Documento
1 pág.

Documento


DisciplinaProblemas da Democracia e do Socialismo22 materiais20 seguidores
Pré-visualização1 página
6 grego P latão (428 ou 42 7 a.C.). E m um d e seus li vros mais i mporta ntes, i nti t ulado \u201cA Repúb li ca\u201d, P latão co ncebe um modelo i deal d e soci eda de a parti r da s upressão da propri e dade pri vad a e da fa m íli a . D e aco rd o com P latão, o fim da propri e dade priva da le varia ao fi m do co nf li to ent re o E stado (concebi d o co mo a mani fe staçã o d o i nte re sse públi co) e ca da ci dadã o em parti cular (co nce bi dos como a ma ni festação d os i ntere sses pri vad os). A abolição do núc le o famili ar , por s ua vez, te ria como resposta uma maio r devo ção a o bem púb li co. Nos séc ulos segui nte s (que ab rang e m o s p er íod os da Idade Médi a e Moderna ), a ide ologi a comuni sta sofre u cons ta ntes refor m ula ções. Mar x e E ngels d efe ndi am a a b oli çã o da propri e dade pri vada, e a conse quen te orienta ção d a eco nomi a de fo rma pla nea da, emb ora a lguma s ve rte ntes do soci ali smo e do comuni smo, c hamadas d e anarq ui stas, defe nd am um soci a li smo baseado na aboli ção do es tado. A pala vra com u ni smo apareceu pela p ri mei ra ve z na i mprensa em 182 7, qua nd o Ro bert Owe n se refe riu a so ci ali stas e comuni stas . Robe r t O wen foi o primei ro auto r a co nsi derar q ue o va lor de uma me rcadori a de ve ser medi do p elo trabal ho a ela i ncorporado, e não pe lo valo r em di nhei ro que l he é a trib uíd o. Se gundo e le, o s com uni stas e soci a li sta s co nsi dera vam o cap i tal co mum ma i s benéfi co do que o capi tal p ri vado . Owen ataco u vi ole ntame nte o si stema de conco rrê nci a ca pi ta li sta , e propôs a c ri ação de com uni dade s coo perati vas como alter na ti vas. As p ala vras soci alismo e comuni smo , criad as p or ele, foram usadas como si nô ni mos d ura nte todo o séc ulo X IX. D o ponto d e vi sta p ol ítico e e co nômico , o com u ni smo se ri a a etapa fina l de um si stema q ue vi sa à i gualda de so ci al e à p assage m do pode r p olíti co e e con ômico para a s mãos da cla sse t rabal had ora. P ara a ti ng i r este estági o, de ver -se-i a pa ssar pelo soci a li smo, u ma fase de tra nsi ção ond e o pod er esta ria na s mãos de uma di tadura, que o rg a ni za ri a a soci eda de rumo à i g ualdade p le na , o nde os trabal hadores se ria m os di ri g entes e o Estado nã o e xi stiria . Po de se concl ui r então q ue nu nca se o uve um pa ís co m uni sta, poi s, ne nhum país jamai s fico u sem um gove r no em si , já q ue o s d i tad ores e o estado soci alista di fi ci lmente abri ri am mão do poder sem uma g uer ra ci vi l.