A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
11 pág.
ATIV_MÓDULO 2_A BNCC DO ENSINO MÉDIO_CIÊNCIAS HUMANAS

Pré-visualização | Página 1 de 5

MÓDULO 2 - A BNCC DO ENSINO MÉDIO: CIÊNCIAS HUMANAS
Um dos resultados esperados pela BNCC é que as propostas curriculares que venham a ser construídas pelas escolas promovam a articulação entre os conhecimentos consolidados durante as etapas da Educação Básica, a diversidade regional e as especificidades de cada unidade escolar e a incorporação de aspectos presentes na cultura digital, como ação e recriação de saberes aplicados a uma ação que promova a cidadania e uma cultura de respeito ao outro.
A abordagem deste curso reconhece o papel fundamental das Ciências Humanas e Sociais Aplicadas na formação dos estudantes e estimula a construção de uma proposta curricular sob a perspectiva de valorização do protagonismo juvenil em diálogo com os saberes, as experiências, os procedimentos de análise e os valores desenvolvidos na área das humanidades.
Concepções e princípios da área
A área de Ciências Humanas e Sociais Aplicadas tem como foco estimular o desenvolvimento de competências e habilidades que assegurem que os estudantes construam uma visão global sobre as relações histórico-sociais, a formação das suas subjetividades e a compreensão dos processos em que estão imersos na atualidade. Conforme a BNCC, no Ensino Médio, a área propõe que:
" [...] os estudantes desenvolvam a capacidade de estabelecer diálogos – entre indivíduos, grupos sociais e cidadãos de diversas nacionalidades, saberes e culturas distintas –, elemento essencial para a aceitação da alteridade e a adoção de uma conduta ética em sociedade. Para tanto, define habilidades relativas ao domínio de conceitos e metodologias próprios dessa área. As operações de identificação, seleção, organização, comparação, análise, interpretação e compreensão de um dado objeto de conhecimento são procedimentos responsáveis pela construção e desconstrução dos significados do que foi selecionado, organizado e conceituado por um determinado sujeito ou grupo social, inserido em um tempo, um lugar e uma circunstância específicos. (BNCC, 2018, p. 561). "
As aprendizagens essenciais da área de Ciências Humanas e Sociais Aplicadas para o Ensino Médio permitem que o estudante leia e interprete o mundo a partir de conceitos históricos, sociológicos, filosóficos e geográficos que nos levam à noção de  contextualização. Portanto, as Ciências Humanas nos auxiliam na compreensão do mundo, nas formas de questionamento e na reelaboração individual e coletiva dos diferentes grupos. Para que isto aconteça, a área – integrada por Filosofia, Geografia, História e Sociologia – requer o envolvimento das competências gerais, em torno de categorias que permitem a identificação de questões comuns à área e, ao mesmo tempo, a especificidade dos conhecimentos específicos. 
	Contextualização
	
Vamos conhecê-las a seguir.
Categorias da área
As categorias próprias das Ciências Humanas são: tempo e espaço; território e fronteira; indivíduo, natureza, sociedade, cultura e ética; e política e trabalho. Essas categorias permitem diálogos variados com os conhecimentos específicos da área, com um amplo leque de conteúdos e, sobretudo, com a realidade dos estudantes.
	
	
	
	
A vídeo-aula a seguir apresentará cada uma dessas categorias e como elas se relacionam com a realidade dos estudantes, e o que pretendem em relação a História, Geografia, Sociologia e Filosofia.
https://www.youtube.com/watch?time_continue=6&v=jxRPcyXzvZQ&feature=emb_logo
Para saber mais sobre as categorias da área de Ciências Humanas e Sociais Aplicadas, acesse o site da BNCC.
Ainda em relação aos princípios e pressupostos da área, é importante destacar que além das temáticas relacionadas aos conhecimentos específicos, há outros aspectos que devem ser considerados: Temas e Materiais, Métodos e Protagonismos.
Temas
Os temas envolvem:
· conceitos fundamentais e que operacionalizam a compreensão de um ou vários temas;
· processos sociais, culturais, históricos, econômicos que precisam ser identificados e delimitados;
· localização (espacial e temporal) de um processo, de um fenômeno ou de eventos;
· escalas: do próximo ao distante, do Eu ao outro, do idêntico ao diferente, do local ao global, do individual ao social etc.
Materiais 
Ao selecionar materiais para trabalhar com os alunos, é importante considerar:
· fontes diversificadas (tabelas, gráficos, imagens, textos, cultura material etc.);
· perspectivas variadas para a compreensão de um processo, conceito ou fenômeno;
· incorporação e desenvolvimento de tecnologias e recursos que permitam acessar conteúdos e temas.
Métodos 
· apropriar-se dos procedimentos da Filosofia, Geografia, História e Sociologia para interpretar os temas e materiais;
· confrontar versões, tabelas, gráficos, imagens e textos;
· contextualizar de forma ampla os temas selecionados (conceito, temporalidade, espacialidade, relações sociais, linguísticas, culturais etc.).
Protagonismos
· reconhecer e promover o protagonismo juvenil;
· inserir os temas e materiais na vida cotidiana dos jovens;
· estabelecer relações, aproximações e comparações;
· estimular o uso crítico das mídias e o questionamento das origens das informações;
· promover formas de interferência dos estudantes na vida social e no contexto em que estão inseridos.
Competências específicas da área a serviço do desenvolvimento integral do aluno
Dando sequência e aprofundamento às aprendizagens essenciais desenvolvidas no Ensino Fundamental, a área de Ciências Humanas e Sociais Aplicadas visa formar um estudante apto a refletir sobre a própria existência, sobre as diferenças em relação ao outro e das diversas formas de organização da família e da sociedade nos diferentes espaços e épocas históricas. Para isso, a área definiu seis competências específicas:
· 1 Analisar processos políticos, econômicos, sociais, ambientais e culturais nos âmbitos local, regional, nacional e mundial em diferentes tempos, a partir da pluralidade de procedimentos epistemológicos, científicos e tecnológicos, de modo a compreender e posicionar-se criticamente em relação a eles, considerando diferentes pontos de vista e tomando decisões baseadas em argumentos e fontes de natureza científica.
· 2 Analisar a formação de territórios e fronteiras em diferentes tempos e espaços, mediante a compreensão das relações de poder que determinam as territorialidades e o papel geopolítico dos Estados-nações.
· 3 Analisar e avaliar criticamente as relações de diferentes grupos, povos e sociedades com a natureza (produção, distribuição e consumo) e seus impactos econômicos e socioambientais, com vistas à proposição de alternativas que respeitem e promovam a consciência, a ética socioambiental e o consumo responsável em âmbito local, regional, nacional e global.
· 4 Analisar as relações de produção, capital e trabalho em diferentes territórios, contextos e culturas, discutindo o papel dessas relações na construção, consolidação e transformação das sociedades.
· 5 Identificar e combater as diversas formas de injustiça, preconceito e violência, adotando princípios éticos, democráticos, inclusivos e solidários, e respeitando os Direitos Humanos.
· 6 Participar do debate público de forma crítica, respeitando diferentes posições e fazendo escolhas alinhadas ao exercício da cidadania e ao seu projeto de vida, com liberdade, autonomia, consciência crítica e responsabilidade.
Devemos considerar que a proposta de habilidades e competências demanda  procedimentos que reconheçam que para desenvolver a capacidade reflexiva do estudante como leitor do mundo e de sua história é preciso:
Saber que compreender é sempre mais importante do que memorizar
Questionar e interpretar
Aprofundar e aperfeiçoar o exercício analítico
Entender que o texto é sempre uma construção
Propor soluções
Observe, professor, que o que se busca é estimular aprendizagens envolvendo o pensamento crítico, a autonomia e a formação para a cidadania, a partir de procedimentos que levem estudantes a identificar problemas, adentrar no universo das questões que foram registradas

Crie agora seu perfil grátis para visualizar sem restrições.