A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
8 pág.
RESUMÃO REGIMES ADUANEIROS ESP PARTE 2

Pré-visualização | Página 1 de 3

Resumo de Regimes Aduaneiros – Parte 2
1. EXEMPLIFIQUE O DRAW BACK ISENÇÃO E O SUSPENSÃO
Trata-se de um regime aduaneiro especial que incentiva as exportações de empresas industriais e comerciais. Envolve duas modalidades principais: isenção e suspensão, sendo que no Regulamento Aduaneiro (RA) também é citada a modalidade “restituição”.
Essas modalidades são pleiteadas com o intuito de reduzir ou eliminar os tributos de insumos importados por empresas de comércio exterior. 
Isenção
Há isenção dos tributos incidentes na importação quando o objetivo final é a reposição de um produto que foi importado anteriormente, com pagamentos de tributos, e utilizado na industrialização de um produto exportado.
Então, depois que o produto é exportado, a empresa tem o direito de adquirir outros insumos para reposição, agora com isenção dos impostos.
Suspensão
Esse é simples e direto: é a suspensão de impostos providos sobre as mercadorias importadas a serem utilizadas na industrialização de produtos que devem ser exportados.
A suspensão dos tributos acontece no exato momento da compra de insumos (não precisa ser combinado), como peças, partes de objetos etc. A empresa deve se comprometer com a exportação do produto final.
2. INFOME UM REGIME QUE TEM COMO REQUISITO A IMPORTAÇÃO OU A EXPORTAÇÃO SEM COBERTURA CAMBIAL. ADEMAIS EXPLIQUE O QUE SIGNIFICA ISSO
As operações de exportação temporárias são realizadas sem cobertura cambial e têm como requisito indispensável a emissão de RE — Registro de Exportação via Siscomex, previamente ao embarque para o exterior.
A sistemática administrativa estabelecida para as operações de comercio exterior permite que as exportações brasileiras possam ser realizadas sob duas formas: com cobertura cambial e sem cobertura cambial.
Denominam-se sem cobertura cambial as operações de exportação em que a remessa de um produto para o exterior não está condicionada ao recebimento de seu pagamentos em moeda estrangeira, independente de ser à vista ou a prazo.
3. EXPLIQUE O DRAW BACK EMBARCAÇÃO
Drawback Embarcação é o incentivo à indústria naval brasileira. Proporciona a isenção de impostos na importação, de matéria prima, para produção de embarcações vendidas no mercado interno ou externo, tanto para pessoas físicas como para pessoas jurídicas.
Com a modalidade isenção, é possível repor estoques sem o pagar imposto de importação dos itens utilizados nos últimos dois anos, proporcionando ganhos imediatos para o fabricante. A modalidade suspensão é ideal para uma gestão recorrente do benefício com planejamento mais efetivo do processo produtivo e de suprimentos.
4. EXEMPLO DE UTILIZAÇÃO DO RECOF E DO RECOM
R: O Regime Aduaneiro Especial de Entreposto Industrial sob Controle Aduaneiro Informatizado (RECOF) é o que permite à empresa importar ou comprar internamente, com suspensão do pagamento de tributos, mercadorias que serão utilizadas nas operações de industrialização de produtos destinados à exportação ou mercado interno. É também permitido que uma parte dessa mercadoria, no estado em que foi importada ou depois de submetida a processo de industrialização, seja despachada para consumo. Poderá também ser exportada, reexportada ou destruída. 
O regime especial de importação de insumos destinados a industrialização (RECOM) é o que permite a importação, sem cobertura cambial, de chassis, carroçarias, peças, partes, componentes e acessórios, com suspensão do pagamento do IPI. O regime será aplicado exclusivamente a importações realizadas por conta e ordem de pessoa jurídica encomendante domiciliada no exterior.
5. EXPLIQUE O RECOF SPED
O Regime Aduaneiro Especial Recof-SPED (Regime Aduaneiro Especial de Entreposto Industrial sob Controle Informatizado do Sistema Público de Escrituração Digital) é uma evolução do antigo Recof e parte do Plano Nacional de Exportação do Governo Federal, que foi criado para estimular e simplificar a importação de insumos nas operações de industrialização. Parte da mercadoria associada ao regime pode ser comercializada no mercado interno, exportada, reexportada ou destruída sob controle aduaneiro.
As principais vantagens na atualização desse Regime Aduaneiro Especial foram:
· Redução no volume mínimo de exportações;
· Eliminação das exigências de Patrimônio Líquido mínimo;
· Não há mais necessidade de habilitação no Linha Azul.
Quais os benefícios do Recof-SPED?
· Importação/compra no mercado nacional de insumos com suspensão dos tributos;
· Isenção do pagamento dos tributos suspensos na exportação;
· Fluxo de caixa – Nacionalização dos tributos suspensos até o décimo dia do mês subsequente à destinação da mercadoria no mercado nacional;
· Redução nas taxas de Armazenagem INFRAERO
· Importação e aquisição no mercado interno (legislação própria de cada estado) com suspensão/diferimento do ICMS;
· Suspensão da taxa do AFRMM (Adicional ao Frete para a Renovação da Marinha Mercante).
6. DIFERENÇA ENTRE DRAW BACK E RECOF
Os dois regimes de incentivo isentam os mesmos impostos, sendo eles:
II ,IPI ,PIS ,Cofins ,AFRMM.
Recof: sistema que permite empresas importar ou adquirir produtos no mercado interno, com objetivo de industrialização para posterior exportação com a suspensão do pagamento dos tributos.
Drawback: regime aduaneiro especial criado pelo Governo Federal, tem por objetivo eliminar ou suspender impostos dos insumos importados que serão utilizados na indústria para posterior exportação. 
Os benefícios do Recof são analisados pela Receita Federal e seu pedido realizado via formulários na mesma, já o Drawback tem sua análise referente ao (MDIC), sendo seu pedido feito por meio do sistema e Ato Concessório. Porém ambos são fiscalizados pela Receita Federal.
7. INFORME PELO MENOS 3 VANTAGENS E DESVANTAGENS NO ENTREPOSTO 
O entreposto aduaneiro é um regime que possibilita nas atividades de exportação e importação, a armazenagem de produtos e mercadorias em um espaço determinado com o pagamento de encargos e taxas fiscais cessados.
Na importação, o produto reconhecido por essa regência é capaz de ser nacionalizado pelo importador, comprador ou consignatário, e, dessa forma, sendo despachado em seu nome, para exportação ou consumo.
Já na exportação, existem duas espécies de regime. A primeira, conhecida como comum, é aquela que verifica a permissão da armazenagem dos produtos designados para o mercado externo com embargo de tributos. Já a segunda, conhecida como extraordinário, é disposta às organizações comerciais exportadoras (Trading Company), das quais as mercadorias obtidas são específicas para a exportação.
São várias as vantagens que o entreposto aduaneiro pode trazer para seus negócios. Veja as 4 principais a seguir.
Estocagem próxima ao local da venda
Os produtos passam a ter disponibilidade imediata, assim é possível encontrá-los de forma rápida, quando for preciso. Além disso, uma boa estratégia é manter o provimento perto do local de vendas.
Armazenamento em local apropriado
As mercadorias devem ficar conservadas e guardadas em um espaço seguro para manter a integridade do produto.
Suspensão de tributos e nacionalização de acordo com as vendas
Não é necessário efetuar os pagamentos dos documentos fiscais e das taxas/encargos financeiros imediatamente, apenas no período de nacionalização das mercadorias depositadas.
Isso é de extrema importância para que a empresa possa girar a sua economia e, assim, ampliar a probabilidade de obter maiores margens de lucros.
Agilidade no desembaraço aduaneiro
Como todos os procedimentos e serviços são executados no próprio entreposto, há uma aceleração no desembaraço aduaneiro. Isso minimiza a necessidade de aguardar por um longo período para essa aplicação.
O entreposto aduaneiro é uma espécie de regência alfandegária que propicia diversos benefícios, como a versatilidade nas negociações comerciais e a criação de crédito rotativo de forma instantânea para as organizações que desempenha serviços de comércio exterior.
8. APRESENTE UM EXEMPLO DE UTILIZAÇÃO DO REPETRO E COMO SE DA A EXTINÇÃO DESSE REGIME