A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
5 pág.
Projeto das series iniciais: A arte como promotora da inclusão

Pré-visualização | Página 1 de 1

PROJETO QUE FZ A MAIS, SEM PRECISAR,NO PERIODO PANDEMIA KKK
PROGRAMA: Acessibilidade e Inclusão Educacional
PROJETO DE EXTENSÃO: A arte e seu papel como promotora da inclusão
RESUMO 
O projeto tem por objetivo trazer conhecimento de alguns documentos oficiais necessário para o planejamento das aulas de artes e também a importância da mesma pra complementar a educação inclusiva nas séries iniciais. Para tanto, será elaborado uma cartilha contendo atividades no campo das artes visto que as artes estão incorporadas como formas de linguagem e expressão, superando os isolamentos sociais, neste período de pandemia.
PALAVRAS-CHAVE: Arte. Inclusão. Leis.
 
INTRODUÇÃO 
No Brasil, no ano de 1971 a primeira lei a mencionar o ensino da arte foi a lei de Diretrizes e Bases da Educação Nacional (LDB 5.692/71) que inclui a arte no currículo escolar não como disciplina, mas como atividade educativa.Em 2006 o ensino da arte ganha espaço como disciplina obrigatória com a nova LDB 9.394/96, e com a alteração dada pela lei n 12.287/2010 aborda a especificidade das expressões regionais.Temos mais duas leis á respeito aos componentes curriculares desta disciplina, a lei n 11.645,de 2008,que trata do estudo da história e cultura afro-brasileira e indígena,e a lei n 11.769, de 2008 que trata da obrigatoriedade do conteúdo de música.
A arte promove inclusão através de suas linguagens artísticas: música, teatro, dança artes visuais e artes integradas. O componente curricular artes e as linguagens que ela dispõe, complementam no processo de ensino e aprendizagem da educação inclusiva. Mas para que isso aconteça, é necessário que o professor tenha conhecimento no que está previsto na Base Nacional Comum Curricular (BNCC) e nos (PCN ) e coloque em ação.
Estamos em dias difíceis, no enfrentamento da covid -19 e com esses acontecidos, muitas coisas mudaram na educação no Brasil e no mundo, modificando nossa rotina.Por isso é necessário que os professores incluam seus alunos com e sem deficiência nas plataforma de aulas online, para que a educação não venha se erradicar.
A Base Nacional Comum Curricular (BNCC) é um documento de cunho oficial que define o que deve ser aprendido nas instituições de Ensino Básico de todo o Brasil. As propostas desta disciplina de artes devem contribuir para o desenvolvimento tanto da linguagem verbal como as linguagens não verbais e isso vai ajudar o aluno em todas as outras disciplinas, porém orientações pertinentes estão nos Parâmetros Curriculares Nacionais em Arte para o nível de Ensino Fundamental I (PCNs) que consideramos importante esses documentos oficiais,porque para fazer um bom plano de aula precisa ler e entender os objetivos e as linguagens.
Uma das linguagens da arte que contribui para a educação inclusiva é a música, pois podemos trazê-la para a sala de aula, transformando o ambiente mais alegre e dinâmico, escolhendo letras que trazem um conhecimento para o componente curricular específico de cada área. Outra 
A arte e a educação inclusiva se complementam de forma que uma colabora para o desenvolvimento da outra.
Conhecendo e fruindo arte, ampliamos nossa percepção de mundo, nossa relação com o outro: com uma criança, uma cultura, uma época, enfim, é a humanidade que se dá a conhecer.
OBJETIVOS 
· Proporcionar aos alunos vivências de trabalho em grupo como estratégia de convivência social, auto aceitação e respeito às ideias alheias.
· Trabalhar com ênfase na importância de que a arte torna /o ambiente de aprendizado mais significante propiciando a ideia criativa do aluno nas outras disciplinas.
· Desenvolver diferentes atividades pedagógicas em uma visão interdisciplinar para colaborar com o processo de letramento dos alunos envolvidos;
· Desenvolver a consciência de inclusão, enfatizando que todos somos diferentes, e que aprendemos de forma diferente.
· Proporcionar aos alunos um modelo de aula num formato de cartilha possibilitando aquisição de conhecimento nesse momento de isolamento social;
· Apresentar uma forma diferente de aula, com o desejo de promover um melhor entendimento da proposta de ensino do componente curricular selecionado.
· Analisar e organizar, materiais e métodos coerentes com as competências a serem atingidas.
· Colaborar com as ações preventivas à propagação da COVID-19.
JUSTIFICATIVA 
A Educação inclusiva vem crescendo e se transformando a cada dia, através das experiências com práticas inclusas dentro das escolas, e nossa escolha por esse tema foi pensando que através de nossa pesquisa podemos contribuir para que continuamos observando e evoluindo, pois cada aluno é diferente um do outro, e por isso aprende também de forma diferente com práticas de aulas diferentes.
Acredita-se que as atividades em torno desta temática são de contribuição geral para professores e sociedade formar indivíduos preocupados e atuantes em atitudes e assuntos referentes a arte e a inclusão. A escola deve proporcionar discussões, pensamentos que corroboram na formação de adultos preocupados com o bem estar e a valorização do ser humano e do ambiente em que vive e compartilha.
Em contrapartida, a comunidade beneficia-se com as ações planejadas pela escola, pois quando se vive em sociedade, nenhuma mudança de costume e adoção de novos hábitos fica sem repercutir a um grupo, nenhuma atitude fica isolada, e a valorização de iniciativas deve sempre acontecer.
MÉTODOS E PROCEDIMENTOS 
	
No decorrer das terça feiras ás 19:00 participamos de aulas online com a nossa professora Vanilde, que nos instruiu sobre a estrutura de nosso projeto de extensão e roteiro virtual.Foi através do tema do nosso projeto que planejamos nossas atividades do estágio.Para construir o projeto, foi feito muita leitura á cerca do tema e assistimos alguns vídeos.Para realização da prática será elaborado uma cartilha contendo práticas inclusivas em conjunto com o componente curricular artes.
RESULTADOS OU PRODUTOS ESPERADOS
Com a elaboração da cartilha esperamos ajudar os professores da Educação Básica com aula artística inclusiva e que através das linguagens da arte, os professores possam fazer com que os alunos possam se expressar criando a sua própria arte, olhando para o mundo em sua volta, contribuído para a nossa cultura Brasileira.
RECURSOS FINANCEIROS, HUMANOS E FÍSICOS E EQUIPAMENTOS DISPONÍVEIS 
Como o projeto contempla a elaboração de uma cartilha não haverá custos, sendo necessário apenas que o acadêmico tenha acesso a computador desktop ou notebook. 
CRONOGRAMA DE 2020 
		
REFERÊNCIAS 
ARAÚJO SILVA, M. M. O pensamento complexo: desafios emergentes para a educação on-line. Revista Brasileira de Educação. Vol12, 36, 2007, p.515
Silveira, Tatiana dos Santos da.
Metodologia do Ensino da Arte/ Tatiana dos Santos da Silveira.Centro Universitário Leonardo da Vinci-Indaial,grupo UNIASSELVI,2012.X;185 P.:IL
http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/_Ato2007-2010/2008/Lei/L11769.htm
http://basenacionalcomum.mec.gov.br/9

Crie agora seu perfil grátis para visualizar sem restrições.