pcc Politicas p e org Educacao
4 pág.

pcc Politicas p e org Educacao


DisciplinaPolíticas Públicas e Organização da Educação Básica1.555 materiais10.831 seguidores
Pré-visualização1 página
Curso: Pedagogia 
Disciplina: POL. PÚB. E ORG. DA EDUC. BÁSICA (EEL0112/3622480) 9010 
Professor / Tutor: Antonio Bonanomi Neto 
Título do Relatório: Políticas Públicas e Organização da Educação 
Aluno: Débora Arantes do Nascimento 
Matrícula: 202003386197 
Data:25/08/2020 
 
 
 
 
 
 
Introdução 
 
Políticas públicas na educação: quais são e quem faz? 
As políticas públicas de educação são programas ou ações que são criadas pelos 
governos para colocar em prática medidas que garantam o acesso à educação para 
todos os cidadãos. 
Além de garantir a educação para todos também é função das políticas públicas 
avaliar e ajudar a melhorar a qualidade do ensino do país. 
As políticas públicas educacionais são ligadas a todas as medidas e decisões que são 
tomadas pelo governo em relação ao ensino e à educação no país. 
Quem faz as políticas públicas de educação? 
As políticas educacionais são propostas, estudadas e criadas a partir de leis que são 
votadas pelos membros Poder Legislativo (deputados federais e estaduais, senadores 
e vereadores) em cada uma das esferas de governo: federal, estadual e municipal. 
Os membros do Poder Executivo (presidente da República, governadores e prefeitos) 
também podem propor medidas que possam fazer melhorias na área da educação. 
A população também pode participar da formação das políticas públicas de educação? 
Sim. Os cidadãos podem e devem participar da formação das políticas públicas. Em 
muitos casos a origem das políticas públicas de educação vem de pedidos ou de 
necessidades que são sugeridas pela população através de processos de participação 
popular. 
Uma das maneiras de participar da criação das políticas públicas é pela participação 
nos conselhos de políticas públicas. Os conselhos são formados por representantes 
do governo e por cidadãos. São espaços de discussão em que as pessoas podem dar 
sua opinião, falar sobre suas necessidades e sugerir mudanças que possam trazer 
mais benefícios para a educação. 
 
PROUNI 
O Programa Universidade para Todos (Prouni) do Ministério da Educação é um 
programa que oferece bolsas de estudo, integrais e parciais (50%), em instituições 
particulares de educação superior. 
Para concorrer às bolsas integrais, o estudante deve comprovar renda familiar bruta 
mensal, por pessoa, de até 1,5 salário mínimo. Para as bolsas parciais (50%), a renda 
familiar bruta mensal deve ser de até 3 salários mínimos por pessoa. 
Somente poderá se inscrever no Prouni o estudante brasileiro que não possua diploma 
de curso superior e que tenha participado do Enem mais recente e obtido, no mínimo, 
450 pontos de média das notas. Além disso, o estudante não pode ter tirado zero na 
redação. 
Podem participar: 
Estudantes 
Que tenham cursado todo o ensino médio na rede pública, ou na rede particular na 
condição de bolsista integral da própria escola. 
Estudantes com deficiência 
Neste caso, não é necessário ter cursado todo ensino médio na rede pública ou na 
rede particular na condição de bolsista integral da própria escola. 
Professores 
Da rede pública de ensino, no efetivo exercício do magistério da educação básica, 
integrantes de quadro de pessoal permanente de instituição pública. Nesse caso, não 
é necessário comprovar renda. 
 
FIES 
O Fundo de Financiamento Estudantil (FIES) é um programa do Ministério da 
Educação (MEC), instituído pela Lei nº 10.260, de 12 de julho de 2001, que tem como 
objetivo conceder financiamento a estudantes em cursos superiores não gratuitos, 
com avaliação positiva nos processos conduzidos pelo MEC e ofertados por 
instituições de educação superior não gratuitas aderentes ao programa. 
O novo FIES é um modelo de financiamento estudantil moderno, que divide o 
programa em diferentes modalidades, possibilitando juros zero a quem mais precisa e 
uma escala de financiamentos que varia conforme a renda familiar do candidato. O 
novo FIES traz melhorias na gestão do fundo, dando sustentabilidade financeira ao 
programa a fim de garantir a sustentabilidade do programa e viabilizar um acesso mais 
amplo ao ensino superior. 
 
ID ESTUDANTIL 
Quem pode utilizar ? 
As ID emitidas até 16 de fevereiro de 2020 poderão ser utilizadas enquanto a 
matrícula do aluno em uma instituição de ensino estiver ativa no Sistema Educacional 
Brasileiro. 
 
Com a ID, os estudantes de todo o Brasil poderão pagar meia-entrada em shows, 
cinema, teatro e outros eventos culturais. 
 
 
 
 
 
Biblioteca 
https://www.todapolitica.com/politicas-publicas-na-
educacao/#:~:text=As%20pol%C3%ADticas%20p%C3%BAblicas%20de%20educa%C3%A7%C3%
A3o,qualidade%20do%20ensino%20do%20pa%C3%ADs. 
http://prouniportal.mec.gov.br/ 
https://sisu.mec.gov.br/#/ 
http://idestudantil.mec.gov.br/