Buscar

Sociologia Jurídica e Judiciária - EXERCÍCIOS/SIMULADOS/PROVAS COMPLETO

Faça como milhares de estudantes: teste grátis o Passei Direto

Esse e outros conteúdos desbloqueados

16 milhões de materiais de várias disciplinas

Impressão de materiais

Agora você pode testar o

Passei Direto grátis

Faça como milhares de estudantes: teste grátis o Passei Direto

Esse e outros conteúdos desbloqueados

16 milhões de materiais de várias disciplinas

Impressão de materiais

Agora você pode testar o

Passei Direto grátis

Faça como milhares de estudantes: teste grátis o Passei Direto

Esse e outros conteúdos desbloqueados

16 milhões de materiais de várias disciplinas

Impressão de materiais

Agora você pode testar o

Passei Direto grátis

Você viu 3, do total de 78 páginas

Faça como milhares de estudantes: teste grátis o Passei Direto

Esse e outros conteúdos desbloqueados

16 milhões de materiais de várias disciplinas

Impressão de materiais

Agora você pode testar o

Passei Direto grátis

Faça como milhares de estudantes: teste grátis o Passei Direto

Esse e outros conteúdos desbloqueados

16 milhões de materiais de várias disciplinas

Impressão de materiais

Agora você pode testar o

Passei Direto grátis

Faça como milhares de estudantes: teste grátis o Passei Direto

Esse e outros conteúdos desbloqueados

16 milhões de materiais de várias disciplinas

Impressão de materiais

Agora você pode testar o

Passei Direto grátis

Você viu 6, do total de 78 páginas

Faça como milhares de estudantes: teste grátis o Passei Direto

Esse e outros conteúdos desbloqueados

16 milhões de materiais de várias disciplinas

Impressão de materiais

Agora você pode testar o

Passei Direto grátis

Faça como milhares de estudantes: teste grátis o Passei Direto

Esse e outros conteúdos desbloqueados

16 milhões de materiais de várias disciplinas

Impressão de materiais

Agora você pode testar o

Passei Direto grátis

Faça como milhares de estudantes: teste grátis o Passei Direto

Esse e outros conteúdos desbloqueados

16 milhões de materiais de várias disciplinas

Impressão de materiais

Agora você pode testar o

Passei Direto grátis

Você viu 9, do total de 78 páginas

Faça como milhares de estudantes: teste grátis o Passei Direto

Esse e outros conteúdos desbloqueados

16 milhões de materiais de várias disciplinas

Impressão de materiais

Agora você pode testar o

Passei Direto grátis

Prévia do material em texto

1.
		No que diz respeito à função social do Direito, é INCORRETO afirmar que:
	
	
	
	com base em uma perspectiva tradicional, as principais funções do Direito são prevenir e compor litígios, no entanto o Direito não desempenha apenas essas duas funções cabendo-lhe prover o bem comum;
	
	
	o ato de contratar não é disciplinado  apenas pela simples vontade dos contratantes, tal como o direito de propriedade está sujeito a interesses sociais ;
	
	
	pode-se dizer que a função precípua do Direito é harmonizar a vida social e para tal deve-se ater ao cumprimento irrestrito da norma única forma de garantir a segurança jurídica;
	
	
	a decisão judicial não é a única forma de resolver os problemas sociais. Em algumas circunstâncias, outros mecanismos de composição dos conflitos podem ser igualmente saudáveis para o convívio social;
	
	
	a atual ordem jurídica brasileira dá grande ênfase à função social do Direito colocada como limite para o exercício de todo e qualquer direito, verdadeiro cinto de segurança, além do qual o direito se torna abusivo;
	
Explicação:
Pede-se no enunciado que se marque a única alternativa incorreta, ou seja:
pode-se dizer que a função precípua do Direito é harmonizar a vida social e para tal deve-se ater ao cumprimento irrestrito da norma única forma de garantir a segurança jurídica.
O alcance da segurança jurídica depende de variáveis que vão além da perspectiva do cumprimento irrestrito da norma como única forma de garantia.
As demais alternativas estão corretas.
	
	
	
	 
		
	
		2.
		O papel da Sociologia Jurídica é:
	
	
	
	desvendar como a sociedade reage ao Direito, de forma que este possa ser instrumento de controle social;
	
	
	desvendar as consequências das regras do Direito, de forma que este não sirva de instrumento de controle social das elites;
	
	
	desvendar como o Direito reage à sociedade, de forma que este possa ser instrumento de controle social;
	
	
	desvendar as consequências do autoritarismo do Direito, de forma que este sirva à justiça das elites
	
	
	
	 
		
	
		3.
		Segundo Hogemann, o direito do ponto de vista sociológico é um fato social. A Sociologia Jurídica estuda o fato social em sua estrutura e funcionalidade, procurando saber como os grupos humanos se organizam, se relacionam e desenvolvem, em razão dos inúmeros fatores que atuam sobre as formas de convivência. (HOGEMANN, Edna Raquel. Sociologia jurídica e judiciária. Rio de Janeiro: SESES, 2015.p.11). Tomando o texto como referência, os objetos de estudo da sociologia jurídica incluem:
	
	
	
	a concretização da legislação, da jurisprudência e da dogmática jurídica.
	
	
	os mesmos objetos de estudo do direito.
	
	
	as circunstâncias jurídicas.
	
	
	a alcunha dos valores e ideologias não apontados e que estão contidos na legislação, na jurisprudência e na dogmática jurídica.
	
	
	as formas com que o direito atua socialmente e a aclaração sociológica do direito.
	
	Gabarito
Coment.
	
	
	
	 
		
	
		4.
		Diante da presença constante de temas correlacionados à Sociologia Jurídica nos julgados dosnossos tribunais, podemos concluir que:
 I. é desejável que o profissional do Direito se torne distante do meio social, para não ficarsujeito a transformações econômicas, políticas, culturais, religiosas e tecnológicas;
II. o jurista por vezes deve se omitir diante de determinados assuntos e contendas sociais,para resguardar sua imagem;
 III. o jurista deve ser capaz de realizar uma análise da realidade social, com embasamentocientífico, que lhe proporcione uma aplicação equânime do Direito;
 IV. a produção do Direito ocorre por profissionais com conhecimento jurídico-dogmático,isento de valores pessoais e sem influência de outras áreas científicas;
V. a participação multidisciplinar é capaz de garantir a produção e aplicação do Direito deforma mais adequada aos anseios da sociedade. Estão corretas as alternativas:
	
	
	
	III e V;
	
	
	I, III e IV.
	
	
	III e IV;
	
	
	I, II e III;
	
	
	II, III
	
	
	
	 
		
	
		5.
		A opinião pública é o pensamento predominante do grupo sobre uma determinada pessoa ou questão. É o juízo coletivo adotado e exteriorizado por um grupo. (CAVALIERI FILHO, Sérgio. Programa de Sociologia Jurídica. 12. ed. Rio de Janeiro: Forense, 2012, p. 217) Sobre a opinião pública na perspectiva sociológica de Durkheim, assinale a alternativa CORRETA.
	
	
	
	A opinião pública não exerce qualquer coerção sobre os indivíduos, assim, não pode ser entendida como um Fato Social.
	
	
	A opinião pública é de natureza psicológica e se caracteriza como síntese da expressão popular.
	
	
	A opinião pública é produto das posições individuais sobre determinado assunto, considerando sempre o cálculo da opinião emitida pela maioria e referenciada pela mídia.
	
	
	A opinião pública não é a soma da opinião de todos, mas um novo produto coletivo que não se identifica como síntese das opiniões dos indivíduos.
	
	
	Tanto a sociedade quanto a opinião pública é composta pela soma dos indivíduos e de suas opiniões, acerca de alguém ou alguma questão.
	
Explicação:
A opinião pública é o termômetro que mede as mudanças a serem realizadas nas leis e nas instituições sociais.
	
	
	
	 
		
	
		6.
		A disciplina que parte da concepção de que o Direito é um fato social ou uma função da sociedade, foi denominada de
	
	
	
	Psicologia Jurídica
	
	
	Antropologia Jurídica
	
	
	Ontognoseologia Jurídica
	
	
	Filosofia Jurídica
	
	
	Sociologia Jurídica
	
Explicação:
A disciplina que parte da concepção de que o Direito é um fato social ou uma função da sociedade, foi denominada de Sociologia Jurídica.
	
	
	
	 
		
	
		7.
		Estudiosos do Direito destacam a diferença entre o Direito ¿nos livros¿ e o Direito ¿em ação¿. Temas como o cumprimento (ou não) das normas e a aplicação (ou não) de sanções sempre aparecem nesses estudos que se integram na:
	
	
	
	Dogmática Jurídica que tem como preocupação precípua a fundamentação da norma.
	
	
	Sociologia do Direito, que trata da validade das normas;
	
	
	Filosofia do Direito centrada nos exames valorativos da justiça e da moralidade do ordenamento;
	
	
	Sociologia do Direito, que investiga a eficácia do direito;
	
	
	Teoria Geral do Direito, que vê na relação entre o ilícito e a sanção o núcleo da normatividade jurídica;
	
	Gabarito
Coment.
	
	
	Gabarito
Coment.
	
	
	Gabarito
Coment.
	
	
	
	 
		
	
		8.
		Para os adeptos da Escola Histórica, a origem do Direito está relacionada à:
	
	
	
	crença de que o Direito expressa os interesses da classe dominante servindo de instrumento ideológico de dominação do capitalismo;
	
	
	ideia de que o Direito seja resultante da inspiração divina, uma vez que, para os partidários desta escola, o Direito surge como um sistema de normas imutáveis.
	
	
	crença de que o Direito seja resultante da ideia do pacto social.
	
	
	concepção de que o Direito seja fruto da consciência coletiva dos povos, formado gradativamente pela tradição e costumes;
	
	
	ideia da existência de um "Direito Ideal", legítimo, que reúne um conjunto de valores imutáveis e universais que antecede a própria vida social;
		1.
		No estudo de toda ciência é da maior importância precisar seu objeto, estabelecer seu método e conhecer suas leis. Por objeto entende-se o campo específico de atuação de uma ciência, o fim a que se propõe, o objetivo a que visa alcançar (Cavalieri Filho, Sérgio. Programa de Sociologia Jurídica). O objeto da Sociologia Jurídica é o direito como fato.
Assinale a única alternativa abaixo que NÃO  contempla elemento integrante do objeto de estudo da Sociologia Jurídica: 
	
	
	
	os princípios que estão na base do Direito, quer como valor ou fundamento da norma
	
	
	os instrumentos humanos responsáveis pela realização da ordem jurídica
	
	
	os múltiplos aspectos da realidade, em sua interação com os demais fatores sociais
	
	
	a influência da opiniãopública sobre o direito e instituições jurídicas
	
	
	a eficácia da norma jurídica e seus efeitos sociais
	
Explicação:
A alternativa que atende ao enunciado da questão traz uma redação que destaca valor ou fundamento das normas. Portanto, trata-se de seus aspectos filosóficos e não sociológicos. As demais alternativas abordam aspectos sociológicos. A alternativa que atende ao enunciado, a propósito, é:
os princípios que estão na base do Direito, quer como valor ou fundamento da norma.
	
	
	
	 
		
	
		2.
		Ao investigar o Direito, a Sociologia o faz considerando-o:
	
	
	
	como um fato social
	
	
	como uma realidade independente da sociedade
	
	
	como um fenômeno natural
	
	
	com uma restrição social
	
	
	
	 
		
	
		3.
		¿Conjunto de normas de conduta, universais, abstratas, obrigatórias e mutáveis, impostas pelo grupo social, destinadas a disciplinar as relações externas do indivíduo, objetivando prevenir e compor conflitos¿ é a definição de:
	
	
	
	Conceito sociológico do direito
	
	
	Escola Monista
	
	
	Escola pluralista
	
	
	Sanção
	
	
	Pena
	
	
	
	 
		
	
		4.
		Marque a alternativa incorreta. A respeito das escolas que explicam a origem do Direito, estão corretas as afirmativas:
	
	
	
	Para a escola racionalista, o Direito surge com o pacto social.
	
	
	Para a Escola Marxista, a origem do Direito está nos interesses das classes dominantes.
	
	
	O pensamento da Escola Histórica considera o Direito, bem como a sua evolução, na consciência do Estado.
	
	
	Para a escola sociológica, o Direito é uma ciência com regras mutáveis, sendo essencialmente social, oriunda da sociedade e para a sociedade.
	
	
	O que caracteriza a Escola Jusnaturalista e a Escola Teológica é considerar a origem do Direito em Deus, sendo as suas principais características a estabilidade e a imutabilidade.
	
Explicação:
De acordo com o enunciado, a questão pede a única alternativa incorreta, com relação à evolução do pensamento e de concepções do Direito. Deste modo, a única alternativa incorreta é que trata da Escola Histórica, uma vez que esta  partia do pressuposto de que as normas jurídicas seriam o resultado de uma evolução histórica e que a essência delas seria encontrada nos costumes e nas crenças dos grupos sociais, e não no Estado. De acordo com um de seus mais importantes pensadores, Friedrich Carl von Savigny, o Direito, a propósito, teria suas origens ¿nas forças silenciosas e não no arbítrio do legislador".
	
	
	
	 
		
	
		5.
		¿O indivíduo aprende os papéis que assumirá na sociedade. Tais papéis implicam no desempenho de várias obrigações que necessitam de um controle social¿ (HOGEMANN, 2015, p.11). Esse é o conceito de
	
	
	
	Controle Social
	
	
	Socialização
	
	
	Direito
	
	
	Concorrência
	
	
	Cooperação
	
	
	
	 
		
	
		6.
		O Direito, assim como outros elementos criados pela ação humana, se estabelece numa relação dialética entre produtor e produto. Ele é uma invenção do homem em sociedade, que ao mesmo tempo que afeta e de certa forma "molda" o convívio social, é modificado e aprimorado pela mesma sociedade. Tomando esse conceito como parâmetro, podemos classificá-lo como:
	
	
	
	Escola Racionalista
	
	
	Escola Sociológica
	
	
	Escola Sociocrática
	
	
	Escola Jusnaturalista
	
	
	Escola Teológica
	
	
	
	 
		
	
		7.
		Sobre a característica das normas de conduta do direito é possível afirmar que, EXCETO
	
	
	
	A obrigatoriedade é um elemento fundamental do direito, porque este nos confere um benefício, uma vantagem ou um poder, criando assim uma obrigação para o outro
	
	
	Nenhuma das anteriores
	
	
	A moral é autônoma enquanto o direito é heterônomo.
	
	
	A obrigatoriedade nada tem a ver com a coercibilidade da norma, a coação está ligada a moral.
	
	
	As normas de conduta se destinam a todos.
	
	Gabarito
Coment.
	
	
	Gabarito
Coment.
	
	
	
	 
		
	
		8.
		Leia as afirmativas abaixo: I) O jurista-sociólogo percebe que a lei tem a capacidade de influenciar, condicionar e inclusive transformar o comportamento da população. II) A sociologia jurídica concede uma particular atenção ao tema da eficácia e dos efeitos sociais do direito. III) A análise das normas formalmente válidas, ou seja, o estudo interno do direito positivo, é de interesse do sociólogo do direito Das afirmativas expostas, Das afirmativas, está(ão) correta(s):
	
	
	
	somente a I e III
	
	
	somente I e II
	
	
	somente a III
	
	
	somente a II
	
	
	somente a I
		1.
		(Mackenzie)Emile Durkheim, considerado o precursor da sociologia jurídica, afirmava que o direito:
	
	
	
	consiste em relações de poder que dependem da vontade e dos desejos dos indivíduos.
	
	
	torna visível a estrutura social existente e varia de acordo com as relações sociais que rege.
	
	
	pressupõe continuidade e estabilidade social.
	
	
	é extemporâneo à sociedade.
	
	
	é uma ciência neutra.
	
	
	
	 
		
	
		2.
		Podemos afirmar que o direito tem a função, exceto:
	
	
	
	Definir e criar normas sociais. 
	
	
	Preventiva pois as normas, os direitos e deveres visam evitar conflitos.
	
	
	Regulação social pois seu caráter persuasivo influencia o comportamento em grupo de forma organizada e equilibrada.
 
	
	
	Controle social. 
	
	
	Compositiva do direito pois quando ocorre um conflito, é preciso solucioná-lo e reestabelecer a ordem social.
	
Explicação:
Definir e criar normas sociais. 
	
	
	
	 
		
	
		3.
		A técnica de enfermagem X., de 22 anos, não comemora a gravidez. Aos sete meses de uma gestação conturbada, ela sabe que não terá direito aos prazeres da maternidade. Seu bebê, um menino, é portador de uma anomalia incurável, a falta da calota craniana, e, segundo os médicos, terá numa perspectiva otimista, poucas horas de vida. Contrariando a orientação de especialistas, a Justiça negou, por duas vezes, o pedido de interrupção da gravidez. Em seu despacho de 19.12.2002, a juíza Tula Corrêa de Mello, da 1ª Vara Criminal, argumentou que "as afirmações de óbito intrauterino ou no período pré-natal (...) não autorizam que esta magistrada condene um ser humano com vida à morte". E, por entender que "a lei não deu ao magistrado o poder de determinar o término da vida", indeferiu em primeira instância o pedido de interrupção da gravidez. O GLOBO - FEVEREIRO/2003. Diante do acima narrado, identifique a Escola sobre a gênese do Direito que inspira a decisão:
	
	
	
	Marxista
	
	
	Culturalista
	
	
	Teológica
	
	
	Histórica
	
	
	Sociológica
	
Explicação:
O texto trazido no enunciado da questão apresenta um caso concreto em que é evidente uma concepção moral/religiosa presente em decisão judicial. Por isso, a única alternativa que atende ao enunciado é:
Teológica.
	
	
	
	 
		
	
		4.
		Considerando os conceitos acerca das possibilidades de interação humana em sociedade, podemos dizer que configuram exemplos de atividades humanas que interagem a partir da COOPERAÇÃO (mesmo que em conflito), EXCETO:
	
	
	
	O dono de uma livraria, interessado em vender livros e um cliente que está interessado em comprar um livro específico.
	
	
	O dono de um supermercado de grande porte e o dono de um modesto hortifruti, no mesmo bairro.
	
	
	O comprador de um apartamento num prédio em construção e o dono da construtora que faliu antes da conclusão da obra.
	
	
	O açougueiro que não recebeu a carne que deveria repor seu estoque e o fazendeiro cuja vaca foi para o brejo.
	
	
	O empregado que não entregou o trabalho no prazo e o patrão que lhe dá uma advertência como punição.
	
Explicação:
Atividades de cooperação são aquelas em que há uma convergência de interesses, como a compra e venda de um bem ou serviço.
	
	
	
	 
		
	
		5.
		A Ministra Nancy Andrighi em artigo publicado na Revista Consultor Jurídico em 16.09.2012 em comemoração aos 10 anos de atividade dos Juizados EspeciaisFederais afirmou que: ¿Os JEFs têm mais valor emocional que jurisdicional. São um facho de luz para abrir nossas cabeças de juízes. O juiz contemporâneo não pode ser um simples prolator de sentenças, mas deve ser acima de tudo um pacificador de almas¿, avalia a ministra. Com informações da assessoria de imprensa do Conselho da Justiça Federal. A que tipo de fenômeno a ilustre ministra está se referindo no texto?
	
	
	
	direito alternativo
	
	
	monismo jurídico
	
	
	pluralismo jurídico
	
	
	positivismo jurídico
	
	
	socialização do direito
	
Explicação:
A socialização do Direito é uma tendência atual. Entende-se que as contradições do processo social brasileiro reque do Magistrado mais do que meramente aplicar a norma, superando, de certa forma, as limitações inerentes ao positivismo jurídico.
	
	
	
	 
		
	
		6.
		(CESPE - Sociólogo - DPU - 2010)- A sociologia jurídica surgiu devido
	
	
	
	à necessidade de explicar o direito para a população de baixa escolaridade.
	
	
	ao interesse epistemológico na relação entre direito e sociologia.
	
	
	ao descompasso entre direitos formalmente assegurados e prática concreta dos sujeitos sociais.
	
	
	ao crescimento vertiginoso de conhecimentos na área jurídica.
	
	
	às disputas conceituais intermináveis entre acadêmicos de direito.
	
	
	
	 
		
	
		7.
		A eficácia do direito pode ser observada por meio de alguns fenômenos, dentre eles estão:
	
	
	
	Pela capacidade da população reagir contra a norma
	
	
	Pela tolerância do Estado à desobediência frente à norma; pela resistência da população em aceitar a norma
	
	
	Pelo efeito social da norma; pelo cumprimento da norma; pela adequação da norma
	
	
	Pelo grau de imposição exercido pelo Estado; pelo grau de coerção exercido pelo Estado
	
	
	Pela adequação da norma; pela obediência da norma; pela privação de norma
	
	
	
	 
		
	
		8.
		Adotando uma perspectiva sociológica do Direito, podemos afirmar que
	
	
	
	a lei escrita é objeto de estudo sociológico.
	
	
	o direito expressa a autoridade de Deus e como tal, coloca-se como objeto de estudo.
	
	
	o direito é uma função da sociedade.
	
	
	o direito é decorrente de uma vontade exterior divina ou natural.
	
	
	o direito expressa o aperfeiçoamento do caráter humano.
		1.
		O Direito é considerado uma forma específica de controle social. Assinale a alternativa a seguir que melhor caracteriza o direito enquanto um controle social específico.
	
	
	
	Estabelece uma sanção determinada, um órgão competente, mas deixa livre de qualquer regulamentação os procedimentos.
	
	
	Inexistem garantias para o infrator da norma.
	
	
	As sanções da norma jurídica dependem de uma decisão da pessoa ofendida.
	
	
	As normas jurídicas, em geral, não apresentam punição para quem não as cumpre.
	
	
	É um controle formal, determinado por normas de conduta associadas à aplicação de sanções.
	
	
	
	 
		
	
		2.
		No estudo de toda ciência é da maior importância precisar seu objeto, estabelecer seu método e conhecer suas leis. Por objeto entende-se o campo específico de atuação de uma ciência, o fim a que se propõe, o objetivo a que visa alcançar (Cavalieri Filho, Sérgio. Programa de Sociologia Jurídica). O objeto da Sociologia Jurídica é o direito como fato.
Assinale a única alternativa abaixo que NÃO  contempla elemento integrante do objeto de estudo da Sociologia Jurídica: 
	
	
	
	os princípios que estão na base do Direito, quer como valor ou fundamento da norma
	
	
	a eficácia da norma jurídica e seus efeitos sociais
	
	
	os instrumentos humanos responsáveis pela realização da ordem jurídica
	
	
	a influência da opinião pública sobre o direito e instituições jurídicas
	
	
	os múltiplos aspectos da realidade, em sua interação com os demais fatores sociais
	
Explicação:
A alternativa que atende ao enunciado da questão traz uma redação que destaca valor ou fundamento das normas. Portanto, trata-se de seus aspectos filosóficos e não sociológicos. As demais alternativas abordam aspectos sociológicos. A alternativa que atende ao enunciado, a propósito, é:
os princípios que estão na base do Direito, quer como valor ou fundamento da norma.
	
	
	
		3.
		¿Conjunto de normas de conduta, universais, abstratas, obrigatórias e mutáveis, impostas pelo grupo social, destinadas a disciplinar as relações externas do indivíduo, objetivando prevenir e compor conflitos¿ é a definição de:
	
	
	
	Sanção
	
	
	Pena
	
	
	Escola Monista
	
	
	Conceito sociológico do direito
	
	
	Escola pluralista
		8.
		Leia as afirmativas abaixo: I) O jurista-sociólogo percebe que a lei tem a capacidade de influenciar, condicionar e inclusive transformar o comportamento da população. II) A sociologia jurídica concede uma particular atenção ao tema da eficácia e dos efeitos sociais do direito. III) A análise das normas formalmente válidas, ou seja, o estudo interno do direito positivo, é de interesse do sociólogo do direito Das afirmativas expostas, Das afirmativas, está(ão) correta(s):
	
	
	
	somente a I e III
	
	
	somente a III
	
	
	somente a II
	
	
	somente a I
	
	
	somente I e II
		3.
		O direito, se por um lado está ligado à ideia de conduta do indivíduo, de outro também se liga à organização social. Do ponto de vista sociológico, são funções do direito: I. Prevenir conflitos II. Controle social e uso excessivo da força quando não se obedece as normas de trato social III.Pacificação social IV. Compor conflitos A alternativa correta é:
	
	
	
	II e IV
	
	
	II e III
	
	
	II
	
	
	I e II
	
	
	I, III e IV
		7.
		Considere as seguintes afirmações com relação à Teoria Tridimensional do Direito. I - A ciência do Direito tem por objeto o estudo do direito sob a ótica dos efeitos que a norma produz, isto é, se preocupa com a eficácia da norma. II - A sociologia jurídica analisa o direito enquanto norma, tendo como interesse de estudo, entre outros, a preocupação precípua com a vigência da norma jurídica. III - A Filosofia do Direito, apesar de se preocupar com o direito enquanto fato, tem preocupação precípua com a vigência da norma jurídica. IV - A Sociologia Jurídica preocupa-se com a eficácia das normas e seus efeitos na sociedade. Somente é correto o que se afirma na(s) alternativa(s):
	
	
	
	I
	
	
	IV
	
	
	II e III
	
	
	I e II
	
	
	II
	
	Gabarito
Coment.
	
	
	
	 
		
	
		8.
		Quanto aos ramos da Sociologia, denominados de Sociologia Jurídica e Judiciária,  assinale a informação equivocada.
	
	
	
	Sociologia Judiciária é uma teoria e, por isso, pode julgar o ato de julgar dos magistrados.
	
	
	Sociologia Jurídica como sendo a ciência que estuda o direito como fenômeno social(ser), a fim de observar a adequação da ordem jurídica aos fatos sociais, o cumprimento pelo povo das leis vigentes, aplicação destas pelas autoridades e os efeitos sociais por elas(leis)produzidos(eficácia)¨.
	
	
	O estudo da Sociologia Judiciária leva a que se perceba que não são autômatos a executar uma programação estritamente demarcada pela lei, tomada ao pé da letra.
	
	
	A Sociologia Jurídica estuda a relação existente entre duas ciências de grande importância para a vida da sociedade (Sociologia e Direito), por tratarem das relações, dos conflitos, das normas, do controle, enfim, de todas as ligações que possam surgir entre os indivíduos e que necessite de normas reguladoras.
	
	
	A Sociologia Judiciária tem como objeto de análise científica os atos praticados pelos instrumentos humanos de realização do Direito (magistrados, advogados, promotores, serventuários da Justiça, etc).
	
Explicação:
A Sociologia Judiciária é uma teoria que pode, por exemplo, analisar cientificamente o ato de julgar dos magistrados, buscando superar a visão do senso comum que enxerga na figura do Juiz um mero agente passivo, o "aplicador da lei¿.
		3.
		Marque a alternativa CORRETA. "As atividades humanas assumem formas múltiplas, econômicasou não, mas todas elas [...] podem ser reduzidas a dois tipos" (CAVALIERI FILHO, 2004, p.12):
	
	
	
	Cooperação e socialização
	
	
	Cooperação e concorrência
	
	
	Fraternização e concorrência
	
	
	Relação e socialização
	
	
	Socialização e relação
		5.
		A Teoria Tridimensional do Direito considera que o sistema jurídico se articula em três dimensões: justiça, validade e eficácia. A seguir, relacione a concepção exposta com a dimensão correta: A dimensão da ______________________________interessa aos filósofos do direito, que examinam a justificação do sistema jurídico atual, as relações existentes entre o direito e a moral e entre normas positivas e a idealidade do direito; A dimensão da ______________________________ interessa aos dogmáticos ou intérpretes do direito que se dedicam ao estudo das normas formalmente válidas e buscar o sentido de cada elemento do ordenamento jurídico, solucionar os conflitos entre normas e adaptá-las aos casos concretos; A dimensão da ______________________________ das normas jurídicas interessa os sociólogos do direito, que buscam estabelecer uma relação funcional entre a realidade social e as diferentes manifestações jurídicas. Assinale a Alternativa abaixo cujas palavras completam corretamente (NA SEQUÊNCIA CORRETA) as acepções acima:
	
	
	
	Justiça; Validade; Eficácia
	
	
	Eficácia; Validade; Justiça
	
	
	Eficácia; Justiça; Validade
	
	
	Eficácia; Verdade; Justiça
	
	
	Validade; Eficácia; Justiça
	
	Gabarito
Coment.
	
	
	Gabarito
Coment.
	
	
	Gabarito
Coment.
	
	
	
	 
		
	
		6.
		Uma característica do fato social também identificada no Direito é:
	
	
	
	Individualidade
	
	
	Subjetividade
	
	
	Exterioridade
	
	
	Interioridade
		7.
		O Direito é um conjunto de normas de conduta que disciplinam as relações sociais. Qual das definições abaixo é o conceito de Norma Moral? (HOGEMANN, 2015, p.14).
	
	
	
	São padrões de conduta social, elaboradas pela sociedade que visam tornar o ambiente social mais ameno, sob pressão da própria sociedade.
	
	
	Do ponto de vista formal tem por objetivo influir no comportamento de alguém para modificá-lo.
	
	
	Nenhuma das anteriores.
	
	
	É composta de dois elementos: 1. Preceito; 2. Sanção. O primeiro contém a regra de conduta a ser observada por seus destinatários; o segundo, a pena (punição) a ser imposta a quem a desobedeça;
	
	
	Tem sua origem na consciência do indivíduo, cuja execução não é obrigatoriamente exigível e que tende ao aperfeiçoamento do homem. Por exemplo, as normas religiosas.
		1.
		A Teoria Tridimensional do Direito considera que o sistema jurídico tem três dimensões: justiça, validade e eficácia. Assinale a informação equivocada sobre este assunto.
	
	
	
	A questão da eficácia das normas jurídicas interessa os sociólogos do direito, de acordo com o que voga em sociedade.
	
	
	O intérprete do direito luta legitimação de uma lei em vigor, mesmo que a sociedade a considere injusta, pois deve impedir sua revogação.
	
	
	Aos dogmáticos ou intérpretes do direito interessa o estudo das normas formalmente válidas e buscar o sentido de cada elemento do ordenamento jurídico, solucionar os conflitos entre normas e adaptá-las aos casos concretos.
	
	
	Na questão da justiça interessa aos filósofos do direito, que examinam a justificação do sistema jurídico atual, as relações existentes entre o direito e a moral e entre normas positivas e ideais de justiça (idealidade do direito).
	
	
	A função do sociólogo do direito é analisar a realidade social do direito, tendo em vista que a finalidade da Sociologia Jurídica é estabelecer uma relação funcional entre a realidade social e as diferentes manifestações jurídicas, sob a forma de regulamentação da vida social, fornecendo subsídios para suas transformações no tempo e no espaço.
	
Explicação:
Se, por acaso, uma sociedade considera uma lei injusta, esta provavelmente será revogada ou permanecerá sem efeitos práticos e, portanto, ineficaz. Dessa forma, o intérprete do direito não pode ignorar que a falta de legitimação de uma lei em vigor pode levar à sua revogação ou à sua ineficácia.
	
		2.
		Os objetos de estudo da sociologia jurídica incluem
	
	
	
	a designação dos valores e ideologias não explicitados e que estão contidos na legislação, na jurisprudência e na dogmática jurídica.
	
	
	as formas com que o direito opera socialmente e a explicação sociológica do direito.
	
	
	as circunstâncias jurídicas.
	
	
	a consolidação da legislação, da jurisprudência e da dogmática jurídica.
	
	
	os mesmos objetos de estudo do direito.
		3.
		Acerca dos vários tipos de normas, temos a norma jurídica, a norma moral e a norma de trato social. A seguir, relacione o tipo de norma à concepção correta: _____________________________ são padrões de conduta social, elaboradas pela sociedade que visam tornar o ambiente social mais ameno, sob pressão da própria sociedade. Por exemplo, usar talheres à mesa. _____________________________ tem sua origem na consciência do indivíduo, cuja execução não é obrigatoriamente exigível e que tende ao aperfeiçoamento do homem. Por exemplo, as normas religiosas. _____________________________ do ponto de vista formal tem por objetivo influir no comportamento de alguém para modificá-lo. É composta de dois elementos: Preceito e Sanção. O primeiro contém a regra de conduta a ser observada por seus destinatários; o segundo, a pena (punição) a ser imposta a quem a desobedeça; Assinale a Alternativa abaixo que completa corretamente (NA SEQUÊNCIA CORRETA) as acepções acima:
	
	
	
	d) norma jurídica; norma de trato social; norma moral.
	
	
	c) norma moral; norma jurídica; norma de trato social.
	
	
	e) norma social; norma imoral; norma provisória
	
	
	b) norma de trato social; norma jurídica; norma moral.
	
	
	a) norma de trato social; norma moral; norma jurídica.
		4.
		O Mundo do Direito transita entre os homens e suas relações sociais. Logo, podemos afirmar que o Direito é uma realidade da vida social, ou seja, não haveria direito sem sociedade. Desta forma o que caracteriza a escola sociológica é:
	
	
	
	Uma forma de exteriorizar as formações de Estados.
	
	
	É uma ferramenta que perpassa pela influência da razão científica.
	
	
	É considerar o Direito não como tendo origem em Deus, nem na razão, mas sim na sociedade.
	
	
	É um conjunto de princípios eternos, permanente e imutáveis.
	
	
	Um mal necessário.
		5.
		O Direito é um fenômeno cultural? Assinale a informação equivocada.
	
	
	
	O Direito só existe nas sociedades humanas.
	
	
	O Direito busca apenas punição da conduta antissocial por meio de sanção que a norma pressupõe.
	
	
	A vida humana necessita de normas que a antecipem e pretendam regular seu bom funcionamento.
	
	
	O direito reflete a sociedade e a sociedade reflete o direito.
	
	
	O Direito faz parte da Cultura social, que engloba produtos do espírito (arte, religião, ciência e filosofia), conhecimento vulgar; normas do trato social (folkways), normas morais (mores), o próprio direito, os sistemas de governo e as normas técnicas etc.
	
Explicação:
Na verdade, o Direito busca a prevenção da conduta antissocial por meio de sanção que a norma pressupõe, sendo a punição apenas uma consequência aqueles que não o seguem.
		6.
		O Direito tem como uma de suas funções, do ponto de vista da sociologia, a manutenção do controle social?
	
	
	
	Não. Vigora no Direito o princípio da liberdade que, no campo contratual reflete o postulado de que o contrato faz lei entre as partes.
	
	
	Não. No Direito o cidadão pode fazer tudo aquilo que não for vedado por lei.
	
	
	Sim. Em Direito, para que um ato ou negócio seja considerado válido, tem de revestir-se de todos os elementos essenciais que a lei prevê. Faltando um deles, o negócio será inválido, nulo.
	
	
	Nenhuma das respostas anteriores.
	
	
	Sim. O Direito assegura a conformidade de comportamento dos indivíduos a um conjunto de regras e princípios prescritose sancionados.
	
Explicação:
São Funções do Direito do ponto de vista sociológico: Prevenir conflitos (O Direito previne conflitos através de um conveniente disciplinamento social, estabelecendo regras de conduta na sociedade); Compor conflitos (O Direito resolve conflitos de interesses, promovendo a justiça nos casos concretos.); Manter o controle social (O Direito assegura a conformidade de comportamento dos indivíduos a um conjunto de regras e princípios prescritos e sancionados.); e Sustentar a regulação social (O Direito mantém um conjunto de pressões diretas ou indiretas exercidas sobre os membros individuais ou coletivos de um grupo ou de uma sociedade. O objetivo é corrigir seus desvios de comportamento, de expressão ou de atitude em relação a regras e normas adotadas pelo grupo social ou pela sociedade em questão.).
	
		8.
		O que faz o sociólogo do Direito?
	
	
	
	Estuda e analisa os múltiplos aspectos do fato jurídico e sua interação com demais fatores sociais.
	
	
	Preocupa-se com as correntes filosóficas e ideológicas.
	
	
	Interpreta e aplica a norma jurídica, excluindo qualquer elemento não jurídico.
	
	
	Preocupa-se com a justiça, o bem comum, o interesse social, a liberdade etc.
	
	
	Preocupa-se com a valoração jurídica dos bens existentes na sociedade.
	
Explicação:
O cientista do direito interpreta e aplica a norma jurídica, excluindo qualquer elemento não jurídico. E o filósofo se preocupa com a valoração jurídica dos bens existentes na sociedade, com a justiça, o bem comum, o interesse social, a liberdade etc. e com as correntes filosóficas e ideológicas.
		1.
		Acusados de torturar jornalistas são condenados. Acusados de sequestrar e torturar um jornalista e um fotógrafo do jornal O Dia, o ex-policial civil Odinei Fernandes da Silva, conhecido como "Zero Um", e Davi Liberato de Araújo, ou "Zero Dois", foram condenados a 31 anos de prisão. A decisão é do juiz Alexandre Abrahão, da 1ª Vara Criminal de Bangu, no Rio de Janeiro, que condenou os dois pelos crimes de tortura, quadrilha armada e roubo. De acordo com a denúncia, em maio de 2008, os dois sequestraram a equipe do jornal na favela do Batan, no oeste do Rio de Janeiro. O jornalista e o fotógrafo faziam uma reportagem sobre o suposto envolvimento de policiais e antigos agentes em uma milícia na comunidade. A denúncia relata que os três ficaram durante sete horas nas mãos dos milicianos, que procuravam obter informações sobre a apuração da equipe de reportagem na favela. (www.conjur.com.br, em 19.08.09) Em relação à atuação das milícias e do juiz Alexandre Abrahão, verificam-se os seguintes critérios de composição de conflitos, respectivamente:
	
	
	
	voluntário puro e voluntário misto
	
	
	autoritário e judicial
	
	
	arbitral e conciliação
	
	
	arbitral e mediação
	
	
	autoritário e arbitral
	
	
	
	 
		
	
		2.
		Condomínio pode impor limite de idade para uso de área comum (www.conjur.com.br em 06.01.2015) A proibição do uso de sala de ginástica em condomínio por menores de 15 anos, quando destinada a todos os moradores dessa faixa etária, não caracteriza discriminação passível de justificar indenização por dano moral. Foi o que entendeu a 6ª Turma Cível do Tribunal de Justiça do Distrito Federal, por maioria, ao negar pedido de danos morais a um morador cuja filha menor de 15 anos foi impedida de frequentar a academia do prédio. Os condomínios possuem legitimidade para criar suas próprias regras, evidenciando:
	
	
	
	o pluralismo
	
	
	o neo-positivismo
	
	
	o pós-positivismo
	
	
	o monismo
	
	
	o positivismo
	
Explicação:
O pluralismo consiste na criação de regras por qualquer grupod e certa consistência. O condomínio pode criar suas próprias regras através da convenção que é soberana desde que não haja afronta aos direitos constitucionais.
	
	
	
	 
		
	
		3.
		Eduardo, descuidando-se ao dirigir seu automóvel, atinge o veículo de Bosco, danificando-o. Após discussão acalorada, Eduardo concorda em pagar os danos por ele causados, pondo fim ao conflito, sem a intermediação de terceiros. Relativamente ao caso em epígrafe, Eduardo e Bosco utilizaram o critério de composição:
	
	
	
	conciliação
	
	
	autocomposição
	
	
	autoritária
	
	
	arbitral
	
	
	mediação
	
	
	
	 
		
	
		4.
		Analise as afirmativas abaixo e aponte a afirmativa correta: I - Na mediação, o mediador não só aproxima as partes como ainda realiza atividades de controle das negociações. II - Arbitragem é o meio privado e alternativo de solução de conflitos decorrentes de direitos patrimoniais disponíveis através do árbitro, normalmente um especialista na matéria controvertida, que apresentará uma sentença arbitral. III - Na conciliação, o conciliador tenta aproximar os litigantes promovendo o diálogo, de forma que eles encontrem a solução e ponham fim ao conflito. IV - Arbitragem institucional é a arbitragem avulsa, ou seja, as partes não se submetem a uma entidade especializada para administrar a arbitragem e tratam de todo o procedimento.
	
	
	
	II, somente
	
	
	I, III, IV
	
	
	IV, somente
	
	
	II, IV
	
	
	I, II, III, IV
	
Explicação:
De acordo com o enunciado, somente a alternativa II está correta, qual seja:
II - Arbitragem é o meio privado e alternativo de solução de conflitos decorrentes de direitos patrimoniais disponíveis através do árbitro, normalmente um especialista na matéria controvertida, que apresentará uma sentença arbitral.
Na alternativa  I: Na mediação, o mediador aproxima as partes, sem realizar atividades de controle das partes.
Na alternativa III:  Na conciliação, o conciliador aproximar os litigantes promovendo o diálogo e indica caminhos e meios para se alcance uma  solução e que se ponha fim ao conflito.
Na alternativa IV:  Na Arbitragem institucional,   as partes se submetem a uma entidade especializada para administrar a arbitragem e tratam de todo o procedimento. Na Arbitragem avulsa ou "ad hoc", as partes as partes de comum acordo nomeiam os árbitros e administram elas próprias o procedimento arbitral.
	
	
	
	 
		
	
		5.
		No que diz respeito à função social do Direito podemos afirmar que: Assinale a alternativa incorreta.
	
	
	
	o ato de contratar não é disciplinado apenas pela simples vontade dos contratantes, pois está sujeito a interesses sociais
	
	
	com base em uma perspectiva tradicional, as principais funções do Direito são prevenir e compor litígios
	
	
	a decisão judicial não é a única forma de resolver os problemas sociais. Em algumas circunstâncias, outros mecanismos de composição dos conflitos podem ser igualmente saudáveis para o convívio social.
	
	
	as características da composição jurídica são a publicidade, a posterioridade e a universalidade
	
	
	pode-se dizer que são três os principais critérios para a composição dos conflitos: autoritário, voluntário e jurídico
	
	Gabarito
Coment.
	
	
	Gabarito
Coment.
	
	
	Gabarito
Coment.
	
	
	
	 
		
	
		6.
		No que diz respeito à função social do Direito, não pode-se afirmar que:
	
	
	
	a decisão judicial não é a única forma de resolver os problemas sociais. Em algumas circunstâncias, outros mecanismos de composição dos conflitos podem ser igualmente saudáveis para o convívio social
	
	
	com base em uma perspectiva tradicional, as principais funções do Direito são prevenir e compor conflitos
	
	
	o ato de contratar não é disciplinado apenas pela simples vontade dos contratantes, tal como o direito de propriedade, pois está sujeito a interesses sociais
	
	
	as características da composição jurídica são a publicidade, a posterioridade e a universalidade
	
	
	pode-se dizer que são três os principais critérios para a composição dos conflitos: autoritário, voluntário e jurídico
	
	Gabarito
Coment.
	
	
	Gabarito
Coment.
	
	
	
	 
		
	
		7.
		Tanto na cooperação, quanto na concorrência podem ocorrer conflitos de interesses. Quando isso acontece rompe-se o equilíbrio e surgeo conflito. Sobre conflito é correto afirmar, que:
	
	
	
	Conflitos não surgem nas atividades de cooperação porque as partes que se relacionam têm os mesmos interesses
	
	
	Nos conflitos a interação é direta e positiva.
	
	
	Os conflitos são sempre do mesmo tipo, tanto para os que ocorrem na atividade de cooperação ou na de concorrência.
	
	
	nenhuma das anteriores
	
	
	O conflito é um fenômeno natural à sociedade, podendo-se até dizer que são imanentes, quanto mais complexa a sociedade, mais sujeita a novas formas de conflitos.
	
	
	
	 
		
	
		8.
		A composição jurídica é sempre realizada mediante um critério previamente elaborado e enunciado, sendo aplicável a todos os casos que ocorram a partir de então, apresentando como características:
	
	
	
	Anterioridade, publicidade e universalidade
	
	
	Leis, normas e formação voluntária
	
	
	Interesses, anarquismo e leis
	
	
	Autoritário e voluntário
	
	
	Anterioridade, conduta e especificidade
		1.
		Segundo Lyra Filho: ¿...a sociologia, ao encontrar o Direito no processo histórico, diz o Direito em sua essência¿ Para o autor: "Aplicando-se ao Direito uma abordagem sociológica será então possível esquematizar os pontos de integração do fenômeno jurídico na vida social, bem como perceber a sua peculiaridade distintiva, a sua `essência¿ verdadeira." (Lyra Filho. O que é Direito. São Paulo, Ed. Brasiliense, 1999, pág. 52). Sobre o trecho acima é correto afirmar EXCETO:
	
	
	
	Ao encontrar o Direito a Sociologia fica desatrelada dos fatos e passa a referir-se tão somente à norma.
	
	
	Ao aplicar a Sociologia ao Direito revela-se seus fundamentos fáticos mais essenciais
	
	
	A perspectiva sociológica vincula o Direito à vida social.
	
	
	A abordagem sociológica permite enxergar a provisoriedade e mutabilidade das normas de Direito
	
	
	A sociologia é capaz de identificar o Direito como fato social.
	
	
	
	 
		
	
		2.
		O pluralismo jurídico do Movimento dos Sem Terras no Brasil na construção dos direitos humanos é um tema que nos desperta o desejo de mostrar que esta nova ordem jurídica já acontece, é possível. Se a "norma fundamental hipotética" de Kelsen que é uma ficção, é adotada pelos sistemas jurídicos vigentes como uma verdade, porque não demonstrarmos a partir do rico cotidiano do MST que ali se constrói um pluralismo jurídico comunitário, participativo, de juridicidade diferenciada, resultado do esgotamento do paradigma tradicional, comprometido com a dominação e que vem se revelando de pouca eficácia? A C. Wolkmer, em seu livro Pluralismo Jurídico, entende que "não só a crise de legitimidade política favorece a emergência de práticas jurídicas paralelas como, por outro lado, assinala que o pluralismo não deve ser confundido unicamente com a defesa do direito não estatal". (Grace Virgínia Ribeiro de Magalhães Tanajura) As questões explicitadas no texto acima são condizentes com... I. a ideia de que a teoria pluralista representa uma afronta ao Estado monopolizador e a muitas concepções já ultrapassadas, mas que se encontra totalmente enraizada no seio da sociedade. II. com a ideia de que o Estado consegue subsistir frente aos acontecimentos sociais, os quais estão causando o fortalecimento do monismo jurídico e, conseqüentemente, do positivismo jurídico. III. a ideia de que, no Brasil, a ineficácia estatal está atrelada a diversos fatores, tais como históricos, humanos, excesso de formalismo, burocracia e, principalmente, pela falta de vontade e interesse dos representantes dos três poderes em resolver a crítica situação em que se encontra o país. IV. a ideia de que, no Brasil, a formação multicultural, as mais variadas necessidades sociais, a má administração governamental, a concentração de terras, a má distribuição de renda, dentre outros aspectos, propiciam as movimentações sociais em busca de soluções a problemas, que acabam se consubstanciando em formas de Pluralismo Jurídico. É correto o que se afirma:
	
	
	
	Apenas nas afirmativas I, II e IV.
	
	
	Apenas nas afirmativas I e II.
	
	
	Apenas nas afirmativas II, III e IV.
	
	
	Apenas nas afirmativas I, III e IV.
	
	
	Apenas a afirmativa IV está correta.
	
	
	
	 
		
	
		3.
		O que não caracteriza a Função de Regulação Social do Direito?
	
	
	
	Nesta função, o caráter organizador do direito conduz o comportamento jurídico, influenciando na formação dos hábitos dos sujeitos sociais, seu agir e suas perspectivas, e com isso evitando que venham a surgir conflitos.
	
	
	A regulação social estabelece sanções corretivas.
	
	
	É uma função de tipo organizacional, na medida em que sua finalidade última é, justamente, a organização da vida em sociedade.
	
	
	Nesta função, os comportamentos vão se orientando no sentido recomendado pelos modelos normativos do ordenamento jurídico.
	
	
	A regulação social é possibilitada por meio do caráter persuasivo das normas jurídicas, que trazem o poder de influenciar, condicionar e convencer os membros de um grupo social.
	
Explicação:
A regulação social é uma das funções do Direito. Ela não estabelece sanções corretivas, são as normas jurídicas que fazem isso.
	
	
	
	 
		
	
		4.
		Considerando a questão das tendências modernas da composição de conflitos, é correto afirmar que o (a):
	
	
	
	renúncia à oferta de Justiça decorre do paternalismo do Estado.
	
	
	novo paradigma tem no juiz de primeira instância a única fonte de Justiça.
	
	
	8htg brasileira restringe a arbitragem a litígios patrimoniais e de família.
	
	
	mediador tem papel importante mesmo não definindo a solução às partes.
	
	
	conciliador busca a solução satisfatória sem interferências às partes.
	
Explicação:
O mediador auxilia as partes a restabelecerem o diálogo para melhor composição dos conflitos, sem interferir na decisão.
	
	
	
	 
		
	
		5.
		Ministra visita juizado especial no Rock In Rio e elogia atuação do TJRJ. Notícia publicada pela Assessoria de Imprensa em 20/09/2015 A ministra do Superior Tribunal de Justiça (STJ) e corregedora do Conselho Nacional de Justiça (CNJ), Nancy Andrighi, e o presidente do Tribunal de Justiça do Estado do Rio de Janeiro (TJRJ), desembargador Luiz Fernando Ribeiro de Carvalho, visitaram na tarde deste domingo, dia 20, as instalações do Juizado Especial do Torcedor e Grandes Eventos no Rock In Rio, na Barra da Tijuca, Zona Oeste. A base móvel do juizado está atendendo demandas cíveis e criminais que surjam no local durante os sete dias de festival. A criação dos Juizados Especiais foi um marco no Judiciário brasileiro, enfatizando a:
	
	
	
	renúncia
	
	
	arbitragem
	
	
	lide
	
	
	conciliação
	
	
	mediação
	
	
	
	 
		
	
		6.
		Tomando como base a Teoria Tridimensional do Direito de Miguel Reale, é possível afirmar que o objeto de estudo da Sociologia do Direito é:
	
	
	
	o Direito como norma jurídica
	
	
	o Direito como valor
	
	
	O Direito como dogmática científica
	
	
	o Direito como fenômeno jurídico
	
	
	o Direito como fato social
	
	
	
	 
		
	
		7.
		Sobre a origem das normas de conduta previstas pelo Direito, existem duas Escolas de pensamento. Acerca delas, assinale a alternativa CORRETA:
	
	
	
	Os juristas por sua vez, acreditam ser a escola pluralista a correta, já que o Direito se faz a partir da prática dos indivíduos que operam o Direito, e eles são muitos.
	
	
	Os sociólogos do Direito costumam considerar a escola monista como a correta a respeito da origem das normas, pois a sociedade é um ente único, fonte máxima do Direito.
	
	
	O direito religioso dos vários povos (canônico, muçulmano, judaico, etc.) evidencia a razão da escola monista, que afirma que a fonte única do Direito é Deus.
	
	
	A escola pluralista evidencia a origem social das normas principalmente ao mostrar que a moral de uma sociedade é imutável e ela independe da vontade do legislador.
	
	
	A escola monista, na verdade, diz que a fonte do Direito éa vontade do legislador, componente do único grupo apto a criar normas de direito: o grupo político.
	
Explicação:
Para a escola monista, apenas o Estado está apto a criar as normas jurídicas que compôem o ordenamento jurídico vigente.
	
	
	
	 
		
	
		8.
		Banco é punido por demorar a atender cliente. As longas filas e a demora para atendimento nos bancos continuam gerando polêmica. O Banco A.R. foi condenado pela Justiça do Rio a pagar R$ 1.350,00 por danos morais a L. M.. Motivo: por três vezes, ele foi a uma agência de Petrópolis, em 2006, e teve de esperar por quase uma hora para ser atendido. (...). O voto do juiz Flávio Citro Vieira de Mello, relator do recurso, apontou a violação da Lei Estadual 4223/2003, que estabelece limite de 20 minutos de espera em fila de atendimento, e foi acompanhado pelos juízes Ricardo Andrade e Eduarda Souza Campos (Disponível em www.tjrj.gov.br, 27.04.2007). No que diz respeito ao caso em tela, uma vez instaurado o conflito, qual foi a via eleita pelas partes para compô-lo?
	
	
	
	Conciliação
	
	
	Mediação
	
	
	Autoritário
	
	
	Voluntário
	
	
	Judicial
	
Explicação:
Uma vez que a composição do conflitorelatado no enunciado da questão  levou à formação de processo e à formulação de senteça, a alternativa correta é judicial. As demais formas de composição não se referem à busca pela Justiça estatal.
		1.
		Pessoas entram em estado de conflito porque são diferentes, pensam e agem de acordo com interesses, impulsos e emoções provenientes de realidades distintas. No entanto, para convivermos em sociedade precisamos seguir regras, padrões de comportamento que garantam a continuidade das relações sociais de forma pacífica. Nesse sentido, podemos dizer que as Normas Jurídicas desempenham uma função social que tem como principais características a prevenção e a composição de conflitos. Sobre estas características é correto afirmar que:
 
I - A função compositiva configura-se pela superação de conflitos de interesse.
II- A função compositiva do Direito busca evitar o conflito e disciplinar comportamento.
III- Prevenir conflitos significa valorizar o disciplinamento através dos preceitos da norma jurídica
IV- A função preventiva tem um caráter essencialmente repressivo.
V- A composição de um conflito busca paralelismo de interesses.
Estão corretas as acertivas:
	
	
	
	II e IV
 
	
	
	I, II e III
 
 
	
	
	 I e V
	
	
	 III e V
 
	
	
	I e III
 
	
	
	
	 
		
	
		2.
		Ruth é condômina do edifício Varandas em Madureira, moradora no apartamento 201, e Fábio reside no apartamento 301, exatamente acima ao dela. Nas últimas semanas, Fábio decidiu ensaiar com sua banda, nas noites de quinta-feira causando transtornos para Ruth, que decidiu se dirigir ao síndico do prédio, Sr. Luís, para efetuar a devida reclamação. O síndico, Sr. Luís, conversou com Fábio e Ruth e propôs que os ensaios musicais fossem realizados na parte da manhã, período em que Ruth está trabalhando. Ruth e Fábio aceitaram esta decisão e o conflito foi sanado. Podemos dizer que a forma de composição do litígio acima descrito foi:
	
	
	
	AUTOCOMPOSIÇÃO, pois as duas partes puderam expor seus argumentos para o mediador;
	
	
	ARBITRAGEM, pois uma terceira pessoa, o árbitro, solucionou o conflito;
	
	
	MEDIAÇÃO, pois as partes entraram em acordo com a ajuda de um mediador;
	
	
	CONCILIAÇÃO, pois a decisão foi tomada por um conciliador, onde as partes puderam debater sobre o ocorrido.
	
	
	JURISDIÇÃO, pois o conflito foi resolvido de acordo com os termos do Direito de vizinhança;
	
Explicação:
A resposta correta é: 
Conciliação.
No caso apresentado pela questão, as partes, Ruth e Fábio, aceitaram a indicação  de um solução vinda de um terceiro, o Síndico - Sr. Luís.
 
	
	Gabarito
Coment.
	
	
	
	 
		
	
		3.
		Uma vez aberto, o conflito poderá ser composto de diferentes formas. Se o Poder Judiciário for acionado para tal, que nome recebe essa composição e quais suas características:
	
	
	
	jurídica: conciliação, mediação e publicidade.
	
	
	jurídica: arbitrariedade, universalidade e publicidade
	
	
	jurídica: anterioridade, publicidade e universalidade
	
	
	autoritária: publicidade, razoabilidade e universalidade
	
	
	voluntária : autonomia, gratuidade e universalidade
	
	Gabarito
Coment.
	
	
	Gabarito
Coment.
	
	
	
	 
		
	
		4.
		Os Aspectos sociais do fenômeno jurídico segundo a teoria tridimensional do direito de Miguel Reale tem três dimensões: a ___________________ dedica-se ao direito em seu aspecto valorativo, a norma é estudada pela _________________ e finalmente a Sociologia Jurídica tem o direito como _________________.
	
	
	
	Ciência do Direito, Filosofia do Direito e Direito.
	
	
	Filosofia do Direito, Sociologia e Fato Social.
	
	
	Ciência do Direito, Teoria da Norma e Fato social
	
	
	Teoria da Norma, Ciência do Direito e Fato social
	
	
	Filosofia do Direito, Ciência do Direito e Fato social
	
	
	
	 
		
	
		5.
		Constituem características do controle social, por meio do direito, sob a ótica de sua função social:
	
	
	
	garantir a tradição e validade das regras que organizam o sistema de poder.
	
	
	garantir a mutabilidade e espontaneidade.
	
	
	garantir a composição dos conflitos e o bem comum.
	
	
	garantir a legalidade, proporcionalidade e imparcialidade.
	
	
	garantir a concentração do poder econômico e político e o desequilíbrio entre os grupos sociais.
		7.
		Com base no caso noticiado e tendo em vista a composição de conflitos via arbitragem, assinale a afirmativa CORRETA:
No dia 7 de dezembro do ano passado, instalou-se na Justiça da Bahia o maior litígio empresarial em curso no país. De um lado, a família Odebrecht, controladora de um dos dez maiores grupos brasileiros, com ramificações na construção, na petroquímica e na produção de etanol. Do outro, a família Gradin, sua sócia minoritária, com 21% de participação. Na origem dessa sociedade, dois empresários, o patriarca Norberto Odebrecht, que fundou o grupo nos anos 40, dando-lhe corpo e alma; e Vitor Gradin, que se juntou a ele em 1974. Como a sociedade previa que em caso de conflitos, se recorresse à arbitragem (cláusula 11.8 do acordo de acionistas), os Gradin contestaram a legalidade do remanejamento do grupo feito pela Odebrecht. Seriam nomeados os árbitros, eles examinariam os papéis e apresentariam suas conclusões. Encrencas desse tipo resolvem-se geralmente em seis meses. Sem arbitragem, no ritmo da Justiça, é coisa para dez anos. Tanto os Gradin como os Odebrecht são signatários de milhares de contratos. Eles e todos os seus parceiros pelo mundo afora têm mais medo da insegurança provocada pela lentidão do rito judiciário do que da própria injustiça...  Elio Gasparini O GLOBO - 27/02/11
	
	
	
	a composição de conflitos pela via arbitragem é representativa do processo de judicialização uma vez que os grandes empresários, mundo afora, têm mais medo da insegurança provocada pela lentidão do rito judiciário do que da própria injustiça.
	
	
	a arbitragem se situa como um modelo misto de composição de conflitos, uma vez que a sentença arbitral deverá ser homologada pelo juiz togado.
	
	
	pela via arbitral poderão ser dirimidos litígios relativos à totalidade dos bens patrimoniais envolvidos no litígio.
	
	
	os árbitros, na arbitragem, sempre em número de dois, deverão ser pessoas capazes e da confiança das partes.
	
	
	a composição de conflitos pela via da arbitragem é representativa do processo de desjudicialização, haja vista a lentidão do rito judiciário.
	
	Gabarito
Coment.
	
	
	
	 
		
	
		8.
		Existem várias formas de composição de conflitos.  Como deve ser a composição na forma jurídica?
	
	
	
	Na composição jurídica, a autotutela possibilita o exercício de coerção por particular, em defesa de seus interesses.
	
	
	Na composição jurídica, normalmente a autoridade lança mão do seu foro íntimo, do próprio senso de Justiça, do quelhe guia a consciência, para desempenhar a tarefa de compor conflitos.
	
	
	Na composição jurídica, o critério é previamente elaborado e enunciado, sendo aplicável a todos os casos que ocorrem a partir de então.
	
	
	Na composição jurídica, se estabelece por mútuo acordo das partes. Quando surge o conflito, as partes discutem entre si e o resolvem da melhor maneira possível, através do exercício da autonomia de sua vontade.
	
	
	Na composição jurídica, cabe ao chefe do grupo o poder de compor os conflitos de interesses que ocorrem entre os indivíduos que se encontram sob a sua autoridade.
	
Explicação:
Na composição jurídica, o critério é previamente elaborado e enunciado, sendo aplicável a todos os casos que ocorrem a partir de então. A composição jurídica surge a partir do momento em que o Estado traz para si o monopólio de dizer o direito (tutela jurisdicional), que agora não é mais fruto da vontade das partes envolvidas ou da vontade de uma autoridade, mas fruto da vontade da lei. Tem como características a anterioridade, a publicidade e a universalidade das normas aplicadas ao caso.
		1.
		1- A Sociologia Jurídica discorre sobre a importância da presença do Direito na Sociedade, e exemplifica as relações das atividades humanas e as formas que ela assume. Reduz essas atividades a dois tipos: Cooperação e Concorrência. Sobre essas definições é correto afirmar, EXCETO:
	
	
	
	A concorrência nunca se encontra, mas coopera entre si quando o interesse é comum às partes.
	
	
	Na competição há uma disputa em que as partes procuram obter o que almejam visando a exclusão do outro.
	
	
	A cooperação caracteriza-se pela convergência de interesses.
	
	
	Na cooperação há reciprocidade de interesses e as partes cooperam para a realização do interesse do outro.
	
	
	todas estão corretas
	
	
	
	 
		
	
		2.
		Sobre a composição jurídica é correto afirmar que: I - ela só ocorre realizada mediante um critério previamente elaborado e enunciado II- é aplicável a todos os casos que ocorrem a partir da elaboração de uma norma relacionada. III - tem como características: a anterioridade, a publicidade e a universalidade.
	
	
	
	apenas a opção III está correta.
	
	
	todas as opções estão corretas
	
	
	apenas a opção II está correta.
	
	
	apenas a opção I está correta.
	
	
	apenas as opções I e II estão corretas.
	
	
	
	 
		
	
		3.
		Mediação de conflitos. Na maioria das favelas dominadas por criminosos, há dezenas de anos a "justiça" que prevalece é a dos bandidos, que impõem aos moradores o tribunal do tráfico, conta o jornal O Globo (14.02.2011). As Unidades de Polícia Pacificadora, no entanto, que chegaram às comunidades há mais de dois anos, não só combatem o domínio do tráfico, como vêm implantando, desde o início deste mês, a solução para os problemas do dia a dia dos moradores: a mediação de conflitos feita por PMs treinados pelo Tribunal de Justiça do Rio de Janeiro. No que diz respeito ao caso, indique o fenômeno que se encaixa ao tribunal do tráfico, bem como a via utilizada pelas UPPs para compor os conflitos dos moradores das comunidades:
	
	
	
	Pluralismo democrático e Judicial
	
	
	Monismo e Mediação
	
	
	Positivismo e Conciliação
	
	
	Monismo e Autoritário
	
	
	Pluralismo autoritário e Voluntário misto
	
	
	
	 
		
	
		4.
		A autonomia da Sociologia Jurídica é hoje reconhecida, pois é uma ciência com objeto próprio (o direito como fato social), métodos e leis. Antigamente essa autonomia era questionada porque alguns autores a enquadravam como uma parte especial da Sociologia, enquanto outros a confundiam como a própria Ciência do Direito. Sendo assim, para cada sujeito a Sociologia Jurídica e Judiciária tem sua importância. Leia atentamente as alternativas e marque somente aquela em evidencia a importância da Sociologia Jurídica e Judiciária para o CIDADÃO.
	
	
	
	Possibilita saber-quais os limites para a atuação do direito estatal e extra-estatal diante do sistema oficial de normas, na perspectiva de sua inclusão social e, como, a partir do conhecimento do papel dos diversos instrumentos humanos ligados à Justiça, conseguir a facilitação do acesso à justiça para que grupos excluídos da sociedade atinjam um grau maior de cidadania.
	
	
	Comporta uma visão maior e mais real do fenômeno jurídico. Mostra que o direito não é somente um amontoado de normas estáticas que devem ser aplicadas independentemente de qualquer finalidade ou objetivo.
	
	
	Fornece os elementos sociais existentes e as relações entre eles existentes, necessários para a elaboração de leis.
	
	
	Possibilita a aplicação mais compatível do direito com as necessidades sociais, pois ao assim agir poderá valer-se de uma interpretação ora extensiva, ora restritiva, ou mesmo através da analogia, fazer o direito acompanhar a evolução social;
	
	
	Permite entender que , a realidade social dinâmica em permanente evolução, à qual as normas devem se acertar, senão findam perdendo sua finalidade, tornando-se ineficazes e obsoletas.
	
	
	
	 
		
	
		5.
		Analise as afirmativas abaixo e aponte a afirmativa correta: I - Na mediação, o mediador não só aproxima as partes como ainda realiza atividades de controle das negociações. II - Arbitragem é o meio privado e alternativo de solução de conflitos decorrentes de direitos patrimoniais disponíveis através do árbitro, normalmente um especialista na matéria controvertida, que apresentará uma sentença arbitral. III - Na conciliação, o conciliador tenta aproximar os litigantes promovendo o diálogo, de forma que eles encontrem a solução e ponham fim ao conflito. IV - Arbitragem institucional é a arbitragem avulsa, ou seja, as partes não se submetem a uma entidade especializada para administrar a arbitragem e tratam de todo o procedimento.
	
	
	
	I, III, IV
	
	
	II, somente
	
	
	IV, somente
	
	
	II, IV
	
	
	I, II, III, IV
	
Explicação:
De acordo com o enunciado, somente a alternativa II está correta, qual seja:
II - Arbitragem é o meio privado e alternativo de solução de conflitos decorrentes de direitos patrimoniais disponíveis através do árbitro, normalmente um especialista na matéria controvertida, que apresentará uma sentença arbitral.
Na alternativa  I: Na mediação, o mediador aproxima as partes, sem realizar atividades de controle das partes.
Na alternativa III:  Na conciliação, o conciliador aproximar os litigantes promovendo o diálogo e indica caminhos e meios para se alcance uma  solução e que se ponha fim ao conflito.
Na alternativa IV:  Na Arbitragem institucional,   as partes se submetem a uma entidade especializada para administrar a arbitragem e tratam de todo o procedimento. Na Arbitragem avulsa ou "ad hoc", as partes as partes de comum acordo nomeiam os árbitros e administram elas próprias o procedimento arbitral.
		6.
		Com relação às medidas extrajudiciais, exceto:
	
	
	
	A mediação, a conciliação e a arbitragem são formas puras de solução de conflitos
	
	
	A arbitragem consiste numa Justiça Privada composta pelos Tribunais Arbitrais que apreciam e julgam causas patrimoniais e as suas decisões não são passíveis de interposição de recursos.
	
	
	A conciliação, por ser uma medida anterior à Audiência de Instrução e Julgamento, pode ser considerada como uma forma de ¿desafogar¿ o Judiciário.
	
	
	A arbitragem é apreciada por juízes-arbitrais, a mediação por mediadores e a conciliação por conciliadores.
	
	
	A mediação, também prevista na CF de 88, consiste numa técnica de solução de conflitos e consegue, na maioria das vezes, restaurar a paz entre as partes, pois o mediador trabalha especificamente sobre as inter-relações sociais.
	
	
	
	 
		
	
		7.
		Os traficantes do Rio, como todos sabem, mantêm um tribunal informal, no qual julgam seus desafetos, e uma das penas (a mais comum) é a morte no microondas. Pega-se o infeliz devidamente amarrado, e o enfia em um buraco, normalmente uma pequena caverna de pedra nas encostas dosmorros, joga-se combustível e taca fogo. Uma morte agonizante destinada aos traficantes rivais ou policiais eventualmente sequestrados durante assaltos. (disponível em: http://www.casodepolicia.com/2008/05/12/da-turma-do-microondas - acessado em 01/4/2011) No que diz respeito ao acima narrado, indique a via utilizada pelos traficantes para compor o conflito no grupo:
	
	
	
	autoritário
	
	
	jurídico
	
	
	voluntário
	
	
	voluntário misto
	
	
	voluntário puro
	
	
	
	 
		
	
		8.
		No que diz respeito à função social do Direito, é INCORRETO afirmar que:
	
	
	
	C- a atual ordem jurídica brasileira dá grande ênfase à função social do Direito colocada como limite para o exercício de todo e qualquer direito, verdadeiro cinto de segurança, além do qual o direito se torna abusivo;
	
	
	D- a decisão judicial não é a única forma de resolver os problemas sociais. Em algumas circunstâncias, outros mecanismos de composição dos conflitos podem ser igualmente saudáveis para o convívio social;
	
	
	A- o ato de contratar não é disciplinado apenas pela simples vontade dos contratantes, tal como o direito de propriedade está sujeito a interesses sociais ;
	
	
	B-com base em uma perspectiva tradicional, as principais funções do Direito são prevenir e compor litígios, no entanto o Direito não desempenha apenas essas duas funções cabendo-lhe prover o bem comum;
	
	
	E- pode-se dizer que a função precípua do Direito é harmonizar a vida social e para tal deve-se ater ao cumprimento irrestrito da norma única forma de garantir a segurança jurídica;
		1.
		Há três critérios de composição . Tais critérios apresentam soluções de acordo com a natureza do caso, seja para definir o titular de direito, determinar a restauração da situação anterior ou aplicar penalidade de diferentes tipos. Entre os critérios aquele que estabelece pelo mútuo acordo das partes:
	
	
	
	Critério nas sociedades antigas
	
	
	Critério de composição voluntária
	
	
	Critério autoritário
	
	
	Justiça salomônica
	
	
	Critério de composição jurídica
	
	
	
	 
		
	
		2.
		A sociedade é potencialmente conflituosa, desse modo são criados diversos mecanismo de controle a fim de se garantir que a conduta individual seja devidamente enquadrada nos padrões sociais. Sobre esse tema, leia as afirmativas abaixo e assinale a única alternativa correta.
	
	
	
	Sem o aparato coativo do Estado não é possível que um mecanismo de controle seja eficaz.
	
	
	Ainda que o Direito seja um mecanismo de controle formal dotado do aparato coativo do Estado, há outros meios espontâneos usados pela sociedade que também são dotados de eficácia.
	
	
	Os mecanismos de controle espontâneos, tais como o Direito e o aparato policial, são dotados de maior eficácia do que aqueles formais, tais como os que são operados pela família.
	
	
	Mecanismos de controle só existem em sociedades altamente conflituosas, uma vez que em sociedade pacificadas, tais mecanismos tornam-se completamente desnecessários.
	
	
	
	 
		
	
		3.
		Quando as normas estatais não atingem a sociedade como um todo, podem surgir fontes ¿ muitas vezes negativas ¿ para suprir a ausência de poder deixado pelo Estado. Este fenômenos é designado como:
	
	
	
	Vazio normativo
	
	
	Ponderação de princípios
	
	
	Normas jurídicas ineficazes
	
	
	Conflito de leis
	
	
	Normas morais
	
Explicação:
Quando as normas estatais não atingem a sociedade como um todo, podem surgir fontes ¿ muitas vezes negativas ¿ para suprir a ausência de poder deixado pelo Estado. Este fenômenos é designado como vazio normativo.
	
	
	
	 
		
	
		4.
		Que funções o direito cumpre na sociedade? Assinale a informação equivocada.
	
	
	
	Função compositiva do direito - O conflito por vezes é inevitável, e necessário se faz solucioná-lo. E aí está outra função social do direito: compor conflitos, solucionando-os. Isto quer dizer que o direito identifica, arranja e resolve os conflitos que poderiam perturbar o equilíbrio e a ordem social.
	
	
	Função Preventiva - Valendo-se do disciplinamento social, estabelecendo regras de conduta social, direitos e deveres, o direito preocupa-se em evitar ou prevenir o conflito. O direito assume então a função social de prevenir conflitos.
	
	
	Controle social - O direito é socializador em última instância. Só é necessário quando a conduta humana já se distanciou da tradição cultural aprendida pela educação, pela moral e religião, e alcançou o nível do ilícito, ou do crime.
	
	
	Função corretiva -  os comportamentos vão se orientando no sentido recomendado pelos modelos normativos do ordenamento jurídico. A função corretiva é possibilitada por meio do caráter punitivo das normas jurídicas, que trazem o poder de influenciar, condicionar e convencer os membros de um grupo social, pelas sanções corretivas.
	
	
	Função de Regulação Social - Essa é uma função de tipo organizacional, na medida em que sua finalidade última é, justamente, a organização da vida em sociedade. Nesta função, o caráter organizador do direito conduz o comportamento jurídico, influenciando na formação dos hábitos dos sujeitos sociais, seu agir e suas perspectivas, e com isso evitando que venham a surgir conflitos.
	
Explicação:
O direito não tem uma função corretiva propriamente dita, já que não tem como objeto direto a correção, mas visa os comportamentos orientados no sentido recomendado pelos modelos normativos do ordenamento jurídico. Na verdade, primeiramente, busca-se a regulação social, por meio do caráter persuasivo das normas jurídicas, que trazem o poder de influenciar, condicionar e convencer os membros de um grupo social. Caso contrário, a própria norma estabelece sanções corretivas.
	
	
	
	 
		
	
		5.
		Um estudante entra em uma livraria e compra um livro. Ao chegar em casa, observa que faltam algumas páginas no livro; volta à livraria, reclama ao vendedor e este, imediatamente, substitui o livro defeituoso por outro perfeito. Houve um conflito de interesses que valeu para sua solução de um dos tipos de critérios abaixo relacionados. Assinale aquele critério que corresponde ao critério utilizado no caso relatado.
	
	
	
	Critério de autoridade
	
	
	Critério de composição voluntária
	
	
	Critério do diálogo assistido
	
	
	Critério de composição compulsiva
	
	
	Critério distributivo do Direito
	
Explicação:
Critério voluntário, pois as partes entraram em acordo sem a interferência de terceiros.
	
	
	
	 
		
	
		6.
		Segundo Lyra Filho: ¿...a sociologia, ao encontrar o Direito no processo histórico, diz o Direito em sua essência¿ Para o autor: "Aplicando-se ao Direito uma abordagem sociológica será então possível esquematizar os pontos de integração do fenômeno jurídico na vida social, bem como perceber a sua peculiaridade distintiva, a sua `essência¿ verdadeira." (Lyra Filho. O que é Direito. São Paulo, Ed. Brasiliense, 1999, pág. 52). Sobre o trecho acima é correto afirmar EXCETO:
	
	
	
	Ao encontrar o Direito a Sociologia fica desatrelada dos fatos e passa a referir-se tão somente à norma.
	
	
	A perspectiva sociológica vincula o Direito à vida social.
	
	
	A sociologia é capaz de identificar o Direito como fato social.
	
	
	A abordagem sociológica permite enxergar a provisoriedade e mutabilidade das normas de Direito
	
	
	Ao aplicar a Sociologia ao Direito revela-se seus fundamentos fáticos mais essenciais
		2.
		Existem várias formas de composição de conflitos.  Como deve ser a composição na forma jurídica?
	
	
	
	Na composição jurídica, cabe ao chefe do grupo o poder de compor os conflitos de interesses que ocorrem entre os indivíduos que se encontram sob a sua autoridade.
	
	
	Na composição jurídica, o critério é previamente elaborado e enunciado, sendo aplicável a todos os casos que ocorrem a partir de então.
	
	
	Na composição jurídica, normalmente a autoridade lança mão do seu foro íntimo, do próprio senso de Justiça, do que lheguia a consciência, para desempenhar a tarefa de compor conflitos.
	
	
	Na composição jurídica, se estabelece por mútuo acordo das partes. Quando surge o conflito, as partes discutem entre si e o resolvem da melhor maneira possível, através do exercício da autonomia de sua vontade.
	
	
	Na composição jurídica, a autotutela possibilita o exercício de coerção por particular, em defesa de seus interesses.
	
Explicação:
Na composição jurídica, o critério é previamente elaborado e enunciado, sendo aplicável a todos os casos que ocorrem a partir de então. A composição jurídica surge a partir do momento em que o Estado traz para si o monopólio de dizer o direito (tutela jurisdicional), que agora não é mais fruto da vontade das partes envolvidas ou da vontade de uma autoridade, mas fruto da vontade da lei. Tem como características a anterioridade, a publicidade e a universalidade das normas aplicadas ao caso.
		7.
		A conciliação muito se assemelha à mediação como método consensual de solução de conflitos. No entanto, a diferença fundamental entre mediação e conciliação reside no conteúdo de cada instituto. Com base na assertiva, marque a alternativa INCORRETA:
	
	
	
	E- A conciliação se difere da mediação porque na primeira o ojeto da negociação é restaurar a relação entre as pessoas envolvidas e na mediação o objeto é a solução pura e única do conflito
	
	
	b- na mediação as partes não devem ser entendidas como adversária e o acordo é a consequência real da comunicação entre as partes.
	
	
	A- na conciliação o objeto é o acordo ou seja, o conciliador sugere, interfere, aconselha;
	
	
	D- Tanto a conciliação como a mediação são expressões de cidadania e pacificação democrática do processo
	
	
	C- Na mediação o mediador facilita a comunicação entre as partes
	
Explicação:
A concilaiação e a mediação são formas alternativas de solução de conflitos. Na conciliação, o conciliador interfere no conflito e na mediação, o papel do mediador é restabelecer o diálogo e a comunicação entre as partes.
	
		1.
		A respeito da eficácia social das normas jurídicas, pode-se afirmar que as normas mais eficazes são: I) Somente aquelas cumpridas de forma espontânea II) Somente aquelas que guardam um vínculo real com a sociedade que as instituiu e que expressam necessidade social e que correspondem aos anseios populares III) Somente aquelas que não são condicionadas pela coação estatal Das afirmativas acima, estão INCORRETAS:
	
	
	
	I e II
	
	
	I e III
	
	
	II e III
	
	
	todas
	
	
	nenhuma
	
	Gabarito
Coment.
	
	
	
	 
		
	
		2.
		Como se deve considerar as normas jurídicas segundo a Sociologia Jurídica? Imutável?
Assinale a informação equivocada sobre este assunto.
	
	
	
	A Sociologia Jurídica entende que o ser humano está sempre em permanente mudança, muitas vezes até sem perceber, por isso, as normas também de modificam.
	
	
	A Sociologia Jurídica acredita que se o direito deriva do grupo social não pode ser mais estável que o próprio grupo.
	
	
	A Sociologia Jurídica vê o direito é um produto social, mutável, provisório e instável.
	
	
	A Sociologia Jurídica acredita que o grupo social vive sofrendo constantes modificações e são estas que mudam as normas vigentes de tempos em tempos.
	
	
	A Sociologia Jurídica concorda com os defensores do Direito Natural (jusnaturalistas e contratualistas) consideram o direito como um conjunto de princípios permanentes.
	
Explicação:
Para a Sociologia Jurídica, a concepção os defensores do Direito Natural (jusnaturalistas e contratualistas) é equivocada, pois o direito é um produto social. Logo, se o direito deriva do grupo social não pode ser mais estável que o próprio grupo. E o grupo, por sua vez, vive sofrendo constantes modificações. Isso acontece porque o ser humano está sempre em permanente mudança, muitas vezes até sem perceber.
	
	
	
	 
		
	
		3.
		O que não faz parte da norma jurídica?
	
	
	
	A norma jurídica é composta de dois elementos: 1. Preceito; 2. Sanção.
	
	
	Na norma jurídica, a sanção é a pena ou punição a ser imposta a quem a desobedeça.
	
	
	Na norma jurídica, o preceito contém a regra de conduta a ser observada por seus destinatários.
	
	
	A norma jurídica tem sua origem na consciência do indivíduo, e visa ao aperfeiçoamento do homem.
	
	
	A norma jurídica, do ponto de vista formal, tem por objetivo influir no comportamento de alguém para modificá-lo.
	
Explicação:
É a NORMA MORAL que tem sua origem na consciência do indivíduo, cuja execução não é obrigatoriamente exigível e que tende ao aperfeiçoamento do homem. Por exemplo, as normas religiosas.
	
	
	
	 
		
	
		4.
		As chuvas de verão mais uma vez desencadearam tragédias com mortes no país. As últimas delas ¿ dois deslizamentos de terra nas regiões de Angra dos Reis e Ilha Grande, no Rio de Janeiro ¿ mataram ao menos 50 pessoas. As causas desses tipos de acidentes, já apontadas à exaustão (desmatamento, ocupação irregular do solo e expansão desordenada das cidades brasileiras)(...) - A lei federal deixa claro que as cidades não devem crescer para topos de morro ou nos baixos de encostas, como é o caso das cidades do Rio de Janeiro. As áreas são de risco e, quando há pessoas morando nelas, o desmoronamento de terra, um acidente natural, se transforma em tragédia. A tragédia acima noticiada se deu por falta de cumprimento da lei, e pode ser atribuída a
	
	
	
	desatualização da lei, o que impede o seu cumprimento
	
	
	unicamente a falta de adesão por parte dos seus destinatários;
	
	
	falta de fiscalização das autoridades
	
	
	falta de norma que limite a ocupação do solo
	
	
	
	 
		
	
		5.
		Ao analisarmos a validade de uma norma jurídica devemos considerar os seguintes aspectos: I - a validade depende de a autoridade possuir poder normativo e exercer esse poder da forma estabelecida na Constituição e/ou nas leis. II - materialmente, a validade depende de a norma criada respeitar os limites do poder concedido ao seu emissor. III ¿ como estabelecemos uma hierarquia (leis constitucionais e infra), as leis não pode contrariar as normas criadas pelas autoridades superiores.
	
	
	
	apenas a opção II está correta.
	
	
	todas as opções estão corretas
	
	
	apenas a opção III está correta.
	
	
	apenas as opções I e II estão corretas.
	
	
	apenas a opção I está correta.
	
	
	
	 
		
	
		6.
		Uma vez que o foco principal da sociologia jurídica é a realidade social, temos como oportuno enforcarmos outras formas de regulamentação do comportamento social que vinculam os indivíduos, embora não sejam as oficiais. Nesse contexto há reconhecimento de que o Estado não possui o monopólio da criação das normas jurídicas, o que implica necessariamente, no que concerne à legitimação do poder, não se limita apenas no direito estatal, denominado de:
	
	
	
	Escola Positivista
	
	
	Escola da Magistratura
	
	
	Pluralista
	
	
	Escola Monista
	
	
	Escola Natural
	
	
	
	 
		
	
		7.
		No livro Vigiar e Punir Foucault trabalha com os conceitos fundamentais de poder manter as regras e normas no espaço coletivo em que se forma a consciência social. Tal fato se deve ao adestramento e as punições aqueles que não seguem as regras sociais. Deste modo podemos afirmar que: 
	
	
	
	As normas são os costumes informais que favorecem a inclusão social.
	
	
	Não são importantes nem normas e nem regras já que todos sabem como agir.
	
	
	As normas e regras provocam situações caóticas na ordem social.
	
	
	O adestramento provoca as exceções.
	
	
	As norma e regras refletem a necessidade de vigiar para punir quando os comportamentos sociais são inadequados para convivência social e, consequentemente, por isso elas promovem estabelecimento da ordem.
	
	
	
	 
		
	
		8.
		¿Mais de um terço dos imóveis na Rocinha são prédios com dois ou mais andares e quase a metade não tem qualquer documentação. Os números constam de uma pesquisa

Outros materiais

Materiais relacionados

Perguntas relacionadas

Perguntas Recentes