A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
58 pág.
Resumo DSV Aulas 1-32

Pré-visualização | Página 3 de 14

Ambos têm 
funções diferentes. 
 As fitas do DNA são ligadas por pontes de hidrogênio, e são chamadas de pareamento de bases. 
 A ligação AT é feita por duas pontes. Já a CG é feita por três pontes, por isso é conhecido como a ligação 
forte do DNA. 
 
Nucleotídeos 
 
 O DNA tem a desoxirribose como açúcar, enquanto o RNA tem a ribose. 
 1ª diferença estrutural: a desoxirribose possui um hidrogênio em seu carbono 2, enquanto a ribose 
possui uma hidroxila (OH). 
 2ª diferença estrutural: o DNA possui as bases nitrogenadas adenina (A), citosina (C), guanina (G) e timina 
(T). A base do RNA é a uracila (U). 
 Cada nucleotídeo contém um açúcar, um grupamento fosfato e uma base nitrogenada. 
 Base purinas: A e G com dois anéis de carbono 
 Bases pirimidinas: C e T ou U no RNA com um anel de carbono. 
 A largura da dupla hélice é constante porque uma base purina sempre se liga a uma base pirimidina. 
 
Replicação do DNA 
 
 A sobrevivência da célula e de seus descendentes ocorre através dos processos de duplicação e 
transcrição. 
 A replicação ocorre antes da divisão celular dando origem a duas células idênticas. 
 A replicação se dá de forma conservativa, pois uma fita é utilizada como molde pela enzima DNA 
polimerase. 
 Outras enzimas atuam na duplicação como a DNA-girase, DNA-helicase e DNA-ligase. 
 
 
2 
 
Mutações 
 
 As mutações são fruto de um erro da enzima DNA-polimerase, gerando a variabilidade genética em 
células germinativas. No entanto, a mutação em células somáticas não tem consequências evolutivas. 
 Algumas mutações são letais. 
 
Síntese de proteínas 
 
 O processo de transcrição é parecido com o processo de duplicação. 
 Neste processo três tipos de RNA podem ser produzidos: RNA-mensageiro, RNA-transportador e o RNA-
ribossomal 
 A transcrição do DNA em RNA ocorre no núcleo da célula, porém a síntese de proteínas ocorre no 
citoplasma. 
 
1 
 
 
LICENCIATURA EM CIÊNCIAS BIOLÓGICAS – CEDERJ - UENF 
 
SEGUNDO PERÍODO 
DISCIPLINA: DIVERSIDADE DOS SERES VIVOS 
 
Resumo: Aula 7 – Origem das macromoléculas 
 
 
 A propriedade que une todos os seres vivos é a capacidade de reprodução. 
 Neste processo de reprodução ocorrem erros de duplicação (mutabilidade) que contribuem para a 
diversidade. 
 A definição de vida envolve três propriedades do sistema biológico: reprodutibilidade, herdabilidade e 
mutabilidade. 
 A ideia da geração espontânea foi abolida após os experimentos de Louis Pasteur. 
 A habilidade de planar e voar pode ser considerada adaptativa. 
 Macromoléculas (proteínas e ácidos nucleicos). 
 O oxigênio tem a propriedade de roubar átomos de hidrogênio de compostos orgânicos, transformando-
os em CO2 e H2O. Com isso, ele impede ou dificulta as reações químicas de polimerização. 
 Apenas átomos de carbono podem se agrupar em anéis e cadeias e se ligar a outros átomos de carbono, 
formando compostos orgânicos. 
 O carbono da Terra primitiva teve origem de gases do interior de planeta e de meteoroides e cometas 
que bombardeara o globo em formação. 
 O elemento silício é o único comparável ao carbono. Também possui quatro elétrons em sua camada 
externa e pode se ligar a outros átomos de silício. No entanto, suas ligações são menos estáveis. 
 No início dos anos 50 Stanley Miller desenhou um experimento para testar a hipótese de Oparin e 
Haldan, conhecida por sopa primordial. 
 A hipótese era que a partir de compostos simples e energia, compostos orgânicos poderiam ser formados 
espontaneamente. Com este experimento descobriu-se que 13 dos 20 aminoácidos necessário à vida 
podem ser formados espontaneamente. 
 Os aminoácidos são oticamente ativos e cada um deles possuem duas formas: D-glicina e L-Glicina. 
 Todos os constituintes de aminoácidos dos serem vivos são de L-Glicina, mas ainda hoje não se sabe 
porquê. 
 Outros experimentos semelhantes ao de Miller comprovaram a formação de adenina a partir de cianeto. 
 A argila é um componente inorgânico fundamental no processo de polimerização, contribuindo para 
aumentar o tamanho e a complexidade de moléculas orgânicas, como proteínas e ácidos nucleicos. 
2 
 
 
 
1 
 
 
LICENCIATURA EM CIÊNCIAS BIOLÓGICAS – CEDERJ - UENF 
 
SEGUNDO PERÍODO 
DISCIPLINA: DIVERSIDADE DOS SERES VIVOS 
 
Resumo: Aula 8 – Origem da vida 
 
 Os ácidos nucleicos necessitam de proteínas para se replicarem e os aminoácidos que compõem as 
proteínas necessitam dos ácidos nucleicos para serem sintetizados. Com isso surge um dilema, quem 
surgiu primeiro os ácidos nucléicos ou as proteínas? 
 Para tentar responder esta dúvida, em 1960 vários pesquisadores lançaram uma teoria chamada 
"Mundo do RNA". 
 Hipoteticamente eles imaginaram um cenário onde essa primeira molécula acumularia tanto funções 
carreadoras (como os ácidos nucleicos), como de catalisadora de reações (proteínas). 
 Acredita-se que essa molécula seja o RNA. 
 Evidências que sugerem que o RNA surgiu primeiro: 
1. Possui diversidade de funções celulares 
2. Atua nos processos celulares mais antigos. 
3. A ribose presente no RNA pode ser formada espontaneamente a partir da polimerização do formaldeído. 
4. Pode servir de material hereditário (Ex: vírus de RNA). 
5. O DNA por ser mais estável que o RNA provavelmente surgiu depois do RNA favorecido pela seleção 
natural. 
6. O RNA possui atividades catalíticas. 
 
Síntese de proteínas 
 
 Acredita-se que o acoplamento de aminoácidos específicos a segmentes de RNA ocorreu princípio 
através da associação dos aminoácidos coma as ribozimas, funcionando estas como um co-fator auxiliar 
nas reações de metabolismo. 
 Esta associação dos aminoácidos com ribozimas primitivas podem ter evoluído para um estado 
intermediário, chegando gradualmente nas proteínas atuais. 
 
 
1 
 
 
LICENCIATURA EM CIÊNCIAS BIOLÓGICAS – CEDERJ - UENF 
 
SEGUNDO PERÍODO 
DISCIPLINA: DIVERSIDADE DOS SERES VIVOS 
 
Resumo: Aula 9 – Primeiros organismos 
 
 LUCA é a abreviatura do último ancestral comum a todos seres vivos e que era unicelular. 
 A linguagem universal de toda diversidade biológica é o código genético. 
 A insulina que hoje é utilizada em tratamento de diabéticos é produzida por bactérias a partir de um 
gene humano. Isso é possível devido a identidade genética. 
 Acredita-se que os primeiros organismos foram unicelulares por serem mais simples. Não possuindo 
diferenciação, comunicação, nem cooperação entre células e tecidos. 
 Para explicar o desenvolvimento de um ser como o Luca, é necessário partir da formação do primeiro 
sistema fechado, ou seja, sua protocélula. E para isso ocorrer houve o aparecimento de uma membrana 
periférica delimitando o interior e exterior do indivíduo. 
 Tomando como exemplo uma bactéria, pode-se inferir quais os elementos básicos necessários para um 
organismo funcionar. Estes elementos seriam: 
a. Membrana celular semipermeável. 
b. Material genético. 
c. Proteínas e enzimas. 
 Moléculas de RNA e proteínas sem uma proteção (membrana) em um oceano teriam menos chances de 
sobreviver em um oceano primitivo. Ao surgir um sistema fechado, esse poderia ser selecionado 
naturalmente, sendo este a protocélula. 
 Uma protocélula seria um sistema delimitado contendo em seu interior macromoléculas com capacidade 
de catálise (proteínas) e auto replicação (RNA), além de absorver matéria prima do meio externo e 
convertendo em energia para suas atividades. 
 
Membrana celular 
 O surgimento desta membrana permite a cooperação entre as moléculas no interior da protocélula, 
sendo crucial em sua evolução. 
 Acredita-se que a formação dos compostos lipídicos que compuseram a membrana da protocélula tenha 
ocorrido através de reações na argila. Haja visto a mesma funcionar