A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
12 pág.
Sistema Genital Feminino

Pré-visualização | Página 1 de 2

O sistema reprodutor feminino é constituído por dois ovários, duas tubas uterinas, um útero, uma vagina, uma 
vulva (genitália externa). Ele está localizado no interior da cavidade pélvica. A pelve constitui um marco ósseo 
forte que realiza uma função protetora. 
O sistema genital feminino pode ser dividido:
Ovários, tubas uterinas, útero e vagina.
Órgãos genitais internos, compostos por:
Também denominados pudendo (vulva), formados por monte do púbis, lábios maiores do pudendo, 
lábios menores do pudendo, clitóris, bulbo do vestíbulo e glândulas vestibulares maiores.

Órgãos genitais externos:
Os ovários (direito e esquerdo) são as gônadas femininas, onde são produzidos os gametas femininos, que são 
os ovócitos, e os estrógenos, hormônios responsáveis pelos caracteres sexuais secundários da mulher.
Diferentemente do homem, a mulher já nasce com um número predeterminado de ovócitos e, ao alcançar 
certa idade, deixa de ovocitar, fenômeno conhecido como menopausa.
Os ovários estão fixados ao ligamento largo do útero pelo mesovário (ligamento suspensor do ovário) e 
também ao útero pelo ligamento útero-ovárico.
O ovário é um órgão par comparável a uma amêndoa com aproximadamente 3 cm de comprimento, 2 cm de 
largura e 1,5 cm de espessura.
Ele está situado por trás do ligamento largo do útero e logo abaixo da tuba uterina, sendo que seu grande 
eixo se coloca paralelamente a esta.
Em virtude do 1/3 distal da tuba uterina normalmente estar voltada para baixo, o ovário toma uma posição 
vertical, com uma extremidade dirigida para cima e outra para baixo.
A borda medial prende-se a uma expansão do ligamento largo do útero que recebe o nome de mesovário, e 
por isso é denominada de borda mesovárica, enquanto a borda posterior é conhecida por borda livre.
A borda mesovárica representa o Hilo do Ovário é por ele que entram e saem os vasos ováricos.
A extremidade inferior é chamada extremidade tubal e a superior extremidade uterina.
O ovário está preso ao útero e à cavidade pelvina por meio de ligamentos, cujo conjunto pode ser 
grosseiramente comparado aos cabos dos bondes aéreos, sendo o bonde, o ovário; o segmento do cabo que 
liga à parede pelvina é denominado ligamento suspensor do ovário e a porção do cabo que vai ter ao útero é 
o ligamento do ovário.
O Ligamento Suspensor do Ovário estende-se da fáscia do músculo psoas maior à extremidade tubal do ovário, 
enquanto o Ligamento Próprio do Ovário vai de sua extremidade uterina à borda lateral do útero, logo abaixo 
da implantação da base da tuba uterina.
É percorrendo o ligamento suspensor do ovário que a artéria e a veia ovárica irrigam esse órgão.
Produção de gametas (óvulos) – função gametogênica○
Produção de hormônios – função endrócrina○
Função:•
Fixados pelo mesovário à face posterior do ligamento largo do útero, mas não são revestidos 
pelo peritônio
○
Localização:•
Função, Número, Posição, Formato, Ligamentos
 Página 1 de Anatomia II 
São dois tubos (direito e esquerdo) que servem para transportar o ovócito dos ovários até o útero e 
também como via de condução dos espermatozoides.

As tubas uterinas apresentam as porções do istmo (próximo ao útero), ampola (porção mais dilatada 
onde ocorre a fecundação) e infundíbulo (próximo aos ovários), onde se encontra o óstio da tuba 
uterina, circundado por pequenas terminações franjeadas chamadas de fímbrias. As fímbrias captam o 
ovócito sobre os ovários, conduzindo-o para o interior da tuba uterina.

São dois ductos que unem o ovário ao útero. Seu epitélio de revestimento é formados por células 
ciliadas. Os batimentos dos cílios microscópicos e os movimentos peristálticos das tubas uterinas impelem 

Tubas uterinas
 Página 2 de Anatomia II 
ciliadas. Os batimentos dos cílios microscópicos e os movimentos peristálticos das tubas uterinas impelem 
o gameta feminino até o útero.
DIVISÃO ANATÔMICA
Uterina / Istmo / Ampola / Infundíbulo / Fímbrias
Tuba Uterina é um tubo par que se implanta de cada lado no respectivo ângulo latero-superior do 
útero, e se projeta lateralmente, representando os ramos horizontais do tubo.

Esse tubo é irregular quanto ao calibre, apresentando aproximadamente 10 cm de comprimento.
Ele vai se dilatando á medida que se afasta do útero, abrindo-se distalmente por um verdadeiro funil de 
borda franjada.
A Parte Uterina é a porção intramural, isto é, constitui o segmento do tubo que se situa na parede do 
útero.
No início desta porção da tuba, encontramos um orifício denominado óstio uterino da tuba, que 
estabelece sua comunicação com a cavidade uterina.
 A Istmo é a porção menos calibrosa, situada junto ao útero, enquanto a ampola é a dilatação que se 
segue ao istmo.
 A Ampola é considerada o local onde normalmente se processa a fecundação do óvulo pelo 
espermatozoide.
 A porção mais distal da tuba é o Infundíbulo, que pode ser comparado a um funil cuja boca apresenta 
um rebordo muito irregular, tomando o aspecto de franjas.
 Essas franjas têm o nome de fímbrias da tuba e das quais uma se destaca por ser mais longa, 
denominada fimbria ovárica.
 O infundíbulo abre-se livremente na cavidade do peritônio por intermédio de um forame conhecido por 
óstio abdominal da tuba uterina.
 Estruturalmente a tuba uterina é constituída por quatro camadas concêntricas de tecidos que são, da 
periferia para a profundidade, a túnica serosa, tela subserosa, túnica muscular e túnica mucosa.
 A túnica muscular, representada por fibras musculares lisas, permite movimentos peristálticos à tuba, 
auxiliando a migração do óvulo em direção ao útero.
 A túnica mucosa é formada por células ciliadas e apresenta numerosas pregas paralelas longitudinais, 
denominadas pregas tubais.
○ Transportar o óvulo do ovário ao útero;
○ Local onde ocorre a fertilização (ou fecundação) do óvulo pelo espermatozoide.
 Possui duas Funções:
 Página 3 de Anatomia II 
Órgão ímpar, cavitário e muscular, localizado entre a bexiga urinária e o reto. Apresenta formato de 
pera e fixa-se à parede da pelve pelo ligamento largo.

O útero é constituído por três camadas: uma mais externa, o perimétrio; outra média e mais espessa, 
formada por musculatura lisa, o miométrio; e outra interna, o endométrio, que é a camada que se 
destaca durante a menstruação.

O miométrio é a camada que se distende durante a gravidez, possibilitando que o útero se dilate para 
abrigar o feto. A parte superior do útero, acima da região das tubas uterinas, é o fundo do útero, 
seguido inferiormente pela região central, que é o corpo do útero. Observa-se ainda uma porção 
estreitada na parte inferior, o istmo do útero, e finalmente uma porção que invade a vagina, o colo do 
útero, onde se abre o óstio do útero.

 Órgão oco situado na cavidade pélvica anteriormente à bexiga e posteriormente ao reto, de parede 
muscular espessa (miométrio) e com formato de pêra invertida. É revestido internamente por um tecido 
vascularizado rico em glândulas - o endométrio.
 Divisão anatômica - Colo (Cérvix) / Istmo / Corpo / Fundo (superiormente).
 Camadas: Perimétrio / Mesométrio / Endométrio (mais interna)
 Página 4 de Anatomia II 
 O útero é um órgão muscular oco, piriforme, com paredes espessas. O embrião e o feto se desenvolvem 
no útero. As paredes musculares adaptam-se ao crescimento do feto e garantem a força para sua 
expulsão durante o parto. O útero não grávido geralmente está localizado na pelve menor, com o corpo 
sobre a bexiga urinária e o colo entre a bexiga urinária e o reto. 
 Órgão que aloja o embrião ( do desenvolvimento ao nascimento). Varia de forma, tamanho, posição e 
estrutura. Estas variações dependem da idade, do estado de plenitude da bexiga e do reto e sobretudo, 
do estado de gestação. Faz um ângulo de cerca de 90º, com relação ao eixo da vagina.