A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
2 pág.
Fasceíte plantar e ruptura do tendão de calcâneo

Pré-visualização | Página 1 de 1

Fasceíte plantar
Ocorre por alteração biomecânicas na região da inserção da fáscia plantar no calcâneo.Causa mais frequente de dor no calcâneo.
Incidência: 40-60 anos na população geral e mais cedo nos corredores( causado por microtraumas repetitivos).
Etiologia: multifatorial l( obesidade, pé plano, esporão de calcâneo) 
Patologia: Pode ter ou não inflamação crônica, com degeneração do tecido fibroso ou proliferação ferroelástica.
Diagnóstico: Dor á palpação no local. Raio-x: serve para descartar outras lesões. Usa também ultrassom ou tomografia.
Tratamento:
Conservador: 
O uso eletrofototerapia não se mostrou tão eficiente como a prevenção e os exercícios físicos.
1) Alteração de sapatos e evitar uso excessivo impacto sobre o calcâneo.
2) tratamento da obesidade
3) fisioterapia: 
alongar a fáscia plantar e fortalecer a musculatura da parte inferior da perna.
Caso não melhore: infiltração e ondas de choque( fiso pode fazer resultado ainda conflitante). Toxina botulnica e cirurgias.
Ruptura do tendão do calcâneo
Geralmente ocorre em indivíduos com inflamação crônica e degeneração gradual, causada por microrupturas.
Normalmente ocorre em um movimento rápido, normalmente na transferência de peso quando se esta com extensão completa de joelho com transferência para parte anterior do pé. Com isso há estiramento muito grande do tendão.
Sinais e sintomas
Súbito estalido, dor imediata mas desaparece, o paciente nao consegue erguer o dedo.
Tratamento é cirúrgico se for completo.
Não operação PRICE e gesso por seis semanas. Depois troca por um gesso curto, mais duas semanas.
Reabilitação: Dura cerca de seis meses e consiste em excercicios
 Ganho de adm, exercícios de resistência progressiva.
Teste de Thompson: Paciente em D.D, aperta o gastrocnêmico, se estiver preservado o pé faz flexão plantar, se tiver lesionado o pé fica parado.