Logo Passei Direto

A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
3 pág.
Dissertativa 10 e 21

Pré-visualização | Página 1 de 1

Dissertativa 21
Como as organizações podem desenvolver sua cultura organizacional no âmbito da sociedade moderna? Que tipos de cultura e subculturas podem ser visualizadas em uma realidade como essa? 
 
A Cultura Organizacional é a identidade da empresa, o resumo de tudo o que a 
mesma possui em relação à normatização e planejamento empresarial. Com a cultura definida, a organização possui postura e discernimento quanto às suas 
atitudes e tomadas de decisão em relação ao ambiente interno e externo. 
Na contemporaneidade uma empresa pode e deve sim desenvolver a cultura 
organizacional na sociedade moderna, basta construir uma cultura sólida e 
capaz de mantê-la socialmente ativa criando recursos de análise e 
desenvolvimento de cenários, podemos afirmar que com essa sociedade 
moderna, à medida que a cultura interna se desenvolve, o engajamento dos 
funcionários em relação a ela aumenta e dessa forma ela vai se fortalecendo, 
esse fortalecimento está diretamente atrelado ao desempenho e motivação dos 
funcionários, pois talentos são retidos, atraídos e os resultados tendem a 
crescer. 
Hoje em dia podemos visualizar cultura organizacional que busca interagir com 
o ambiente, adaptando-se a ele, essa personalidade que a organização 
assume tende a ser proativa atenta às necessidades de mudanças, que se 
tornam cada vez m ais presentes no ambiente organizacional. Dessa forma, a 
identidade organizacional é muitas vezes reconstruída para se adequar ao 
mercado. Atualmente visualizamos também a subcultura empresarial, isto é, 
um departamento ter sua cultura própria, logicamente trazendo muitas das 
características da sua cultura principal. É importante somente ressaltar que, 
dependendo da forma com o esta s pessoa s e a direção tratem as diferença s de 
cultura, podem surgir descontentamentos das outras áreas da empresa . 
 
De qualquer forma, se por algum motivo qualquer, esta equipe passar a 
mostrar resultados menos expressivos, com certeza passará a ser cobrada 
também de forma diferenciada, podendo culminar com a eliminação da 
subcultura criada, muitas vezes através do desligamento daqueles que a 
criaram. 
Contudo para muitas pessoas, sua identidade profissional ou organizacional 
pode ser m ais persuasiva e importante do que as identidades atribuídas com 
base em gênero, idade, etnia, raça ou nacionalidade. A partir daí os objetivos, 
maneiras de fazer negócio, interações e até m esmo visões coletivas, passam a 
estar alinhado com essa cultura organizacional presente.
Dissertativa 10
como as organizações podem gerir seus negócios no âmbito da sociedade moderna? Que tipos de controle (autoridade e poder) podem ser exercidos em uma realidade como essa? E quais conflitos são vivenciados pelos indivíduos nas organizações e sociedade pós Revolução Industrial?
Material extra:
1 opções que ressalta os b enefícios da cultura organizacional para 
a organização. 
 A cultura organizacional pode aumentar a competitividade das organizações. A cultura organizacional pode favorecer a coesão, mantendo os funcionários engajados p ara o alcance de um objetivo comum. A cultura organizacional influencia a estratégia, os objetivos, o modo de operação das empresas e o comportamento das pessoas nas organizações existem quatro características diferentes entre os conflitos, as quais 
são: intrapessoal, interpessoal, interorganizacional e intraorganizacional. 
I. Conflito Intrapessoal: dificuldade pessoal que interfere na relação com o 
outro. Conflito Interpessoal: desacordo com outra pessoa, decorrente de 
divergência. Conflito Inter organizacional: rivalidade entre a empresa e seus 
fornecedores ou clientes ou mercado de atuação. Conflito 
Intraorganizacional: rivalidade ou concorrência entre a empresa e suas 
filiais
Sobre as funções da cultura organizaciona l 
A cultura organizacional define as fronteiras organizacionais, 
distinguindo as organizações. A cultura organizacional cria um senso 
de identidade entre os membros. A cultura organizacional gera 
comprometimento do grupo no alcance de objetivos comuns. 
4 Sobre a negociação 
Negociação é o uso de informações e do poder, com o objetivo de 
influenciar o comportamento dentro de um conflito. É o processo pelo 
qual as partes se movem de suas posições iniciais divergentes até 
um ponto no qual o acordo pode ser obtido. Negociação importa em 
acordo e, assim, pressupõe a existência de afinidades, uma b ase 
comum de interesses que aproxime e leve as pessoas a 
conversarem. 
5 alternativas que respondem corretamente os benefícios da r esolução 
bem-sucedida de um conflito. 
O comportamento que é percebido como negativo é confrontado e 
resolvido. As habilidades de solução do problema podem ser 
aperfeiçoadas e as pessoas podem aprender a encontrar soluções 
criativas e inteligentes. Todas as partes podem se beneficiar e 
aperfeiçoar as amizades com outras pessoas; isso irá criar confiança 
que auxiliará em encontros futuros 
6 nível de cultura que compreende a estrutura física. 
O nível dos artefatos é o mais fácil de observar, pois é o que você vê, ouve 
e percebe ao seu redor. Artefatos são características visíveis da cultura
organizacional, tais como a arquitetura, as vestimentas, o layout, os mitos e 
as histórias. [...] a composição do mobiliário de um setor Coletivismo. 
 é a ideia de que os interesses do grupo devem prevalecer sobre os 
interesses do indivíduo e de que há necessidade de pertencimento a 
grupos.” O brasileiro tem uma forte tendência de associar-se a grupos, o 
que faz com que ele se sinta mais forte e seguro como indivíduo. 
8 Sobre a influência das culturas nacionais nas o rganizações 
O contexto cultural influencia na configuração das r elações de 
trabalho. O contexto cultural influencia no modo como os dirigentes 
gerenciam suas equipes e conduzem o alcance de objetivos. 
9 à fase de comunicação. 
Comunicação: Divulgação, para todos os membros da organização, dos 
resultados da pesquisa e das ações que serão implementadas visando a 
melhoraria da qualidade do clima.