A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
75 pág.
Apostila Gestão da Inovação

Pré-visualização | Página 4 de 22

da Apple era diferente do mercado da Microsoft, sendo assim a estratégia deveria ser diferenciada.  
  
Foram retomadas parcerias estratégicas com empresas parceiras e fornecedores neste período, reforçando a produção.  
  
Esta concentração de esforços nos produtos resultou em um novo negócio principal, ou core business. Todos os esforços da Apple foram focados aonde eram mais fortes, ou seja, em computadores pessoais. A linha de produtos resumiu-se em computadores portáteis ou de mesa, e de uso doméstico ou profissional.  
  
A partir do foco em computadores, deixaram de focalizar impressoras e outros componentes, e foi a partir de então que a empresa conseguiu realmente pensar em inovação como nunca antes.  
  
A estratégia de mercado da Apple também mudou consideravelmente nesta época, pois eles deixaram de oferecer produtos a preço popular, e segmentaram mais ainda o negócio. A valorização da marca com a segmentação de mercado fez com que os seus usuários experimentassem cada vez produtos com mais performance.  
  
O sucesso foi tão grande que possibilitou a empresa a voltar a pensar em outros produtos. A Apple então entrou de cabeça na onda de inovação. Chegava a época dos iPods, e depois destes dos iPhones. As inovações proporcionadas por estes produtos nunca tinham sido experimentadas antes. Tecnologia nano, deixava os produtos pequenos a ponto de caber no bolso, as telas Touch ofereciam uma experiência interativa inédita.  
  
Além dos produtos, a Apple ainda inovou em Softwares. O iTunes lançado em 2001 é um programa que oferece um serviço de músicas, vídeos, filmes, séries, todos licenciados, em uma plataforma que conversa com seus produtos.  
  
Apesar de todas as inovações, o grande carro-chefe da empresa passa a ser os iPhones. Ele marca uma nova era não apenas da empresa, mas também da telefonia mundial, com o conceito de Smartphones.  
  
Outra inovação nos produtos trazida pela Apple foram as cores em seus computadores. O iMac tornou-se o computador mais vendido da história com 6 milhões de unidades vendidas. Outra inovação, que foi iniciada pela Apple e que ainda é utilizada por algumas máquinas, é o conceito de porta USB, acoplável a pen drives, pois suas máquinas foram as primeiras a abolir os famosos disquetes.  
  
Podemos notar que o foco em fazer poucos produtos, mas fazer com qualidade, tornou o negócio simples, porém focado. Aliado às inovações e à criatividade do seu fundador, levou a Apple ao topo como uma das maiores organizações mundiais. Este resultado de sucesso levou a empresa a enxergar que estava no caminho certo.  
  
Para complementar o sucesso em todas suas inovações, a Apple profissionalizou todo seu setor de produção, cortando mais de 75% de custos com estoque. A simplificação do processo gerou uma economia de 300 milhões de dólares somente no primeiro ano, ainda em 1997.  
  
Apesar de grande perda com os estoques de produtos descontinuados, a Apple obteve um retorno enorme com os produtos de seu core business. O retorno por cada computador vendido da Apple era de cerca de U$$ 875,00, enquanto do seu concorrente a preço popular era de U$$ 25,00 por unidade vendida.  
  
A empresa percebeu que focar os produtos para ter qualidade e inovação, e não o menor preço, foi uma estratégia que dava certo. A margem de lucro foi algo aproximado a 25% logo após a reestruturação, bem acima dos concorrentes, chegando a um lucro de U$$ 818 milhões. A empresa percebeu, enfim, que não deixaria de vender por causa do preço elevado, se entregasse inovação.  
  
Os produtos da Apple até hoje, mesmo depois do falecimento de Steve Jobs, sua principal mente criativa, são focados em um público específico por meio da sua marca, e buscam excelência em inovação e design. Este é um legado que Jobs com certeza deixou na empresa que ajudou a fundar.  
  
Atualmente, a empresa emprega mais de 20 mil funcionários, que se encontram espalhados ao redor do planeta. Seus pontos de venda superam 180, e encontra-se suas lojas em todos os continentes.  
  
Podemos dizer que seus produtos continuam muito a frente em questões de inovação, tecnologia, utilidade e beleza. Quem atualmente não deseja, o mais recente lançamento do iPhone, não é mesmo?  
  
Fonte: CARVALHO, Frederico Mendes de. Criatividade e inovação enquanto diferencial competitivo: o caso Apple. Administradores - O Portal da Administração. 21 set. 2011. Disponível em: <https://www.administradores.com.br/artigos/marketing/criatividade-e-inovacao-enquanto-diferencial-competitivo-o-caso-apple/58372/>. Acesso em: 20 jan. 2018 [Adaptado].
 
 
No caso anterior, da empresa Apple, apresentamos todo o histórico da empresa, desde o seu desenvolvimento, até declínio, e depois seu ressurgimento como uma grande empresa. Além disto, pudemos perceber quais são as áreas de tecnologia utilizadas pela empresa, como apresentadas no tópico anterior. 
   
A Apple, como empresa altamente tecnológica, se utiliza de quais áreas da tecnologia? Será que é apenas de pesquisa e desenvolvimento, voltada à criação de novos produtos? Ou será que ela se faz valer dos três tipos? A empresa utiliza a gestão da inovação? Qual a relação da estratégia com a inovação de produto? 
   
Devemos pensar, antes de mais nada, que em todos os casos, as três áreas da tecnologia devem caminhar juntas. Sem pesquisa e desenvolvimento de produtos, por exemplo, não podemos ter um processo de desenvolvimento definido, e sem estes dois, a informação não seria relevante.  
  
Portanto, para a implantação da inovação, em qualquer tipo de organização, as áreas devem caminhar juntas.  
Explorando a temática III
Características operacionais necessárias para a implantação   
   
Atualmente, devemos pensar que muitas organizações tentam inovar para sobreviver no mercado competitivo. Contudo, muitas organizações não conseguem se desenvolver, ou desenvolver tecnologia necessária para isto. O resultado pode ser desastroso, deixando as empresas em agonia, ou até levando-as a fecharem as portas. 
  
Neste tópico, iremos analisar os tipos de inovação que podem ser de tipo aberta ou fechada, e quais as características necessárias para a implantação, principalmente quando a inovação tratar-se do tipo aberta. 
  
Inovação do Tipo Fechada   
  
A inovação do tipo fechada é aquela inovação que surge dentro dos limites da própria empresa. Desde a pesquisa em seus início, meio e fim, até a confecção do produto, e sua comercialização, é feita sempre dentro da mesma empresa. A seguir, a FIGURA demonstra como se dá o processo da inovação fechada. 
  
FIGURA 6 - Inovação do tipo fechada  
  
  
Fonte: CZELUSNIAK, 2010, p. 41. 
  
Podemos facilmente perceber, que para este tipo de inovação, as organizações devem, principalmente, investir grandes vultos de dinheiro em pesquisa e desenvolvimento. Como a própria empresa faz todos os processos da inovação, o controle por parte interna da empresa também deve ser muito grande, e por isto, necessita de grande quantidade de mão de obra. 
  
Conforme conversamos no início desta unidade, e você deve se lembrar, o contexto brasileiro está longe de possuir muitas empresas de grande porte, que são capazes de se autofinanciar, como a inovação fechada exige. Apenas grandes multinacionais que atuam no mercado interno possuem esta capacidade. Não é que não exista grandes empresas de capital nacional, na verdade, elas são muito poucas. Podemos citar entre elas o caso da Petrobras, que atualmente representa as empresas nacionais com grande capacidade de inovação, totalmente desenvolvida internamente. 
  
Inovação do Tipo Aberta   
  
Este conceito de inovação aberta surgiu recentemente. Contudo, tem ganhado grande atenção dos estudiosos em inovação, por representar melhor a necessidade, tanto de grandes quanto de pequenas companhias. 
  
O termo foi utilizado pela primeira vez por Chesbrough (2003 apud CZELUSNIAK, 2010), para referir-se à inovação das organizações que buscam principalmente captação de conhecimento, além dos limites das empresas. 
  
FIGURA 7 - Inovação do tipo

Crie agora seu perfil grátis para visualizar sem restrições.