Peça Embargos à execução
4 pág.

Peça Embargos à execução


DisciplinaProcesso Civil II2.232 materiais16.693 seguidores
Pré-visualização1 página
EXCELENTÍSSIMO SENHOR DOUTOR JUIZ DE DIREITO DA COMARCA DE RIO CLARO \u2013 RIO DE JANEIRO
 
 
 
 
Distribuição por dependência do
Processo n.º ......
 
TRAJANO DE MORAIS, nacionalidade..., estado civil..., inscrito no CPF sob o nº ..., e no RG sob o nº ..., residente e domiciliado na ..., Bairro ..., nº ..., CEP nº..., Rio Claro \u2013 RJ, vem, muito respeitosamente, perante Vossa Excelência, por seu advogado infra-assinado, inscrito na OAB sob o nº..., com escritório na rua..., nº..., Bairro..., CEP nº..., endereço eletrônico...@..., conforme a procuração juntada no Anexo I, com fulcro no 319 e seguintes do Código de Processo Civil \u2013 Lei 13.105/2015, opor
 
EMBARGOS À EXECUÇÃO
 
em face de PADARIA E CONFEITARIA SÃO JOÃO MARCOS LTDA., ME, inscrita no CNPJ sob o nº ..., sediada na ..., nº ..., Bairro..., CEP nº..., cidade de Rio Claro - RJ, nos termos do artigo 914, do Código de Processo Civil. 
 
I - DOS FATOS
O embargante foi executado por Padaria e Confeitaria São João Marcos LTDA, ME, em 19/06/2019, para ser cobrado dois cheques emitidos por Trajano de Morais.
O primeiro cheque, foi emitido no dia 24/09/2018, no valor de R$ 7.500,00 (sete mil e quinhentos reais), e o segundo, em 28/12/2018, no valor de R$ 15.000,00 (quinze mil reais), ambos emitidos em Rio Claro \u2013 Rio de Janeiro.
 
Todavia, a cobrança não merece prosperar, pelas razões de direito que segue.
 
II - DO DIREITO
 
Ao analisarmos o artigo 59, caput, da Lei 7.357/85, em que diz:
\u201cArt. 59: Prescrevem em 6 (seis) meses, contados da expiração do prazo de apresentação, a ação que o art. 47 desta Lei assegura ao portador.\u201d
 
 Verifica-se a ocorrência da prescrição da pretensão à execução do primeiro cheque, tendo em vista que a ação foi proposta em 19/06/2019, portanto, após o prazo prescricional de 6 meses, contados a partir do final do período de apresentação do cheque de 30 dias, com fundamento no artigo 33, caput, da Lei 7.357/85..
 
Desta forma, analisando que o primeiro cheque foi emitido em 24/09/2018, o prazo prescricional começou a correr a partir do dia 24/10/2018 e terminou-se no dia 24/04/2019.
 
Assim, devemos mencionar que, a partir do prazo de apresentação do cheque de 30 dias, o primeiro cheque foi apresentado apenas no dia 20/11/2018, ou seja, fora do prazo de apresentação.
 
Ademais, como os cheques não foram protestados, não havendo ato interruptivo da prescrição, sendo indevida a cobrança pelo cheque.
 
Desta forma, fica configurado o excesso de execução, com base no Art. 917, inciso III, do Código de Processo Civil, em razão do valor pleiteado pelo embargado não poder ser cobrado coercitivamente do embargante.
 
Por fim, conforme juntado em Anexo IV, a execução já está garantida por penhora, cabendo a suspensão da execução em relação ao embargante, pois seu prosseguimento acarretará dano de difícil reparação, conforme estabelecido no artigo 919, § 1 º, CPC:
 
\u201cArt. 919.  Os embargos à execução não terão efeito suspensivo.
 
§ 1º O juiz poderá, a requerimento do embargante, atribuir efeito suspensivo aos embargos quando verificados os requisitos para a concessão da tutela provisória e desde que a execução já esteja garantida por penhora, depósito ou caução suficientes.\u201d
 
 
IV - DO PEDIDO
 
Frente aos fatos e fundamentos, requer:
 
1)    o recebimento do presente embargos e a oitiva do exequente no prazo de 15 (quinze) dias, com fundamento no artigo 920, inciso I, do Código de Processo Civil;
 
2)    a procedência dos embargos para declarar a prescrição do cheque emitido em 24/09/2018,configurando-se o excesso de execução e que a execução prossiga pelo valor apontado nestes embargos;
 
3)    a suspensão da execução em relação ao embargante, pois seu prosseguimento poderá causar dano de difícil reparação ao executado e a execução já está garantida por penhora, com fundamento no artigo 919, § 1º, do Código de Processo Civil; e
 
4)    a condenação do embargado ao pagamento das custas processuais e dos honorários advocatícios.
 
Dá-se a causa o valor de R$..... (R$ 15.000,00 devidamente corrigidos, conforme estabelecido no artigo 319, V do Código de Processo Civil.
Termos em que,
Pede deferimento
Rio Claro, 01 de outubro de 2019.
 
ADVOGADO
OAB/RJ nº ...
 
 
DEMONSTRATIVO DE DÉBITO
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
ROL DE DOCUMENTOS
I. Procuração;
II. cópia dos cheques;
III. certidão da juntada aos autos do mandado de citação;
IV. juntada do termo de penhora e laudo de avaliação dos bens penhorado; e
V. demonstrativo do valor que o embargante entende correto, nos termos do artigo 917, § 3º, do CPC.