A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
3 pág.
APOSTILA - TEORIA GERAL DA PENA

Pré-visualização | Página 1 de 1

Direito Penal I 
Teoria Geral da Pena 
Conceito: 
“é a sanção imposta pelo Estado, por meio 
da ação penal, ao criminoso como 
retribuição ao delito perpetrado e 
prevenção a novos crimes”. (Nucci) 
É uma consequência jurídica da infração 
penal. 
Finalidades da pena 
a) Teoria absoluta: finalidade retributiva ao 
mal praticado. 
b) Teoria relativa: finalidade preventiva. 
Geral positiva: força da lei. 
Especial positiva: ressocialização. 
Geral negativa: evita reincidência. 
c) Teoria mista: retributiva e preventiva. 
Teorias extremadas da punição 
a) abolicionismo penal: questiona o 
significado das punições. A 
descriminalização e a despenalização são 
soluções para o caos do sistema 
penitenciário. 
b) direito penal mínimo: intervenção 
mínima, ou seja, o direito penal é utilizado 
apenas para crimes mais graves. Punição a 
partir de implementação de programas. 
c) direito penal máximo: marcado pela 
excessiva severidade, incerteza e 
imprevisibilidade de suas condenações e 
penas. 
Teoria das janelas quebradas 
Se não forem reprimidos os pequenos delitos e 
contravenções, conduzirão a crimes mais graves. 
d) garantismo penal: obedece a estrita 
legalidade. Voltado a minimizar a violência 
e maximizar a liberdade. 
- Não há pena sem crime. 
- Não há crime sem lei. 
- Não há conduta sem dolo ou culpa. 
- Não há processo sem acusação. 
- Não há acusação sem prova. 
e) direito penal do inimigo: as pessoas 
consideradas “inimigas da sociedade” não 
precisam receber as mesmas garantias 
concedidos pelo direito penal. 
•Pontos negativos: as penas não respeitam os 
princípios do ordenamento. Utiliza-se um discurso de 
ameaça. 
•Pontos positivos: só se dirige para aqueles que 
formam frente contra o Estado. Os direitos dependem 
do destinatário. 
Convenção americana sobre direitos 
humanos 
Art. 5º - Direito a integridade pessoal. 
Justiça retributiva 
-Retribuição do mal praticado. 
-Punição do crime sem avaliação da vítima. 
-O foco é a punição do autor. 
-Não há assistência à vítima. 
Justiça restaurativa 
Conciliação 
O interesse de reparar é das pessoas 
envolvidas no caso. 
Fundamentos da pena 
-Reabilitação: reeducar o ofensor da lei 
penal. 
-Reparação traz recompensa à vítima. 
-Retribuição: aplica ao condenado uma 
pena proporcional ao delito. 
-Denúncia: faz com que a sociedade 
desaprove o crime. 
-Dissuasão: desaconselha à prática delitiva. 
-Incapacitação: protege a sociedade do 
criminoso. 
Princípios da pena 
• Legalidade 
• Anterioridade 
• Personalidade 
• Individualidade 
• Inderrogabilidade 
• Proporcionalidade 
• Humanidade 
Cominação da pena 
a) Isoladamente: somente uma pena é prevista ao 
agente. 
b) Cumulativamente: quando é possível aplicar mais 
de uma moralidade de pena. 
c) Alternativamente: há possibilidade de opção entre 
duas modalidades