Redação Publicitária - Aula 01
29 pág.

Redação Publicitária - Aula 01


DisciplinaRedação Publicitária I421 materiais38.606 seguidores
Pré-visualização5 páginas
Redação Publicitária 
 
Aula 1 
 
 
Professora Ana Heck 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
CONVERSA INICIAL 
Oi, aluno(a). Tudo bem? Seja bem-vindo à primeira aula de Redação Publicitária. 
Nosso objetivo é conhecer e compreender este tipo de texto. Para tanto, vamos: 
\uf0b7 conhecer a linguagem publicitária 
\uf0b7 conhecer as funções da linguagem publicitária 
\uf0b7 compreender a evolução do texto publicitário 
\uf0b7 compreender os tipos de texto 
Você quer saber mais sobre como escrever aqueles anúncios fantásticos que vê 
espalhados por aí? Então, você está prestes a viajar pelo universo da redação 
publicitária. Aqui, tudo é sempre muito bonito, arrumadinho, um lugar onde você 
gostaria de passar o resto dos seus dias. Chegue mais perto e observe como 
este mundo é acolhedor, convidativo, sedutor. Não dá pra resistir, né!? 
Prepare-se para esta jornada. Coloque na bagagem todos aqueles comerciais 
fabulosos que você viu, os anúncios mais bonitos e as ações extraordinárias que 
você acompanhou na mídia. A partir de agora, eu serei sua guia por este lugar 
peculiar. Você vai começar a descobrir os caminhos para criar mundos 
fantásticos para encantar pessoas. 
Entenda o nosso roteiro: Nossa primeira parada é a terra do \u201cTexto Publicitário\u201d, 
lá você vai conhecer um pouco mais sobre a linguagem utilizada em campanhas 
e compreender quais as técnicas empregadas neste tipo de produção textual. 
Em seguida, vamos explorar as \u201cFunções do Texto Publicitário\u201d e entender o 
papel do texto, no anúncio. Nossa excursão passa também por uma espécie de 
museu, um passeio para compreender a história e a \u201cEvolução do Texto 
Publicitário\u201d. O trajeto se encerra no vale dos \u201cTipos de texto\u201d, de onde vamos 
apreciar as mais variadas formas de escrever. 
 
Pegue sua bagagem, o embarque já vai começar. Boa viagem! 
 
 
Acesse a versão online da aula e confira no vídeo a seguir a fala inicial da 
professora Ana. 
 
 
CONTEXTUALIZANDO 
Esta aula está inserida num contexto de introdução ao processo de comunicação 
publicitária. Para isso, a primeira aula é dedica ao conhecimento. Para 
compreender melhor a prática da redação, é necessário entender as 
características e funções do texto publicitário, bem como sua evolução até os 
dias de hoje e os tipos de anúncios existentes. 
Vamos treinar a sua habilidade de lembrar de informações e conteúdos, 
identificar e ordenar métodos e classificações com o objetivo de trazer à 
consciência a especificidade da redação voltada à área publicitária. 
 
Tema 1: O que é texto publicitário 
Celso Figueiredo (2005, p. 1) assim trata da importância do texto dentro dos 
anúncios: \u201cMilhões de letrinhas enfileiradas significando coisas, todas as coisas. 
[...] estamos cercados de texto nas telas, nos papeis, nos painéis, em nossos 
ouvidos. Palavras que significam coisas, que geram informações e formam 
conhecimento.\u201d. 
As palavras são a matéria-prima do texto publicitário, que bebe de diversas 
fontes como a filosofia, a sociologia, a psicologia, a antropologia, além da 
semiótica, da arte e da linguística. 
 
 
Assim, \u201cIlude-se quem acredita que a velocidade dos nossos dias desbotou a 
importância da palavra, dando prepoderância à imagem, rápida, intensa e 
onipresente. A imagem gera o impacto, mas o poder de persuação está na 
palavra, assim como a condução do raciocínio do receptor.\u201d (FIGUEIREDO, 
2005, p. 1). 
As palavras têm muito poder, mas este poder pode ser infinitamente 
potencializado quando juntamos várias palavras, formando, assim, um texto. 
Uma porção de palavras corretamente associadas tem mais poder que uma 
palavra isolada. Como dizia Aristóteles, \u201co todo é maior que a soma das partes\u201d. 
Logo, o texto publicitário é um emaranhado de palavras para ser \u201clido ou falado, 
qualquer forma de comunicação verbal que se destina a levar ao público 
informações comerciais ou ideológicas, tidas como anúncios\u201d (MARTINS, 2008, 
p. 122). Mas, como aponta Martins (2008, p. 122), \u201cDe maneira geral, são assim 
denominados não apenas o corpo do texto, mas também: títulos, subtítulos, 
rótulos, slogans, legendas, comerciais, folders, textos em cartazes, de 
embalagens, textos musicados, roteiros, cartas, etc.\u201d. 
O texto publicitário é fonte de informação com a função agilizadora de consumo, 
seja de ideias, produtos ou serviços. É uma forma de comunicação pública de 
caráter informativo e persuasivo, que deve ser clara, concisa e direta. Para 
isso, ele precisa estar de acordo com as características culturais do público que 
se pretende atingir. 
Predebon et. al. (2008, p. 105) aponta que \u201ca mensagem de propaganda tem a 
finalidade maior de seduzir. e a sedução pode tornar-se efetiva pela razão ou 
pela emoção\u201d. 
Saiba mais e leia o tópico Finalidade maior da mensagem de propaganda, 
páginas 105 a 107, do livro Curso de Propaganda: do anúncio à comunicação 
integrada, de Predebon et. al. (2008). 
 
 
 
Desta forma, somente \u201cenfileirar\u201d algumas palavras não é suficiente. Como nos 
outros tipos de textos, o texto publicitário deve formar um conjunto de palavras 
que, quando associadas, passam a ter um significado que expresse algo ao 
público-alvo. Mas, como é possível perceber, o serviço do redator não termina 
por aí, além de expressar algo, o texto publicitário também deve ter o poder de 
incitar comportamentos nas pessoas. Além disso, ainda podemos associas 
palavras às imagens ou sons, o que também pode aumentar o seu poder, 
formando, assim, uma unidade estruturada de signos verbais e não verbais 
(palavras + imagens). 
Juntando palavras, damos sentido às ideias. Contudo, é preciso descobrir como 
os textos são criados, estruturados e como traduzir as informações para veicular 
aos leitores, o que inclui, também, uma preocupação estética, afinal de contas, 
precisamos seduzir. Pensando nisso, para começar a escrever, é necessário 
saber algumas coisas: 
\uf0b7 Qual é a ideia a ser transmitida? 
\uf0b7 Como comunicar a ideia de maneira eficaz? 
\uf0b7 Como serão estruturadas as partes o texto? 
\uf0b7 Como fazer com que o público aceite a ideia? 
Pensando nisso, Jorge Martins propõe o seguinte esquema de planejamento do 
texto no anúncio: 
1. Componentes da mensagem \u2013 é o tema ou a ideia básica sobre o 
produto, serviço ou a ideia que se pretende divulgar e como distribuir 
estas informações no tipo de anúncio (a distribuição espacial gráfico-
visual e/ou sonora). 
2. Dados e informações básicos sobre o produto, serviço ou a ideia \u2013 
são as características do produto, seu diferencial, seu público-alvo, as 
estratégias para angariar o interesse destas pessoas e a mídia a ser 
utilizada na veiculação do produto. 
 
 
 
3. Produção do texto \u2013 descobrir qual é o tema (ideia básica, o ponto de 
partida) a partir das informações apresentadas no briefing e estabelecer 
relações para complementá-lo, enriquecê-lo e desenvolver novas ideias a 
partir dele (as conexões inéditas) para, assim, conseguir apresentar o 
tema e gerar interesse, argumentar e finalizar o anúncio com um apelo 
4. Complementação \u2013 revisão textual e inserção de elementos que servem 
como molas propulsoras da sua ideia como ilustrações, cores, fundos 
musicais, etc. 
Como disse Celso Figueiredo (2005, p. 5) nem só da palavra vive o redator. Você 
deve saber que: 
um bom redator, além de dominar o vocabulário, deve ter a 
compreensão de que tudo em uma página significa algo. Ou 
seja, não apenas as palavras, as ilustrações e as imagens têm 
sentido em um anúncio, mas toda a disposição das informações 
na página possui significado e influencia no modo como o 
observador vai apreender a mensagem.