A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
537 pág.
Enfermidades dos Cavalos - Armen Thomassian-ilovepdf-compressed.pdf

Pré-visualização | Página 2 de 50

maior relevancia para a compreensao dos fen6menos que acontecem no transcorrer das enfermidades.
Neste mesmo sentido, a 3a edi<;:aode Enfermidades dos Cavalos foi arduamente preparada para
que pudesse fornecer ao academico de Medicina Veterinaria e ao medico veterinario um texto tecnico-
cientlfico com base nos conhecimentos atuais da medicina equina amparados por uma extensa revisao
bibliografica em cada um de seus capitulos, dirimindo duvidas e fornecendo orienta<;:6espara as reso-
lu<;:6esdos problemas mais cruciais que podem afetar os cavalos.
A 3a edi<;:aode Enfermidades dos Cavalos foi atualizada e ampliada em seus Capitulos, notadamente
na Afec<;:6es do Potro recem-nascido; Aparelho Digest6rio e Aparelho Locomotor, entre outros, que
representam a maioria das afec<;:6esque podem acometer os equinos. Muitas das afec<;:6essaGapresen-
tadas sob nova reda<;:ao,procurando dar ao texto uma leitura leve e concisa.
Sem duvida alguma, a mem6ria visual constitui excepcional recurso para a identifica<;:aode situa<;:6es
e aprendizado. Para tanto, na 3a edi<;:aode Enfermidades dos Cavalos, foram incluidas 131 novas Fig.s e
substituidas outras, para que os textos fossem c1aramente demonstrados com as respectivas ilustra<;:6es.
Por acreditar que um livro deve conter conhecimento atualizado, a ponto de se prestar como substrato
para a educa<;:aocontinuada, e que tenho 0 privilegio de apresentar este trabalho para a nossa comuni-
dade Medica Veterinaria, da qual muito me orgulho em fazer parte.
ARMEN THOMASSIAN
autor
Pode ate parecer estranho, mas esta foi a pagina mais diffcil nesta edi<;:ao(3. ed.) de Enfermidades
dos Cavalos.
Pensei muito, procurei frases, fui em busca de um texto que pudesse homenagear a todos que
acompanham 0 meu trabalho, e nada.
Finalmente havia decidido entregar a um colega a tarefa de prefaciar esta edi<;:ao,mas nada, ate
isto estava diffcil, muito diffcil, eu nao conseguia entender.
Ao erguer os olhos em dire<;:aoa parede de minha sala, la estava 0 que tanto procurei, quieta a me
observar. Uma homenagem, uma homenagem aquele que tanto amamos: 0 CAVALO. La estava ela,
an6nima; nao sei do seu autor, nao importa, pe<;:olicen<;:a,e a mais pura e bonita prece que ja pude ler.
Ao meu Amo e Treinador ofere yO minha Oray80
"Da-me de comer e mata-me a sede, e terminado 0 trabalho, guarda-me num lugar asseado, seco,
ao abrigo das intemperies para descansar em conforto.
Fala comigo, tua voz muitas vezes significa para mim a mesmo que as redeas.
Afaga-me, as vezes, para que te possa servir com mais alegria e aprenda ate amar.
Nao maltrates minha boca com a freio, nem me fa<;:ascorrer ao subir uma ladeira.
Eu te suplico: nunca me agridas e nem me espanques quando nao entender 0 que queres de mim,
mas da-me uma oportunidade de te compreender.
E, quando nao for obediente ao teu comando, ve se alga nao esta errado em meus arreios, au
maltratando as meus pes.
E, final mente, quando a minha utilidade terminar nao me deixes morrer de frio ou fome, a mingua,
nem tao pouco me vendas a alguem cruel para que seja lentamente torturado ate a morte.
Mas, bondosamente meu amo, sacrifica-me tu mesmo e teu Deus te recompensara para sempre.
Nao me julgues irreverente se te pe<;:oisto, em nome Daquele que tambem nasceu num estabulo.
Assim seja"
Ao terminar de transcrever esta Prece, achei que havia prestado uma
bela homenagem ao CAVALO, mas na verdade, eu e que havia sido
homenageado ao receber uma verdadeira e iniguatavelliy80 de vida.
ARMEN THOMASSIAN
autor
Esta quarta edic;:ao do livro Enfermidades dos Cavalos, representa a fronteira da razao em que
dediquei trinta anos de minha atividade profissional a saude dos cavalos. Nada do firmado nesta obra
poderia ter sido alicerc;:ado sem que a presenc;:adiuturna dos cavalos e 0 espirito de colaborac;:ao dos
verdadeiros parceiros - os medicos veterinarios - estivessem presentes em minha vida. Grac;:asao
estlmulo e criticas construtivas dos colegas e amigos, foi possivel atingir a fronteira do objetivo com
que fui desafiado no ana de 1982 pelo meu Grande Mestre Walter Mauricio. Hoje, 0 meu trabalho
constitui-se em uma mescla dessas presenc;:assempre marcantes no meu dia-a-dia.
o espirito empreendedor exige humildade para com as criticas recebidas, e coragem e arrojo para
empreender novos rumos ao trabalho iniciado, modificando-o e aperfeic;:oando-o com 0 tempo. A verda-
deira Sabedoria esta alicerc;:ada na perspicacia com que se depreende tais lic;:6ese ensinamentos. A
grac;:ade poder conviver e lutar ao lado de colegas na Residencia em Medicina Veterinaria, no Curso de
P6s-Graduac;:aoe de estagiarios, proporcionou-me um aprendizado singular, onde as duvidas saGsempre
encaradas como desafios e estes enfrentados com equillbrio e tranquilidade.
Por estas raz6es e por muitas outras que poderiam aqui serem expressas, deixo esta edic;:aopara
que possa ser a estrela-guia dos que se iniciam nos misteres da c1inica e cirurgia de equinos; como
mais uma ferramenta a disposic;:ao para podermos dedicar parte de nossas vidas aqueles que tanto
amamos e aprendemos admirar, que saG os cavalos.
ARMEN THOMASSIAN
autor
SUMARIO
Afec~oes do Potro recem-nascido
1.1. Nascimento - cuidados gerais e amamenta<;ao 3
1.2. Aval ia<;aodo co Iostro 6
1.3. Avalia<;ao da imunidade passiva no potro neonato 6
1.4. Utiliza<;ao de plasma no tratamento de afec<;6es no potro neonato 8
1.5. Ictericia hemolitica do neonato : 9
1.6. Sindrome de ma-adapta<;ao neonatal 11
1.7. Malforma<;ao do reto e anus : 12
1.8. Reten<;ao de mec6nio 12
1.9. Persistencia do uraco 14
1.10. Ruptura da bexiga - uroperit6nio 14
1.11 . Onfaloflebite 15
1.12. Septicemias em potros 16
1.13. Poliartrite dos potros e osteomielite 17
1.14. Pneumonia por Rhodococcus equi em potros 19
1.15. Hernia umbilical 22
1.16. Hernia inguino-escrotal do potro 22
Afec~oes da Pele
2. 1. Con sidera<;6es 9erais 27
2.2. An idrose termogen ica 27
2.3. Contus6es e feri das 28
2.4. Habronemose cutanea 38
2.5. Pitiose (ficomicose, oomicose, zigomicose) 39
2.6. Botriom icose 4 1
2.7. Sarc6i de equin0 42
2.8. Melano ma 43
2.9. Dermatite da quartela 44
2.10. Dermatomicoses ou tinhas 45
2.11 . Sarnas 47
2.12. Fotossensibiliza<;ao (dermatite solar) 48
2.13. Calcinose circunscrita 50
Afecc;oes dos Musculos
3.1 . Considera<;6es gerais 53
3.2. Mios ite , , 54
3.3. Miopatia p6s-decubito e p6s-anestesia 55
3.4. Miopatia ossificante 56
3.5. Doen<;a do musculo branco 58
3.6. Mioglobinuria paralitica (azoturia) 58
3.7. Tying-up ou atamento 59
3.8. Paralisia hipercalemica peri6dica (HYPP) 60
Aparelho Locomotor dinamica da locomoc;ao, aprumos, exame clinico das
claudicac;oes e medicina esportiva equfna
4. 1. Conside ra<;6es gerais 65
4.2. Dinamica da locomo<;ao - andaduras do cavalo 65
4.3. Apru mos dos cavalos 68
4.4. Exame clinico das claudica<;6es em geral 73
4.5. Medicina esportiva equina e protocolos de avalia<;ao de desempenho
atletico de cavalos em esteira de alta performance 81
Afecc;oes do Aparelho Locomotor (ossos e articulac;oes)
5.1. Superalimenta<;ao de potros - considera<;6es gerais e suas consequencias 97
5.2. Maturidade 6ssea - considera<;6es gerais e controle radiogrMico 98
5.3. Displasia fiseal (epifisite, fisite) 102
5.4. Osteocondrose - "O.CD:' - (Discondroplasia) 103
5.5. Deformidade angular dos membros dos potros 106
5.6. Periostite, exostose e osteoperiostite 109
5.7. Sesamoid ite 111
5.8. Entorse e luxa<;ao 113
5.9. Deslocamento dorsal da patela 114
5.10. Ruptura do ligamento redondo da cabe<;a do femur e luxa<;ao coxofemoral 115
5.11. Fraturas em geral 118
5.12. Fratura do umero 118
5,13. Fratura do olecrano """""""",,,,,,,,,,,,,,,,,,,,,,,,,,,,,,,,,,,,,,,,,,,,,,,,,,,,,,,,,,,,,,,,,,,,,,,,,,,,,,,,,,,,,,,,,,"""""""""",,,,,,,,,,,,,,,,,,,,,,,,,,,,,,,119
5,14, Fratura do radio e ulna"""",,,,,,,,,,,,,,,,,,,,,,,,,,,,,,,,,,,,,,,,,,,,,,,,,,,,,..,