HELOISA NOGUEIRA - TCC - Heloísa Nogueira 19 11 ÚLTIMA CORREÇÃO_ VF (1)
57 pág.

HELOISA NOGUEIRA - TCC - Heloísa Nogueira 19 11 ÚLTIMA CORREÇÃO_ VF (1)


DisciplinaFalencia e Recuperação Judicial289 materiais806 seguidores
Pré-visualização19 páginas
37
PONTIFÍCIA UNIVERSIDADE CATÓLICA DE CAMPINAS
FACULDADE DE DIREITO
HELOÍSA NOGUEIRA DOS SANTOS
ANÁLISE PELO JUIZ ACERCA DO PLANO DE RECUPERAÇÃO JUDICIAL
Campinas
2019
HELOÍSA NOGUEIRA DOS SANTOS
ANÁLISE PELO JUIZ ACERCA DO PLANO DE RECUPERAÇÃO JUDICIAL
Trabalho de Conclusão de Curso apresentado na Faculdade de Direito da PUC-CAMPINAS como requisito básico para a conclusão do curso de Direito. 
Orientador (a): Prof. Cláudio José Franzolin
Campinas
2019
HELOISA NOGUEIRA DOS SANTOS
ANÁLISE PELO JUIZ ACERCA DO PLANO DE RECUPERAÇÃO JUDICIAL
Trabalho de Conclusão de Curso apresentado na Faculdade de Direito da PUC-CAMPINAS como requisito básico para a conclusão do curso de Direito. 
Orientador (a): Prof. Cláudio José Franzolin
.
Aprovado em ______/_______/______
Banca Examinadora:
AGRADECIMENTOS
Este trabalho representa para mim uma conquista pessoal, acadêmica e profissional, pois graça a todas as experiências que me foram proporcionadas pela faculdade pude desenvolver tal pesquisa.
Assim, gostaria de agradecer primeiramente a Deus por ter preparado todo o caminho que trilhei e que ainda trilhar. Em ato contínuo, agradeço aos meus pais, Paula e Amarildo, minha irmã e toda minha família que sempre me apoiaram durante esses cinco anos.
Agradeço imensamente também a todos os Professores que fizeram parte da minha formação acadêmica, cada um deles com seu conhecimento e experiência acrescentaram grandemente ao meu conhecimento, especialmente o Professor Cláudio José Franzolin, meu orientador, que confiou em mim durante todo este ano, permitindo que o desenvolvimento do presente trabalho ocorresse de forma constante e equilibrada.
Também agradeço a todos os profissionais da área de recuperação judicial com quem já tive a oportunidade de trabalhar, pois foi nesta oportunidade que descobri o meu amor pelo instituto.
Por fim, a todos os meus amigos por partilharem junto comigo as angústias, dificuldades e dúvidas que surgiram durante esse período.
A todos vocês, meus sinceros agradecimentos!
RESUMO
Esta dissertação tem como objeto a análise da atuação judicial no âmbito dos processos de recuperação judicial de empresas, regulados pela Lei nº 11.101 de 9 de fevereiro de 2005 (\u201cLRE\u201d). No primeiro capítulo, é feita breve introdução acerca da problemática, seguindo para explanações acerca do instituto da recuperação judicial. São feitas breves considerações históricas no âmbito nacional de evolução das Leis que disciplinam a falência e a Recuperação Judicial, bem como acerca da natureza jurídica do Plano de Recuperação Judicial, a atuação dos credores e o critério de crise no âmbito da Lei. No segundo capítulo são expostos os princípios que norteiam a atuação do juiz em qualquer procedimento passando a explorar os seus poderes no âmbito do processo de recuperação judicial. Dividindo o estudo em dois tipos de controle de legalidade. A partir disso é realizada a proposta da aplicação de três critérios objetivos para guiar a atuação do juiz no momento da homologação do Plano de Recuperação Judicial a fim de avaliar o mérito do plano de recuperação judicial para se averiguar se, além de atenderem aos critérios de legalidade, as disposições do plano de recuperação atingem os objetivos traçados pela LRE, no sentido de tutela da empresa viável e tutela institucional do crédito.
Palavras-chave: Plano de Recuperação Judicial, Controle de Legalidade, Critérios Objetivos.
ABSTRACT
This study aims at the analysis of role played by judges in connection to the proceedings of judicial corporate reorganization established under Federal Law No. 11,101, dated February 9, 2005 (\u201cLRE\u201d). In the first chapter, a brief introduction about the problem is given, following the explanations about the institute of judicial recovery. Brief historical considerations are made at the national level of the evolution of Laws governing bankruptcy and Judicial Reorganization, as well as the legal nature of the Judicial Reorganization Plan, the performance of creditors and the crisis test under the Law. In the second chapter, the principles that guide the performance of the judge in any procedure after the exploitation of his powers in the judicial recovery process are set forth. Dividing the study into two types of legality control Based on this, a proposal is made to apply three objective criteria to determine the judge's performance at the time of approval of the Judicial Reorganization Plan and an evaluation purpose or the merit of the judicial recovery plan for the average, in addition to meeting the legality requirements such as displaying a recovery plan to achieve the objectives set by the LRE, with no sense of viable company protection and institutional credit protection.
Key words: Judicial Reorganization Plan, legality control, objective criteria.
SUMÁRIO
INTRODUÇÃO	7
1. CONSIDERAÇÕES HISTÓRICAS DA LEI DE RECUPERAÇÃO JUDICIAL E SEUS PRINCÍPIOS	9
1.1. Contexto histórico	9
1.2.1. Princípios norteadores do procedimento recuperacional	12
1.2. Conceito de crise financeira sob o aspecto econômico e jurídico da Lei 11.101/05	15
1.3. Natureza jurídica do Plano de Recuperação Judicial	17
1.3.3. A novação no Plano de Recuperação Judicial	19
1.4. Poderes dos credores diante o plano apresentado	20
2. PRINCÍPIOS NORTEADORES DA ATUAÇÃO JURISDICIONAL NO CÓDIGO DE PROCESSO CIVIL BRASILEIRO	26
2.1. Princípios Constitucionais	26
2.2. Princípios do Código de Processo Civil	27
2.3. Poderes do juiz na recuperação judicial	29
2.3.1. Deferimento do Processamento da Recuperação Judicial	30
2.3.2. A Homologação do Plano de Recuperação Judicial	32
2.3.3. Decisão de Encerramento do processo de Recuperação Judicial	34
3. CONTROLE DE LEGALIDADE	35
3.1. O controle de legalidade estrita	35
3.1.1. A possibilidade de o Plano prever a liberação de garantias reais e fidejussória com relação a todos os credores	36
3.2.2. A possibilidade de o Plano prever a extensão dos efeitos da homologação do Plano com relação aos coobrigados	39
3.2. Controle de legalidade material	41
3.2.1. Voto abusivo por conflito de interesse	43
3.2.2. Voto abusivo de minoria	44
3.3. Critérios objetivos para análise do juiz no momento da homologação do plano	47
3.3.1. Primeiro e Segundo Critério: Exequibilidade do Plano de Recuperação Judicial frente à realidade da empresa	48
3.2.2. Terceiro Critério: Inexistência de Vícios no Negócio Jurídico	51
CONCLUSÃO	52
REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS	53
INTRODUÇÃO
O instituto da recuperação judicial atualmente tem ganhado muita atenção, não somente no meio jurídico, mas também na mídia. A razão para isso é o aumento dos pedidos formulados nos últimos anos, como se vê muitas empresas renomadas no mercado brasileiro estão fazendo uso do referido instituto, tais como, Avianca[footnoteRef:1], Livraria Cultura[footnoteRef:2], Aeroporto Viracopos[footnoteRef:3], Saraiva[footnoteRef:4] entre outras. [1: Avianca Brasil entra com pedido de recuperação judicial. Jus Brasil. dez. 2018. Disponível em: <https://escritoriopj.jusbrasil.com.br/noticias/657614248/avianca-brasil-entra-com-pedido-de-recuperacao-judicial>. Acesso em: 2 nov. 2019.] [2: D\u2019AVILA, Mariana. Livraria Cultura pede recuperação judicial após fechar lojas Fnac pelo país. InfoMoney. 25 out. 2018. Disponível em: <https://www.infomoney.com.br/mercados/livraria-cultura-pede-recuperacao-judicial-apos-fechar-lojas-fnac-pelo-pais/>. Acesso em: 2 nov. 2019.] [3: CARVALHO, Marcello. Entenda a crise de Viracopos e o que pode acontecer com o futuro do aeroporto. G1. 2 out. 2019. Disponível em: <https://g1.globo.com/sp/campinas-regiao/noticia/2019/10/02/entenda-a-crise-de-viracopos-e-o-que-pode-acontecer-com-o-futuro-do-aeroporto.ghtml>. Acesso em: 2 nov. 2019. ] [4: AZEVEDO, Rita. Saraiva pede recuperação judicial. Valor Econômico. 23 nov. 2018. Disponível em: <https://valor.globo.com/empresas/noticia/2018/11/23/saraiva-pede-recuperacao-judicial.ghtml>. Acesso em: 2 nov. 2019.] 
O procedimento da recuperação judicial tem como base