: I, II, III 
 
5- As decisões tomadas no Congresso de Milão fez com que linguagem gestual fosse praticamente 
banida como forma de comunicação a ser utilizada por pessoas surdas no trabalho educacional em 
todo os países. É correto afirma que: 
I. A partir do Congresso de Milão, o oralismo foi o referencial assumido e as práticas educacionais 
vinculadas a ele foram amplamente desenvolvidas e divulgadas. 
II. Com o Congresso de Milão termina uma época de convivência tolerada na educação dos surdos 
entre a linguagem falada e a gestual e, em particular, desaparece a figura do professor surdo que, 
até então, era freqüente. 
III. A abordagem oralista na educação dos surdos não foi, praticamente, questionada por quase um 
século. 
IV. O oralismo como prática educacional revolucionou a educação de surdos trazendo somente 
benefícios para os mesmos. 
D: I, II e III 
 
6- Quando começou a surgir estudos sobre as língua de sinais utilizadas pelas comunidades 
surdas? 
A: Na década de 60. 
 
7- O alfabeto manual é: 
B: Apenas um recurso utilizado para soletrar nomes próprios e empréstimos lingüísticos do 
português. 
 
8- A língua de sinais é considerada pela lingüística como a língua natural das pessoas surdas, isso 
se dá pelo fato de que: OU 
Sobre a Língua Brasileira de Sinais - Libras, é correto afirmar que: 
A: A língua de sinais é de modalidade visual-gestual não tendo impedimento de ser adquirida pelas 
pessoas surdas. 
 
9- Como se dá o aprendizado da língua portuguesa pelos surdos? 
A: Devido ao seu impedimento auditivo, o aprendizado da língua portuguesa irá processar-se como 
o de uma língua estrangeira, pois o mesmo exigirá ambiente artificial e sistematização por meio de 
metodologias próprias de ensino. 
 
10- Quais são os pilares da proposta de educação bilíngue para surdos com relação a língua de 
sinais e a língua portuguesa? 
I. A língua de sinais é considerada a mais adaptada à pessoa surda. 
II. As crianças quando expostas a língua de sinais apresentam desenvolvimento semelhante a 
criança ouvinte. 
III. A linguagem de sinais é um meio para o surdo aprender o português. 
IV. A língua portuguesa é tida como segunda língua para o surdo. 
Estão corretas as afirmativas: 
E: I, II e IV 
 
11- De forma genérica deficiência auditiva é definida da seguinte maneira: 
A: Como a diferença existente entre a performance do indivíduo e a habilidade normal para a 
detecção sonora de acordo com padrões estabelecidos pela ANSI 
 
12- Assinale a alternativa que corresponde a legislação federal que oficializou a Língua de Sinais 
no Brasil: 
B: Lei n. 10.436, de 24 de abril de 2002. 
 
13- Diante do exposto, considerando-se a Língua Portuguesa escrita afirma-se que: 
C: A Lei de LIBRAS reconhece como meio legal de comunicação e expressão o sistema lingüístico 
de natureza visual-espacial, o qual se constitui em um sistema lingüístico de transmissão de idéias 
e fatos entre membros das comunidades surdas brasileiras. 
 
14- Pode-se afirmar que as Línguas de Sinais caracterizam-se como: 
A: Não universais, visuais-espaciais, com estrutura e gramática próprias. 
 
15- Quais são os tipos de deficiência auditiva? 
B: Deficiência auditiva condutiva, mista e central e sensório-neural. 
 
16- O grau de severidade da deficiência auditiva são variáveis, podendo ser: 
A: Audição normal, deficiência auditiva leve, moderada, severa e profunda. 
 
17- As causas da deficiência auditiva sensório-neural podem ser: 
D: Drogas ototóxicas, causas perinatais, causas pré-natais e rubéula. 
 
18- Detectada a deficiência auditiva, avalia-se a necessidade e a importância da indicação correta 
de um aparelho auditivo. Com relação a protetização 
A: As próteses são adaptadas as necessidades de cada pessoa conforme o seu grau de perda 
auditiva. 
 
19- Sem a audição a criança tende a se afastar do seu meio ambiente, o que pode ocasionar: 
A: A aparência de criança retardada, com disturbios emocionais e de aprendizagem. 
 
20- Quais os estimulos que interfem nesse processo? 
B: Nesse processo intervêm basicamente os estimulos ambientais e o relacionamento afetivo. 
 
21- A supervalorização da língua oral terá algumas conseqüências, entre elas: 
C: Diminuição das chances de integração plena do surdo ou do deficiente auditivo. 
 
22- Quais as implicações da

Crie agora seu perfil grátis para visualizar sem restrições.