A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
11 pág.
AOL 3 Química Medicinal Avançada 20202 B

Pré-visualização | Página 1 de 2

Química Medicinal Avançada - 20202.B 
Avaliação On-Line 3 (AOL 3) - 
Questionário 
Nota final: Enviado: 07/11/20 
10/10 
1. Pergunta 1 
/1 
Um fármaco vem sendo desenvolvido com o objetivo de conhecer as diferentes 
respostas obtidas por modificações na sua estrutura. Essas alterações foram realizadas 
de forma que foram inseridos grupos metilênicos em uma porção da estrutura. Este 
tipo de síntese molecular é conhecido como: 
Ocultar opções de resposta 
1. 
Simplificação molecular 
2. 
Latenciação 
3. 
Associação molecular 
4. 
Síntese de séries homólogos 
Resposta correta 
5. 
Reorganização de sistemas anelares 
2. Pergunta 2 
/1 
A penicilina foi o primeiro composto antimicrobiano descoberto, em 1928. Sua 
descoberta ocorreu ao acaso quando Alexander Fleming identificou a presença de 
bolores em uma cultura de Staphylococcus, nas quais havia sido constada a morte de 
bactérias (GOODMAN; GILMAN et al., 2010). Desde então a penicilina serviu como um 
dos protótipos pioneiros na química medicinal, dando origem a outros 
antimicrobianos (conforme demonstrado na figura a seguir). Considerando as 
modificações moleculares da penicilina, avalie as afirmativas a seguir: 
 
Fonte: CALIXTO, Carolina Maria Fioramonti; CAVALHEIRO, É. T. G. Penicilina: efeito do 
acaso e momento histórico no desenvolvimento científico. Química Nova na escola, v. 
34, n. 3, p. 118-123, 2012. p.121. (Adaptado) 
 
 
 
 I. As modificações moleculares nas penicilinas foram necessárias considerando o 
surgimento de bactérias resistentes ao antibiótico, que produziam beta-lactamase 
capazes de romper o anel lactônico do antimicrobiano. 
 II. As modificações químicas, na estrutura da penicilina, eram focadas na substituição 
do anel lactâmico por outro grupo farmacofórico. 
 III. As modificações químicas demonstradas na figura revelam a estratégia de 
inserção de grupo volumosos apolares em uma parte da molécula da penicilina. 
 IV. A presença de grupos volumosos na posição R da estrutura da penicilina gera uma 
obstrução espacial que impede a atuação da beta-lactamase. 
 
Considerando as afirmativas acima é possível dizer que: 
Ocultar opções de resposta 
1. 
Somente a afirmativa III está correta. 
2. 
As afirmativas II, III e IV estão corretas. 
3. 
As afirmativas I, II e IV estão corretas. 
4. 
As afirmativas I, II e III estão corretas. 
5. 
As afirmativas I, III e IV estão corretas. 
Resposta correta 
3. Pergunta 3 
/1 
A latenciação tem sido um dos processos de modificação molecular mais comuns na 
indústria farmacêutica, pois consegue resolver problemas quanto às propriedades da 
molécula do fármaco modelo. Um exemplo seria para os agentes antineoplásicos, para 
os quais diversas macromoléculas biológicas naturais e sintéticas têm sido 
empregadas como transportadores diante das especificidades anatômicas e 
fisiológicas dos tecidos tumorais. Considerando a latenciação e seus objetivos na 
química medicinal, avalie as asserções a seguir: 
 
 I. A latenciação pode direcionar a liberação de um fármaco, melhorando sua 
biodisponibilidade no local de ação. 
 
PORQUE 
 
 II. O emprego de um transportador pode considerar as características específicas de 
um tecido para sofrer sua liberação local. 
 
Analisando a relação proposta entre as duas asserções acima, assinale a opção correta. 
Ocultar opções de resposta 
1. 
A primeira asserção é uma proposição falsa, e a segunda é a uma 
proposição verdadeira. 
2. 
As duas asserções são proposições verdadeiras, e a segunda é uma 
justificativa correta da primeira. 
Resposta correta 
3. 
As duas asserções são proposições verdadeiras, mas a segunda não é 
uma justificativa correta da primeira. 
4. 
A primeira asserção é uma proposição verdadeira, e a segunda é uma 
proposição falsa. 
5. 
As duas asserções são proposições falsas. 
4. Pergunta 4 
/1 
A substância N-alquilaminobenzofenona é considerada um pró-fármaco que não 
apresenta um transportador, mas necessita sofrer a ciclização do anel após sua 
absorção para formação di composto ativo da classe dos hipnóticos, como o 
alprazolam ou triazolan, conforme demonstrado na figura abaixo: 
] Fonte: CHUNG, Man Chin; FERREIRA, Elizabeth Igne. O processo de latenciação no 
planejamento de fármacos. Revista Química Nova, v. 22, n. 1, p. 75-84, Fev, 1999, p.80. 
(Adaptado). 
 
 
 
É possível afirmar que esta substância é um pro-fármaco do tipo: 
Ocultar opções de resposta 
1. 
Clássico 
2. 
Misto 
3. 
Dirigido 
4. 
Recíproco 
5. 
Bioprecursor 
Resposta correta 
5. Pergunta 5 
/1 
Dentre os processos de modificação molecular, alguns buscam otimizar a molécula de 
fármacos ou protótipos, permitindo excluir alguns efeitos tóxicos ou melhorar sua 
interação com receptores (KOROLKOVAS, 1982). O fentanil é um potente analgésico 
que partiu da morfina, conforme a figura a seguir: 
 
Fonte: BARREIRO, E. J.; FRAGA, C. A. M. Química medicinal: as bases moleculares da 
ação dos fármacos. 2 ed. Porto Alegre: Artmed, 2008. PATRICK, G. L. Na introduction to 
medicinal chemistry. New York: Oxford University Press, 2009. (Adaptado) 
 
 
 
A modificação molecular realizada na molécula da morfina para originar o fentanil foi 
a: 
Ocultar opções de resposta 
1. 
Associação molecular 
2. 
Síntese de séries análogas 
3. 
Simplificação molecular 
Resposta correta 
4. 
Adição molecular 
5. 
Introdução de centros opticamente ativos 
6. Pergunta 6 
/1 
A sulfassalazina foi inserida na terapêutica da artrite reumatoide em 1942, sendo 
atualmente utilizada no tratamento da colite ulcerativa. Sua estrutura é considerada 
um pró-fármaco, mesmo sem ser reconhecida como tal quando foi desenvolvida. A 
substância sofre ação de azorredutases no organismo gerando dois compostos: a 
sulfapiridina e o ácido 5-aminossalicílico (5-ASA), ambos farmacologicamente ativos, 
conforme representado na figura a seguir. Sobre esse tipo de pró-fármaco, avalie as 
afirmativas. 
 
Fonte: CHUNG, Man Chin; FERREIRA, Elizabeth Igne. O processo de latenciação no 
planejamento de fármacos. Revista Química Nova, v. 22, n. 1, p. 75-84, Fev. 1999, p.79. 
(Adaptado). 
 
 
 
 I. Neste tipo de pró-fármaco, há a presença de uma terceira porção na molécula que 
age como transportador. 
 II. É considerado um pró-fármaco recíproco, pois após sua hidrólise, a porção 
considerada transportadora também é ativa. 
 III. É considerado um pró-fármaco misto, pois precisa sofrer mais de uma reação de 
hidrólise para liberar as duas porções ativas. 
 
Considerando as afirmativas anteriores é possível dizer que: 
Ocultar opções de resposta 
1. 
Somente a afirmativa III está correta. 
2. 
Somente a afirmativa II está correta. 
Resposta correta 
3. 
As afirmativas I e III estão corretas. 
4. 
As afirmativas estão II e III estão corretas. 
5. 
As afirmativas I e II estão corretas. 
7. Pergunta 7 
/1 
Na modificação molecular de fármacos, são utilizadas substâncias previamente 
conhecidas de fontes naturais ou sintéticas que servirão de base para a estrutura do 
novo fármaco. Neste caso, estamos falando do ......... 
Ocultar opções de resposta 
1. 
Pró-fármaco 
2. 
Homólogo 
3. 
Novo fármaco 
4. 
Análogo 
5. 
Protótipo 
Resposta correta 
8. Pergunta 8 
/1 
A modelagem molecular evoluiu significativamente nas últimas décadas e entrega 
diferentes possibilidades de informações para os pesquisadores que trabalham no 
desenvolvimento de novos fármacos. Alguns sistemas computacionais permitem 
estimar a massa molecular do fármaco, nomes químicos (IUPAC), pontos de fusão e 
congelamento, log P (lipofilicidade) dentre outros. Uma das ferramentas é conhecida 
como “docking” (veja a figura representativa a seguir) e tem como objetivo principal: 
 
Fonte: NOVAES, Bruno Cesar S.; SCOTT, Luis Paulo Barbour. Modelagem molecular e 
docking de proteína-ligante. II Simpósio de Iniciação Científica da Universidade 
Federal do ABC (II

Crie agora seu perfil grátis para visualizar sem restrições.