AÇÃO COBRANÇA docs-aud-je-civel-6-proc-0807294-60-2019-8-12-0110
27 pág.

AÇÃO COBRANÇA docs-aud-je-civel-6-proc-0807294-60-2019-8-12-0110


DisciplinaDireito Civil IV10.183 materiais74.290 seguidores
Pré-visualização11 páginas
Escritório: Rua Brasil, 236 \u2013 Bairro Cruzeiro - Campo Grande \u2013 MS \u2013 CEP: 79010-230 
Fone: (67) 3305-2885 e (67) 99961-8469 E-mail: alexandre@grupopatussi.com.br 
MERITÍSSIMO JUÍZO DE DIREITO DA ___ VARA DO JUIZADO ESPECIAL 
CENTRAL DA COMARCA DE CAMPO GRANDE \u2013 MS 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
HELENA REBELATO CANTADORI, brasileira, casada, empresária, 
portadora do RG n° 13.417.347-8 SSP/MS, inscrita no CPF sob o n° 169.806.308-30, 
residente e domiciliada à Rua Aparecida, n° 420, Bairro Vila progresso, CEP 79050-
470, Campo Grande \u2013 MS, por intermédio de seus advogados e bastante procuradores 
(procuração em anexo), com escritório profissional sito à Rua Brasil, nº 236, Bairro 
Cruzeiro, CEP 79010-230, Campo Grande - MS, endereço eletrônico, 
alexandre@grupopatussi.com.br, onde recebem notificações e intimações, comparece 
mui respeitosamente à ilustre presença de vossa excelência, para ajuizar a presente: 
 
AÇÃO DE COBRANÇA 
 
Em face de VISTAL SERVIÇOS DE FOTOS E VISTORIAS LTDA - 
ME, inscrita no CNPJ/MF nº 08.950.278/0002-12, com sede na Avenida Salgado Filho, 
nº 440, Bairro Amambaí, CEP 79005-300, Campo Grande \u2013 MS, e de seus sócios 
proprietários GABRIEL MARCOS VIT, brasileiro, casado, empresário, portador do 
RG nº 451.981.182 SSP/SP, inscrito no CPF sob o nº 227.269.308-32, e GLENIA 
MARIA SPINELLI VIT, brasileira, casada, empresária, portadora do RG n° 44227428 
SSP/SP, inscrita no CPF sob o n° 349.307.948-62, ambos com endereço na Avenida 
Salgado Filho, nº 440, Bairro Amambaí, CEP 79005-300, Campo Grande \u2013 MS, em 
decorrência das justificativas de ordem fática e de direito abaixo delineadas. 
 
ht
tp
s:
//e
sa
j.tj
ms
.ju
s.b
r/p
as
tad
igi
tal
/pg
/ab
rirC
on
fer
en
cia
Do
cu
me
nto
.do
, in
for
me
 o 
pro
ce
ss
o 0
80
72
94
-60
.20
19
.8.
12
.01
10
 e 
o c
ód
igo
 61
55
32
F.
e
 li
be
ra
do
 n
os
 a
ut
os
 d
ig
ita
is 
po
r L
uc
ia
 H
el
en
a 
Re
co
 d
e 
O
liv
ei
ra
, e
m
 0
6/
05
/2
01
9 
às
 1
8:
25
. P
ar
a 
ac
es
sa
r o
s 
au
to
s 
pr
oc
es
su
ai
s,
 a
ce
ss
e 
o 
sit
e
Es
te
 d
oc
um
en
to
 é
 c
op
ia
 d
o 
or
ig
in
al
 a
ss
in
ad
o 
di
gi
ta
lm
en
te
 p
or
 A
LE
XA
ND
RE
 R
O
M
AN
I P
AT
US
SI
 e
 P
RO
TO
CO
LA
DO
RA
 T
JM
S 
1.
 P
ro
to
co
la
do
 e
m
 0
6/
05
/2
01
9 
às
 1
5:
54
, s
ob
 o
 n
úm
er
o 
08
07
29
46
02
01
98
12
01
10
,
fls. 1
 
Escritório: Rua Brasil, 236 \u2013 Bairro Cruzeiro - Campo Grande \u2013 MS \u2013 CEP: 79010-230 
Fone: (67) 3305-2885 e (67) 99961-8469 E-mail: alexandre@grupopatussi.com.br 
OS FATOS 
 
Os requeridos haviam feito uma promessa verbal de sociedade em sua 
empresa a VISTAL SERVIÇOS DE FOTOS E VISTORIAS LTDA \u2013 ME, à requerente; 
e em razão da citada promessa de sociedade entre as partes, os requeridos solicitaram 
que a requerente quitasse uma dívida que a empresa deles possuía com o DETRAN/MS, 
referente aos serviços de vistoria de veículos. 
 
Referida dívida perfazia o valor de R$ 96.370,02 (noventa e seis mil 
trezentos e setenta reais e dois centavos). 
 
Assim, na data de 29/09/2017, a requerente efetuou o pagamento da dívida 
acima citada, para os requeridos. 
 
Frise \u2013 se que conforme já explanado, a requerente efetuou o pagamento da 
referida dívida em razão da sociedade que lhe havia sido proposta pelos requeridos na 
empresa VISTAL de propriedade dos réus. 
 
Fato é que no tocante a citada sociedade, o esposo da requerente o Sr. José 
Renato Cantadori, proprietário da empresa de vistorias DEKRA \u2013 JOSÉ RENATO 
CANTADORI EPP, queria que o nome da empresa dos requeridos mudasse para 
DEKRA, para que o nome do Sr. José Renato pudesse figurar na sociedade; no entanto 
o requerido Sr. Gabriel Vit não quis mudar o nome da empresa para DEKRA, alegando 
que o nome dele consta na sociedade, e dessa forma seria inviável tal mudança. 
 
E assim, a referida sociedade acabou por não acontecer. 
 
Dessa forma, a requerente solicitou aos requeridos a devolução do valor da 
dívida que a mesma havia pago. 
 
Assim, na data de 02/10/2017 os requeridos efetuaram o pagamento de parte 
da dívida que tinham com a requerente, no valor de R$ 48.185,01 (quarenta e oito mil 
cento e oitenta e cinco reais e um centavo). 
 
Depois, na data de 30/06/2018 os requeridos efetuaram outro pagamento no 
valor de R$ 20.000,00 (vinte mil reais). 
 
E após isso, os requeridos não efetuaram mais nenhum pagamento do 
restante devido a requerente. 
 
Frise \u2013 se que a requerente por diversas vezes entrou em contato com os 
requeridos, solicitando o reembolso dos valores devidos, sendo que os requeridos 
efetuaram os pagamentos da forma descrita acima, sendo que a segunda parcela (vinte 
mil reais), foi paga somente após transcorridos 8 (oito) meses da data do pagamento do 
boleto no valor de R$ 96.370,02 (noventa e seis mil trezentos e setenta reais e dois 
centavos) por parte da requerente. 
ht
tp
s:
//e
sa
j.tj
ms
.ju
s.b
r/p
as
tad
igi
tal
/pg
/ab
rirC
on
fer
en
cia
Do
cu
me
nto
.do
, in
for
me
 o 
pro
ce
ss
o 0
80
72
94
-60
.20
19
.8.
12
.01
10
 e 
o c
ód
igo
 61
55
32
F.
e
 li
be
ra
do
 n
os
 a
ut
os
 d
ig
ita
is 
po
r L
uc
ia
 H
el
en
a 
Re
co
 d
e 
O
liv
ei
ra
, e
m
 0
6/
05
/2
01
9 
às
 1
8:
25
. P
ar
a 
ac
es
sa
r o
s 
au
to
s 
pr
oc
es
su
ai
s,
 a
ce
ss
e 
o 
sit
e
Es
te
 d
oc
um
en
to
 é
 c
op
ia
 d
o 
or
ig
in
al
 a
ss
in
ad
o 
di
gi
ta
lm
en
te
 p
or
 A
LE
XA
ND
RE
 R
O
M
AN
I P
AT
US
SI
 e
 P
RO
TO
CO
LA
DO
RA
 T
JM
S 
1.
 P
ro
to
co
la
do
 e
m
 0
6/
05
/2
01
9 
às
 1
5:
54
, s
ob
 o
 n
úm
er
o 
08
07
29
46
02
01
98
12
01
10
,
fls. 2
 
Escritório: Rua Brasil, 236 \u2013 Bairro Cruzeiro - Campo Grande \u2013 MS \u2013 CEP: 79010-230 
Fone: (67) 3305-2885 e (67) 99961-8469 E-mail: alexandre@grupopatussi.com.br 
 
Em que pese as constantes cobranças da requerente, fato é que os requeridos 
nada mais pagaram a autora, de forma que a única saída foi buscar a via judicial para 
ver seu direito amparado. 
 
DO MÉRITO 
 
A partir do momento em que as pessoas passaram a viver em sociedade, 
relacionando-se umas com as outras, fez-se presente a necessidade de realização de 
pactos para a consecução das finalidades que atendessem aos interesses das partes 
envolvidas. Um dos meios de atendê-las é o contrato que pode ser tanto de forma 
escrita, como verbal, e consiste em um acordo de duas ou mais vontades com o 
propósito de criar, alterar, conservar ou, até mesmo, extinguir direitos e deveres. 
 
Os contratos têm o objetivo de criar obrigações para as partes celebrantes. 
Quem celebra por exemplo, um contrato de compra e venda adquire para si 
determinadas obrigações. 
 
Aquele que compra tem a obrigação de pagar o preço, ao passo em que 
quem vende tem a obrigação de entregar a coisa. Obrigação, em sentido jurídico, nada 
mais é do que um vínculo que une as pessoas, uma delas na qualidade de credora (ou 
seja, aquela que tem o poder de exigir o cumprimento) e a outra na qualidade de 
devedora (aquela que deve satisfazer uma determinada prestação). 
 
Os contratos surgem para serem cumpridos e, consequentemente, extintos.