A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
6 pág.
trabalho

Pré-visualização | Página 1 de 2

O que é organização 
Para aplicar-se os conceitos das escolas clássicas de administração é necessário, primeiramente, 
definir alguns conceitos. Segundo Silva (2013, p.43): "Uma organização é definida com duas ou 
mais pessoas com desejo e disposição de cooperar para o alcance de um objetivo comum." 
O autor cita que as organizações têm quatro aspectos fundamentais, dentre eles o componente 
humano como o mais complexo, sendo o primeiro para Silva (2013, p.44): 
[...] As organizações são feitas de pessoas. Ainda que isso pareça óbvio 
e simplista para o entendimento e a apreciação do componente 
humano, é importante por causa da complexidade dos relacionamentos 
socias e da variabilidade ou diversidade dos seres humanos. O 
componente humano faz das organizações um dos sistemas mais 
complexos e apresenta aos pesquisadores organizacionais e de 
administração o seu crítico desafio. 
Sobre como utilizar o recurso humano nas organizações Silva (2013, p.44) discorre "[...]quando 
pessoas trabalham juntas, um número de coisas se torna necessário. Precisa-se dividir o trabalho 
entre as pessoas e precisa-se procurar pessoas com habilidades ou conhecimentos." 
Sobre as dimensões organizacionais, seus desafios e a responsabilidade das atividades 
estabelecidas, Silva (2013, p. 44) diz: 
[...] As organizações devem ter limites, delimitações, que parecem 
simples de definir, mas que de fato não são. Os limites referem-se à 
ênfase do que as pessoas e membros podem e devem fazer na 
organização e à ênfase do que são as atividades da organização. A 
delimitação da organização é determinada por aquelas pessoas 
oficialmente membros da organização, mas pode também ser 
estabelecida por pessoal contratado, trabalhadores temporários e 
consultores. 
Quanto a finalidade de uma organização o autor conclui que elas são arranjos com propósitos e 
que procuram alcançar objetivos. As organizações não são somente agrupamentos transientes e 
temporários de pessoa; elas existem para perseguir objetivos e metas permanentes. (SILVA, 
2013, p.45). 
 
 
 
 
O que é administrar 
Com o surgurmento das organizaçoes surge a necessidade de administrar, sendo assuim Mary 
Parket Follet definiu administrar como a arte de produzir bens, serviços por meios de pessoas. 
Apenas de que o termoi significa que os objetivos da organizaçao devem ser alcançados por meio 
de outros que executam tarefas especificas, administra vai muito além disso. Segundo Sobral 
(2013, p.6) 
[...] como um processo de coordenação do trabalho dos membros da 
organização e de alocação dos recursos organizacionais para alcançar 
os objetivos estabelecidos de uma forma eficaz e eficiente. Quatro 
elementos podem ser destacados nessa definição: processo, 
coordenação, eficiência e eficácia. 
O autor cita que quatro elementos necessário para o se administrar sendo assim o primeiro para 
Sobral (2013, p.6) 
[...] Primeiro processo de um modo sistemático, de fazer algo. A 
Administração é um processo, pois consiste em um conjunto de 
atividades e tarefas relacionadas a fim de atingir um objetivo comum. 
Em segundo administrar consiste em coordenação do trabalho e dos 
recursos organizacionais para garantir que partes interdependentes 
funcionem como um todo, procurando alcançar a coerência entre os 
processos e os objetivos organizacionais. Por último, administrar 
significa realizar as tarefas e os objetivos organizacionais de forma 
eficaz e eficiente. 
O autor também cita o conceito de eficiência e eficácia, pois apesar das diferenças entres eles o 
mesmo está correlacionado. Sem eficácia a eficiência é inútil na organização e assim não 
conseguindo realizar seus objetivos. Porem é possível ser eficaz quando se é ineficiente, porem 
as organizações até conseguem alcançar seus objetivos, porém com um curto mais alto. Sobre a 
eficiência e eficácia Sobral (2013, p.6) diz: 
[...] Eficiência capacidade de realização das atividades da organização, 
minimizando a utilização dos recursos, ou seja, é a capacidade de 
desempenhar corretamente as tarefas com que o ônus pelo 
desempenho seja muito alto. É uma medida de relação entre os 
resultados alcançados e os recursos consumidos. Quanto maior a 
produtividade da organização, mais eficiente ela será. Sua principal 
preocupação é com os meios, isto e, com o uso econômico dos recursos 
organizacionais. Uma vez que os recursos são escassos (tempo, capital, 
pessoas, equipamentos, etc.), administrar tem como função utilizar a 
eficiência desses recursos. 
[...] Eficácia é a capacidade de realizar as atividades da organização de 
modo a alcançar os objetivos estabelecidos, sendo assim implica 
escolher os objetivos certos e conseguir atingi-los. Sua principal é com 
os fins. A eficácia assume importância decisiva no conceito de 
administrar, já que é a chave para o sucesso de uma organização. Antes 
de focalizar a eficiência dos processos, é necessário definir os objetivos. 
Sendo assim administrar nada mais é como um processo de coordenação do trabalho dos 
membros de uma organização e alocação dos recursos organizacionais para assim atingir os 
objetivos traçados de uma forma eficaz e eficiente 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
Como se realiza o processo de administrar 
O processo de administrar segundo sobral foi definida por Henri Favol Administrador francês do 
início do século XX onde definiu o processo de administra. Segundo Sobral (2013, p.9) 
[...] um processo dinâmico que compreenderia cinco funções 
interligadas: prever, organizar, comandar, coordenar e controlar. Ainda 
hoje, livros e manuais de administração são organizados de acordo com 
essas funções. A única diferença é que as funções de comandar e 
coordenar foram agregadas para formar uma nova função: dirigir- que 
está associado aos processos de gestão de pessoas na organização. Os 
administradores participam do processo de administração executando 
cada umas das funções identificadas para alcançar os objetivos 
definidos pela organização. Apesar de serem quatro funções distintas, 
elas estão relacionadas e são interdependentes e, por isso, os gestores 
devem considerar os efeitos que cada umas dessas funções tem sobre 
as outras. 
As funções de administra consiste basicamente em quatro funções sendo: planejamento, 
organização, direção, controle. Sendo assim o autor definiu cada uma das funções sendo 
primeiramente para Sobral (2013p.10): 
[...] O planejamento consiste na especificação dos objetivos a serem 
atingidos, na definição das estratégias e ações que permitem 
alcança-los e no desenvolvimento de planos que integrem e coordenem 
as atividades da organização. Ele permite que os administradores e 
trabalhadores tenham sua ação orientada para determinados objetivos, 
permitindo-lhes concentrar sua atenção no que é importante para a 
organização. 
A Segunda função é tratada a questão da organização, Sobral (2013, p.10) diz: 
[...] é a função de administrar que faz a distribuição das tarefas e dos 
recursos entre os membros organizacionais. É ela que define quem tem 
autoridade sobre quem e quando e onde devem tomar decisões. A 
organização procura distribuir

Crie agora seu perfil grátis para visualizar sem restrições.